Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Em três dias, PE notifica terceiro caso suspeito de hepatite grave em crianças com origem desconhecida

Segundo Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), menina de 3 anos, que mora em Glória do Goitá, na Zona da Mata, está internada deste o dia 3 de maio, no Recife.

Por Priscilla Aguiar, g1 PE

O terceiro caso suspeito de hepatite aguda grave de origem desconhecida foi notificado, nesta quarta (11), em Pernambuco. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE), a paciente é uma menina de 3 anos que mora em Glória do Goitá, na Zona da Mata de Pernambuco. Foi a terceira notificação em três dias consecutivos.

primeiro caso suspeito da doença no estado foi registrado na segunda (9). É uma criança de 1 ano, moradora de Toritama, no Agreste.

O segundo, divulgado na terça (11), é de um jovem de 14 anos morador de Salgueiro, no Sertão. O estado disse que notificou o Ministério da Saúde dos três casos.

Segundo a SES-PE, a menina foi admitida no dia 3 de maio no Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), no Recife, com quadro de febre, aumento do volume abdominal e icterícia.

Por nota, a secretaria disse que ela “continua internada na enfermaria da unidade, realizando os exames complementares e recebendo a assistência necessária”.

A SES-PE reforçou que os casos continuam em investigação, com a realização de exames complementares para análise laboratorial das hepatites virais, agentes possivelmente relacionados a este tipo de hepatite e outras doenças. A secretaria informou que também aguarda novas definições de protocolos pelo Ministério da Saúde.

Também continuam sendo realizadas as investigações epidemiológicas nos municípios de residência dos pacientes.

O Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs-PE) orientou os serviços para que, na observação de casos suspeitos e que atendam às definições, realizem a notificação de imediato.

Outros pacientes

Pernambuco registra novo caso suspeito de hepatite desconhecida

O primeiro paciente com caso suspeito de hepatite de origem desconhecida, um menino de 1 ano de Toritama, foi atendido no foi atendido no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, e recebeu alta hospitalar na sexta (6) .

O segundo paciente, um adolescente de 14 anos de Salgueiro, estava internado no Hospital Getúlio Vargas, no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, e foi transferido na terça (10) para o Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no bairro de Santo Amaro, na área central da cidade.

Alerta

Cientistas investigam casos suspeitos de hepatite aguda infantil, com causa desconhecida

Diante do misterioso surto de hepatite em crianças na Europa e nos Estados Unidos, o Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde de Pernambuco (Cievs-PE) emitiu nota de alerta orientando toda a rede de saúde, incluindo unidades públicas e privadas.

Em caso de observação de casos suspeitos e que atendam às definições, as unidades de saúde devem realizar a notificação de imediato.

As notificações de casos suspeitos devem ser feitas pelo e-mail [email protected] ou pelos telefones (81) 3184-0191 e 99488-4267 (para profissionais de saúde).

A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou na terça (10) que foram registrados 348 casos prováveis de uma misteriosa hepatite em 20 países.

Doença afeta especialmente as crianças e foram aceleradas as análises sobre o seu possível vínculo com o adenovírus e a infecção por Covid-19. No Brasil, pelo menos 16 casos são investigados.

Segunda maior doença infecciosa letal do mundo, atrás apenas da tuberculose, a hepatite é a inflamação do fígado.

Além de Pernambuco, foram registrados casos no Paraná, Rio de Janeiro, São Paulo, Espírito Santo e Santa Catarina.

Hepatite: o que é? Veja sintomas da hepatite misteriosa — Foto: Arte/g1

Hepatite: o que é? Veja sintomas da hepatite misteriosa — Foto: Arte/g1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Integrantes de organizada do Sport invadem arquibancada e atacam torcedores do Corinthians em jogo de sub-17

Agressões ocorreram na tarde desta terça (10), no Estádio Adelmar da Costa Carvalho, na Ilha do Retiro, na Zona Oeste do Recife.

Por Ricardo Novelino, g1 PE

Confusão durante partida entre Sport e Corinthians, pela Copa do Brasil Sub-17

Um jogo entre atletas do sub-17 do Sport e do Corinthians, nesta terça-feira (10), no Recife, terminou em invasão de arquibancada e agressões. Integrantes de uma torcida organizada no time pernambucano entraram na área reservada para os visitantes e roubaram camisas de quem acompanhava a equipe paulista.

Imagens da transmissão da partida, válida pela Copa do Brasil da categoria de base, mostram a correria na arquibancada onde estava a torcida do Corinthians. É possível observar que, entre as poucas pessoas presentes, havia mulheres e crianças pequenas.

Vídeos enviados para o WhatsApp da TV Globo mostram que os integrantes da organizada do Sport entraram no Estádio Adelmar da Costa Carvalho, na Ilha do retiro, na Zoina Oeste, por um portão que dá acesso a essa área reservada aos visitantes. Eles correm no meio da rua. De cima, é possível acompanhar o momento da invasão.

Segundo informações do ge, a partida precisou ser paralisada por cerca de cinco minutos por conta da violência, iniciada aos 41 minutos do segundo tempo. O Sport venceu por 1x 0.

Os jogadores do Corinthians chegaram a correr para o meio de campo por conta da confusão.

Imagens mostram a correria na arquibancada onde estava a torcida do Corinthians — Foto: Reprodução/TV Globo

Imagens mostram a correria na arquibancada onde estava a torcida do Corinthians — Foto: Reprodução/TV Globo

Ainda de acordo com o ge, não houve cobrança de ingresso e a entrada se deu com a doação de um quilo de alimento.

Durante todo o jogo, integrantes da organizada em questão se posicionaram num local mais próximo à torcida do Corinthians, soltando ameaças.

Em um determinado momento, deram a volta por fora do estádio, cobrindo rostos com panos na cabeça e capacetes de motocicleta, e foram para cima dos corintianos.

As agressões só foram interrompidas com a chegada de seguranças privados contratados pelo clube.

Há informações de falta de policiamento no local, segundo o delegado do jogo, Alexsando Pereira. Ele informou ao ge que não foi pedida pelo clube a presença da polícia militar dentro do estádio. Havia viaturas fazendo ronda próximo à Ilha do Retiro.

Respostas

Pelas redes sociais, o Sport Club do Recife disse que “lamenta e repudia veementemente o ocorrido na Ilha do Retiro, quando torcedores do time paulista foram covardemente atacados por vândalos”.

Ainda segundo o clube, “a vice-presidência jurídica rubro-negra já realizou a representação junto à Delegacia de Repressão à Intolerância Esportiva e irá acompanhar os desdobramentos do caso para que os criminosos sejam severamente punidos”.

O Sport também afirmou que “manifesta a sua total reprovação aos fatos ocorridos e reforça que tal conduta não condiz com os seus valores e história, se colocando à disposição para contribuir com as investigações”.

Por fim, o clube pernambucano pediu “desculpas aos torcedores envolvidos e à instituição Sport Club Corinthians Paulista”.

g1 procurou a assessoria de comunicação da PM para falar sobre a denúncia de falta de segurança. Por meio de nota, a corporação disse que “não teve sua presença solicitada pela Federação Pernambucana de Futebol nem pelo Sport Clube do Recife”

Ainda segundo a PM, “sem esse acionamento, a polícia não esteve presente no estádio, como sempre faz em todos os jogos oficiais, somente tomando conhecimento do tumulto e da violência por parte de supostos torcedores rubro-negros através das redes sociais”.

Extinção

Justiça determina extinção de torcidas organizadas em Pernambuco

Desde 2020, oficialmente, as torcidas organizadas de Sport, Santa Cruz e Náutico foram extintas pela Justiça de Pernambuco, a pedido do governo do estado. O que não tem diminuído os episódios de violências em dias de jogos.

O Judiciário acatou o pedido do governo estadual e determinou a extinção compulsória de três torcidas organizadas do Sport, Santa Cruz e Náutico.

O Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) informou que foram julgadas ações que pediam o encerramento das atividades da Jovem, Inferno Coral e Fanáutico, “por episódios constantes de violência, vandalismo e brigas”.

Na época, o TJPE disse que a solicitação de julgamento “imediato e simultâneo” das ações, que tramitavam no Judiciário, foi feita pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

O pedido, que chegou à 5ª Vara da fazenda pública da Comarca do Recife, teve como objetivo agilizar a análise de uma ação ordinária, de 2014, e de uma ação civil pública, de 2012.

Mesmo assim, as torcidas organizadas continuaram a frequentar os estádios e a promover brigas e confusões, dentro e fora das arquibancadas.

Escritório de advocacia é alvo de vandalismo no Recife

Em fevereiro deste anjo, por exemplo, integrantes de torcidas organizadas do Sport e do Santa Cruz provocaram uma confusão e trocaram agressões no bairro do Barro, na Zona Oeste do Recife.

Testemunhas relataram que o tumulto aconteceu antes do jogo entre os times rivais na Ilha do Retiro, pelo Campeonato Pernambucano.

Em julho de 2021, integrantes de uma torcida organizada do Santa Cruz Futebol Clube promoveram um ato de vandalismo no escritório de advocacia de um dirigente, nas Graças, na Zona Norte do Recife (veja vídeo acima).

Rádios

No fim de abril deste ano, aPolícia Militar proibiu a entradanos estádios de Pernambuco de torcedores com rádios de pilha. A medida, segundo a PM, tinha como objetivo “evitar violência”.

Diante da polêmica, a PM voltou atrás no dia seguinte e liberou os aparelhos. No entanto, seguem proibidos instrumentos musicais, como percussão e bateria, apitos e hastes para colocar bandeiras.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homem é assassinado a tiros após sair de audiência no fórum de Jaboatão dos Guararapes

Segundo informações repassadas no local, ele entrou no fórum para participar de uma audiência, que não foi realizada. Imagens enviadas para a TV Globo mostram vítima deitada no chão após o crime.

Por g1 PE

Um homem foi assassinado, nesta terça-feira (10), na frente do Fórum de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Segundo o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), ele esteve no prédio para participar de uma audiência. A vítima, que não teve o nome divulgado, levou vários tiros.

Imagens enviadas para o WhatsApp da TV Globo mostram o homem deitado no chão nas proximidades do fórum, no bairro de Prazeres. É possível observar um carro da polícia e muita gente em volta, observando a cena.

Segundo informações repassadas para a equipe da TV Globo que esteve no local, o homem entrou no fórum para participar de uma audiência, que não foi realizada.

Ao sair, seguiu para uma parada de ônibus. Quando esperava o coletivo, dois homens que estavam em uma moto fizeram a abordagem. Um deles deu cobertura e o outro atirou.

Homem foi morto nas proximidades do fórum de Jaboatão dos Guararapes. no Grande Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Homem foi morto nas proximidades do fórum de Jaboatão dos Guararapes. no Grande Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Oficialmente, o tribunal não divulgou o nome da pessoa atingida pelos tiros. Informações extraoficiais são de que o homem, de 32 anos, teria envolvimento em crimes.

O Corpo de Bombeiros informou, por nota, que equipes foram acionadas por volta das 11h15 para uma ocorrência na BR-101, na frente do fórum.

“Uma viatura de resgate foi enviada. No entanto, ao chegar, foi informada de que a vitima já havia sido socorrida”, disse o comunicado.

A morte do homem foi confirmada por policiais do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP) que estiveram no local do crime.

A equipe do DHPP chegou por volta das 15h45, ouviu pessoas que estavam na frente do fórum, mas não quis gravar entrevista com a TV Globo.

Por meio de nota, o TJPE disse que “o tiroteio se deu do lado de fora do Fórum de Jaboatão dos Guararapes.”

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que está investigando o assassinato do homem de 32 anos. “Foi instaurado inquérito para apurar o caso, identificar a autoria e a motivação do crime. O caso está sob o comando do DHPP.”, disse o comunicado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

PE confirma mais 590 casos e duas mortes por Covid; estado totaliza 928.421 infectados e 21.645 óbitos

Dados foram divulgados nesta terça (10) pelo governo. Números são computados desde março de 2020, quando começou a pandemia no estado.

Por g1 PE

O governo de Pernambuco confirmou, nesta terça (10), mais 590 casos do novo coronavírus. A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) também registrou, oficialmente, mais duas mortes por Covid-19.

Com os dados divulgados no boletim desta terça, Pernambuco passou a totalizar 928.421 casos confirmados da doença, sendo 58.557 graves e 869.864 leves.

Os números são registrados desde março de 2020, quando começou a pandemia em Pernambuco. Neste período, o governo contabilizou 21.645 mortes provocadas pela doença.

Entre os casos confirmados nesta terça, três deles, ou 0,5%, são de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 587 (99,5%) são leves.

As duas mortes confirmadas nesta terça ocorreram, de acordo com o governo, nos dias 4 e 11 de março deste ano.

Os casos do novo coronavírus estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Mortes

O boletim desta terça confirmou duas mortes de homens. Esses pacientes moravam em Carpina (1) e Sairé (1).

Os doentes tinham entre 51 e 76 anos. As faixas etárias são: 50 a 59 (1) e 70 a 79 (1). Todos apresentavam doenças preexistentes: doença cardiovascular (1), doença renal crônica (2),histórico de tabagismo (1) e imunossupressão (1). Um paciente pode ter mais de uma comorbidade.

Vacinação

Desde 18 de janeiro de 2021, Pernambuco aplicou 19.130.135 doses de vacinas contra a Covid.

Com relação às primeiras doses, foram 8.208.567 aplicações. A cobertura chegou a 92,49% do público elegível.

Do total, 7.271.360 pessoas, ou 81,93% do público elegível, completaram seus esquemas vacinais.

Foram 7.098.234 vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outras 173.126 contempladas com vacina aplicada em dose única.

Em relação às primeiras doses de reforços, a chamada terceira dose, foram aplicadas 3.401.914 unidades. A cobertura ficou em 51,50% do público elegível.

O estado também aplicou 224.959 unidades da segunda dose de reforço, a conhecida 4ª dose. A cobertura atingiu 31,9% do público elegível.

Leitos

Nesta terça, a taxa global de ocupação de leitos para doentes de Covid na rede pública estadual era de 45%, de um total de 1.543 vagas disponíveis.

Nas UTIs, havia 693 vagas e 60% delas estavam ocupadas. Nas enfermarias, eram 850 unidades e a taxa de ocupação ficou em 32%.

Na rede particular, a taxa global de ocupação de leitos ficou em 33%, de um total de 211 unidades abertas.

Nas UTIs, havia 123 vagas disponíveis e 51% delas estavam com pacientes. Nas enfermarias, havia 88 leitos e 8% deles estavam ocupados.

Testes

Desde março de 2020, quando começou a pandemia, Pernambuco realizou 3.902. 996 testes para detectar a Covid.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Taxa de ocupação de leitos de UTI para crianças com doenças respiratórias graves chega a 89% na rede pública

Segundo Secretaria Estadual de Saúde, atualmente, existem 227 vagas desse tipo para bebês e crianças com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag).

Por Arline Lins e Nathália Dielú, TV Globo

Os problemas respiratórios graves em crianças têm preocupado famílias e refletido nos números de solicitações ativas de leitos de terapia intensiva na rede pública de Pernambuco. A taxa de ocupação de vagas de UTI para esse público chegou a 89% .

Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, atualmente, existem 227 vagas desse tipo para bebês e crianças com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) em Pernambuco.

Desse total, 101 são de UTI. Ou seja, 90 crianças estão nas UTIs públicas com problemas respiratórios. Também há 131 crianças em enfermarias, onde a ocupação está em 67%.

Existem 227 leitos para bebês e crianças com Srag em Pernambuco. Destes, 101 são de UTI, mas a ocupação está em 89% — Foto: Reprodução/TV Globo

Existem 227 leitos para bebês e crianças com Srag em Pernambuco. Destes, 101 são de UTI, mas a ocupação está em 89% — Foto: Reprodução/TV Globo

A Secretaria de Saúde disse, por nota, que, entre os pacientes internados nos leitos voltados para casos de Srag na rede pública, 1,5% apresenta infecção por Covid-19.

Ainda segundo o governo, predominam casos provocados por outros agentes infecciosos, como Rinovírus, Vírus Sincicial Respiratório, entre outros.

No domingo (8), havia 40 solicitações para leitos de UTI, sendo quatro para adultos e 36 para crianças. O governo informou que vai abrir 25 leitos infantis de UTI nos próximos dias no Recife, Região Metropolitana e Sertão do estado.

Dados da Secretaria de Saúde também apontam que 543 mil crianças ainda nem começaram a vacinação contra a Covid-19 e 929 mil não estão com a vacinação completa. Além disso, crianças abaixo dos 5 anos não podem se vacinar contra a Covid e estão mais expostas.

No domingo (8), havia 40 solicitações para leitos de UTI, sendo quatro para adultos e 36 para crianças — Foto: Reprodução/TV Globo

No domingo (8), havia 40 solicitações para leitos de UTI, sendo quatro para adultos e 36 para crianças — Foto: Reprodução/TV Globo

Avó de Keven, de 4 anos, Roberta Arruda levou o neto ao hospital Maria Lucinda, no Recife, depois de o menino apresentar febre persistente e cansaço.

“Ele chegou muito mal e teve que ir para a área vermelha, onde já tinha uma demanda muito grande de crianças. Infelizmente, os hospitais não estão conseguindo atender uma demanda tão grande”, disse.

Avaliação

O médico Eduardo Jorge da Fonseca, representante da Sociedade Brasileira de Imunizações, trabalha há 35 anos como pediatra do Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip), hospital público que é referência em pediatria no estado, na área central do Recife. Ele disse que há tempos não via a UTI infantil tão cheia.

“A vacina do vírus da gripe é administrada de forma gratuita para todas as crianças de seis meses a menores de 5 anos. Hoje, estamos com uma cobertura inferior a 15% para ela. Outra fundamental que é pneumocócica também precisa ser tomada na rotina das crianças”, disse

A pediatra Valéria Bezerra é coordenadora da emergência pediátrica do Hospital Português. Ela orientou que os pais devem procurar uma unidade de saúde em caso de febre persistente, cansaço e vômitos.

“É muito importante que os pais não tragam por qualquer coisa. Se a criança tem uma febre persistente, elevada, fica abatida, não quer se alimentar ou tem outros sintomas associados, principalmente cansaço, nestes casos, é importante vir ao médico”, disse.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Cadeirantes protestam na Agamenon Magalhães e exigem respeito no acesso aos ônibus

Manifestantes chegaram a discutir com um motorista de ônibus que pedia que eles liberassem a passagem. ‘Tratam a gente como cachorro’, afirmou um deles.

Por Priscilla Aguiar, g1 PE

Cadeirantes protestaram, nesta terça (10) na Avenida Agamenon Magalhães, no Derby, na área central do Recife, e exigiram mais respeito no acesso aos ônibus. Com cartazes nas mãos, os deficientes reclamaram do tratamento que recebem dos motoristas de coletivos.

O protesto começou por volta das 12h30, nas proximidades da Praça do Derby, e durou cerca de duas horas e meia.

Os manifestantes chegaram a discutir com um motorista de ônibus, que pediu que eles liberassem a passagem. “Os motoristas de ônibus tratam a gente como cachorro. Tudinho”, afirmava um deles.

Os manifestantes agiram da seguinte forma. Ficavam na faixa de pedestres e esperavam os ônibus pararem no sinal vermelho. Assim, conseguiam exibir as reivindicações.

Dois batedores da Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) foram enviados ao local para dar segurança aos manifestantes.

Além deles, três orientadores de trânsito monitoravam os veículos. Segundo a CTTU, não foram registrados congestionamentos.

O protesto começou por volta das 12h30 e durou em torno de duas horas e meia — Foto: Reprodução/WhatsApp

O protesto começou por volta das 12h30 e durou em torno de duas horas e meia — Foto: Reprodução/WhatsApp

O técnico em radiologia Sandro Alexandre Moura, de 56 anos, passava pelo local no momento do protesto e ficou sensibilizado com o pedido dos cadeirantes.

“Eles reivindicam mais respeito no acesso ao coletivo, que os elevadores funcionem, que muitos estão quebrados. E também o tratamento dos motoristas com eles, muitos deixam eles na parada”, afirmou.

Por meio de nota, a Urbana-PE, sindicato que representa as empresas de ônibus, disse que “todas as normas operacionais e construtivas que versam sobre acessibilidade são cumpridas pelo setor de transporte público da Região Metropolitana do Recife (RMR)”.

A entidade afirmou, ainda, que ” as frotas das suas associadas são 100% acessíveis, estando todos os ônibus equipados com plataformas elevatórias veiculares. Esses equipamentos passam por revisões preventivas periódicas e o seu funcionamento é checado diariamente, um dos requisitos para que os veículos sejam liberados para operação”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Secretaria Estadual de Saúde investiga caso suspeito de hepatite aguda grave em criança de 1 ano em Toritama

Conforme a SES, o menino foi admitido no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, com quadro de febre, rash cutâneo e dor abdominal com hepatomegalia.

Por g1 Caruaru

Hospital Mestre Vitalino em Caruaru — Foto: Divulgação

Hospital Mestre Vitalino em Caruaru — Foto: Divulgação

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informa que foi notificada, nesta segunda-feira (9), de um caso suspeito de hepatite aguda grave de origem desconhecida em uma criança de 1 ano, de Toritama, no Agreste de Pernambuco.

Conforme a SES, o menino foi admitido no Hospital Mestre Vitalino, em Caruaru, no dia 27 de abril. O paciente, que apresentou quadro de febre, rash cutâneo e dor abdominal com hepatomegalia, foi acompanhado pela equipe, apresentou melhora clínica e recebeu alta hospitalar no dia 6 de maio.

A SES-PE se reunirá nesta terça-feira (10) com o Ministério da Saúde (MS) para discussão do caso, definição de fluxos e confirmação, ou afastamento, da ocorrência. A investigação do caso ainda segue com exames complementares para investigação laboratorial das hepatites virais, de outros agentes possivelmente relacionados a este tipo de hepatite e a outras doenças.

Alerta

Diante do misterioso surto de hepatite em crianças na Europa e nos Estados Unidos, o governo de Pernambuco emitiu um alerta para a observação de ocorrências suspeitas. Caso seja necessário, as unidades de saúde devem fazer notificação imediata. No dia 27 de abril, o estado informou que, apesar dessa medida, não foram registrados casos locais da doença.

No dia 24 de abril, a Organização Mundial da Saúde (OMS) confirmou, pelo menos, 169 casos de hepatite aguda de origem desconhecida. A maioria dos registros envolve bebês, crianças e adolescentes entre um mês e 16 anos. Do total, 17 (o equivalente a cerca de 10%) necessitaram de transplante de fígado e uma morte foi registrada.

Por meio de nota, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que o governo do estado “está atento e monitorando a ocorrência do agravo ao redor do mundo”.

O que é hepatite?

A hepatite é uma inflamação do fígado que pode ter diversas causas, desde infecções virais até consumo excessivo de álcool, alguns medicamentos e substâncias tóxicas. Os principais vírus que causam hepatite são A, B, C, D e E. Há ainda as hepatites autoimunes, que são doenças crônicas em que o próprio sistema imunológico do indivíduo ataca as células do fígado, causando inflamação e alteração da função do órgão.

Hepatite de etiologia desconhecida em crianças

A hepatite súbita e grave em crianças saudáveis é considerada incomum, segundo a Dive. Tanto que ela não está relacionada a qualquer um dos tipos comumente causadores da doença. Resultados preliminares dos casos de hepatite de etiologia desconhecida investigados até o momento apontam que não há relação da doença com a vacinação contra a Covid-19.

É importante que os pais e responsáveis fiquem atentos aos sintomas característicos de hepatite aguda nas crianças, como vômitos, diarreias, náuseas, dor abdominal e pele e olhos amarelados. Se houver qualquer suspeita, elas devem ser imediatamente levadas a um serviço de saúde para que possam ser avaliadas e tratadas de forma adequada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Outro homem é preso por homicídio de adolescente e diz à polícia que cometeu crime para o mandante perdoar dívida de R$ 500

Após ser preso em São Lourenço da Mata, auxiliar de serviços gerais confessou ter participado da morte do garoto e das tentativas de feminicídio da mãe e de homicídio do padrasto, diz delegada.

Por Priscilla Aguiar, g1 PE

Polícia prende homem suspeito de mandar matar ex companheira, no Recife

Um auxiliar de serviços gerais foi preso nesta segunda-feira (9) como executor do assassinato de um adolescente de 13 anos, além da tentativa de feminicídio contra a mãe do garoto e de homicídio do padrasto. De acordo com a Polícia Civil, ele aceitou cometer os crimes para ter o perdão de uma dívida de R$ 500 que tinha com o mandante .

Gabriel Bandeira da Silva, de 22 anos, estava em São Lourenço da Mata, no Grande Recife, quando foi preso em cumprimento a um mandado de prisão temporária. Ele foi levado à sede do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife, onde confessou os crimes durante depoimento, segundo a delegada Euricelia Nogueira.

“A ação encomendada a ele foi o feminicídio da mulher, que era ex-namorada do mandante, que a gente também já prendeu. Ele teria essa dívida perdoada e foi para a casa da vítima e invadiu o local. Ele só não esperava que o filho da vítima reagisse”, afirmou a delegada.

Os crimes aconteceram em um condomínio no Barro, na Zona Oeste do Recife, em 6 de abril. Um mês depois, no dia 6 de maio, foi preso o mandante dos crimes, o vigilante Roberto Queiroz, de 46 anos, de acordo com a Polícia Civil.

O caso inicialmente foi registrado como latrocínio, que é roubo seguido de morte. No entanto, Euricelia Nogueira afirmou que a hipótese foi descartada ainda no início das investigações.

“Os elementos nos indicavam que os executores teriam descartado pertences, uma conduta completamente diferente. Ele foi contratado para praticar um feminicídio e o filho da vítima reagiu”, declarou a delegada, se referindo ao crime que ocorre quando a mulher é morta por ser mulher.

Gabriel e Roberto chegaram à casa das vítimas em uma motocicleta, segundo a delegada. O auxiliar de serviços gerais contou aos investigadores que o mandante tinha o controle do portão da casa, que foi usado para que a dupla entrasse no imóvel.

De acordo com Euricelia Nogueira, o adolescente viu Roberto e Gabriel entrando na casa no dia do crime e reagiu, esfaqueando um deles, antes de ser assassinado a tiros.

A mãe do jovem e o atual companheiro dela também foram atingidos por tiros. A mulher, que é cabeleireira, perdeu a visão no olho esquerdo e os movimentos na mão esquerda.

Investigações

Polícia prende um dos suspeitos de matar José Henrique Alves de Araújo

De acordo com a polícia, Roberto não aceitava o fim da relação com a cabeleireira e fazia ameaças à vítima. Ao perceber que ele era ciumento, a mulher decidiu terminar a relação.

Ela estava em casa com os três filhos, uma cliente e o atual companheiro, quando os dois homens entraram no local armados. A mulher foi atingida por dois tiros, um na cabeça e outro na mão. O filho de 13 anos tentou defender a mãe e foi morto no local.

“Ela perdeu o movimento dos dois dedos justamente na mão que ela usa para trabalhar. Ele conseguiu matar o filho dela e acabar com a posição que ela tinha que sustentaria os filhos, que agora são três. Ela ainda está muito assustada e ainda teme pela vida. E disse que, depois do que passou, quer ir embora do Recife e ganhar a vida em outro lugar”, afirmou Euricelia Nogueira.

Ainda segundo a delegada, a vítima contou que nunca teve um relacionamento de verdade com o mandante do crime.

“Ela quis se afastar e ele começou com ameaças de morte, mandando foto de arma de fogo. Levava ela para os lugares e ela acha que era dopada e fazia fotos dela bastante constrangedoras e usava para manter o domínio, ameaçá-la”, disse.

Nas redes sociais, Roberto criou um perfil falso com fotos dos dois e adicionou amigos e parentes do atual companheiro da vítima. “Para desestabilizar completamente a relação que ela tinha criado com esse rapaz com que ela teve um filho. Chegou a ligar dizendo para ele fazer DNA na criança, dizendo que ela era dele”, declarou a delegada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Vítimas de golpes em redes sociais podem recuperar perfil com ajuda da polícia, sem ter que recorrer à Justiça

Segundo Polícia Civil, plataformas devem acatar solicitação em até 72 horas. Corporação diz que determinação da 10ª Vara Criminal do Recife é inédita no país.

Por Vitor Araújo e Lílian Oliveira, g1 PE e TV Globo

Recuperação de perfis de redes sociais

A partir desta desta segunda(9), vítimasde golpes na internet ou alvo de hackers terão, novamente, como recuperarperfis de redes sociaissem a necessidade de recorrerà Justiça. Para isso, basta procurar a Polícia Civil. Segundo a corporação, a decisão da 10ª Vara Criminal do Recifeé inédita no país.

Ainda de acordo com a polícia, a Meta Platforms Inc, responsável pelo Instragram, WhatsApp e Facebook, será obrigada a atender a esses pedidos feitos por qualquer delegacia. Caso não aceite, em 72 horas, a empresa corre o risco de levar multa de R$ 10 mil.

A polícia explicou que, até março de 2021,a plataforma aceitava ofícios enviados pelas delegacias e desativava contas falsas ou promovia a recuperação dos perfisinvadidos.

No entanto, a partir daquele mêsa empresa mudou as normas internas e passou a recusar os pedidos.

“Enquanto isso, terceiros com acesso ao portal Help Media, concedido pelo Facebook, cobravam altos valores para recuperar as contas das vítimas”, informou a polícia.

O delegado Eronides Menezes disse que decidiu procurar o Ministério Público de Pernambuco(MPPE) para acionar a Justiça, por causa do crescimento do número de crimes desse tipo.

De acordo com a polícia, após a invasão das contas, criminosos modificam os e-mail e telefones cadastrados das vítimas, e tentam fisgar novas vítimas por meio de estelionato e fraudes eletrônicas.

“Ojuiz deferiu o pedido efetuado pela Delegacia de Crimes Cibernéticos para que o Facebook e o Instagram voltem a aceitar os ofícios da Polícia Civil para recuperação de contas ou desativação de contas falsas”, disse o delegado.

Menezes afirmou que os crimes mais comuns são pedido de dinheiro e venda de produtos de forma ilegal. “São centenas de casos de estelionato aqui no estado”, afirmou.

O delegado disse, ainda, que a decisão vai facilitar as investigações. “Agora, a pessoa também conseguedesativar contas falsas que estão se passando por você, sua empresa ou seu consultório”, acrescentou Menezes.

Como fazer

Ainda de acordo com o delegado, se a vítima de hackers ou de crimes cibernéticosnão conseguir recuperar o perfil invadido seguindo os procedimentos oferecidos pela rede social, é possível solicitar ajuda em qualquer delegacia.


Para isso, afirmou Eronides Meneses, basta registrar um boletim de ocorrênciade forma presencial ou pela internet.

O primeiro passoé anotar a data da invasão, o e-mail antigo e o telefoneque estavam cadastrados na conta.

A pessoa cria um novo e-mail para receber o link de recuperação. O policial dispara um ofício para a plataforma, exigindo que seja enviado um link para que a pessoa consiga clicar e recuperar a conta”, explicou o delegado.

A perspectiva da Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Cibernéticosé que a decisão ajude a dar maior celeridade aos trabalhos da Polícia Civil, do Ministério Público e também do Poder Judiciário.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Incêndio expõe drama de quem mora em palafitas: ‘tem que conviver com maré alta e ratos subindo’, diz ambulante

Pessoas que perderam moradias no incêndio de sexta (6), na Zona Sul do Recife, estão em casa de parentes e aguardam apoio para recomeçar.

Por Luna Markman e Ricardo Novelino, TV Globo e g1 PE

Desolados, moradores relatam tristeza no dia seguinte a incêndio em palafitas do Pina

incêndio nas palafitas no Pina, na Zona Sul do Recife, revelou o drama de famílias que perderam o pouco que tinham. Homens, mulheres e crianças que vivem em situação degradante. “Tem que conviver com a maré alta e os ratos subindo”, declarou a ambulante Juanita Costa, de 58 anos, uma das prejudicadas pelo fogo.

Juanita contou como é viver e palafitas: "com ratos" — Foto: Reprodução/TV Globo

Juanita contou como é viver e palafitas: “com ratos” — Foto: Reprodução/TV Globo

O incêndio ocorreu na tarde de sexta-feira (6), entre as pontes Agamenon Magalhães e Paulo Guerra, principais ligações entre a Zona Sul e o Centro do Recife. Ao menos 40 palafitas foram destruídas. As causas do fogo são investigadas pela Polícia Civil.

Nesta segunda (9), vizinhos de Juanita, também prejudicados pelo incêndio, protestaram na frente da prefeitura do Recife. Eles querem indenização maior do que a oferecida pelo poder público, que é de R$ 1.500 para cada família.

Para quem ficou sem casa, é necessário obter um valor maior, que garanta condições para a mudança de área. Na hora do incêndio, Juanita estava resolvendo um problema com a documentação do banco. Viu a fumaça e saiu correndo. “Não salvei nada”, disse.

“É terrível viver em uma palafita. A Constituição diz que moradia é para todos, mas cadê?”, declarou Juanita.

Sobre a perspectiva de conseguir um auxílio definitivo, ela afirmou que sonha com o dia de receber uma casa. “Acho que agora sai. Está tudo pronto”, afirmou, fazendo referência ao conjunto habitacional que está sendo construído também no Pina e foi prometido para os moradores das palafitas.

Misael está na casa do filho dormindo em colchão doado  — Foto: Reprodução/TV Globo

Misael está na casa do filho dormindo em colchão doado — Foto: Reprodução/TV Globo

O pescador Misael Fernandes também perdeu o pouco que tinha no incêndio de sexta-feira. Ele foi morar com o filho perto da comunidade que foi destruída pelo fogo, passando a dormir em um colchão que foi doado por entidades assistenciais.

Também pescadora, Janicleide Fernandes, filha de Misael, está com o pai na casa do irmão. A filha dele perdeu os livros e não pode ir para a escola. “Só salvei o botijão de gás. A roupa é de doação”, disse a pescadora.

José Gilson salvou a geladeira, que está vazia — Foto: Reprodução/TV Globo

José Gilson salvou a geladeira, que está vazia — Foto: Reprodução/TV Globo

Drama parecido vive o comerciante e pescador José Gilson Cordeiro, que vive há 20 anos na área e contou que, durante todo esse tempo, nunca teve a oportunidade de viver em uma casa com melhores condições. Ele reclama das promessas: “É só conversa, política”, declarou.

José Gilson salvou a geladeira, que está vazia. “Queria mesmo era ir morar no interior. Onde pudesse plantar e criar bichos”, disse.

Uma comissão de moradores da área foi recebida pela prefeitura do Recife. O resultado da reunião não havia sido divulgado até a última atualização desta reportagem.

Investigação

Desolados, moradores relatam tristeza no dia seguinte a incêndio em palafitas do Pina

O incêndio destruiu quase a metade das palafitas existentes na bacia do Pina, segundo os moradores. Foram atingidas ao menos 40 moradias, segundo levantamento feito por líderes de movimentos que trabalham na área (veja vídeo acima).

Nesta segunda-feira (9), peritos do Instituto de Criminalística (IC) estiveram na área. Eles fizeram fotos e coletaram material para tentar descobrir o que provocou o fogo. O g1 questionou à Polícia Civil o motivo de a perícia não ter sido feita antes da prefeitura iniciar a limpeza do local, mas não recebeu resposta.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou, nesta segunda, que as investigações do incêndio estão sob a responsabilidade da Delegacia de Boa Viagem. “Todas as providências necessárias para o esclarecimento do fato serão tomadas”, afirmou o comunicado.

Ainda segundo a polícia, “no conjunto dos trabalhos, haverá coleta de depoimentos, elementos e perícias técnicas no local”, disse.

Por fim, a corporação afirmou que “mais detalhes sobre as investigações serão repassados à imprensa em momento oportuno”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.