Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

China colocará em órbita mais de 40 veículos em 2015

A China colocará em órbita neste ano mais de 40 veículos espaciais em 20 missões, segundo anunciaram nesta quarta-feira (18) as autoridades chinesas.

A maior parte destes veículos é formada por satélites, esclareceu Zhao Xiaojin, diretor da Corporação de Ciência e Tecnologia Aeroespacial da China. “Serão principalmente satélites de comunicação ou geoestacionários que orbitarão a uma altura de 36.000 km”, explicou Zhao. “Também serão enviados alguns satélites para observar a Terra assim como satélites de navegação para o sistema Beidou (um equivalente nacional ao GPS americano)”, acrescentou.

Zhao também destacou que o trabalho continuará no programa lunar chinês, as chamadas missões Chang E. “Fizemos grandes avanços na maior parte da tecnologia necessária para a missão Chang E 5. Neste ano vamos realizar mais testes na Terra, sobretudo aqueles que simulam as condições do meio ambiente na Lua”, completou.

O programa espacial chinês lançou por enquanto três missões ao satélite terrestre e planeja que a Chang E 4 chegue à lua por volta do final desta década, e que a quinta missão seja posterior a 2020.

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Venezuela critica sanções dos EUA em anúncio no ‘New York Times’

Da Folhapress

A Venezuela publicou nesta terça-feira (17) um anúncio de página inteira no “New York Times”, criticando as sanções impostas pelos EUA ao país e exigindo do presidente Barack Obama que revogue as medidas.

A mensagem é uma resposta à ordem executiva assinada no dia 9 pelo presidente dos EUA Barack Obama, a qual classifica a situação política na Venezuela como “ameaça extraordinária à segurança dos EUA e impõe sanções a autoridades do país sul-americano.

A carta publicada no “NYT”, chamada de “Carta ao povo dos Estados Unidos: a Venezuela não é uma ameaça”, afirma que a Venezuela é uma sociedade aberta, livre e independente. Além disso, diz que os povos da Venezuela e dos EUA “sempre mantiveram relações pacíficas e respeitosas”, ressaltando a importância do petróleo do país sul-americano importado pelos EUA.

Anúncio divulgado nesta terça (17) no “New York Times”: “Carta ao povo dos Estados Unidos: a Venezuela não é uma ameaça”
O anúncio classifica como “desproporcional”, “unilateral e agressiva” a ordem assinada por Obama e exige a revogação da decisão. As sanções impostas pelos EUA a autoridades venezuelanas são taxadas de “unilaterais e intervencionistas”.

“Em nome da nossa amizade de longa-data, nós alertamos nossos irmãos e irmãs americanos que o presidente dos EUA tenta governar o povo venezuelano (…) por meio de uma ordem imperialista e tirânica”, afirma o anúncio.
“Nós não deixaremos que a nossa amizade com o povo dos Estados Unidos seja afetada por essa decisão sem sentido e sem embasamento do presidente Barack Obama”.

A tensão entre os dois países aumentou nas últimas semanas. Maduro acusou os EUA de estarem por trás de uma campanha de “desestabilização de seu governo” e exigiu que a embaixada americana em Caracas reduza a sua equipe.

Os EUA responderam por meio de sanções, que levaram o Parlamento venezuelano a expandir os poderes do presidente Nicolás Maduro temporariamente. Além disso, o exército venezuelano iniciou exercícios militares batizados de “escudo bolivariano”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Corpo de Nisman foi movido após sua morte, diz relatório da família

A emissora de televisão TN, da Argentina, revelou nesta terça-feira (17) mais detalhes contidos no teste forense independente contratado pela família do promotor Alberto Nisman, encontrado morto em sua casa em janeiro. Uma das conclusões do relatório indica que o corpo do promotor, que estava de joelhos quando recebeu o tiro, foi movido depois de sua morte.

A presidente Cristina Kirchner e promotor Alberto Nisman, que morreu em janeiro (Foto: Juan Mabromata/AFP)
A presidente argentina Cristina Kirchner e o promotor Alberto Nisman, que morreu em janeiro (Foto: Juan Mabromata/AFP)

A juíza e ex-mulher do promotor, Sandra Arroyo, havia divulgado no dia 5 de março que o teste aponta que o promotor foi “vítima de homicídio”. As autoridades argentinas não divulgaram todos os detalhes da autópsia oficial de Nisman, mas as informações divulgadas até agora por promotores sugerem suicídio, mesmo sem uma conclusão oficial.

Nesta quinta, a emissora afirma que teve acesso à íntegra do documento e revelou detalhes das conclusões dos peritos. Uma delas indica que a posição em que o corpo do promotor foi encontrado não foi a mesma do momento de sua morte. Os peritos sustentam que o corpo foi movido, de maneira não espontânea, o que favoreceu a formação de uma mancha de sangue no chão.

No momento em que foi atingido o promotor estava de frente para a banheira com o joelho direito no chão e o tronco erguido, afirma o relatório.

O documento também afirma que a posição da arma, uma pistola pistola Bersa Thunder calibre 22, que foi encontrada virada do lado esquerdo, não condiz com o fato de a vítima ser destra.

A quantidade abundante de sangue encontrada ao lado do corpo também indica que o coração de Nisman continuou batendo depois do disparo. Os peritos dizem que a vitima agonizou e que a hemorragia aponta que não houve espasmo, ao contrário do que indicou a autópsia oficial que induz a tese de suicídio.

O promotor argentino morreu devido a uma desaceleração e hemorragia meningoencefálica produzida pela bala em seu crânio, seguida de hemorragia externa, conclui o documento.

Nisman, que investigava o atentado contra a associação mutual israelita Amia, que em 1994 matou 85 mortos em Buenos Aires, foi encontrado morto em sua casa com um disparo na cabeça em 18 de janeiro, quatro dias após ter apresentado uma denúncia contra a presidente Cristina Kirchner e outros funcionários do governo, acusando-os de acobertar os acusados iranianos pelo atentado.

A morte de Nisman ocorreu um dia antes de ele explicar sua denúncia a uma comissão do Congresso argertino.

Autópsia oficial
Os detalhes do exame forense feito à pedido da família de Nisman diferem das conclusões da autópsia oficial realizada no corpo do promotor em janeiro. A atuópsia oficial indica que o disparo que o matou foi feito a uma distância inferior a um centímetro a partir da arma encontrada junto a seu corpo e que a bala teria atravessado a massa encefálica sem orifício de saída e causado morte instantânea.

Viviana Fein, a fiscal que investiga a morte de Nisman, também afirmou que “não se infere a participação de terceiras pessoas” em sua morte. Uma das razões seria o “espasmo cadavérico que apresentava a mão, e em segundo, a falta de lesões traumáticas no corpo de Nisman”, disse.

Além disso, segundo o trabalho realizado pela perícia, o corpo sem vida de Nisman obstruía a porta do banheiro, sem sinais de ter sido arrastado, ou de ter resistido a um eventual ataque no edifício onde morava, no sofisticado e policiado bairro de Puerto Madero, em Buenos Aires.

 

Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Espanha anuncia ter encontrado restos mortais de Miguel de Cervantes

Equipe de arqueólogos examinam restos encontrados em caixão que pode ser de Cervantes (Foto: AP Photo/Aranzadi Science Society)

Equipe de arqueólogos examinam restos encontrados em caixão que foi determinado como o de Miguel de Cervantes (Foto: AP Photo/Aranzadi Science Society)

Restos mortais do escritor espanhol Miguel de Cervantes, autor de Dom Quixote, foram encontrados na cripta de um convento de Madri, anunciou nesta terça-feira (17) a equipe multidisciplinar responsável pela busca.

“Em definitivo e à vista de toda a informação gerada no caso de caráter histórico, arqueológico e antropológico, é possível considerar que entre os fragmentos da área localizada no solo da cripta da atual igreja das Trinitárias se encontram alguns pertencentes a Miguel de Cervantes”, disse o antropólogo Francisco Etxeberría, coordenador da equipe.

 

Da France Presse

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Centros de votação abrem para eleições parlamentares em Israel

O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, vota nas eleições parlamentares em Jerusalém. (Foto: Sebastian Scheiner / Pool / AP Photo)
O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, vota nas eleições parlamentares em Jerusalém. (Foto: Sebastian Scheiner / Pool / AP Photo)

Os colégios eleitorais de Israel abriram às 7h (horário local, 2h de Brasília) desta terça-feira (17) para a realização do pleito da 20ª legislatura da história israelense. Quase 5,9 milhões de cidadãos israelenses poderão exercer seu direito ao voto até as 22h (17h) e imediatamente depois começarão a ser publicadas as primeiras pesquisas de boca de urna. A apuração deve ser concluída no início desta quarta (18).

A jornada eleitoral, que se desenvolverá em 1.282 cidades e com 10.372 urnas, vai acontecer sob estritas medidas de segurança. Mas desta vez, ao contrário de outras ocasiões, o Exército não fechará o território palestino da Cisjordânia, segundo confirmou à Agência Efe uma porta-voz militar.

Por sua parte, a polícia desdobrará milhares de agentes de seu corpo nacional e da Polícia de Fronteiras em um esquema especial para garantir a segurança do processo eleitoral durante esta terça, declarada feriado em Israel.

No total, 30 partidos disputarão as 120 cadeiras do parlamento israelense (Knesset), ao qual se chega com um mínimo de 3,25% dos votos válidos.

O índice histórico de participação caiu na última década a uma média abaixo de 70%. Nos últimos pleitos, há apenas dois anos, foi de 67,8%.

A julgar pelos últimos processos eleitorais e as pesquisas do atual, a próxima legislatura será formada por entre 10 e 11 formações políticas, a maior delas, a coalizão de centro-esquerda União Sionista, com 24 cadeiras.

O partido direitista Likud, do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ficaria na segunda posição com entre 20 e 21 deputados, e os demais partidos repartiriam as demais cadeiras da Assembleia Legislativa.

Apesar da provável vitória do União Sionista, se forem confirmados os resultados das enquetes, será Netanyahu quem terá mais possibilidades de liderar o próximo Executivo israelense, o que faria pela terceira vez consecutiva e a quarta em sua carreira política.

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

NY prende mais uma pessoa em uma semana por mirar laser em aviões

Uma segunda pessoa foi detida em uma semana, nesta segunda-feira (16), em Nova York, nosEstados Unidos, por mirar um laser em aviões perto do aeroporto de LaGuardia, informou a Procuradoria.

Elehecer Balaguer, de 54 anos, compareceu a um tribunal de Manhattan, onde foi acusado de apontar um laser para um avião. Se for condenado, o réu pode ser sentenciado a até cinco anos de prisão.

A Procuradoria americana disse que três pilotos comerciais que estavam aterrissando ou decolando de LaGuardia foram alcançados em 8 de março por um jato de luz verde. A luz fez os pilotos perderem o foco momentaneamente e, em dois casos, cegou-os.

O raio verde parecia se originar no Bronx, área sobrevoada naquela noite por helicópteros da polícia.

Agentes recuperaram o laser sobre a geladeira em um apartamento no segundo andar de um prédio no Bronx. Inicialmente, Balaguer negou ter apontado para as aeronaves de forma intencional. Segundo a Procuradoria, ele admitiu depois ter sido o autor dos fatos.

Na última quarta-feira, dia 11, a Procuradoria disse que Frank Egan, 36, foi detido em sua casa, no Bronx, em 9 de março nos arredores de um local, do qual os investigadores acreditam que um laser foi usado para incomodar pilotos.

O FBI (a Polícia Federal americana) alega que é comum esse tipo de incidente na área de Nova York, uma cidade que também é servida pelo aeroporto internacional John F. Kennedy International e pelo de Newark, em Nova Jersey.

Esses equipamentos podem afetar temporariamente a visão do piloto e, às vezes, danificar seus olhos.

A Procuradora de Manhattan Preet Bharara afirmou que se trata de algo ‘potencialmente desastroso’, já que os aviões, em geral, transportam centenas de pessoas.

Segundo um porta-voz do FBI, em declaração na semana passada, na área de Nova York, foram registrados 31 casos desse tipo, em 2015. Ainda de acordo com o agente, houve 71 incidentes com esse objeto em 2014, e 99, em 2013.

 

Da France Presse

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

China prendeu quase mil defensores dos direitos humanos em 2014

As autoridades chinesas prenderam cerca de 1.000 defensores dos direitos humanos em 2014, anunciou nesta segunda-feira (16) uma ONG, que acusou o presidente chinês de estabelecer o “pior registro de violações de direitos humanos desde meados da década de 1990”.

Em seu relatório anual, o grupo Chinese Human Rights Defenders (CHRD, Defensores dos Direitos Humanos na China) declarou que este número é similar ao de detidos no total nos dois anos anteriores.

“Desde a chegada de Xi (Jinping) ao poder, as autoridades lançaram um ataque implacável e impiedoso contra as liberdades fundamentais para reforçar o domínio absoluto sobre o espaço em rápida diminuição da sociedade civil, com os defensores dos direitos humanos como alvo”, escreveu o grupo.

Segundo o CHRD, este número de prisões é o maior desde meados da década de 1990, após o massacre de Tiananmén.

Em 2014, o grupo registrou um total de 995 casos de ativistas e defensores de direitos humanos detidos. As prisões no conjunto dos dois anos anteriores chegam a 1.160.

O relatório chega pouco depois de cinco defensores dos direitos das mulheres serem detidos em Pequim por organizar protestos contra o abuso sexual durante o Dia Internacional da Mulher. A Anistia Internacional classificou as detenções de arrepiantes e a União Europeia exigiu sua libertação.

Mais de 200 ativistas, advogados e jornalistas, entre outros, foram detidos em julho por ocasião do 25º aniversário do massacre de Tiananmén e no outono durante a onda de protestos pró-democracia em Hong Kong.

Depois de assumir a presidência em 2012, Xi Jinping lançou uma campanha contra críticos ao governo com centenas de detidos. No entanto, a China sustenta que protege os direitos legais de seus cidadãos, entre eles a liberdade de reunião, expressão, religião e imprensa.

 

Da France Presse

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

UE reafirma condenação à anexação ‘ilegal’ da Crimeia pela Rússia

Menino segurando bandeira russa é visto durante evento pelo aniversário da saída da Crimeia da Ucrânia nesta segunda-feira (16) em Simferopol (Foto: Max Vetrov/AFP)
Menino segurando bandeira russa é visto durante evento pelo aniversário da saída da Crimeia da Ucrânia nesta segunda-feira (16) em Simferopol (Foto: Max Vetrov/AFP)

A União Europeia (UE) reafirmou nesta segunda-feira a condenação à “anexação ilegal” da Crimeia pela Rússia, no primeiro aniversário da secessão deste território da Ucrânia, e expressou preocupação com a “crescente militarização” da península.

“Um ano depois do ‘referendo’ ilegal e ilegítimo, e depois da anexação da Crimeia e de Sebastopol pela Rússia, a UE mantém claramente seu compromisso a favor da soberania e da integridade territorial da Ucrânia”, afirma a chefe da diplomacia europeia, Federica Mogherini, em um comunicado.

“A União Europeia não reconhece e continua condenando este ato que viola o direito internacional”, completa a nota.

A Crimeia celebrará a partir desta segunda-feira e até quarta-feira sua anexação pela Rússia, um ano depois da consulta na península, na qual 97% dos eleitores se pronunciaram a favor de passar a integrar a Rússia.

“A UE reafirma sua profunda inquietação com a crescente militarização, assim como com deterioração da situação dos direitos humanos na Crimeia”, completa o comunicado, que cita “a proibição de livre expressão e a perseguição de minorias”.

 

Da France Presse

Menino segurando bandeira russa é visto durante evento pelo aniversário da saída da Crimeia da Ucrânia nesta segunda-feira (16) em Simferopol (Foto: Max Vetrov/AFP)Menino segurando bandeira russa é visto durante evento pelo aniversário da saída da Crimeia da Ucrânia nesta segunda-feira (16) em Simferopol (Foto: Max Vetrov/AFP)

A União Europeia (UE) reafirmou nesta segunda-feira a condenação à “anexação ilegal” da Crimeia pela Rússia, no primeiro aniversário da secessão deste território da Ucrânia, e expressou preocupação com a “crescente militarização” da península.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mulher erra contagem de gravidez e dá à luz no chuveiro de casa nos EUA

Brittany Young segura sua filha após dar à luz no chuveiro de sua casa nos EUA (Foto: The Des Moines Register, Bryon Houlgrave/AP)
Brittany Young segura sua filha após dar à luz no chuveiro de sua casa nos EUA (Foto: The Des Moines Register, Bryon Houlgrave/AP)

Uma mulher de 24 anos que errou a contagem da duração de sua gravidez deu à luz no chuveiro de sua casa em Des Moines, no Iowa, Estados Unidos, na semana passada após entrar para tomar banho sentindo o que ela pensou serem dores no estômago.

Brittany Young, 24 anos, disse ao “Des Moines Register” que sabia que estava grávida e tinha dores recorrentes de estômago. Ela estava errada sobre a fase da gravidez – em janeiro, quando descobriu a gravidez, entendeu que estava com apenas 12 semanas de gestação, e não que faltavam 12 semanas para o nascimento.

“Eu entrei no chuveiro, meu estômago doía. Cinco segundos depois eu tive que empurrar”, contou a mulher. Logo depois, sua filha, Miracle, nasceu. “Os olhos dela estavam abertos. Ela estava apenas lá me encarando. Ela não chorou. Eu estava em choque.”

Brittany tem outros três filhos. Após o nascimento de Miracle, ela pediu que uma amiga chamasse uma ambulância. Mãe e filha foram levadas para um hospital.

“Eu fiquei em choque por alguns dias, porque não esperava”, contou a mulher, que não tinha roupas ou fraldas para o bebê.

 

 

Da AP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Iraque precisa de mais ataques aéreos para expulsar EI de Tikrit

Jovens milicianos são vistos antes de combates com o Estado Islâmico em Tikrit neste domingo (15) (Foto: Khalid Mohammed/AP)
Jovens milicianos são vistos antes de combates com o Estado Islâmico em Tikrit neste domingo (15) (Foto: Khalid Mohammed/AP)

O Iraque informou nesta segunda-feira (16) que colocou a ofensiva em Tikrit em espera e autoridades pediram por mais ataques aéreos para expulsar militantes do Estado Islâmico que colocaram explosivos pela cidade e ainda controlam os distritos centrais.

A ofensiva, a maior até agora contra os insurgentes que dominaram o norte iraquiano em junho, está paralisada há quatro dias, após forças iraquianas e milícias xiitas entrarem em Tikrit na última semana.

As forças iraquianas e milícias xiitas têm sofrido para ganhar mais território contra os militantes que estão escondidos em um vasto complexo de palácios construídos quando Saddam Hussein estava no poder.

Autoridades militantes em Tikrit, cidade natal de Saddam, disseram que não houve conflito nesta segunda-feira na cidade, com mais de 250 mil habitantes antes de ser dominada no último ano.

Forças do governo estão no controle da maior parte do distrito norte de Qadisiya, assim como partes ao sul e leste da cidade, cercando os militantes em uma área delimitada pelo rio que passa por Tikrit. Embora forças iraquianos e milícias aliadas possam estar restringindo os insurgentes, autoridades estão citando cada vez mais a necessidade de poder aéreo para retirar os insurgentes remanescentes.

“Nós precisamos de suporte aéreo de qualquer força que possa trabalhar conosco contra o Estado Islâmico”, disse ministro da Defesa, Ibrahim al-Lami, à Reuters, se recusando a dizer se falava sobre a aliança liderada pelos Estados Unidos ou o Irã, que participa do ataque.

O ministro do Interior, Mohammed al-Ghaban, disse que “a situação está sob controle e vamos escolher a hora apropriada para atacar o inimigo e liberar a área”.

 

Da Reuters

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.