Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Recife agenda vacinação contra Covid para grávidas e puérperas

Cadastro pode ser feito pela internet, a partir das 12h desta terça-feira (4). A vacina começa a ser aplicada na quarta-feira (5). Cidade já imuniza pessoas com síndrome de Down e com algumas comorbidades.

Por G1 PE e TV Globo

Recife anunciou o agendamento da vacinação contra a Covid-19 mulheres grávidas e puérperas, que deram à luz há menos de 45 dias. O cadastro pode ser feito a partir das 12h desta terça-feira (4), na plataforma Conecta Recife, disponível na internet e como aplicativo para celulares. A vacina começa a ser aplicada na quarta-feira (5).

O novo grupo foi anunciado devido ao recebimento do primeiro lote de vacinas contra Covid-19 da Pfizer, na segunda-feira (3). Compradas pelo governo federal, cerca de 17 mil doses tinham entrega prevista inicialmente para o sábado (1º). Essa remessa foi destinada à capital, Olinda Jaboatão dos Guararapes.

“Com o recebimento das vacinas Pfizer, nós estamos abrindo esse grupo para vacinar preferencialmente com a vacina Pfizer, tendo em vista que essa vacina foi testada para mulheres grávidas e tendo sua aprovação pelas autoridades sanitárias”, explicou o prefeito João Campos (PSB).

Pernambuco recebe primeiro lote de vacinas contra Covid-19 da Pfizer

A vacinação desse novo grupo acontece exclusivamente em quatro locais: no Parque da Macaxeira, na Avenida Norte; na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE), em Dois Irmãos, na Zona Norte; no Juizado de Pequenas Causas, na Imbiribeira, e na Unidade Unidade Pública de Atendimento Especializado (UPA-E), no Ibura, ambas na Zona Sul.

Durante o agendamento e também no dia da imunização, é necessário apresentar um documento que comprove a situação. Para grávidas, pode ser laudo médico assinado e carimbado pelo médico, cartão da gestante, exame laboratorial (de sangue ou de imagem) assinado e carimbado por médico.

Para aquelas mulheres puérperas, é preciso levar a certidão de nascimento do filho ou o laudo de alta da maternidade para comprovar que a criança nasceu há menos de 45 dias.

Por recomendação do Ministério da Saúde, as gestantes e puérperas só devem tomar a vacina contra covid-19 14 dias após tomarem a vacina de Influenza (gripe) e/ou outra do calendário de vacinação. Caso a puérpera ainda seja lactante, deverá ser orientada a não interromper o aleitamento materno.

Outros grupos

Na capital pernambucana, também podem ser vacinadas trabalhadores da saúde, pessoas com idades a partir de 60 anos e os seguintes moradores:

  • com idade entre 18 e 59 anos que são transplantadas de órgão sólido ou de medula óssea;
  • com síndrome de Down;
  • com HIV;
  • com doença renal crônica que fazem hemodiálise;
  • com obesidade mórbida.

Também podem se vacinar as pessoas com idade entre 55 e 59 anos com quaisquer comorbidades elencadas no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra a Covid-19 (PNO), definidas pelo Ministério da Saúde (veja lista abaixo).

Para comprovar a condição de saúde, é obrigatório anexar, durante o agendamento, um laudo ou uma declaração informando a comorbidade.

São aceitos como documento comprobatório: a declaração modelo fornecida no site, que deve ser preenchida e assinada por um médico, ou laudo médico que contenha uma das comorbidades elencadas pelo governo federal, com a respectiva Classificação Internacional de Doenças (CID) da doença/condição.

Os documentos também devem ser levados no momento da vacinação. A declaração ou o laudo precisam ser originais e ficarão retidos no local. Somente pessoas com síndrome de Down não precisam apresentar laudo.

Grupos que podem ser vacinados

A partir de 18 anos:

  • Pessoas transplantadas de órgão sólido ou medula óssea;
  • Pessoas com síndrome de Down;
  • Pessoas com HIV;
  • Pessoas com doença renal crônica em terapia de substituição renal (diálise);
  • Pessoas com obesidade mórbida.

Somente maiores de 55 anos, com comorbidades no Plano Nacional de Operacionalização da Vacina contra Covid-19:

  • Diabetes miellitus;
  • Pneumopatias crônicas graves;
  • Hipertensão arterial persistente e nos estágios 1, 2 e 3 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade;
  • Insuficiência cardíaca;
  • Cor-pulmonal e hipertensão pulmonar;
  • Cardiopatia hipertensiva;
  • Síndromes coronarianas;
  • Valvopatias;
  • Miocardiopatias e pericardiopatias;
  • Doenças da aorta, dos grandes vasos e fístulas arteriovenosas;
  • Arritmias cardíacas;
  • Cardiopatia congênita no adulto;
  • Próteses valvares e dispositivos cardíacos implantados;
  • Doença cerebrovascular;
  • Doença renal crônica;
  • Imunossuprimidos;
  • Pacientes oncológicos com tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses;
  • Hemoglobinopatia grave;
  • Obesidade mórbida;
  • Síndrome de Down;
  • Cirrose hepática.

CoronaVac

A escassez de unidades de CoronaVac levou a capital pernambucana a suspender a aplicação da 2ª doses da vacina até o dia 10 de maio. Todas as pessoas que estavam marcadas para receber o reforço do imunizante foram reagendadas, segundo a prefeitura.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.