Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

Detenta que rompeu tornozeleira para fugir com a filha se entrega e volta para a Colônia Penal Feminina do Recife

Foragida desde o domingo (1º), a detenta que rompeu a tornozeleira eletrônica de monitoramento durante a prisão domiciliar se apresentou, na tarde da quarta-feira (4), à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos. A mulher chegou ao local com a filha, um bebê de 35 dias, e foi encaminhada, junto com o bebê, à Colônia Penal Feminina do Recife, no bairro do Engenho do Meio, na Zona Oeste da capital pernambucana.

De acordo com o promotor de Justiça da Vara de Execuções Penais de Pernambuco, Marcellus Ugiette, a mulher alegou que saiu de casa por estar sendo ameaçada pelo companheiro. “Na versão dela, o companheiro estava com uma outra mulher dentro de casa e ela estava sofrendo ameaças”, explica.

Após o encaminhamento à Colônia Penal, a detenta será ouvida por Ugiette e pelo juiz da Vara. “Vamos verificar se ela pode ter uma nova chance ou não, mas o fato de ela ter se apresentado já é favorável”, explica. Ainda não há uma data para a audiência.

Entenda o caso
O companheiro da detenta procurou o promotor na segunda-feira (2) com a tornozeleira na mão, alegando ter saído para pegar uma ração para o cachorro na casa da ex-namorada. O desaparecimento da mulher teria sido descoberto através de um vizinho.

Após à fuga, a prisão domiciliar não chegou a ser revogada, mas foi suspensa e o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) passou a investigar o caso. Presa desde 2011 pelo assassinato da mãe no município de Sertânia, no Sertão de Pernambuco, a mulher de 25 anos deve responder a uma infração administrativa por romper o equipamento.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.