Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Tradição e inovação no São João de Arcoverde

19iiiiiweifiwvifiwviwiiiiiiwfvbvgb_05-21-2014A prefeitura de Arcoverde anunciou, nesta terça-feira (20), a programação do São João de Arcoverde em coletiva de imprensa. Ao todo, serão dez dias de festividades juninas com uma grade de atrações com artistas locais, como Jorge de Altinho, Geraldinho Lins, Academia da Berlinda, Cocos Raízes e Trupé de Arcoverde, e atrações nacionais nacionais, como Claudia Leitte, Bruno e Marrone e Fafá de Belém.

Com o tema “Luz, Câmera, Ação… o cinema vai passar no melhor São João do Nordeste” a festividade junina, que acontece entre os dias 19 e 28 de junho, homenageará o cinema Rio Branco, fundado em 1917, e atualmente considerado o cinema mais antigo em funcionamento na América Latina. ”Esta é uma temática diferenciada e que vai chamar bastante atenção. Nós contaremos a história de fundação do cinema e teremos diversas projeções”, conta a prefeita Madalena Brito.

Além do cinema, a estrutura da cidade terá espaço para shows, espetáculos teatrais e recitais, divididos entre dez polos de animação: Multicultural, Artes, Pé de Serra, Multimusical, Forrogospel, Vila de Rio Branco, Gastronomia, Diversão, Raízes do Coco e Budega da Poesia. Segundo o secretário de Turismo da cidade, Albérico Pacheco, apesar de dividas em polos específicos, o público não terá dificuldades para conferir diversas atrações. ”Os pólos são próximos e o nosso objetivo é facilitar a circulção das pessoas entre eles, possibilitando que o público assista diversas atrações em uma noite”, afirma. A exceção fica para os pólos Raízes do Coco e o Budega da Poesia, que segundo ele, possuem programação diurnas e um público específico.

O grande destaque da programação fica para a cantora Claudia Leitte, que se apresenta no dia 21 de junho. “Nós convidamos ela, como forma de também homenagear à Copa do Mundo, já que ela está representando este evento com a música oficial”, conta Madalena Brito. ”Arcoverde é uma cidade com uma cultura muito rica, na qual o turista pode chegar e procurar onde ele quer se divertir, com atrações que variam dos ritmos locais até o rock”, complementa.

Além disso, a noite da segunda-feira seguinte (23) é reservada para os ritmos locais, com o 2º Grande Encontro dos Cocos Raízes e Trupé de Arcoverde. Para Cícero Gomes, mestre do Coco Trupé, esse destaque especial para o coco é muito importante para a manutenção da tradição. “Para mim, esta é uma parceria muito boa. A tradição de Arcoverde é o coco, o turista vai para ver e dançar o coco. Hoje, quando a gente toca, não só eu, como o Coco Raízes, enche de gente, assim como já foi com o Cordel do Fogo Encantado. Então, se não tiver o coco em Arcoverde, não tem São João”, afirma ele, que também já foi um dos principais integrantes do Coco Raízes.

Veja a programação completa abaixo:

19/06 – Os Pariceiros, Lucy Alves, Jorge de Altinho
20/06 – Marzinho de Arcoverde, Magníficos e Thiago Costa
21/06 – Forró Estigado, Wagner Carvalho, Claudia Leitte e Noda de Cajú
22/06 – Paulinho Leite e Fafá de Belém
23/06 – Academia da Berlinda, 2º Grande Encontro dos Cocos Raízes e Trupé de Arcoverde, e Luan e Forró Estilizado
24/06 – Flávio Leandro, Geraldinho Lins, banda Kitara
25/06 – Garota Safada, Benil, Forró da Curtição
26/06 – Banda Pinga Fogo, Limão com Mel e Forró Arreio de Ouro
27/06 – Gabriel Diniz e Bonde do Brasil
28/06 – Forró Kartuxo, Valdinho Paes, Bruno e Marrone e Capim com Mel

 

 

Do Social 1

Foto: Alef Pontes/NE10

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mesmo com Exército e PM, homicídios crescem em Pernambuco

19iiiiierfgv ergeeiiiiiiiwefwvwfvwve5ty45y6ii43i22_05-20-2014A Operação Pernambuco não foi suficiente para manter sob controle o número de homicídios no Estado. Mesmo com o fim da greve da Polícia Militar, o que representou o retorno de 20 mil homens às ruas, e com a presença de 2.250 militares do Exército, a quantidade de assassinatos cresceu. De 13 a 15 deste mês, período da paralisação da PM, foram registrados 40 crimes violentos letais intencionais em Pernambuco. Já entre os dias 16 e 18, quando a situação atípica já havia sido normalizada, a Secretaria de Defesa Social (SDS) informou que ocorreram 46 mortes, acréscimo de 15%. Em maio, a média diária pré-greve era de 9,8 homicídios, saltou para 13,3 durante o movimento e voltou a subir para 15,3 no fim de semana.

Os dados foram apresentados somente depois da entrevista coletiva do governo estadual e do Exército, no Palácio do Campo das Princesas, no início da noite de ontem. O secretário Alessandro Carvalho procurou desvincular as mortes à paralisação da PM. “Uma coisa é a greve, mas nas sextas, sábados e domingos, por rotina, sempre tem um aumento no número de mortes. Saiu da curva, mas não podemos dizer que foi em razão da greve. Isso não é porque a polícia não foi para a rua ou foi e não trabalhou”, argumentou.

As próprias estatísticas da SDS, no entanto, revelam um sobressalto. No período entre 9 e 11 deste mês, que corresponde ao final de semana anterior à greve, Pernambuco teve 35 CVLIs, bem abaixo do cenário registrado de 16 a 18. No comparativo com os quatro fins de semana de maio do ano passado, o aumento nos assassinatos também ressoa – foram 25, 24, 33 e 33 mortes. A assessoria de imprensa da SDS salientou que o balanço de homicídios do final de semana passado ainda não era consolidado, podendo haver alterações.

Apesar de não ter conseguido reduzir os assassinatos no Estado, a Operação Pernambuco normalizou o caos social que havia se instaurado sobretudo na Região Metropolitana do Recife com a greve da Polícia Militar. O Exército empregou 1.300 militares no Grande Recife e outros 950 no interior. A PM, por outro lado, lança diariamente 5.300 homens por dia às ruas. A verificação feita nos últimos dias mostrou que 100% do efetivo da PM voltou ao trabalho.

“De sexta-feira para cá, houve uma consolidação nas condições de segurança pública em Pernambuco, o que nos permite afirmar que a missão das Forças Armadas está sendo cumprida. Em breve faremos outra avaliação para rever a real necessidade e, se assim for decidido, suspender nossa participação”, declarou o comandante da 7ª Região Militar, general Jesus Correia.

O decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO), assinado pela presidente Dilma Rousseff, é válido até o dia 29 deste mês, mas o governador João Lyra Neto não confirmou se vai usar o efetivo da Força Nacional e do Exército até o término do prazo. Reuniões de monitoramento são realizadas diariamente.

Mesmo com o temor de uma paralisação geral das polícias prevista para amanhã, o general garantiu que o Estado não voltará a viver dias como os da semana passada, quando a falta de vigilância gerou uma onda de saques, assaltos e terror. “Não vai ter nada que afete a população. O sentimento de tranquilidade retornou. Andei pelo Recife todo e vi que a rotina voltou, com comércio aberto e pessoas circulando”, frisou.

SINDICÂNCIA – A Corregedoria Geral da Secretaria de Defesa Social instaurou ontem sindicância para investigar a conduta de policiais militares durante a greve. A apuração será conduzida pelo corregedor auxiliar Mário Messias, coronel da reserva, e visa avaliar eventuais transgressões cometidas por líderes ou participantes do piquete da PM. Inquérito Policial Militar também foi aberto. A SDS não adiantou quantos PMs serão investigados.

“É dever do ofício do Estado quando ocorrem transgressões. É preciso confirmar quem participou e qual o limite de envolvimento de cada um”, afirmou Alessandro Carvalho. Um dos líderes do movimento, o soldado Joel Maurino, do 18º BPM, disse não ter retaliações por ter comandado o movimento.

 

 

 

Do Jornal do Commercio
Foto: Hélia Scheppa/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Exército e Força Nacional podem deixar Pernambuco antes do prazo

19iiiiiiwefweifweifw4tt5tb3bgt33iiiiiiiv333vv_05-20-2014A presença do Exército e da Força Nacional em Pernambuco pode ser encerrada antes do prazo previsto para o dia 29 deste mês. A avaliação foi apresentada nessa segunda-feira (19) pelo Governo do Estado, que avalia que a segurança já foi restabelecida após a greve de policiais militares e bombeiros ocorrida na semana passada, que gerou saques e arrastões.

“A missão das Forças Armadas está sendo muito bem cumprida. Podemos assegurar à população que as condições de segurança foram restabelecidas e a Cidade do Recife, bem como o Estado, vive um quadro de tranquilidade”, avaliou o general Jesus Correia, que comanda a 7ª Região Militar.

“Cremos que muito em breve, mediante a determinação do Governo do Estado, teremos condições de realizar outra avaliação verificando, de fato, a real necessidade de suspender ou não atuação das forças armadas no Estado”, completou. A decisão cabe ao governador João Lyra Neto (PSB).

O balanço da Operação Pernambuco foi realizado em conjunto com os secretários estaduais da Casa Civil, Luciano Vásquez, e da Defesa Social, Alessandro Carvalho. Ambos ressaltaram a normalidade da situação da segurança pública no Estado.

“Não só o efetivo está nas ruas, assim como o padrão de produtividade – prisões e Termos Circunstanciados de Ocorrência -, está de acordo e até superior, em alguns pontos, ao que nós tínhamos antes da greve”, revelou Carvalho.

O pedido de apoio do Exército e da Força Nacional ao Palácio do Planalto ocorreu na quarta-feira (14), dia em que os policiais militares entraram em aquartelamento e protestaram em frente ao Palácio do Campo das Princesas.

O governador chegou a conversar com a presidente Dilma Rousseff (PT) por telefone. No dia seguinte, as forças chegaram a Pernambuco.

Blog de Jamildo

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Policiais Militares de Pernambuco não vão aderir a paralisação nacional prevista para quarta

19iiiiiiy45i45y4b44iiiiiiiii34t3v4fvgiiiiiii34g3gv3_05-20-2014A deputada Terezinha Nunes (PSDB) participou de reunião com o comissão dos policiais militares que estiveram à frente da greve da categoria para ajustar pontos que foram acordados com governo do Estado para por fim ao movimento paredista.

No encontro, que aconteceu hoje (19) na Assembleia Legislativa de Pernambuco, os policiais garantiram que não vão aderir à paralisação nacional das PMs que está marcada para a próxima quarta-feira.

Segundo Terezinha a decisão trouxe alívio para a população pernambucana que sofreu com as consequências da recente greve dos policiais militares.

“ A sociedade não merece passar por outra onda de saques, violência e insegurança “, defendeu.

Os deputados Daniel Coelho (PSDB), Sérgio leite (PT), Alberto Feitosa (PSB), Odacir Amorim (PT) e Augusto César (PTB) também participaram da reunião.

As polícias Federal, Rodoviária Federal e policiais civis de 14 Estados, entre eles São Paulo e Rio, prometem parar na quarta-feira (21).

O ato nacional reivindica uma reformulação na política de segurança pública para o Brasil. Outras policiais civis devem aderir ao movimento. Até esta terça, 20, policiais de mais cinco Estados e do Distrito Federal se reúnem em assembleia para definir a participação no movimento.

O movimento de paralisação, por 24 horas, é organizado pela Cobrapol e pela Fenapef (Federação Nacional de Policiais Federais) e pela Fenaprf (Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais).

Do Blog de Jamildo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Celpe pagará R$ 50 mil a família de caminhoneiro morto

A família de um caminhoneiro morto por choque elétrico em 2010 receberá uma indenização de R$ 50 mil a título de danos morais e uma pensão mensal de meio salário mínimo da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe). A vítima foi eletrocutada enquanto fazia reparos no veículo, em Caruaru no Agreste pernambucano.

A decisão do juiz Marcus Vinicius Nonato Rabelo Torres, da 8ª Vara Cível do Recife foi publicada no Diário da Justiça Eletrônico do dia. A empresa pode recorrer da condenação.

O caminhoneiro estava embaixo do veículo, fazendo serviços de manutenção, no dia 8 de julho de 2010, em frente à oficina Vitoriense, quando houve a elevação acidental da caçamba do caminhão e esta tocou nos fios de alta tensão da rede elétrica que estavam em altura abaixo do limite permitido por lei. O homem morreu no local ao receber a descarga elétrica.

 

Do Jornal do Commercio

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Acidente ocupa trecho da BR-232

Um acidente envolvendo pelo menos um caminhão e um veículo de passeio ocupava um trecho da BR-232, em Jaboatão dos Guararapes, Grande Recife. A colisão ocorreu na altura do quilômetro 11, sentido Caruaru-Recife, nas proximidades da entrada do bairro de Curado 2. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) foi acionada às 15h20 da segunda (19) e enviou patrulheiros ao local, mas não soube informar o que teria causado a batida.

Uma das faixas da rodovia estava bloqueada às 18h10, segundo a PRF. Curiosos, que teriam parado na região para conferir a colisão, se envolveram em outros pequenos acidentes. No entanto, não há registro de feridos.

Acidente BR-232 (Foto: Reprodução/TV Globo)
Colisão ocorreu nas proximidades da entrada do bairro de Curado 2
(Foto: Reprodução/TV Globo)
G1 PE
Foto: Chico Peixoto / Leiajáimagens / Estadão Conteúdo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Polícia começa a devolver nesta segunda mercadoria saqueada em Abreu e Lima

19iiietiertieriti3it34it3i4t3it3iti65Lojistas de Abreu e Lima, na Região Metropolitana, cujos estabelecimentos foram saqueados nos últimos dias 14 e 15 passados, durante greve da Polícia Militar, podem começar a receber de volta algumas mercadorias ainda nesta segunda-feira (19). Durante o final de semana, muitos produtos foram devolvidos ou abandonados pelas ruas da cidade, chegando a encher um caminhão-baú e a se espalhar pelos cômodos da delegacia local. A identificação e ouvida dos saqueadores começa a ser feita, hoje, por meio de uma força-tarefa da Polícia Civil.

“Vou me reunir com o delegado Luiz Andrey (gestor da Delegacia Integrada Metropolitana) para definir a logística desse trabalho, logo cedo, pois nós não temos estrutura física nem de pessoal”, informou Alberes Félix. “Um lojista nos cedeu um caminhão e ele já está lacrado. Mas as mercadorias continuam chegando. Quem vem entregar deixa nome, endereço e telefone, diz de onde tirou o produto e marca uma data para prestar depoimento, levando um recibo da entrega”.

De acordo com o delegado, as pessoas que estão devolvendo as mercadorias roubadas não são autuadas em flagrante e podem ser beneficiadas juridicamente pelo que a legislação chama de “arrependimento eficaz”, quando o efeito do crime é anulado. “Vai depender do entendimento do juiz. Ele pode diminuir a pena ou até mesmo optar por não aplicá-la”.

No caso de quem está abandonando as mercadorias na rua, a situação fica mais complicada, pois a pessoa terá de provar o que fez com o produto do roubo. Diversas geladeiras, máquinas de lavar, aparelhos de ar-condicionado foram deixados pelas esquinas e recolhidos pela Polícia Militar. Essas mercadorias deverão ter sua origem identificada pelos lojistas, por meio de códigos e números de série. Ontem também foram feitos três flagrantes, após denúncia de vizinhos.

A polícia continua recolhendo imagens de TVs, jornais, sites e redes sociais para identificar os saqueadores. Quem comprar produto roubado também poderá responder criminalmente. Os crimes variam entre furto (um a quatro anos de reclusão), roubo (quatro a dez anos), receptação (um a quatro anos) e receptação qualificada (três a oito anos).

Para reforçar as investigações sobre os responsáveis pelos saques e vandalismo em Abreu e Lima e Paulista, o governador João Lyra Neto também vai receber, hoje, imagens obtidas pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Pernambuco (Fecomércio-PE). O material será entregue pelo procurador-geral de Justiça, Aguinaldo Fenelon, que estará no Palácio do Campo das Princesas, às 15h. A ideia é ajudar a agilizar as investigações. O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) informa que vai acompanhar de perto a apuração realizada em todo o Estado, para que não haja impunidade.

 

 

 

Do JC Online

Foto: Michele Souza/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Milhares de pessoas aplaudem a história de Luiz Gonzaga

19iiiriwei35ti67iiuijimiibgiddA noite deste domingo (18) foi de saudade e alegria para milhares de pessoas que lotaram a Praça do Arsenal, no Bairro do Recife. Elas se apertavam para ver a peça Gonzagão – A lenda, do diretor pernambucano João Falcão, que conta a vida e canta a obra do eterno Rei do Baião.

Com oito atores e uma atriz, a peça mantinha o público atento misturando o desenrolar da história de Luiz Gonzaga com músicas que ficaram famosas em seu repertório. O espetáculo começou às 19h, mas quem não se adiantou não conseguiu pegar uma das duas mil cadeiras disponibilizadas pela organização na Rua do Observatório. Muita gente assistiu de pé.

Ontem foi a segunda noite do espetáculo e, além das duas mil pessoas sentadas, cerca de cinco mil ocupavam os arredores da praça, segundo estimativas da organização do evento. A outra sessão foi no sábado (17), quando, ainda de acordo com a organização do evento, 4,5 mil pessoas estavam no local.

 

Do JC Online

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Policiais civis articulam operação padrão a partir desta segunda-feira

19iii5yi457i68i3i4i2323iiferigerigeeee_05-19-2014Após as manifestações que culminaram com a greve dos policiais militares que assustou a população, é a vez dos policiais civis. De acordo com o presidente da União dos Escrivães de Polícia de Pernambuco (Uneppe), Divanildo Gonçalves, a partir de 0h desta segunda-feira (19) começa uma operação padrão, na qual os profissionais só trabalham na delegacia na presença do delegado e vão para a rua somente com coletes à prova de balas e ordem de serviço por escrito. Participam da operação escrivães, agentes, peritos papiloscopistas e comissários.

Em contrapartida, a diretoria do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Pernambuco (Sinpol-PE) esclarece, por meio de nota, que não existe nenhuma deliberação em assembleia por parte da categoria quanto a qualquer ato de protesto. A operação padrão está sendo organizada por um grupo dissidente.

Além da operação padrão também está prevista uma passeata na próxima quarta-feira (21), às 15h. A concentração será na Praça Oswaldo Cruz, na Boa Vista, com destino ao Palácio do Campo das Princesas e Assembleia Legislativa, no Centro do Recife. A principal reinvindicação é que todos os policiais recebam o mesmo percentual da gratificação de risco de morte. Atualmente, os delegados recebem 225% e os policiais, em geral, apenas 100% sobre o salário base.

A categoria está mobilizando os policiais que não forem para a passeata para ficarem de braços cruzados em frente às delegacias vestidos com camisas brancas.

De acordo com o presidente da Uneppe, Divanildo Gonçalves, o salário dos policiais civis de Pernambuco é o mais baixo do Brasil. Atualmente, o salário base é de, aproximadamente, R$ 1.400. Um acordo aprovado em 2011 entre o governo estadual e o Sinpol prevê aumento gradual do salário base dos policiais civis, através do plano de cargos e carreira. Em 2012 e 2013 foram feitos dados reajustes de 8,40% e 8,14%, respectivamente. Em junho de 2014 já está previsto um aumento de 14,55%, resultando em um salário de R$ 1.633,34. A Uneppe denuncia também excesso de horas extras devido à falta de policiais.

“Além disso, o movimento surgiu após a má administração do Sindicato dos Policiais Civis de Pernambuco (Sinpol-PE). Hoje, a maioria dos policiais não aceita o sindicato como representante legal”, denuncia. A manifestação do dia 21 está sendo organizada pela Confederação Nacional dos Policiais Civis do Brasil (Cobrapol) em todo o País, mas, segundo o Sinpol, o órgão não foi oficialmente comunicado, por isso não aderiu ao movimento.

No Recife, a previsão é de que participem caravanas de cidades como Caruaru, Vitória de Santo Antão, Goiana, Limoeiro, Garanhuns, Palmares, Santa Cruz do Capibaribe, Afogados da Ingazeira e Petrolina. A estimativa da diretoria é de que pelo menos dois mil policiais esteja presentes na caminhada.

Depois da manifestação haverá uma assembleia para decidir se a operação padrão continua.

 

 

Do NE10

Foto: arquivo/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Protesto de professores marca comemoração oficial do aniversário de Caruaru

19iiiiiiwfiwefwefgergtrihiiiii_05-19-2014Após a Prefeitura de Caruaru, no Agreste de Pernambuco, cancelar a programação festiva de aniversário da cidade alegando como motivo a recente greve da Polícia Militar, a comemoração oficial realizada no Marco Zero, na manhã deste domingo (18), data em que a Capital do Agreste completa 157 anos, foi surpreendida por protesto organizado por dezenas de professores municipais e membros da Associação dos Trabalhadores em Educação de Caruaru (Atec).

O ato ocorreu durante o hasteamento das bandeiras do município, de Pernambuco e do Brasil, cerimônia que contou com a presença do prefeito da cidade José Queiroz (PDT) e do vice Jorge Gomes (PSB), além do governador João Lyra Neto (PSB) e das deputadas estaduais Raquel Lyra e Laura Gomes, ambas do PSB.

Com apitos, bandeiras, cartazes, alto-falante, batendo em panelas e segurando uma faixa em que estava escrita com letras maiúsculas a frase “Abaixo à ditadura de Zé Queiroz”, os manifestantes sequer se deixaram interromper pela execução dos hinos Nacional Brasileiro, de Pernambuco e de Caruaru. Também na oportunidade, ocorreram apresentações musicais de bandas marciais como a do 4º Batalhão de Polícia Militar (BPM) e da Banda Comercial Normando Dias.

Logo depois, Queiroz e a comitiva de autoridades se dirigiram até a Igreja da Conceição, onde uma missa foi celebrada pelo bispo Dom Bernardino Marchió em homenagem ao aniversário do município. Antes da celebração, prefeito e governador discursaram do altar do santuário, sob os olhares do bispo, secretários municipais, correligionários e da primeira-dama de Caruaru Carminha Queiroz.

Em tom pacífico, o gestor do município disse que nem sempre é possível tomar decisões que agradem a todos e ressaltou a bondade que carrega no coração. “Sou um homem de paz, de muito amor, de muita fé”. E completou: “hoje é dia de ter paz ainda mais no coração ao celebrarmos os 157 anos de Caruaru”.

Como primeiro governador do Estado a participar das comemorações de aniversário da Capital do Agreste, João Lyra também optou pelo discurso pacífico e ressaltou que só “através da paz” é que se pode avançar e conquistar tudo “aquilo que o povo precisa, principalmente o povo mais humilde, mais pobre e mais discriminado”, afirmou.

Professores cantaram grito de guerra contra o prefeito José Queiroz. Imagens: José Roberto/ TV Jornal

Na saída da Igreja, mais barulho e protesto por parte do grupo de professores municipais e profissionais da educação esperavam pelo prefeito. Insatisfeitos com o desfecho sem acordo da greve de 82 dias que a categoria realizou na cidade, os docentes cantavam em forma de grito de guerra a seguinte frase: “a nossa luta não acabou, o professor não se curva ao ditador”.

 

 

NE10

Foto: Reprodução TV Jornal

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.