Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Incêndio destrói pelo menos 20 mansões na costa da Califórnia

Fogo atinge um bairro onde casas são avaliadas em milhões de dólares. Ainda não se sabe como o fogo começou.

Por France Presse

Um incêndio destruiu pelo menos 20 mansões em um região luxuosa da Califórnia, e mais de 500 bombeiros lutam contra as chamas na região.

O incêndio da costa começou na tarde de quarta-feira (12) em uma área a cerca de 80 km ao sul de Los Angeles.

Imagens nas redes sociais mostram o rápido avanço do fogo, que consumiu as mansões e vegetação das colinas, assim como densas colunas de fumaça.

Fortalecidas pelo vento que vem do Oceano Pacífico, as chamas avançaram sobre cerca de 80 hectares de vegetação. Moradores de cerca de de mil habitações precisaram ser retirados. Nessa zona residencial, as casas são avaliadas em milhões de dólares.

O tamanho das casas também contribuiu para a propagação do fogo, afirmou Lisa Bartlett, funcionária do condado de Orange.

“Pelo tamanho das casas há muito material combustível que arde rápido, e então o vento reacende as chamas que se espalham de casa em casa”, disse ao “Los Angeles Times”.

O chefe do corpo de bombeiros do condado de Orange, Brian Fennessy, apontou que a propagação do incêndio mostra que, devido à grave seca, a região está vulnerável aos incêndios durante o ano inteiro, e não apenas nos meses da chamada temporada de incêndios. O mesmo acontece em grande parte do oeste dos Estados Unidos.

“É triste ter que dizer que estamos acostumados com isso; o vento é normal, o que observamos é uma propagação que não havíamos visto antes —o fogo se estende rapidamente nesta vegetação tão seca”, disse ele.

A causa do incêndio ainda é desconhecida, mas a Southern California Edison, companhia elétrica local, relatou às autoridades regionais uma atividade nos circuitos no mesmo horário em que o fogo foi registrado.

Apesar de serem comuns no oeste americano, os incêndios estão cada vez mais intensos devido ao aquecimento global, provocado pela ação humana e pelo consumo de energias fósseis, que agrava a seca crônica.

A temperatura média no verão na Califórnia, na costa oeste do país, é 1,6ºC superior à registrada no final do século 19.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Soldados russos são flagrados matando civis ucranianos com tiros nas costas

‘Meu pai não era em hipótese alguma, um militar. Ele era um pensionista. Eles mataram um homem de 65 anos’, diz Yulia, filha de vigilante assassinado

Por BBC

Câmeras de segurança flagraram o momento em que Leonid Pilats e seu chefe foram mortos com tiros nas costas por militares russos em Kiev.

“Meu pai não era em hipótese alguma, um militar. Ele era um pensionista. Eles mataram um homem de 65 anos”, diz Yulia, filha do vigilante assassinado.

O incidente está sendo investigado por promotores ucranianos como possível crime de guerra.

Confira no vídeo acima.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Entenda por que Finlândia e Suécia mantinham neutralidade e agora querem entrar na Otan

Países eram neutros por questões geográficas e culturais, mas devem abandonar modelo caso ingressem a aliança militar ocidental. Rússia promete fortes retaliações.

Por g1

No início deste ano, tanques do Exército sueco começaram a patrulhar a pacata ilha de Gotland, até então um destino turístico alternativo para suecos no mar Báltico. A movimentação respondia a atividades militares da Rússia crescentes na região.

Era um dos primeiros sinais de que os países escandinavos estavam prestes a abandonar a neutralidade que historicamente adotavam em conflitos mundiais, com o principal objetivo de proteger seu próprio território de uma potencial ameaça russa.

Este é um dos principais reajustes da geopolítica mundial como efeitos indiretos da guerra da Ucrânia. Nesta quinta-feira (12), a Finlândia formalizou a intenção de solicitar “o quanto antes” o ingresso na Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), a aliança militar ocidental que o Kremlin considera seu principal inimigo atualmente.

Os dois países se mantiveram neutros durante décadas, embora por motivações diferentes.

Suécia mantinha a neutralidade por questões culturais. O país era um dos mais antigos a ter esse modelo, que adotou depois da 1ª Guerra Mundial e, embora formalmente tenha abdicado da neutralidade quando ingressou para a União Europeia, em 1995, o governo sueco já rejeitou propostas de integrar a Otan e seguia sem intervir em conflitos.

Já para a Finlândia, ser um país neutro estava relacionado à sua posição geográfica. O país teme uma fronteira de 1.300 quilômetros com a Rússia, e, desde a escalada das tensões entre Rússia e Ucrânia, no fim do ano passado, teme estar desprotegida caso Moscou decida aplicar retaliações ao Ocidente.

A população, que sempre se posicionava em maioria a favor da neutralidade, começa a mostrar apoio ao ingresso da Finlândia na Otan. Segundo uma pesquisa recente, 76% dos moradores apoia a adesão à aliança militar.

“Acho uma ótima notícia. Estávamos realmente esperando para que essa entrada na Otan acontecesse há tempo e estamos muito felizes. Isso vai trazer mais segurança para a Finlândia contra agressões da Rússia, e também mostra à Rússia que a Finlândia pode tomar uma decisão sem a interferência deles”, afirmou Niko Ohvo, morador da capital finlandesa.

Em meados de abril, as primeiras-ministras da Finlândia, Sanna Marin, e da Suécia, Magdalena Andersson, anunciaram juntas que debateriam em seus Parlamentos a intenção de ingressar na Otan, o que deve acontecer até meados de maio. A possibilidade, cada vez mais concreta, provocou a ira do governo russo, que fez ameaças veladas aos dois países.

Também nesta quinta-feira (12), os governos dos Estados Unidos, da Alemanha e da França disseram apoiar a candidatura da Finlândia e da Suécia à Otan e afirmaram que se esforçarão para facilitar a entrada de ambos o mais rápido possível. Dessa maneira, caso a Rússia ataque território dos dois países, a Otan pode revidar a agressão.

“Falei ao telefone com o presidente da Finlândia e o assegurei apoio total do governo alemão à entrada na Otan”, declarou o primeiro-ministro da Alemanha, Olaf Scholz.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Naufrágio em Porto Rico deixa ao menos 11 mortos

As pessoas resgatadas são principalmente do Haiti e da República Dominicana, segundo as autoridades. Suspeita-se que a embarcação levasse imigrantes ilegais.

Por France Presse

Ao menos 11 pessoas morreram nesta quinta-feira (12) e outras 31 foram resgatadas depois que uma embarcação virou com um número indeterminado de passageiros em frente à costa de Porto Rico, informou um porta-voz da Guarda Costeira americana.

O naufrágio ocorreu há cerca de 18 quilômetros ao norte da ilha de Desecheo. Horas depois, iniciou-se a operação de resgate, que contou com helicópteros e navios-patrulha, informou o porta-voz do governo, Ricardo Castrodad.

Mapa mostra a localização da ilha de Desecheo, de Porto Rico — Foto:  g1

Mapa mostra a localização da ilha de Desecheo, de Porto Rico — Foto: g1

Além da Guarda Costeira a polícia fronteiriça e a de Porto Rico também foram empregadas, segundo ele.

As pessoas resgatadas são principalmente do Haiti e da República Dominicana, segundo as autoridades. Suspeita-se que a embarcação levasse imigrantes ilegais.

Um helicóptero da polícia informou sobre o naufrágio após o avistar pessoas na água e um barco virado pela manhã.

Os náufragos pareciam não usar coletes salva-vidas, informou a Guarda Costeira em um comunicado.

Ilha desabitada

Desecheo é uma ilha desabitada no canal La Mona, que separa a República Dominicana do Porto Rico e liga o Mar do Caribe ao Oceano Atlântico.

No sábado, uma mulher haitiana morreu no canal após o naufrágio de um barco no qual viajavam 69 migrantes.

Os outros passageiros foram socorridos pela Guarda Costeira americana e a Marinha dominicana.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Kremlin diz que adesão da Finlândia à Otan é uma ‘ameaça definitiva à Rússia’

Porta-voz do governo russo comentou que as medidas tomadas pelo país nórdico são motivo de arrependimento e devem ser respondidas

Por g1

O Kremlin disse nesta quinta-feira (12) que a decisão da Finlândia de ingressar na Otan era “definitivamente” uma ameaça à Rússia e que a expansão do bloco militar não tornaria a Europa ou o mundo mais estáveis.

Falando a repórteres em uma teleconferência, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que as medidas tomadas pela Finlândia para ingressar na Otan são motivo de arrependimento e motivo para impor uma resposta à altura.

O Ministério das Relações Exteriores da Rússia também se manifestou.

“A adesão da Finlândia à Otan é uma mudança radical na política externa do país”, disse o Ministério em comunicado.

“A Rússia será forçada a tomar medidas de retaliação, tanto de natureza militar-técnica quanto de outra natureza, a fim de impedir que surjam ameaças à sua segurança nacional”.

Ele informou também que esse movimento poderá mudar toda a forma como a Rússia executa suas políticas externas.

O presidente e primeiro-ministro da Finlândia disseram na quinta-feira que seu país deve acelerar o processo de ingressão na aliança militar da Otan “sem demora”.

Questionado se isso representava uma ameaça para a Rússia, Peskov respondeu: “Definitivamente. A expansão da Otan não torna nosso continente mais estável e seguro”.

Ele também disse que a Finlândia aderiu a “medidas hostis” contra a Rússia.

“Tudo dependerá de como esse processo de expansão da OTAN (na OTAN) se desenrolar, até que ponto a infraestrutura militar se aproxima de nossas fronteiras”, disse Peskov quando perguntado sobre as formas de resposta russas.

Antes da invasão da Ucrânia pela Rússia em 24 de fevereiro, a Finlândia mantinha, desde a Segunda Guerra Mundial, uma política de neutralidade em relação à Rússia, com a qual compartilha uma fronteira de 1.340 km (830 milhas).

O país provavelmente se juntará à Otan este ano, ao lado de sua vizinha Suécia, outra potência tradicionalmente neutra que anteriormente se absteve de ingressar na aliança liderada pelos EUA.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Como passageiro pousou avião após piloto desmaiar

Em gravações de bordo, o passageiro diz que “não tinha ideia de como parar o avião”.

Por BBC

Um passageiro nos Estados Unidos conseguiu pousar um avião monomotor com ajuda de instruções passadas por rádio por um controlador de voo depois que o piloto da aeronave desmaiou durante a viagem. O incidente aconteceu na tarde de terça-feira (10/5) em Palm Beach, na Flórida (EUA).

Em gravações feitas na cabine, é possível ouvir a voz do homem dizendo à torre do aeroporto que ele “não tinha ideia de como parar o avião”.

“Tenho uma situação grave aqui. Meu piloto não está em condições”, o homem diz pelo rádio, quando o avião voava em altitude de 2.750 metros. “Ele está apagado.”

Questionado sobre sua posição, ele respondeu: “Não faço ideia”. Ele disse que conseguia ver o litoral da Flórida à sua frente.

“Mantenha as asas retas e tente seguir a costa, seja para o norte ou para o sul”, disse o controlador de tráfego aéreo. “Estamos tentando localizar você.”

“Não consigo nem ligar minha tela de navegação”, disse o homem. “Tem todas as informações ali. Vocês têm alguma ideia sobre isso? Eu não tenho ideia de como parar o avião. Eu não sei fazer nada.”

Robert Morgan, um controlador de tráfego aéreo que trabalha como professor de aviação, ajudou o homem a pousar no Aeroporto Internacional de Palm Beach.

Mesmo experiente, Morgan nunca havia pilotado aquele modelo — um monomotor Cessna 208 —, mas conseguiu usar um mapa da cabine da aeronave para dar instruções ao piloto.

“Eu sabia que o avião estava voando como qualquer outro avião. Eu sabia que tinha que mantê-lo [o passageiro] calmo, indicar o caminho para a pista e ensinar como reduzir a potência para que ele pudesse pousar”, disse Morgan à rede de TV local WPBF-TV.

Na gravação de áudio, Morgan ensina o homem a “mexer nos controles e descer a uma velocidade bem lenta” enquanto se aproxima para o pouso.

“Antes que eu me desse conta, ele disse: ‘Estou no chão. Como faço para desligar essa coisa?'”, conta Morgan.

O passageiro e Morgan se encontraram na pista, onde se abraçaram e tiraram uma foto. Mas em meio à euforia, Morgan não ouviu o nome do homem, disse um repórter da WPBF à BBC News.

O nome também não foi registrado no áudio do rádio.

“Eu senti que ia chorar, porque era muita adrenalina”, disse Morgan à CNN. “Foi um momento emocionante. Ele disse que só queria ir para casa encontrar sua esposa grávida… E isso me fez sentir melhor ainda.”

“Para mim, ele foi o herói”, continuou. “Eu estava apenas fazendo o meu trabalho.”

Depois que o avião pousou, Morgan elogiou o passageiro, falando a outros pilotos na pista.

“Você acabou de testemunhar um passageiro pousando aquele avião”, disse ele a outro piloto esperando para decolar. “Você disse que os passageiros pousaram o avião?” o piloto respondeu. “Oh, meu Deus. Ótimo trabalho”, completou.

A Administração Federal de Aviação disse que o avião está registrado em um endereço privado no Estado de Connecticut.

Ele havia decolado cerca de uma hora antes de Marsh Harbour, nas Bahamas, de acordo com o rastreador de voo FlightAware.

O piloto foi levado ao hospital. O nome e o estado do piloto não foram divulgados.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Pessoas estão desaparecendo em cidade perto de fronteira com a Rússia, diz governador ucraniano

Serhiy Haidai, chefe administrativo de Luhansk, contou também que militares russos estão buscando por ativistas ucranianos.

Por g1

O parlamento ucraniano divulgou em seu site oficial nesta quinta-feira (12) um relato feito pelo governador de Luhansk, Serhiy Haidai, onde ele diz que pessoas estão desaparecendo da cidade de Popana, perto da fronteira com a Rússia.

“As pessoas estão desaparecendo em massa em Popasna ocupada, militares russos estão caçando ativistas ucranianos”, disse ele.

Segundo Haidai, nesta quinta-feira os russos aumentaram os ataques na região de Luhansk.

“A luta continua em Belogorovka, Komyshuvas e nos arredores de Severodonetsk. A situação deteriorou-se significativamente. A Ucrânia agora controla Severodonetsk, Lysychansk, Horske e parte de Rubizhne”, explicou.

O governador de Luhansk ainda acusou os russos de destruir as cidades antes de tentar entrar.

“Os fascistas russos não mudam de tática: destroem cidades e só depois vão para a terra arrasada”, acusou.

Segundo ele, Belogorovka está agora retendo a invasão russa, e seus defensores obstruíram duas vezes as passagens dos militares russos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Vítimas de condomínio que caiu na Flórida, nos EUA, fecham acordo de quase US$ 1 bilhão

Morreram 97 pessoas em queda de condomínio que colapsou em Miami-Dade em junho de 2021.

Por g1

As vítimas da queda do condomínio de Surfside, no estado da Flórida, nos Estados Unidos, e seus familiares, fecharam um acordo de US$ 997 milhões (R$ 5,14 bilhões) com as empresas seguradoras.

A informação é do “Wall Street Journal”, divulgada nesta quarta-feira (11).

Cerca de cem pessoas foram mortas quando uma torre de 12 andares perto de Miami Beach colapsou em junho de 2021.

Parte que restou do prédio que desabou parcialmente em Miami é implodida

As equipes tiveram que fazer buscas nos escombros durante mais de um mês até encontrar e identificar os mortos.

“Conseguimos US$ 997 milhões em propostas de acordos, e pode subir para um bilhão de dólares antes do fim de semana”, disse um advogado que representa as vítimas, Harley Tropin a um juiz em uma audiência nesta quarta-feira.

Segundo ele, o dinheiro vai ser distribuído.

O juiz Michael Hanzman, que toma decisões de processos relativos ao caso, afirmou que a expectativa é que o acordo seja fechado antes do aniversário de um ano, em 24 de junho.

Restos do Surfside

Não foram encontrados sobreviventes nos escombros do condomínio e, em 7 de julho de 2021, os bombeiros anunciaram que se concentrariam na busca por restos humanos.

Após a remoção de toneladas de escombros, o local onde o prédio estava localizado agora é um terreno baldio, no qual permaneceram de pé apenas quatro paredes da estrutura.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Tailândia vai distribuir 1 milhão de mudas de maconha para a população

Entrega será gratuita e acompanha uma mudança na política antidrogas do país; consumo da erva in natura será autorizado, mas derivados precisarão respeitar uma concentração de THC inferior aos 0,2%.

Por Associated Press

O ministro de Saúde Pública da Tailândia, que iniciou um processo de descriminalização da maconha, disse que o governo irá distribuir 1 milhão de mudas da erva sem nenhum custo para a população do país assim que as restrições forem levantadas, no próximo mês.

Anutin Charnvirakul sancionou, em fevereiro deste ano, uma medida que retirou a maconha de uma lista de drogas controladas. O consumo foi legalizado em 2018, com várias restrições que vêm sendo mitigadas gradativamente desde então.

As autoridades esperam que floresça uma nova indústria da maconha, que não gere apenas milhões de dólares de forma direta, mas que atraia turistas estrangeiros, que começam a retornar ao país após uma grande ausência durante a pandemia da Covid-19.

Quando a medida entrar em vigor, no dia 9 de junho, ficará autorizada a posse e o consumo de todas as partes da planta cannabis, inclusive suas flores e sementes. Mas o conteúdo extraído seguirá sendo ilegal se conter uma concentração maior que 0,2% do ingrediente psicoativo tetrahidrocanabinol (THC).

Anutin disse no domingo (8), em sua página no Facebook, que não será mais necessário obter uma permissão para cultivar a planta em casa, isso se for declarado que ela é cultivada para fins medicinais e não superar a concentração máxima de THC.

As autoridades não explicaram como vão cumprir com as condições previstas. Anutin disse que serão entregues mais de 1 milhão de mudas a partir de junho e que as pessoas poderão cultivar a quantidade que desejarem.

A produção em grande escala, por empresas, deverá ter uma permissão da Administração de Alimentos e Medicamentos do país para fabricar produtos derivados da cannabis – usados principalmente em medicamentos e acrescentado em alimentos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Espanha pode se tornar primeiro país da Europa a aprovar licença menstrual de 3 dias

Projeto de lei será enviado ao Executivo na próxima semana e ainda pode sofrer mudanças.

Por BBC

Espanha pode se tornar o primeiro país europeu a aprovar uma legislação que concede a mulheres que sofrem de dores graves durante o período menstrual o direito de solicitar uma licença médica do trabalho.

A medida faz parte de um projeto de lei que será encaminhado ao Executivo espanhol para aprovação na próxima semana.

O ponto principal do projeto é a ampliação do acesso ao aborto pelas mulheres espanholas. Segundo o texto a que a rádio local Cadena SER teve acesso, a lei pretende permitir que jovens a partir dos 16 anos tenham acesso ao procedimento sem a autorização dos pais. Busca ainda garantir que o aborto seja realizado em hospitais públicos.

O projeto de lei, no entanto, tem capítulos dedicados a outros temas da saúde feminina, segundo a imprensa local.

Uma em cada quatro jovens já faltou a aula por não poder comprar o absorvente

De acordo com as informações divulgadas pela Cadena SER, um desses trechos trata da saúde menstrual e concede às mulheres o direito de tirarem licenças médicas de até três dias enquanto durar o fluxo.

A secretária de Estado da Espanha para a Igualdade, Angela Rodriguez, é um dos principais nomes por trás do projeto.

Em uma entrevista concedida ao jornal “El Periodico” em março, ela afirmou que o direito à licença deve ser concedido a mulheres que sofrem de cólicas e outras dores graves.

“Quando o problema não pode ser resolvido clinicamente, acreditamos que é muito sensato que haja [o direito a] uma incapacidade temporária associada a esse problema”, disse.

Congresso derruba veto de Bolsonaro e amplia distribuição de absorventes

“É importante esclarecer o que é uma menstruação dolorosa. Não estamos falando de um leve desconforto, mas de sintomas graves como diarreia, fortes dores de cabeça, febre.”

Segundo a secretária, quando sintomas como esses aparecem associados a uma doença, os trabalhadores têm direito a se ausentarem de seus cargos até se recuperarem. “O mesmo deve acontecer com a menstruação, existindo a possibilidade de que, se uma mulher tiver um período menstrual muito doloroso, ela possa ficar em casa.”

“Há um estudo que diz que 53% das mulheres sofrem de menstruação dolorosa e entre as mais jovens esse percentual chega a 74%. Isso é inaceitável e deve causar uma reflexão para os médicos e a sociedade”, disse a secretária ao “El Periodico”.

Higiene menstrual

O projeto de lei apresentado por Rodriguez tem ainda capítulos dedicados ao acesso a produtos de higiene menstrual.

De acordo com a imprensa espanhola, o texto propõe que as escolas sejam obrigadas a oferecer absorventes e outros produtos de higiene feminina para todas as alunas.

Também estabelece a gratuidade desses itens para mulheres em situação de vulnerabilidade ou que estejam detidas.

Para as demais, o projeto de lei prevê a eliminação dos impostos agregados a esses produtos.

Além disso, o texto propõe que anticoncepcionais e a pílula do dia seguinte sejam financiados publicamente e distribuídos gratuitamente nas escolas durante campanhas de educação sexual.

Projeto está sujeito a alterações

O projeto de lei deve ser encaminhado ao Executivo espanhol para aprovação na próxima terça-feira (17/05), segundo a imprensa local.

De acordo com o jornal El País, não há um consenso dentro do Conselho de Ministros (formado pelo presidente do governo, seu vice, ministros e outros secretários) em relação ao texto final e ainda podem ser feitas mudanças.

Fontes do governo ouvidas pelo veículo afirmam que aspectos do documento, como a licença menstrual e a tributação de produtos de higiene feminina, ainda estão sujeitos a alterações, já que requerem intervenções de ministérios como da Fazenda ou da Saúde.

As licenças menstruais já são reconhecidas em alguns outros poucos países, entre eles Japão, Taiwan, Indonésia, Coreia do Sul e Zâmbia.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.