Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Olinda, Palmares e Arcoverde ganham delegacias especializadas para atender mulheres vítimas de violência

Unidades foram criadas por lei nesta quinta (6). Ex-mulher do ex-secretário Pedro Eurico registrou denúncias de agressão em Paulista, por falta de serviço em Olinda. Estado divulgou dados sobre violência.

Por g1 PE

Pernambuco anuncia abertura de novas delegacias da Mulher

Olinda vai sediar uma das três novas delegacias de atendimento a mulheres vítimas de violência. Como lá ainda não há esse serviço, Maria Eduarda de Carvalho, ex-mulher do ex-secretário de Justiça Pedro Eurico, fez, em 2021, denúncias de agressões e estupro, em Paulista, cidade vizinha. A lei, sancionada nesta quinta (6), prevê unidades Palmares, na Zona Mata Sul, e Arcoverde, no Sertão.

O anúncio da criação das três novas delegacias foi feito durante a solenidade de avaliação do Programa Pacto pela Vida, série de medidas adotadas para reduzir a violência em Pernambuco.

Segundo o governador Paulo Câmara (PSB), 2021 terminou com o “menor índice de assassinatos desde a inclusão desse tipo de crime nas estatísticas, em 2004”.

Além de sancionar a lei que cria as novas delegacias, o chefe do Executivo estadual afirmou que uma quarta unidade especializada em atendimento a mulheres vítimas de violência vai funcionar em Salgueiro, no Sertão. Ela deveria estar em operação desde 2008.

Segundo a Polícia Civil, as novas delegacias ainda estão em fase de estruturação. Os endereços serão definidos pelo governo, mas a previsão é que elas abram as portas em fevereiro deste ano, funcionado 24 horas. Com essas unidades, o estado passará a ter 14 serviços especializados para atender mulheres.

De acordo com o estadio, as cidades foram escolhidas a partir de critérios como a quantidade de registros policiais de crimes praticados contra as mulheres, especialmente os decorrentes de violência doméstica e familiar.

Também foram levados em conta dados sobre casos de feminicídio, quando a mulher é assassinada por uma questão de gênero, estupro, abem como a quantidade de medidas protetivas de urgência de solicitadas.

Além disso, o governo informou que cidades que não contam com delegacias especializadas para atender mulheres, vão ganhar um novo tipo de serviço: os Núcleos de Atendimento à Mulher.

São salas de acolhimento implantadas em delegacias de cidades que contam com o serviço especializado.

O atendimento será feito por uma equipe técnica multidisciplinar capacitada especialmente para a atenção às mulheres vítimas de violência doméstica, familiar e sexual.

Na reunião do Pacto pela Vida, o secretário de Defesa Social, Humberto Freire, afirmou o governo já começou a avaliar os imóveis e designar os policiais que vão atuar nas novas delegacias.

“Essas novas unidades propiciam que a gente tenha um trabalho de qualidade de focado no atendimento à Mulher. Também teremos serviço de acolhimento em todos os plantões das regiões do estado”, afirmou.

As delegacias da mulher em funcionamento em Pernambuco ficam em Santo Amaro, no Recife, e Prazeres, em Jaboatão dos Guararapes, Paulista e Cabo de Santo Agostinho (RMR); Goiana e Vitória de Santo Antão (Zona da Mata); Caruaru, Surubim e Garanhuns (Agreste); e Petrolina e Afogados da Ingazeira (Sertão).

Crimes contra a mulher

Entre janeiro e novembro de 2021, Pernambuco registrou 80 feminicídios, segundo a SDS. O município com mais casos, no período, foi o Recife, com 12. Em 2020, ocorreram 75 ocorrências de assassinatos de mulheres por causa do gênero.

Também entre janeiro e novembro do ano passado, o estado totalizou 37.591 queixas de violência contra a mulher. Isso representa uma queda de 1% em relação ao mesmo período de 2020, que teve 38.035 casos.

O número de casos de estupro, registrados entre janeiro e novembro de 2021, chegou a 2.195. Isso significa uma queda de 5% em relação ao mesmo período de 2020, com 2.334 queixas desse tipo de crime sexual.

Segundo a SDS, em 2021, a taxa de resolução de inquéritos de feminicídios chegou a 95,3% em Pernambuco.

Dos 85 casos ocorridos no ano, em 81 deles a Polícia Civil apontou autoria, com encaminhamento ao sistema de Justiça. Os inquéritos ainda em andamento estão dentro do prazo para finalização.

Também em 2021, segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), foram concedidas 12.876 medidas de proteção para mulheres vítimas de violência.

A Lei Maria da Penha garante a mulher o direito de pedir à justiça medidas protetivas. É uma forma de manter o agressor longe da vítima.

A mulher pode pedir medida protetiva em casos de violência doméstica e familiar independentemente do tipo de ameaça lesão ou omissão.

Para isso, a vítima deve procurar uma delegacia para relatar a agressão e justificar a denúncia contra o agressor, sem a necessidade de advogado.

Pedro Eurico

O caso das denúncias feitas pela ex-mulher contra o ex-secretário de Justiça de Pernambuco Pedro Eurico Barros e Silva também foi um tema abordado pelo governador Paulo Câmara, durante a reunião do Pacto pela Vida.

As denúncias de Maria Eduarda de Carvalho surgiram em novembro de 2021. Em entrevista à TV Globo, ela disse que foi vítima de agressões durante 25 anos de relacionamento.

‘Achei que estava muito perto da morte e resolvi falar’, diz ex-mulher de Pedro Eurico

A economista aposentada disse, em várias ocasiões, que ele batia, xingava, e até cuspia nela . Pedro Eurico pediu afastamento e foi exonerado pelo governador.

Questionado pela TV Globo, o chefe do Executivo municipal afirmou que o inquérito foi concluído pela Polícia Civil e, agora, está com o Ministério Público de Pernambuco (MPPE).

“Vamos aguardar toda por ação do Ministério Público. A polícia fez o seu trabalho e agora cabe ao Ministério Público a justiça fazer as deliberações sobre esse caso”, declarou.

Segundo a defesa de Maria Eduarda, a polícia indiciou Pedro Eurico por cinco crimes, entre os quais estupro.

Ela afirmou também que fez vários boletins de ocorrência e que teve que prestar queixa em Paulista, mesmo os crimes tendo acontecido em Olinda, onde ela morava.

Desde o surgimento das denúncias, Pedro Eurico negou a prática das agressões. Os advogados dele pediram novos depoimentos, mesmo depois da conclusão do inquérito.

Com a saída de Pedro Eurico, o governo colocou no na chefia da secretaria um antigo auxiliar do ex-secretário.

Eduardo Figueiredo, atual gestor, trabalhou com Pedro Eurico entre 2007 e 2021. Ele começou na assessoria jurídica do ex-secretário de Justiça, quando Pedro Eurico era deputado estadual.

Eduardo Figueiredo trabalha com Pedro Eurico de Barros e Silva desde 2007 — Foto: Reprodução/TV Globo

Eduardo Figueiredo trabalha com Pedro Eurico de Barros e Silva desde 2007 — Foto: Reprodução/TV Globo

Na época, Figueiredo era estudante de direito. Ele ocupou o cargo na Assembleia Legislativa de Pernambuco, até 2010.

Além disso, a mulher de Figueiredo, Danielle Gomes, tinha um cargo na Secretaria de Justiça, na época de Pedro Eurico.

Diante disso tudo, movimentos sociais chegaram a pedir a saída de Eduardo Figueiredo. Sobre a situação do atual secretário, Paulo Câmara disse que “ele está fazendo seu trabalho” e que “nós estamos avaliando todos os dias a situação.”

O governador afirmou, ainda, que a Secretaria de Justiça “vem funcionando plenamente e colaborou muito para que a gente tivesse, em 2021, uma importante marca do Pacto pela Vida”.

Pacto pela Vida

Segundo os dados apresentados nesta quinta, Pernambuco teve as menores taxas de assassinatos e também de roubos, “desde que esses delitos passaram integrar as estatísticas no estado”, em 2004.

A taxa dos homicídios ficou em 33,8 mortes por 100 mil habitantes. Anteriormente, o índice mais baixo, de 34,1 mortes por 100 mil habitantes, tinha sido registrado em 2013, ano em que foram notificas as menores estatísticas criminais desde a criação do Pacto Pela Vida, em 2007.

Em 2021, segundo o governo, ocorreram 3.369 assassinatos. Em 2020, aconteceram 3.759 crimes contra a vida.

Em relação aos roubos, foram registrados 432 casos por 100 mil habitantes. “É a menor taxa desde a criação do Pacto ela Vida e da atual metodologia para este tipo de crime. Anteriormente, o menor patamar havia sido de 452,9 roubos por 100 mil habitantes, em 2020”, informou o governo.

Em oito municípios pernambucanos não houve morte violenta, em 2021. São eles: Brejinho, Frei Miguelinho, Ingazeira, Itacuruba, Mirandiba, Palmeirina, Solidão e Tacaratu.

Das 26 Áreas Integradas de Segurança (AIS) de Pernambuco, oito tiveram taxas mais baixas de assassinatos da história, segundo o governo. .

São elas: Jaboatão, OlindaPaulista, Caruaru, Santa Cruz do Capibaribe, Arcoverde, Floresta e Salgueiro.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Fernando de Noronha anuncia volta da exigência de teste da Covid para entrar na ilha e do uso obrigatório de máscara

Mudanças começam a valer no dia 13 de janeiro. Exame RT-PCR deve ser feito até, no máximo, 48 horas antes do embarque para a ilha.

Por g1 PE

O uso de máscara de proteção contra a Covid-19 volta a ser obrigatório em Fernando de Noronha a partir do dia 13 de janeiro. Também a partir dessa data, a entrada na ilha fica restrita a quem apresentar o exame RT-PCR, com resultado negativo para o coronavírus, feito em até 48 horas (dois dias) antes do embarque.

Além disso, ao chegar a Noronha, é obrigatório apresentar a carteira digital de vacinação, comprovando duas doses de qualquer um dos imunizantes aprovados pela Organização Mundial de Saúde (OMS), inclusive o da Janssen. Essa medida não é válida para crianças.

“Nós vimos que só com a vacinação [contra Covid], não conseguimos manter Noronha absolutamente protegida. Então, vamos voltar ao protocolo de ter que estar vacinado e o teste de RT-PCR”, disse o secretário de Saúde do estado, André Longo, durante coletiva no Recife, nesta quinta (6).

O aumento no número de casos da doença no Brasil e o avanço mundial da variante ômicron motivaram essa decisão do governo de Pernambuco. “A medida visa trazer uma maior segurança para moradores e turistas”, declarou a Administração da Ilha, por meio de nota.

Em Fernando de Noronhao uso de máscara de proteção estava liberado em espaços públicos ao ar livre desde 17 de novembro de 2021. A ilha foi o primeiro lugar de Pernambuco a liberar o uso de máscara em ambientes abertos.

Na época, o governo estadual informou que a liberação foi possível porque todos os adultos de Noronha receberam as duas doses da vacina contra a Covid-19 e os turistas precisam comprovar a imunização para desembarcar na ilha. Com o retorno da obrigatoriedade, a máscara volta a ser exigida em todos os ambientes da ilha.

Até a terça-feira (4), foram contabilizados 26 casos de Influeza A na ilha e 338 casos de Covid. O secretário de Saúde de Pernambuco ressaltou que todas as pessoas que apresentarem sintomas gripais, seja em Fernando de Noronha, seja em outro local do estado, devem procurar fazer exame para detectar Covid-19.

Dúvidas sobre o protocolo de entrada na ilha podem ser solucionadas com a equipe de Vigilância em Saúde de Noronha, por WhatsApp, nos números (81) 98494-0313, (81) 98494-0520 e (81) 99488-4366. O atendimento ocorre de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Taxa de Bombeiros tem reajuste de 10,74% em Pernambuco

Imposto é voltado para prevenção e extinção de incêndios no estado. Percentual de aumento tem por base o IPCA, segundo o governo estadual.

Por g1 PE

A Taxa de Fiscalização e Utilização dos Serviços Públicos de competência do Corpo de Bombeiros Militar teve um reajuste de 10,74% em Pernambuco para 2022. De acordo com o decreto publicado no Diário Oficial desta quinta (6), o pagamento da taxa pode ser efetuado em cota única ou em quatro parcelas de valores iguais.

Os novos valores foram baseados na variação do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medidor oficial da inflação no Brasil, entre dezembro de 2020 e novembro de 2021.

O prazo para pagamento da cota única é dia 31 de agosto, mesma data da primeira parcela para quem escolher dividir.

O decreto, assinado pelo governador Paulo Câmara (PSB), orienta que os contribuintes que não receberem o boleto por via postal acessem a página do Corpo de Bombeiros para obtê-lo.

O atraso ou inadimplência podem gerar uma multa de 10% do valor, além de juros de 1% ao mês. Os débitos de anos anteriores podem ser consultados e regularizados através do site dos Bombeiros.

A taxa, que é voltada para prevenção e extinção de incêndio (saiba mais sobre ela no vídeo mais abaixo), tem diferentes valores de acordo com o tipo e o tamanho do imóvel e também se faz parte ou não da Região Metropolitana Recife. Confira, abaixo, os valores para os residenciais:

Taxa para imóveis residenciais de qualquer natureza no Grande Recife

Imóveis com área construídaValor
Até 50,00 m²R$ 0
De 50,01 m² até 80,00 m²R$ 118,08
De 80,01 até 120,00 m²R$ 145,07
De 120,01 até 160,00 m²R$ 175,41
De 160,01 até 200,00 m²R$ 215,92
De 200,01 até 300,00 m²R$ 276,62
De 300,01 até 1000,00 m²R$ 367,70
Acima de 1.000,00 m² (para cada m²)R$ 0,35
Tipo apartamento até 50m²R$ 118,08
Garagens autônomas em edifícios-garagemR$ 70,87

Fonte: Diário Oficial do Estado

Imóveis residenciais de qualquer natureza municípios fora do Grande Recife

Imóveis com área construídaValor
Até 50,00 m²R$ 0
De 50,01 m² até 80,00 m²R$ 80,95
De 80,01 até 120,00 m²R$ 97,84
De 120,01 até 160,00 m²R$ 121,44
De 160,01 até 200,00 m²R$ 148,42
De 200,01 até 300,00 m²R$ 192,29
De 300,01 até 1000,00 m²R$ 259,77
Acima de 1.000,00 m² (para cada m²)R$ 0,29
Tipo apartamento até 50m²R$ 80,95
Garagens autônomas em edifícios-garagemR$ 70,87

Fonte: Diário Oficial de Pernambuco

Na página 4 do Diário Oficial, é possível consultar os valores da taxa para imóveis comerciais e industriais no Grande Recife e nas demais regiões do estado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Vacinação de crianças contra a Covid: veja o que Pernambuco já decidiu sobre o tema

O governo informou, nesta quarta (5), que aguarda o envio de doses pelo Ministério da Saúde para vacinar as 1,1 milhão de crianças de 5 a 11 anos que vivem no estado, segundo estimativa do IBGE.

Por g1 PE

Após o Ministério da Saúde incluir, nesta quarta (5), crianças de 5 a 11 anos no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, o governo de Pernambuco informou que aguarda apenas o envio de doses pelo Ministério da Saúde para vacinar as 1,1 milhão de crianças de 5 a 11 anos que vivem no estado, segundo estimativa do IBGE.

De acordo com a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE), já foi organizado o processo de logística para distribuir, rapidamente, o imunizante aos municípios, que ficam responsáveis pela aplicação no público.

A SES-PE também informou, por nota, que tem fornecido informações técnicas e treinado as equipes municipais sobre o manejo de cada tipo de vacina disponibilizada.

No Recife, o planejamento da logística de vacinação das crianças de 5 a 11 anos também já foi iniciado. Além de ter locais vacinação específicos para as crianças, a capital não vai exigir prescrição médica para imunizar este público.

A Secretaria de Saúde do Recife lembrou que a cidade abriu em agosto o cadastramento no Conecta Recife para todas as pessoas com 2 anos de idade ou mais.

Até esta quarta (5), havia 40.261 crianças nessa faixa etária cadastradas na plataforma. A estimativa do Ministério da Saúde, baseada no IBGE, é de a capital pernambucana tenha 159.558 crianças com essas idades.

Secretária de Enfrentamento à Covid detalha regras da vacinação.

No ato do cadastramento, é preciso anexar comprovante de residência no nome dos pais ou responsáveis, documentação da criança ou adolescente, do pai ou responsável, além de documento comprobatório de filiação ou tutela.

A vacina contra a Covid-19 para as crianças é tão esperada que, no fim do ano, Sofia Tavares, de 6 anos, moradora da Zona Oeste do Recife, pediu à mãe de presente de aniversário uma dose do imunizante. Ela completa 7 anos em abril de 2022.

Não será exigida receita médica

Em dezembro, o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou que Pernambuco não vai exigir prescrição médica para vacinar crianças entre 5 e 11 anos contra a Covid-19. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, chegou a afirmar que recomendaria a cobrança do documento.

Nesta quarta, depois de liberar a vacinação para crianças, o governo federal recuou e abriu mão da exigência de receita médica para imunização dessa faixa etária.

Segundo o ministério, o primeiro lote de vacinas pediátricas deve chegar ao país no dia 13. A distribuição aos estados começará a ser feita no dia seguinte, se o cronograma for cumprido. Isso permitiria o início da vacinação nos municípios entre os dias 14 e 15 deste mês.

De acordo com o governo, a vacinação infantil ocorrerá:

  • em ordem decrescente de idade (das crianças mais velhas para as mais novas), com prioridade para quem tem comorbidade ou deficiência permanente e para crianças quilombolas e indígenas;
  • sem necessidade de autorização por escrito, desde que pai, mãe ou responsável acompanhe a criança no momento da vacinação;
  • com intervalo de oito semanas – um prazo maior que o previsto na bula, de três semanas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Operação em presídio apreende 25 facas, 44 celulares e 16 latas de cerveja no Recife

Segundo Secretaria Estadual de Ressocialização (Seres), ação ocorreu nesta quarta (5), no Presídio Marcelo Francisco de Araújo (Pamfa), no Complexo do Curado, na Zona Oeste.

Por g1 PE

Facas, celulares e cervejas foram apreendidos, nesta quarta (5), em presídio no Recife — Foto: Seres/Divulgação

Facas, celulares e cervejas foram apreendidos, nesta quarta (5), em presídio no Recife — Foto: Seres/Divulgação

Uma operação realizada, nesta quarta (5), no Presídio Marcelo Francisco de Araújo (Pamfa), no Complexo do Curado, na Zona Oeste do Recife, resultou na apreensão de 25 facas, 44 celulares e 16 latas de cerveja. O governo do estado informou que transferiu detentos para outras unidades.

Segundo a Secretaria Estadual de Ressocialização (Seres), a ação foi realizada por equipes do Batalhão de Choque e da Companhia Independente de Policiamento com Cães (CIPCães), da Polícia Militar, e por policiais penais.

Durante a revista, também foram apreendidos 18 carregadores de celular e quatro balanças para pesar drogas.

Por meio de nota, a Seres informou, ainda, que “intensificou as revistas nas unidades prisionais do estado para evitar a entrada de ilícitos”.

Também instalou equipamentos de segurança como scanners corporais e detectores de metal, entre portais e manuais.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Criminosos invadem casa para roubar e matam idosa a golpes de arma branca, na zona rural de Ibirajuba

Eles fugiram com uma quantia em dinheiro e um veículo, segundo a Polícia Civil.

Por g1 Caruaru

Idosa foi morta a golpes de arma branca em Ibirajuba — Foto: WhatsApp/Divulgação

Idosa foi morta a golpes de arma branca em Ibirajuba — Foto: WhatsApp/Divulgação

Criminosos invadiram uma casa na zona rural de Ibirajuba, no Agreste de Pernambuco, e mataram uma idosa a golpes de arma branca na madrugada desta quinta-feira (6). A vítima foi identificada como Francisca Maria da Silva, de 78 anos.

De acordo com a Polícia Civil, ela estava na casa onde morava, dormindo. Havia outros moradores dentro da residência. Eles foram colocados pelos criminosos dentro de um quarto.

“A vítima, que não estava no cômodo, teria acordado e gritado, momento em que um dos autores desferiu golpes com um instrumento contuso contra ela, que veio a óbito no local”, conforme a polícia informou por meio de nota.

Os criminosos fugiram com uma quantia em dinheiro e um veículo. A polícia não informou quantas pessoas participaram da ação. O caso será investigado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Avião da Gol faz pouso de emergência em Petrolina após um dos motores parar de funcionar; ouça áudio

O Boeing 737-800, registrado com o prefixo PR-GXM, saiu de Juazeiro do Norte (CE) com 182 pessoas a bordo e pousaria em Guarulhos (SP).

Por Juliane Peixinho, g1 Petrolina

Um avião da Gol que decolou de Juazeiro do Norte, no Ceará, com destino a Guarulhos, em São Paulo, precisou fazer um pouso de emergência, em Petrolina, no Sertão de Pernambuco. O Boeing 737-800, registrado com a prefixo PR-GXM, teve a rota modificada após apresentar uma falha em um dos dois motores.

A aeronave decolou na última sexta-feira (31), às 17h07, transportando 182 pessoas. Durante a fase de subida, uma falha no motor direito foi identificada. Cerca de 35 minutos após a decolagem, a aeronave fez um pouso seguro no Aeroporto Senador Nilo Coelho, em Petrolina.

g1obteve o áudio com a conversa de um dos pilotos com o controle de tráfego aéreo (ouça mais acima). Nele, é possível escutar um alarme na cabine de comando; alguns segundos depois, o piloto declara: “pan-pan, pan-pan, pan-pan”.

Essa palavra, repetida três vezes, significa que a tripulação está comunicando ao controlador de tráfego aéreo uma situação de “urgência”. No áudio, o piloto informa que o motor direito apagou e que está voando em monomotor — aviões usados em voos comerciais são preparados para voar em segurança com um único motor em caso de emergência.

O piloto, então, pede para desviar o voo e pousar em Petrolina. E, por medida de precaução, solicita apoio no solo do Corpo de Bombeiros e assistência médica.

Imagem mostra motor que parou de funcionar em avião que fez pouso de emergência em Petrolina (PE) — Foto: Arquivo Pessoal

Imagem mostra motor que parou de funcionar em avião que fez pouso de emergência em Petrolina (PE) — Foto: Arquivo Pessoal

Os danos no motor da aeronave foram visíveis, restando detritos causados pela quebra das lâminas que giram dentro do motor.

g1 procurou a Gol, que não havia se manifestado até a última atualização desta reportagem.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Idoso é assassinado em casa e tem corpo incendiado; quatro suspeitos do crime são presos pela PM

Segundo a Polícia Civil, vítima foi morta com golpes de arma branca e o corpo apresentava sinais de carbonização. Um dos presos confessou o crime, investigado como roubo seguido de morte.

Por Giuliano Roque, TV Globo

Um homem de 63 anos foi assassinado dentro da casa em que morava, na Rua São Pedro, no bairro de Vila Rica, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Quatro suspeitos de envolvimento com o crime foram presos, na segunda-feira (3), segundo a Polícia Civil.

Ainda segundo a polícia, Edvaldo Antônio Cristovam “foi morto com golpes de arma branca e o corpo apresentava sinais de carbonização”. No entanto, a corporação não disse se foi ateado fogo ao corpo dele antes ou depois do assassinato.

O caso é investigado como latrocínio, que é o roubo seguido de morte. Vizinhos relataram que Edvaldo Antônio era uma pessoa tranquila e, há pouco tempo, tinha vendido um imóvel.

“Ele não tinha maldade, pelo que sei. Era uma pessoa calma, na dele. Como ele fez esse negócio da casa e comentou por aí, alguém pensou que ele estava com dinheiro na casa”, disse o aposentado Jaiacir Bezerra, que mora em uma casa próxima à da vítima.

Homem de 63 anos foi encontrado morto dentro de casa em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Homem de 63 anos foi encontrado morto dentro de casa em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Globo teve acesso ao registro da ocorrência feito pela Polícia Militar (PM). Nele, consta que o corpo de Edvaldo Antônio tinha também cortes em uma das pernas, um possível sinal de tortura.

Em nota, a PM explicou que um dos homens suspeitos do crime foi localizado por uma equipe do 25º Batalhão após receber informações de moradores da comunidade. Ao ser detido, “disse que não agiu sozinho e indicou a localização de outras três pessoas que teriam participado do crime”.

Os policiais, então, conseguiram localizar os outros homens e os quatro foram encaminhados para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Com eles, teriam sido apreendidos uma faca, celulares e dinheiro.

Segundo a Polícia Civil, os homens, de 19, 20, 22 e 25 anos, foram autuados em flagrante pelo latrocínio. Os nomes deles não foram divulgados pela corporação.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Gripe e Covid saturam sistema de saúde e 265 pacientes esperam leitos: ‘combatemos hemorragia com band-aid’, diz infectologista

Informações desta terça (4) estão em painel com dados da rede pública. São 143 solicitações ativas de UTI e 122 pedidos de enfermaria. Infectologistas do estado e Sindicato dos Médicos relatam drama.

Por Pedro Alves e Ricardo Novelino, g1PE

76% dos leitos de UTI estão ocupados com pessoas com Síndrome Aguda Respiratória Grave

A epidemia de gripe associada à pandemia de Covid-19 está provocando a saturação na rede pública de saúde de Pernambuco. De acordo com dados de segunda (3) divulgados nesta terça (4), havia 265 pessoas com doenças respiratórias graves aguardando vagas de UTI e de enfermaria .

As informações estão em um painel público que apresenta os dados de leitos da rede pública de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) no estado.

Segundo dados do painel desta nesta terça, o número solicitações ativas de leitos de UTI em Pernambuco era de 143, sendo 138 de adultos e cinco de crianças. Também havia 122 pedidos por vagas em enfermarias, 115 para maiores de idade e sete para o público infantil.

“Combatemos hemorragia com band-aid”, disse o infectologista Felipe Prohaska, da equipe do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), em Santo Amaro, na área central do Recife.

De acordo com o infectologista, a solicitação ativa de leitos significa que foi pedida a vaga, mas o paciente não tinha sido contemplado pelo leito até o registro.

A falta de vagas chegou a ser maior, no fim de dezembro de 2021. No dia 30, o número de solicitações ativas de leitos de UTI para doenças respiratórias graves ficou em 160.

O infectologista Felipe Prohaska, da equipe do Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Recife, relatou que uma paciente que deu entrada no Hospital João Murilo, em Vitória de Santo Antão, na Zona da Mata, recebeu da central de regulação de leitos, na segunda (3), a ficha número 162.

Felipe Prohaska é infectologista e recomenda tirar a barba para evitar contágio por coronavírus — Foto: Reprodução/TV Globo

Felipe Prohaska é infectologista e recomenda tirar a barba para evitar contágio por coronavírus — Foto: Reprodução/TV Globo

O desafio para profissionais de saúde e autoridades se agrava a cada dia. Também no dia 30 de dezembro de 2021, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que o estado vivia uma “epidemia de H3N2 dentro da pandemia de Covid-19”.

Na segunda, o governo mudou o protocolo de atendimento e disse que quem tiver exame negativo para Covid-19, é orientado a procurar um médico e passar sete dias em casa.

Até a segunda, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), tinham sido registrados 5.253 casos de influenza, com 30 mortes.

Pacientes enfrentam didficuldade para conseguir atendimento na rede pública de saúde por causa da alta de gripe associada aos casos d Covid-19 — Foto: Reprodução/TV Globo

Pacientes enfrentam didficuldade para conseguir atendimento na rede pública de saúde por causa da alta de gripe associada aos casos d Covid-19 — Foto: Reprodução/TV Globo

O Laboratório Central de Saúde Pública de Pernambuco (Lacen-PE) contabilizou 2.787 amostras laboratoriais positivas, sendo 19 novos óbitos.

Dos 5.253 casos, 5.226 são de influenza A (H3N2) e 27 influenza A não subtipada. Do total de registros, até a segunda, 371 (7,1%) apresentaram Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Só no Recife, o boletim de segunda apontava o registro de 2.138 casos de influenza subtipo A (H3N2) e 14 mortes. No sábado (1º), eram 1.968 casos de influenza subtipo A (H3N2), e 11 óbitos.

Análise

Diante da situação, o g1 procurou infectologistas para analisar o problema provocado pela mistura de casos de gripe e Covid-19.

Além de Felipe Prohaska, a reportagem falou com Bruno Ishigami, também é da equipe do Hospital Universitário Oswaldo Cruz. Os dois foram enfáticos ao dizer que o problema está se agravando.

“A central de leitos teve que criar o escore de pacientes para fazer a triagem, para saber quem tem a prioridade de atendimento”, declarou Ishigami.

Além das filas de UTI, o estado tem, atualmente, uma espera média de dois dias para o paciente conseguir essa vaga, mas esse tempo pode chegar até mais de uma semana. Para quem precisa de atendimento em emergências, a demora é de cerca de seis horas.

O infectologista afirmou que o quadro vem se agravando nos últimos dias por causa do período de festas, em que as pessoas reduziram o uso de máscaras e o distanciamento social.

Há , ainda, o fato de serem dois vírus diferentes em circulação, mesmo com o avanço da vacinação contra a Covid-19.

“A Covid inflama o pulmão e as características surgem principalmente a partir do sexto dia após a infecção. A gripe traz os problemas no segundo dia. Ainda tem a possibilidade de associação dos dois vírus”, comentou.

Médico infectologista Bruno Ishigami acredita que situação complicada na rede pública de saúde vai se agravar ainda mais — Foto: Reprodução/TV Globo

Médico infectologista Bruno Ishigami acredita que situação complicada na rede pública de saúde vai se agravar ainda mais — Foto: Reprodução/TV Globo

Bruno Ishigami aponta também que a cepa da Influenza que entrou no Brasil este ano é mais agressiva do que em outras oportunidades. Esses casos de Influenza estão refletindo na ocupação dos leitos de UTI da rede pública, já que as pessoas apresentam os sintomas fortes.

“A maior parte das pessoas que estão chegando ao serviço público de saúde tiveram teste negativo para Covid e tem doença respiratória. O problema agora é que tem que dividir os leitos, já que não podemos misturar os pacientes. Tem que ter área para Covid e outra para quem está com doença respiratória e pode ser influenza”, comentou.

Ishigami disse, ainda, que o problema da espera por vagas de UTI está durando, em média, dois dias, mas pode chegar até mais de uma semana. “Teve relato de paciente da Maternidade Barros Lima, no Recife, que esperou UTI por oito dias”, afirmou. A previsão do especialista é de piora nesse quadro já complicado.

“Os casos tendem se agravar no sétimo dia. Tivemos as festas de fim de ano. Acredito que as próximas semanas serão bem pesadas”, declarou.

Perigo

O drama da espera por atendimento também é relatado pela presidente do Sindicato dos Médicos de Pernambuco (Simepe), Cláudia Beatriz Andrade.

“O tempo de espera nas emergências está enorme, a depender da classificação, porque quem chega grave entra logo. A espera está superior a cinco ou seis horas em algumas UPAs [Unidades de Pronto Atendimento]”.

A sindicalista disse que esse caos nas unidades tem provocado graves problemas diante do acirramento dos ânimos dos pacientes e acompanhantes.

“Temos casos de agressões a equipes médicas, como a violência física que houve na UPA dos Torrões, no Recife, violência verbal em Caruaru, no Agreste, e até registro de ameaça com arma de fogo”, declarou.

Cláudia Andrade afirmou que a entidade vem cobrando do estado e das prefeituras providência de mais segurança e policiamento ostensivo para organizar as filas, além de aumentar o número de profissionais para diminuir a espera.

“A gente não aguenta mais dar dez horas de plantão sem um descanso, sem conseguir ir ao banheiro”, desabafou.

A presidente do Simepe disse, ainda, que os profissionais estão exaustos. “Ficamos dois anos sem férias e, quando a gente pensava que ia ter um suspiro, porque as férias foram liberadas, vem uma nova infecção”, disse, se referindo à epidemia de gripe.

Segundo ela, há também um problema de defasagem de escalas de plantão na rede pública estadual. Andrade relatou que as UPAs e os grandes hospitais do estado, como o Getúlio Vargas e Restauração, estão lotados. Além disso, o grupo de médicos formado por mulheres gestantes e lactantes, bem como os maiores de 70 anos, está afastado por causa da pandemia e da gripe.

“Nosso grupo de risco mantém-se afastado e a linha de frente permanece a mesma. O exército é o mesmo, mas muito mais cansado”, afirmou.

Cláudia Andrade afirmou que, na última semana, houve “um congestionamento muito grande” na Central de Leitos. “Teve dia que a espera de um médico para regular um paciente, sem ser para UTI, foi de duas horas, somente escutando musiquinha no telefone”, declarou.

Por experiência própria, a médica vem sentindo na pele o drama da superlotação da maternidade onde trabalha.

“Na madrugada de hoje [terça], de todos os casos que atendi, mais de 80% tinham sintomas respiratórios. Fiquei mais de 45 minutos numa ligação aguardando ser regulada e não consegui, minha colega assumiu e não sei quanto tempo depois ela conseguiu a transferência. Estamos vivendo uma nova onda de casos de sintomas respiratórios”, acrescentou.

Estado

Por meio de nota, a secretaria afirmou que divulga diariamente dados relativos à ocupação de leitos para o acompanhamento de casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), nas redes pública e privada.

“É importante afirmar que a lista é muito dinâmica pois a quantidade de leitos vagos se renova a todo momento, devido às altas médicas, óbitos e a abertura de novas vagas. Nesse sentido, a Central Estadual de Regulação de Leitos tem atendido a todas as demandas que estão chegando, sempre levando em consideração as necessidades de cada paciente, dentro do giro diário de leitos”, disse o comunicado.

Ainda segundo a secretaria, a “priorização das transferências é realizada a partir da discussão técnica entre o médico solicitante e o médico regulador, levando em consideração, primeiramente, a gravidade do caso, a estrutura disponível e a qualidade do suporte clínico nas unidades de saúde onde cada paciente se encontra”.

Leitos

Nesta terça, o governo divulgou que abriu, entre os dias 24 de dezembro de 2021 e esta terça, 329 vagas na rede estadual de Saúde. Desse total, 119 são de Terapia Intensiva (UTI). Atualmente, Pernambuco conta com 1.646 leitos, sendo 845 de UTI.

Mortes

Entre as 30 mortes por A H3N2 confirmadas pelo estado, 13 são de homens e 17 de mulheres.

Os pacientes eram residentes do Recife (17), Palmares (3), Ipojuca (2), Jaboatão dos Guararapes (2), São Lourenço da Mata (2), Goiana (1), Olinda (1), Sirinhaém (1), Tracunhaém (1).

As idades dos pacientes variam entre 1 e 92 anos. As faixas etárias são: 1 a 9 (1), 10 a 19 (1), 20 a 29 (1), 30 a 39 (3), 40 a 49 (2), 50 a 59 (4) e 60 e mais (18).

Os pacientes apresentavam comorbidades e possuíam fatores de risco para complicação por influenza como diabetes, doença cardiovascular, doença renal crônica, cardiovasculopatias, hipertensão arterial e sobrepeso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Fernando de Noronha não vai receber etapa do mundial de surfe em 2022, afirma organizador

Alfio Lagnado informou que não há tempo para organizar o campeonato, apesar de a ilha ter liberado eventos de final de ano.

Por Ana Clara Marinho, g1/PE

O Hang Loose Pro Contest, etapa do mundial de surfe, não vai ser realizado em Fernando de Noronha em 2022, apesar da flexibilização para eventos na ilha, que teve festas de réveillon. A informação foi divulgada nesta terça-feira (4), pelo organizador do campeonato, Alfio Lagnado.

Em 2021 o Hang Loose não foi realizado por causa da pandemia da Covid-19. Lagnado avaliou que não há mais tempo para produzir o evento, que é promovido tradicionalmente em fevereiro, este ano.

“O edital do evento, que é divulgado pelo governo do estado, nem foi publicado. Infelizmente, mesmo que a liberação seja divulgada, não é mais possível organizar o Hang Loose”, informou Alfio.

O organizador disse, ainda, que deu início ao planejamento para o campeonato 2023. “Nós esperamos que no próximo ano a situação se normalize e o edital seja divulgado no tempo certo para realizar a etapa do mundial” declarou.

Blog Viver Noronha entrou em contato com a Secretaria de Educação e Esporte do estado para saber por qual motivo o edital do evento não foi divulgado, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.

Hang Loose 2020

O Hang Loose foi realizado pela última vez em Fernando de Noronha em fevereiro de 2020 e contou com a participação de 106 atletas, de 17 países. O surfista de Marrocos, Ramzi Boukhiam, foi campeão da etapa do mundial.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.