Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Incêndios tiram mais de 13 mil pessoas de suas casas na Califórnia

Mais de 13.000 pessoas foram retiradas de suas casas no estado da Califórnia, no sudoeste dos Estados Unidos, para fugir do fogo, que já arrasou milhares de hectares e calcinou dezenas de casas em uma região onde 21 incêndios se mantêm ativos nas últimas horas.

Segundo os últimos dados do Departamento Florestal e Proteção Anti-Incêndios (CAL FIRE), a situação de alerta máximo continua no norte da Califórnia devido aos ventos e às tempestades elétricas que se repetem na região desde a semana passada.

A grave seca que atinge o estado e as altas temperaturas transformam a região em “um barril de pólvora”, segundo o governador da Califórnia, o democrata Jerry Brown.

O maior incêndio ativo neste momento, chamado Rocky Fire, se encontra em uma área agreste entre os condados de Lake, Yolo e Colusa, ao norte de Sacramento e da área vitivinícola do vale de Napa.

O porta-voz do CAL FIRE, Daniel Berlant, informou que as chamas tinham calcinado mais de 25.090 hectares e que as equipes de extinção tinham controlado 12% do incêndio, que arde desde o dia 29 de julho e já destruiu 24 residências e outras 26 estruturas.

As autoridades preveem que o fogo será completamente apagado apenas na segunda-feira (10).

Mais de 3.100 pessoas trabalham em sua extinção, um terço do total espalhado por todo o território californiano para conter o avanço das chamas que em 30 de julho tiraram a vida de David Ruhl, um capitão do serviço de bombeiros.

O condado de Trinity, perto da fronteira com o Oregon, no norte do estado, registra neste momento dois dos incêndios mais extensos da Califórnia, sendo que o maior deles, chamado Fork Complex, já queimou 10.200 hectares e só está contido em 5%.

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.