Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Tiroteio em restaurante deixa 2 mortos e 8 feridos na Suécia

Agentes da polícia examinam cena em restaurante onde homens abriram fogo, matando duas pessoas e ferindo outras oito. (Foto: Bjorn Larsson Rosvall / Agência de Notícias TT / Via AP Photo)
Agentes da polícia examinam cena em restaurante onde homens abriram fogo, matando duas pessoas e ferindo outras oito. (Foto: Bjorn Larsson Rosvall / Agência de Notícias TT / Via AP Photo)

Pelo menos duas pessoas morreram e outras oito ficaram feridas em um tiroteio ocorrido na noite de quarta-feira (18) em um restaurante de Gotemburgo, na Suécia, em um incidente que a polícia suspeita estar vinculado a disputas entre gangues.

“Está claro que isto não é um crime comum. É um caso de violência grave, e muitos indícios apontam que está relacionado a gangues”, disse uma porta-voz policial, Ulla Brehm, em entrevista à emissora de televisão pública sueca “SVT”.

Segundo disse uma testemunha a esta emissora, duas pessoas entraram no restaurante com armas automáticas e começaram a disparar.

Os feridos foram transferidos ao hospital e a polícia teme que o número de mortos possa aumentar.

Por enquanto várias pessoas foram interrogadas, mas não houve detenções.

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Deslizamento de terra deixa 7 mortos em cidade turística no sul da China

Pelo menos sete pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em um deslizamento de terra ocorrido nesta quinta-feira na cidade de Guilin, um dos pontos mais importantes para o turismo na China, segundo informou a imprensa oficial.

O deslizamento de rochas e terra aconteceu em uma das áreas mais visitadas da rota turística de Guilin, onde as montanhas pontiagudas às margens do Rio Li (na região autônoma de Guangxi) constituem um dos pontos mais atrativos e conhecidos do sul do país.

O incidente ocorreu às 9h (horário local, 22h de quarta, 18, em Brasília) e as equipes de resgate estão buscando entre os escombros por mais pessoas soterradas, segundo detalhou a agência oficial “Xinhua”.

No lugar do deslizamento foram encontrados quatro corpos sem vida, enquanto outras três pessoas morreram a caminho do hospital.

 

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Nasa detecta aurora e nuvem de poeira misteriosa em Marte

 Concepção artísticada mostra sonda MAVEN observando a aurora "luzes de Natal", em Marte  (Foto: University of Colorado/Nasa)
Concepção artísticada mostra sonda MAVEN observando a aurora “luzes de Natal”, em Marte (Foto: University of Colorado/Nasa)

Uma aeronave da Nasa que circula por Marte detectou uma poeira misteriosa e uma aurora vibrante, ambos fenômenos inesperados no planeta vizinho à Terra – disseram pesquisadores nesta quarta-feira (18).

A sonda da Nasa Maven (Mars Atmosphere and Volatile Evolution, em inglês) detectou a presença de uma aurora – conhecida na Terra como aurora boreal – em dezembro. O fenômeno ganhou o apelido de “luzes de Natal”, segundo comunicado divulgado pela agência espacial, que apresentou as descobertas numa conferência de astronomia no Texas.

“Durante cinco dias, pouco antes de 25 de dezembro, a Maven viu um brilho de aurora ultravioleta abrangendo o hemisfério norte”, disse o comunicado.

O fenômeno da aurora ocorre quando tempestades geomagnéticas desencadeadas por erupções no Sol provocam choques entre partículas energéticas – como os elétrons – com a atmosfera, fazendo com que o gás brilhe.

“O que é especialmente surpreendente sobre a aurora observada é como ela ocorre numa área profunda da atmosfera – muito mais profunda do que na Terra ou em outros lugares de Marte”, disse Arnaud Stiepen, membro da equipe de Espectrografia e Imagem Ultravioleta da Universidade do Colorado.

Sonda Maven, da Nasa, é lançada do Cabo Canaveral, da Flórida, em novembro de 2013 (Foto: AP Photo/John Raoux/Arquivo)

Sonda Maven, da Nasa, é lançada do Cabo Canaveral, da Flórida, em novembro de 2013 (Foto: AP Photo/John Raoux/Arquivo)

“Os elétrons que produzem esta aurora devem ser muito energéticos”.

Especialistas acreditam que a fonte das partículas energéticas da aurora de Marte é o Sol, porque o instrumento utilizado pela sonda Maven “detectou um grande aumento de elétrons energéticos no início da aurora”, afirmou a Nasa.

Como Marte perdeu o campo magnético protetor há bilhões de anos atrás, as partículas solares podem atingir diretamente a atmosfera e penetrar profundamente.

Com a ajuda da sonda Maven, os cientistas também observaram uma nuvem de poeira incomum cerca de 150 quilômetros acima da superfície do planeta vermelho.

A origem da poeira é desconhecida, assim como seu conteúdo e permanência.

“Possíveis fontes para a poeira observada incluem poeira que subiu da atmosfera; poeira proveniente de Phobos e Deimos, as duas luas de Marte; pó se movendo no vento solar para longe do Sol; ou detritos de cometas que orbitam o Sol”, afirmou a Nasa.

“Nenhum processo conhecido em Marte pode explicar o aparecimento de poeira nos locais observados a partir de qualquer uma destas fontes”.

As descobertas foram apresentadas na 46ª Conferencia de Ciência Lunar e Planetária em Woodlands, no estado norte-americano do Texas.

A sonda Maven foi lançada em direção a Marte em novembro de 2013, em missão para estudar como o planeta perdeu a maior parte de sua água e atmosfera.

A sonda não tripulada está no quarto mês de sua missão de um ano.

 

 

Da France Presse

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Suprema Corte indicia ex-primeira-ministra da Tailândia por negligência

A ex-primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, faz gesto tradicional tailandês durante entrevista após sua cassação nesta quarta-feira (7) (Foto: Sakchai Lalit/AP)

A ex-primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra. (Foto: Sakchai Lalit / AP Photo)

A ex-primeira-ministra da Tailândia, Yingluck Shinawatra, foi indiciada nesta quinta-feira (19) pela Suprema Corte de seu país por suposta negligência em relação às perdas e casos de corrupção no plano de subsídios ao arroz.

Yingluck, que não compareceu à audiência na qual esteve representada por seus advogados, se declarou inocente das acusações, pelas quais pode ser condenada a até dez anos de prisão.

Segundo a Comissão Anticorrupção, o plano causou perdas de 600 bilhões de baht (US$ 18,4 bilhões), fomentou a corrupção e causou prejuízos aos agricultores pelo atraso dos pagamentos.

Yingluck, primeira-ministra entre 2011 e 2014, impulsionou o programa de subvenções com o objetivo de garantir o preço do arroz por meio da compra do grão aos agricultores acima dos preços do mercado.

O governo da ex-primeira-ministra armazenou o arroz comprado esperando aumentar o preço, mas o resultado foi sua desvalorização no mercado internacional e a perda da liderança como primeiro exportador mundial.

A ex-chefe do Executivo foi forçada a renunciar em maio do ano passado pelo Tribunal Constitucional, que a acusou de abuso de poder e violar a Constituição na transferência de um alto funcionário, dias antes que o exército tomasse o poder em um golpe de Estado.

No último mês de janeiro, a Assembleia Nacional, escolhida a dedo pelos militares, a desabilitou durante cinco anos da atividade política após acusá-la de negligência no programa de subsídios do arroz.

Yingluck chegou ao governo após ganhar com maioria absoluta as eleições de 2011 à frente de um dos partidos criados por seu irmão e ex-primeiro-ministro, Thaksin Shinawatra, deposto no golpe anterior de 2006 e auto-exilado desde 2008 em Dubai, onde foge de uma condenação de dois anos por abuso de poder.

As plataformas políticas ligadas a Thaksin ganharam todos o pleito desde 2001, devido ao forte apoio da classe rural da Tailândia e apesar da oposição de grande parte da classe média e das elites próximas à monarquia e ao exército.

 

Da EFE

 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Combates fecham aeroporto de Áden, no Iêmen, e deixam mortos

Forças de segurança contrárias ao presidente do Iêmen, Abdo Rabbo Mansour Hadi, tomaram nesta quinta-feira (19) o controle do único aeroporto da cidade meridional de Áden, onde vive o líder, após combates que causaram cinco mortes e a suspensão dos voos.

Segundo informou à Agência Efe uma fonte da polícia, estas forças de segurança especiais invadiram o aeroporto internacional de Áden e ocuparam todas suas instalações.

Os combates colocaram frente a frente estas tropas de elite, que respaldam o ex-presidente Ali Abdullah Saleh, com os milicianos tribais, seguidores de Mansur Hadi, que controlavam o aeroporto.

As vítimas são três soldados das forças especiais e dois milicianos tribais, explicou a fonte, que acrescentou que há mais de uma dezena de feridos de ambos lados.

Os enfrentamentos, que continuam em algumas áreas do aeroporto e nos arredores, explodiram depois que os milicianos tribais prepararam uma emboscada em uma área próxima às tropas de elite.

Nessa emboscada morreram outros dois integrantes das forças partidárias de Saleh e cinco sofreram ferimentos.

Testemunhas locais disseram à Efe que as tropas especiais enviaram reforços ao aeroporto, e tanques e blindados à cidade de Áden, no sul do Iêmen, principal porto do país.

Estas forças de elite estão comandadas pelo general Abdelhafez al Saqaf, que rejeita sua recente destituição por parte de Hadi, que nomeou em seu lugar um oficial sulista.

Al Saqaf, original do norte, é acusado de ser leal a Saleh e ao movimento rebelde xiita dos houthis, que tomou o poder no Iêmen no início de fevereiro.

No dia 12 de março, pelo menos três policiais morreram e dois ficaram feridos em um ataque de milicianos tribais partidários de Hadi a um quartel de Áden, no qual estavam entrincheiradas as forças de Al Saqaf.

As divisões norte-sul remontam à época na qual o país estava separado em dois Estados, que se unificaram em 1990, embora quatro anos mais tarde tenham travado uma guerra civil vencida pelo norte.

Hadi, que fugiu para Áden depois que os houthis tomaram o poder, procura reorganizar as forças do exército e da polícia no sul do Iêmen para enfrentar uma eventual tentativa pelos milicianos xiitas de invadir a região.

O Iêmen está imerso em um profundo conflito político, agravado desde que Hadi se retratou no mês passado de sua renúncia e anunciou que continuava sendo o presidente legítimo do país, em oposição ao ditado pelos houthis.

 

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Dono ensina cão a ligar o som do carro na Irlanda

O polonês Daniel Drzewiecki, que mora em Ennis, na Irlanda, ensinou seu cão da raça beagle a ligar o som do carro. Drzewiecki publicou um vídeo (assista) no qual pede para o cão chamado Charlie ligar o som. Em seguida, Charlie usa a pata para ligar o aparelho.

Daniel Drzewiecki ensinou seu cão da raça beagle a ligar o som do carro (Foto: Reprodução/YouTube/Charlie The Beagle and Laura Olivia)
Daniel Drzewiecki ensinou seu cão da raça beagle a ligar o som do carro (Foto: Reprodução/YouTube/Charlie The Beagle and Laura Olivia)
Charlie usa a pata para ligar o aparelho (Foto: Reprodução/YouTube/Charlie The Beagle and Laura Olivia)
Charlie usa a pata para ligar o aparelho (Foto: Reprodução/YouTube/Charlie The Beagle and Laura Olivia)
Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

EUA executam prisioneiro com lesão cerebral

Cecil Clayton, de 74 anos, em foto de 6 de março (Foto: Missouri Department of Corrections/AP)
Cecil Clayton, de 74 anos, em foto de 6 de março (Foto: Missouri Department of Corrections/AP)

O estado do Missouri, nos Estados Unidos, executou nesta terça-feira (17) o detento Cecil Clayton, que perdeu 20% do lóbulo frontal em um acidente de trabalho em 1972 e foi condenado à morte pelo assassinato de um policial em 1996.

Clayton, de 74 anos, foi declarado morto às 21h21 (horário local, 23h21 de Brasília), oito minutos após receber a injeção letal, segundo informou o Departamento de Correções do Missouri.

O executado foi condenado à morte pelo assassinato em 1996 de Christopher Castetter, policial do condado de Barry, após uma briga doméstica entre Clayton e sua ex-namorada.

A execução esteve rodeada de polêmica, já que em 1972 o detento sofreu um acidente de trabalho que obrigou os médicos a extrair-lhe 20% do lóbulo frontal.

Segundo sua advogada, Elizabeth Unger Carlyle, a perda de parte do cérebro transformou Clayton em uma pessoa impulsiva e agressiva, já que antes do acidente ‘estava felizmente casado, construindo uma família e cuidando de seu negócio’.

Além disso, argumentou que Clayton sofria uma incapacidade intelectual por causa desse acidente, motivo pelo qual a Constituição amparava seu direito de não ser executado.

A advogada apresentou três recursos de última hora perante a Suprema Corte dos Estados Unidos para evitar o desenlace fatal, mas todos foram rechaçados após a deliberação dos magistrados, que atrasou em mais de três horas a execução.

“O mundo não é um lugar mais seguro após a execução de Clayton”, disse a advogada em comunicado.

Clayton se transformou assim no segundo preso executado neste ano no Missouri e o décimo em todo o país.

Por outro lado, o Tribunal de Apelações Criminais do Texas suspendeu hoje a execução prevista para amanhã de Randall Mays, que foi condenado à morte pelo assassinato de dois policiais em 2007.

Os magistrados concordaram com uma revisão do caso para determinar se Mays sofre uma incapacidade intelectual e portanto é apto, ou não, para a pena capital, como solicitou sua defesa.

 

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Partido de Netanyahu vence eleições em Israel

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu cumprimenta aliados na sede eleitoral do partido em Tel Aviv.  (Foto: Dan Balilty / AP Photo)

O primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu cumprimenta aliados na sede eleitoral do partido em Tel Aviv. (Foto: Dan Balilty / AP Photo)

O partido nacionalista Likud, liderado pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, ganhou as eleições realizadas em Israel. Segundo a “EFE”, a vitória foi por uma boa margem de diferença sobre a coalizão de centro-esquerda União Sionista, cujo cabeça de chapa é o trabalhista Isaac Herzog.

O site da “BBC” fala em “surpresa”, já que pesquisas de boca de urna tinham indicado empate do partido de Netanyahu com a oposição. Já o “New York Times” diz que “foi uma reviravolta impressionante em relação às últimas pesquisas que indicavam uma vantagem de quatro ou cinco lugares” da oposição. O “The Guardian” aponta que a vitória de Netanyahu não será saudada com alegria na Casa Branca.

Segundo a EFE, os resultados oficiais divulgados na madrugada desta quarta-feira (18) pela Comissão Eleitoral, apontam que ao término da apuração de quase 100% dos votos emitidos, o Likud obteve 29 cadeiras, contra 24 das União Sionista, o que que revalidará Netanyahu à frente do governo israelense pela terceira vez consecutiva.

Além disso, os resultados indicam que a Lista Árabe Conjunta conseguiu 14 cadeiras no novo parlamento, três a mais que o partido de centro, Yesh Atid.

O Kulanu, de centro-direita, aparece logo depois, com dez, enquanto o ultranacionalista Lar Judaico ficou com oito assentos, um a mais que o ultraortodoxo sefaradita Shas.

Já os ultraortodoxos ashkenazis do Judaísmo Unido da Torá conseguiram seis cadeiras, mesmo número que os ultranacionalistas do Yisrael Beiteinu, na frente do partido pacifista Meretz, que fecha a lista com cinco cadeiras.

Devido à grande fragmentação do Knesset, o parlamento israelense, que tem um total de 120 cadeiras, para formar o governo é necessário o apoio de pelo menos 61 deputados.

Na noite de terça (17), quando as pesquisas de boca de urna mostravam um empate técnico, Netanyahu anunciou que convocará a seu Executivo todos os partidos de direita e os ultra-ortodoxos, com os quais alcançará uma maioria estável de 67 cadeiras.

 

Do G1, em São Paulo

 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Tiroteio em loja na Califórnia deixa 2 mortos e 5 feridos

Três pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas em um tiroteio na noite de terça-feira (17) em uma loja de Stockton, na Califórnia, Estados Unidos, segundo informou a polícia local nesta quarta (18) em sua conta no Twitter.

Uma das vítimas morreu no local e outras duas no hospital onde os feridos estão recebendo atendimento médico, detalhou a polícia de Stockton.

O tiroteio ocorreu por volta das 20h25 (horário local, 0h25 de Brasília) na loja Madison Market, situada em uma zona de ‘alta criminalidade’ da cidade, segundo o porta-voz da polícia, Joe Silva.

Não há ainda informações oficiais sobre as circunstâncias do tiroteio. De acordo com as primeiras informações, os disparos teriam sido efetuados de dentro de um veículo.

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Nova sede do BCE provoca protestos e confrontos na Alemanha

A inauguração da nova sede do Banco Central Europeu (BCE) provocou protestos e confrontos entre manifestantes e policiais em Frankfurt, na Alemanha, nesta quarta-feira (18).

Os manifestantes, alguns deles encapuzados, enfrentaram os policiais a pedradas e incendiaram contêineres de lixo e carros, inclusive da polícia, no centro da capital financeira alemã.

Por sua vez, as forças de segurança usaram canhões de água para conter os grupos de jovens que, desde a madrugada, tinham iniciado as ações de protesto que surpreenderam à polícia por sua virulência.

Pelo menos um policial e uma mulher ficaram feridos, segundo as primeiras informações.

Bombeiros tentam apagar fogo em carros em Frankfurt. (Foto: Michael Probst / AP Photo)
Bombeiros tentam apagar fogo em carros em Frankfurt. (Foto: Michael Probst / AP Photo)

O grupo anticapitalista Blockupy convocou uma jornada de protesto, coincidindo com a inauguração da sede do BCE, e de acordo com ativistas, aos menos 10 mil pessoas, entre alemães e representanes de outros países europeus, aderiram ao movimento.

Policial detém um manifestante perto do novo prédio do Banco Central Europeu (BCE). (Foto: Kai Pfaffenbach / Reuters)
Policial detém um manifestante perto do novo prédio do Banco Central Europeu (BCE). (Foto: Kai Pfaffenbach / Reuters)

Há registros de depredações, de detenções e de barricadas incendiadas.

O presidente do BCE, Mario Draghi, inaugurará oficialmente a nova sede em um ato do qual participarão os dirigentes dos bancos centrais dos países da zona do euro.

Manifestantes vestidos de palhaços passam por um carro da polícia incendiado. (Foto: Michael Probst / AP Photo)
Manifestantes vestidos de palhaços passam por um carro da polícia incendiado. (Foto: Michael Probst / AP Photo)
Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.