Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Santa Cruz deve apostar em reposição caseira após lesão grave de atacante Ariel em estreia

Fabrício, também recém-contratado, deve cumprir a função mais à frente, como atacante de beirada

Por Camila Sousa — Recife

globo esporte

Santa Cruz deve apostar em uma solução caseira para repor a ausência de Ariel, que se contundiu gravemente em sua estreia, na derrota por 2 a 1 para o ASA, no último fim de semana, pela Série D. O jogador quebrou a perna com 15 minutos de jogo, teve que ser submetido a uma cirurgia na tíbia e vai passar quatro meses fora de campo.

A alternativa, indica o executivo de futebol Marcelo Segurado, está no Arruda: Fabrício. Isso porque, o atacante recém-contratado, assim como Ariel, pode assumir a função como jogador que atua pelas beiradas.

Vale destacar que Fabrício chegou ao Santa Cruz sem custos e através de parceria com o Palmeiras, clube onde o jogador de 21 anos atuou nas categorias de base. Ele atuou alguns minutos na derrota para o ASA, após entrar em campo aos 35 do segundo tempo.

– Nós temos o Fabrício, que também é atacante de beirada. A gente se preocupa com o ser humano. Desde o momento da lesão, estamos dando todo o apoio para ele (Ariel) e a esposa. Lamentamos, porque foi um atleta que veio acreditando muito no projeto – afirmou Marcelo Segurado.

Santa Cruz perde para o Asa e torcedor dá “aula” para goleiro

O dirigente também detalhou que o contrato de Ariel vai até o final do Campeonato Pernambucano do próximo ano, tendo a possibilidade de renovação automática em caso de acesso para a Série C. O dirigente, além disso, mesmo lamentando a lesão grave do atacante, mostrou-se confiante pelo seu retorno nas fases decisivas do Brasileiro.

– É uma perda grande, mas vamos torcer para que essa recuperação seja breve, para que, se Deus quiser, com as etapas que formos avançando na Série D, ele possa estar conosco – completou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Presidente do Sport sobre demissões na arbitragem da CBF: “Talvez uma insatisfação generalizada”

Nove pessoas foram demitidas, incluindo o responsável pelo VAR e analista que assinou parecer sobre final da Copa do Nordeste; clube runro-negro fez críticas nas últimas semanas

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

Nove pessoas da Comissão de Arbitragem foram demitidas pela CBF nesta segunda-feira. Entre elas, o responsável pelo VAR: Sérgio Corrêa. Trata-se de uma reformulação promovida pelo novo comando da entidade e que repercute entre os clubes do Brasil. É o caso do Sport. Principalmente devido ao retrospecto do Rubro-negro.

Nas últimas três semanas, o Leão fez críticas ao VAR e chegou a visitar a sede da CBF para demonstrar a insatisfação com o trabalho da arbitragem. À frente das conversas na ocasião, o presidente do clube, Yuri Romão, descarta uma associação das mudanças com o Sport.

– Acho que não há correlação ao Sport. Talvez uma insatisfação generalizada. Eu diria que para o Sport não nos traz nenhuma felicidade. O ideal era que estivessem todos trabalhando. Agora, se houve essa mudança, era porque alguma insatisfação havia.

Além do responsável pelo VAR, a CBF também dispensou Manoel Serapião, responsável pela análise de arbitragem, e o ouvidor, Coronel Marinho.

Os outros nomes que deixaram o departamento foram Cláudio Cerdeira, José Mocellin, Nilson Monção, Almir Alves de Mello (responsável por cortes de vídeo do VAR), Marta Magalhães (psicóloga) e Érika Krauss (logística).

Após divulgação dos áudios do VAR de Fortaleza x Sport, Leão sobe o tom das críticas

São mudanças que acontecem após a chegada do novo presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, Wilson Seneme. O dirigente, inclusive, estava nas conversas com a diretoria do Sport na semana passada.

– Uma nova gestão, com o Wilson Seneme, ele pode ter buscado colocar pessoas mais próximas a ele. Agora, todos que saíram são pessoas que estão ligadas diretamente à arbitragem – diz Yuri Romão.

As críticas do Sport

Em meio aos nove nomes citados, há apenas um com relação direta aos últimos episódios do Sport. É o caso do então responsável pela análise da arbitragem, Manoel Serapião. Ele assinou o parecer da Ouvidoria – emitido pela CBF no dia 6 de abril – referente aos lances da final da Copa do Nordeste.

Vice de futebol do Sport critica VAR e parecer da Comissão da Arbitragem

Os problemas do Sport com o VAR começaram a aparecer justamente na segunda final do Nordestão, diante do Fortaleza. Após a derrota e perda do título, o clube questionou três lances e solicitou os áudios do VAR referentes à partida. A CBF liberou o conteúdo duas semanas depois, e emitiu o parecer discordando das observações do Sport.

Neste mesmo dia, a entidade também liberou os áudios do VAR durante Guarani x Sport. O clube havia reclamado de um pênalti não marcado sobre Javier Parraguez. O Sport manteve o tom crítico após as divulgações, e a CBF seguiu com o posicionamento descrito nos documentos divulgados pela entidade.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Atacantes do Náutico estreiam com gols e encerram secas individuais, após mais de um ano sem marcar

Recém-contratados pelo Alvirrubro, Niltinho havia balançado as redes pela última vez em fevereiro do ano passado, e Luís Phelipe em dezembro de 2020

Por Redação do ge

globo esporte

Foram 14 meses de espera para Niltinho. Tempo ainda maior – de 16 meses – para Luis Phelipe. São atacantes que dividem histórias semelhantes e conseguiram, neste domingo, o mesmo desfecho positivo. Recém-contratados pelo Náutico, eles estrearam pela equipe diante do Operário-PR e marcaram para garantir a vitória – por 2 a 0. Quebraram uma seca de mais de um ano.

Niltinho havia balançado as redes pela última vez no dia 6 de fevereiro de 2021 – quando ainda defendia o GD Chaves, em Portugal. Enquanto Luis Phelipe tinha deixado o último dele no dia 21 de dezembro de 2020 – atuando pelo Bragantino no Brasileiro de Aspirantes. Agora, os atacantes podem deixar essas datas para trás.

Titular neste domingo, Niltinho aproveitou o passe de Léo Passos para balançar as redes com um chute rasteiro e dedicou a conquista à filha – Isabelli – que estava nas arquibancadas dos Aflitos. Ele permaneceu até os 17 minutos do segundo tempo e saiu aplaudido.

“Fico feliz. Esse gol foi para minha família. Todo mundo que me acompanha, que lutou nessa minha fase. Nessa seca de gols. Estou aqui por vocês e fui coroado com um belo gol” – disse o atacante.

Niltinho estreia com gol pelo Náutico e dedica à família, após quebrar seca de 14 meses

Luís Phelipe, por sua vez, entrou em campo saindo do banco, substituindo justamente o companheiro de estreia. Após 16 minutos em campo, aproveitou o passe de calcanhar de Richard Franco – e o erro dos rivais na saída de bola – para balançar as redes.

– Sabíamos da dificuldade que a gente estava e pudemos sair vitoriosos. Eu estava vindo de um ano e meio sem marcar. Isso prova que nosso grupo é muito forte, vai dar conta do recado. Foi muito difícil para mim e esse gol é para minha esposa e meu filho, que está para chegar.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Giovanni estreia pelo Sport após saída do Cruzeiro e entra na briga para assumir criação da equipe

Meia sai do banco de reservas contra Criciúma e ganha força para buscar vaga como titular; veja análise de Gilmar Dal Pozzo e do comentarista Danny Morais

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

A saída de Gustavo para o futebol árabe – ainda no início da temporada – tornou-se uma preocupação no Sport porque não havia substituto para o melhor armador da equipe. Diferentes nomes passaram pelo posto desde então. Agora, chegou a vez de Giovanni.

Emprestado pelo Cruzeiro, o meia estreou pelo Leão diante do Criciúma – acionado do banco no empate do último sábado – e mostrou sinais de que pode buscar a vaga como titular.

– Giovanni é um jogador que tem bom passe, boa finalização e antes mesmo de receber a bola, tem as tomadas de decisão. Vai nos ajudar muito – avalia o técnico Gilmar Dal Pozzo.

O meia entrou aos 21 minutos do segundo tempo, substituindo o volante Pedro Naressi, e assumiu o comando da criação em Santa Catarina. Fez 19 passes durante o tempo que permaneceu em campo – com 84% de precisão – e ainda arriscou uma finalização.

– Ele tem movimentações interessantes, domina bem o setor e faz com que os volantes tenham essa confiança de tocar essa bola. Consequentemente, também, ele alimenta o ataque – completa Dal Pozzo.

Mais que os números, a técnica do camisa 77 deve ser a principal contribuição do atleta ao Sport. É o que avalia o comentarista da Globo, Danny Morais. Principalmente diante das dificuldades do Leão em encontrar um nome para assumir a função.

– O Sport precisa encontrar esse meia de ligação, que participa das jogadas. Acredito que Giovanni tem uma boa oportunidade de conseguir esse espaço. Ele precisa de intensidade aliado a boa técnica dele – afirma.

A intensidade, no entanto, precisará ser trabalhada. Isso porque Giovanni demonstrou falta de ritmo em campo e ainda não tem condições de disputar uma partida completa, segundo o próprio técnico Gilmar Dal Pozzo.

– Será preciso só um pouco de paciência. Porque ele não suporta o jogo todo, pela condição física. Mas o tempo que ele está em campo, faz a diferença – afirma.

Desde a saída de Gustavo, o nome que melhor havia preenchido o meio de campo era Everton Felipe – que precisou passar por uma cirurgia e ainda se prepara para o retorno. Alan não conseguiu produzir, depois Denner virou alternativa e agora o técnico arriscou Pedro Naressi no posto. Mesmo assim, nenhum dos quatro correspondeu. Agora, é a vez de Giovanni tentar mudar o curso da história.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Reconquistar a torcida: a missão do Santa Cruz após a frustração na estreia no Arruda na Série D

Técnico Leston Júnior lamentou derrota para o ASA-AL diante de quase 20 mil tricolores e espera pedir desculpas com uma vitória no próximo jogo do time na Série D

Por Redação do ge — Recife

globo esporte

O público oficial no Arruda no último sábado foi de 19.955 pessoas. Tricolores que foram apoiar o Santa Cruz contra o ASA e saíram frustrados com a derrota por 2 a 1. Decepção que, para o técnico Leston Júnior, só tem um pedido de desculpas cabível: uma vitória na próxima partida, contra a Juazeirense, no dia 4 de maio (quarta-feira).

– Nós falhamos com os torcedores. Isso, obviamente, traz para gente um sentimento muito ruim, de frustração, de impotência. Mas, na mesma medida, precisa ter um efeito de combustível para que a gente retorne com esse torcedor (reconquiste). Não só com esses vinte mil, mas toda a nação tricolor, que a gente retorne essa confiança que eles depositaram na gente – diz o treinador, acrescentando.Eu vir aqui e pedir desculpa é muito pouco. O torcedor merece um pedido de desculpa dentro do campo, com uma vitória no próximo jogo, para que, no próximo jogo em casa, ele se sinta confiante novamente de vir ver a sua equipe.— Leston Júnior, técnico do Santa Cruz

Antes mesmo do resultado, no entanto, a torcida do Santa Cruz encontrou dificuldades até mesmo para acessar o Arruda. Houve relatos de filas grandes para compra de ingressos, durante o sábado, e acúmulo de pessoas nas entradas do estádio. Muitas pessoas estavam do lado de fora quando o primeiro tempo terminou.

Torcida do Santa Cruz “sofre” para entrar no Arruda para assistir jogo contra o ASA

Em meio a este cenário, o clube pediu desculpas aos torcedores e torcedoras, reconheceu uma falha de planejamento e disse que está buscando soluções para o problema.

– Reconhecemos de público que uma grave falha no planejamento antecedeu o evento. Houve problemas no acesso ao estádio ontem, que não deveriam acontecer. Não é admissível que ocorram situações como as registradas com a valorosa torcida do Santa Cruz – afirmou o clube, em nota oficial.

Tumulto para torcida do Santa Cruz entrar no Arruda

Tempo para corrigir os erros para o próximo jogo Leston terá – assim como o próprio clube. A próxima partida do Santa Cruz na Série D será somente no dia 4 de maio, quarta-feira. O time enfrentará a Juazeirense, fora de casa. No domingo seguinte, dia 8, recebe o Atlético-BA em mais um jogo no Arruda, diante da sua torcida. Que, espera, esteja “de bem” com o time.

Confira a nota oficial do Santa Cruz

Estimados corais:

O jogo do último sábado, dia 23/04, foi marcado por mais uma demonstração de amor da mais apaixonada torcida que um clube de futebol pode ter. Homens e mulheres, famílias inteiras em muitos casos, foram para a sua segunda casa, a fim de prestigiar o objeto de seu amor, o Santa Cruz! Isto não tem preço e poucos clubes conseguem realizar tamanho feito.

Reconhecemos de público que uma grave falha no planejamento antecedeu o evento. Houve problemas no acesso ao estádio ontem, que não deveriam acontecer. Não é admissível que ocorram situações como as registradas com a valorosa torcida do Santa Cruz.

Estamos buscando as soluções necessárias para permitir todas as condições favoráveis à comodidade do público já na próxima partida, tanto na aquisição de ingressos quanto no acesso ao estádio. O torcedor tem razão quando reclama da demora para entrar no estádio e o Santa Cruz já está buscando as soluções necessárias para resolver tais problemas.

Lamentamos o resultado da partida, e reiteramos que com união e trabalho certamente chegaremos aos nossos objetivos, resgatando o Santa Cruz da situação precária em que se encontra. Com os melhores cumprimentos a todos e todas, apresentamos nossos pedidos de desculpas para aqueles e aquelas que sofreram ontem seja para adquirir o ingresso, seja para ter o acesso ao estádio.

Presidente Antônio Luiz Neto

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Roberto Fernandes pede paciência com Kieza e diz que jogador vem atuando por “representatividade”

Artilheiro do Náutico em temporadas passadas, atacante ainda não balançou as redes no ano e, com atuações ruins, vem sendo criticado pela torcida

Por Redação ge — Recife

globo esporte

Maior artilheiro do Náutico na última década, com 66 gols em três passagens pelo clube, o atacante Kieza vive um dos seus piores momentos no clube. Após se recuperar de duas graves lesões, o jogador ainda não marcou nenhum gol na atual temporada, em oito jogos, e vem tendo atuações contestadas pela torcida. Na última terça-feira, em entrevista coletiva, desabafou e se disse magoado com as críticas.

Após a derrota alvirrubra por 1 a 0 para o Retrô, no jogo de ida da final do Campeonato Pernambucano, no qual mais uma vez Kieza teve atuação apagada, o técnico Roberto Fernandes saiu em defesa do camisa nove. Pediu paciência e revelou que o atacante vem sendo escalado pela importância que tem junto ao elenco.

– O momento do Kieza não é por acaso. Além de ter vindo de lesões que não foram simples, o grupo que iniciou o trabalho no início da temporada tem em média 120 sessões de treino. Kieza não chegou a 50. Então não tem mágica. Se Kieza não tivesse a confiança do grupo e a representatividade que tem, talvez não tivesse voltado tão rápido e nem participando de tanto jogo. Mas é porque ele precisa criar uma condição – explicou.

No entanto, o comandante alvirrubro também adiantou que provavelmente o K9 ficará de fora de alguns dos próximos jogos. E que, mesmo com sua importância para o time, caso o jogador não recupere sua melhor condição, pode sim deixar a equipe.

“Quando você está com ataque sem marcar gols, com seca de vitórias, e tem um cara com a representatividade que o Kieza tem, às vezes é preciso queimar etapas. Desde que isso não chegue em um ponto que comece a prejudicar o próprio atleta. Se isso acontecer a gente tem que ter a sensibilidade de dar um passo atrás para dar dois na frente”, explicou Roberto.

Kieza fala de amizade com Roberto Fernandes e da chateação com torcida do Náutico

– Pelo momento de Kieza, é muito difícil ele jogar em alto rendimento mais três partidas seguidas em um espaço de uma semana. Em algum momento vou ter que refletir sobre isso e nós vamos definir junto com a comissão técnica – encerrou.

Náutico volta a campo já no próximo domingo, novamente nos Aflitos, contra o Operário, pela terceira rodada da Série B. Na quarta-feira, também pelo Brasileiro, a equipe enfrentar o CRB, em Maceió. E no dia 30, faz o jogo de volta da decisão do Estadual, contra o Retrô, na Arena de Pernambuco.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Kayke explica cuidados com físico no futebol árabe: “Se não fizer diferença, sheiks mandam embora”

Contratado pelo Sport após três anos fora do Brasil, centroavante revelou treinos com preparadores brasileiros para atingir nível exigido a estrangeiros: “Não tem muita paciência”

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

Kayke Moreno passou as últimas três temporadas – desde 2019 – defendendo clubes do futebol árabe. Foram anos submetido a treinos de menor intensidade quando comparado ao Brasil. Agora, está de volta ao país e defende o Sport com a missão de buscar o acesso à Série A do Brasileiro. A readaptação aos campos, contudo, não será problema para o centroavante.

– Os atletas que vão para o Oriente Médio têm que se cuidar. E os três anos significam que eu vinha me cuidando, vinha fazendo um trabalho à parte com preparadores físicos brasileiros que sempre me ajudaram muito – explica.

O cuidado com o físico, inclusive, tem motivo além do individual. E tornou-se determinante para a permanência de Kayke no futebol árabe, segundo o próprio atacante.

– Lá, se não fizer a diferença, o estrangeiro, como eles dizem, é mandado embora em duas ou três partidas. Não tem muita paciência. Os sheiks te mandam embora. Mandam voltar. E eu pude performar de uma forma bem interessante – avalia.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Técnico do Retrô prega foco após vitória em ida de final estadual: “Não nos deixa confortáveis”

Dico Woolley ressaltou importância de vencer Náutico nos Aflitos e projeta outro jogo difícil na Arena de Pernambuco, com vantagem do empate para conquistar título pernambucano

Por Redação do ge — Recife

globo esporte

O Retrô deu um grande passo para conquistar o seu primeiro título do Campeonato Pernambucano, com apenas seis anos de existência. Venceu o Náutico por 1 a 0 na ida, nos Aflitos, nesta quinta-feira, e joga por empate na Arena de Pernambuco, no dia 30. A vantagem, no entanto, é minimizada pelo técnico Dico Woolley, que prega manutenção de foco.

“Sabemos que numa final de dois jogos e a gente sair ganhando o primeiro na casa do adversário é muito importante. Mas é um grupo experiente. Sabemos que esse resultado não nos deixa confortáveis para sermos campeões. Vamos ter que lutar muito. Vai ser um jogo tão difícil como esse”, disse o treinador da Fênix.

Antes da decisão, o Retrô tem um jogo pela Série D do Campeonato Brasileiro. Enfrenta o Sousa, no estádio Marizão, na Paraíba, às 16h do domingo. E a ideia é ter força total, até pela distância para a segunda partida da final, de quase uma semana.

– Agora é trabalhar com tranquilidade. Tem uma partida da Série D difícil, mas foi importante esse resultado pra passar mais confiança para esse grupo – acrescentou Dico.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sport monitora jogadores sem contrato, e presidente diz: “Tem três ou quatro que sondamos”

Período de contratações está fechado, mas clubes das Séries A e B do Brasileiro ainda podem buscar reforços que ficaram sem vínculo até 12 de abril; Leão também negocia renovação de Juba

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

Giovanni, Fabinho e Kayke Moreno foram os últimos reforços contratados pelo Sport em 2022 – antes do fim da primeira janela de transferências da CBF (em 12 de abril). Apesar das movimentações, o Rubro-negro ainda identifica lacunas no elenco e monitora o mercado em busca de jogadores que ficaram sem contrato. É o que explica o presidente do clube, Yuri Romão.

– A gente está monitorando. Se tiver alguma oportunidade, do ponto de vista financeiro e de bons atletas, a gente pensa em trazer, sim. Principalmente o que ficou faltando, que foi o atacante de beirada – explica.Não estamos negociando, mas estamos monitorando. Tem uns três ou quatro que sondamos.— completa o presidente, Yuri Romão.

Veja treino de Giovanni e Fabinho, que estão entre os últimos reforços contratados pelo Sport

A primeira janela de transferências desta temporada começou em janeiro e encerrou na semana passada (dia 12 de abril). Contudo, os clubes das Séries A e B do Brasileiro ainda podem contratar – fora da janela – atletas que estejam inseridos em algum dos três seguintes cenários:

  1. jogadores que ficaram sem contrato até o último dia 12 de abril;
  2. jogadores que rescindam contrato por justa causa na Justiça;
  3. outras exceções que eventualmente sejam determinadas nos regulamentos da Fifa.

Todos os nomes que não se encaixem nessas condições, portanto, só poderão se transferir na janela do segundo semestre – entre 18 de julho e 15 de agosto.

A três meses do próximo período de contratações, o Sport se mantém ativo para tentar suprir a lacuna identificada na ponta direita. O movimento é citado pelo presidente e reforçado pelo vice de futebol do clube, Augusto Carreras.

– A gente não jogou a toalha ainda. Estamos observando o mercado, mas com critério. Tem que se encaixar no perfil financeiro e técnico – explica.

Renovações

Ao mesmo tempo em que busca novos nomes, o Sport trabalha a situação dos atletas que estão no elenco. A diretoria acertou a renovação do zagueiro Rafael Thyere, negocia com o representante do goleiro Mailson e também iniciou conversas sobre Luciano Juba. O prata da casa, no entanto, tem mais tempo de contrato – até dezembro de 2023.

– Estamos conversando sobre Juba, renovamos com o Thyere antes e também tem outros atletas que estamos analisando – explica Augusto Carreras.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Chegada de novos reforços pausa busca do Santa Cruz por contratações para a Série D

Clube acertou com seis jogadores nos últimos dias e, por ora, não vai fazer mais investidas no mercado, diz executivo

Por Camila Sousa — Recife

globo esporte

Wescley, Raphael Macena, Daniel Pereira, Luan Bueno, Ariel e Fabrício. Seis reforços que devem representar uma pausa no ciclo de contratações do Santa Cruz para este início de Série D. Ao menos, por enquanto. Ao ge, o próprio executivo de futebol, Marcelo Segurado, confirma.

“Sim, trouxemos o Wescley, o Raphael Macena e mais dois atacantes, o Ariel e o Fabrício. Vamos dar uma parada, por enquanto”

Do sexteto, ainda aguardam o anúncio oficial do clube o meia-atacante Wescley e o atacante Fabrício. A dupla chegou no Arruda e participou dos treinamentos com os atletas. Nesta terça, os jogadores relacionados no duelo contra o Lagarto, pela estreia na Série D, juntam-se aos demais.

No sistema de registro da CBF, acontece o inverso: a maioria dos atletas aguarda regularização. O volante Daniel Pereira e o zagueiro Luan Bueno são os únicos já aptos do ponto de vista documental para estrearem pelo Santa Cruz.

O próximo compromisso do clube coral na Série D acontece neste sábado, no Arruda, pela estreia do time em casa no Brasileiro, e a tendência é que todos os atletas estejam à disposição de Leston Júnior para jogar.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.