Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Pesquisa coleta sangue de 2,1 mil moradores de Noronha para avaliar imunidade após a vacina da Covid-19

Estudiosos concluíram primeira fase da pesquisa na quarta-feira (28). Pesquisadores querem saber se há necessidade da aplicação de uma terceira dose da vacina.

Por Ana Clara Marinho, G1 PE

pesquisa para avaliar a imunidade dos moradores de Fernando de Noronha após aplicação da vacina contra a Covid-19 concluiu a primeira fase na quarta-feira (29). Em 13 dias de trabalho, foram realizadas 2,1 mil coletas de sangue.

Com a análise do material coletado de moradores já vacinados, os estudiosos querem investigar, entre outras questões, se há necessidade de aplicação de uma terceira dose da vacina contra o novo coronavírus.

Segundo os responsáveis pela pesquisa, o número de voluntários ainda pode aumentar. Os pesquisadores vão realizar a coleta domiciliar de alguns moradores interessados em participar do estudo e que têm dificuldade de locomoção.

Dados do governo indicam que os 3,8 mil moradores adultos da ilha receberam a primeira dose da vacina contra a Covid-19. A expectativa da Administração de Noronha é imunizar com a segunda dose a população local até o final de agosto de 2021.

Coordenador da pesquisa, o médico Mozart Sales, que é especialista da Secretaria Estadual de Saúde, esperava uma participação maior de voluntários.

“Esperávamos um número um pouco maior, mas esse número é satisfatório para fazermos o acompanhamento. A participação é voluntária. Contamos com aqueles que querem ser acompanhados”, disse Sales.

O coordenador informou também que, a partir da primeira semana de agosto de 2021, começam a ser entregues os primeiros resultados dos exames dos participantes. A análise do grupo será feita com a finalização do processamento geral.

A segunda fase da coleta de sangue vai ocorrer em setembro de 2021. Os moradores que não fizeram a primeira coleta ainda podem ser incluídos no estudo.

“Vamos fazer um grupo à parte para acompanhar essas pessoas que não participaram da primeira fase. O ideal é realizar a coleta nas três fases, por isso a participação das 2,1 mil pessoas será fundamental nas próximas etapas”, explicou Sales.

O estudo prevê uma terceira coleta em fevereiro de 2022. Com os exames, os pesquisadores vão avaliar o nível de imunidade dos moradores vacinados ao longo do tempo.

O trabalho é realizado em parceria pela Secretaria Estadual de Saúde, pela Administração de Noronha, pelo Instituto de Medicina Integral Fernando Figueira (Imip) e pela Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) .

Também participam do estudo a Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope).

A pesquisa foi aprovada pela Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep), do Ministério da Saúde.

Covid-19 na ilha

A Administração de Fernando de Noronha informou, na quarta-feira (28), que foi identificado mais um caso de Covid-19 na ilha. O paciente está em isolamento domiciliar. Ao todo, Noronha somou 725 registros da doença, número contabilizado desde o início da pandemia, em março de 2020.

Desse total, 716 pessoas estão recuperadas e cinco óbitos foram confirmados. Há, ainda, três pacientes em quarentena.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.