Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Serviço de pavimentação é concluído em rua que teve ‘carros contornados’ no interior de SP

Por Nicole Annunciato*, G1 Itapetininga e Região

Pavimentação de rua que 'contornou' carros em Itapetininga é concluída  — Foto: Divulgação/Prefeitura de Itapetininga

Pavimentação de rua que ‘contornou’ carros em Itapetininga é concluída — Foto: Divulgação/Prefeitura de Itapetininga

O serviço de manutenção de uma rua no interior de São Paulo, em que a pavimentação estava “contornando” os carros que estavam estacionados, foi concluído em Itapetininga (SP).

Na sexta-feira (6), a prefeitura informou que o trabalho, chamado de “tapa-buraco”, foi feito na Rua Umbélia do Amaral Piedade, no Jardim Daisy. A prefeitura divulgou imagens à reportagem do G1 após os reparos terem sido concluídos.

O caso ganhou as redes sociais depois que um morador divulgou imagens de veículos estacionados que foram contornados pelo serviço, virando motivo de chacota nas redes sociais (foto abaixo).

Carros foram contornados por pavimentação em Itapetininga (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

Carros foram contornados por pavimentação em Itapetininga (SP) — Foto: Reprodução/Facebook

“Asfaltaram a rua em frente a minha casa, mas infelizmente meus carros estavam estacionados. ‘Acredite se quiser…'”, dizia o post. “Deixaram as duas vagas marcadas para seus carros”, comentou outro internauta em um comentário.

Na época, a prefeitura foi procurada e havia dito que o trabalho era realizado e não estava concluído.

Moradores registram fotos de asfaltamento que 'contornou' carros em bairro de Itapetininga  — Foto: Gustavo Monteiro/TV TEM

Moradores registram fotos de asfaltamento que ‘contornou’ carros em bairro de Itapetininga — Foto: Gustavo Monteiro/TV TEM

*Sob supervisão de Eduardo Ribeiro Jr.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Desaceleração mundial e atividade local fraca tiram fôlego do comércio exterior do Brasil

Por Luiz Guilherme Gerbelli, G1

A desaceleração da economia internacional e o marasmo da atividade local estão afetando o ritmo de venda e compra de produtos do Brasil. Neste ano, entre janeiro e agosto, a corrente de comércio do país somou US$ 265,7 bilhões e está quase 5% menor do que o observado no mesmo período de 2018.

Resultado da soma das exportações e importações, a corrente de comércio é considerada um importante termômetro da atividade econômica. Se a queda se confirmar ao longo do ano, será o primeiro recuo desde 2016, quando a economia brasileira enfrentava um quadro de recessão.

Quais são os números que mostram a fraqueza do comércio do Brasil:

  • Neste ano, as exportações recuaram 5,9%, influenciadas pela redução de preços das commodities (produtos básicos, como soja e minério de ferro) e pela crise na Argentina;
  • No mesmo período, as importações caíram 3,4% por conta da fraqueza da economia brasileira, que faz com que empresários demandem menos produtos.

As exportações estão sendo prejudicadas pela desaceleração do crescimento econômico mundial. Para 2019, o Fundo Monetário Internacional (FMI) prevê que Produto Interno Bruto (PIB) global cresça 3,3%, resultado mais fraco que do ano passado, quando a alta foi de 3,6%

O ritmo da economia mundial tem decepcionado diante das incertezas provocadas pela guerra comercial travada entre Estados Unidos e China. O crescimento mais baixo da economia global reduz os preços das commodities e o volume demandado pelos países compradores de produtos básicos, afetando diretamente o Brasil.

A pauta de exportação brasileira é bastante dependente das commodities, e a China é a maior compradora. Na lista de itens mais vendidos pelo Brasil, por exemplo, estão soja, petróleo e minério de ferro.

“A maioria das commodities registrou queda nos preços”, afirma o presidente da Associação de Comércio Exterior do Brasil (AEB), José Augusto de Castro. “As commodities estão fracas e podem enfraquecer ainda mais, com a desaceleração da China.”

O Índice de Commodities (IC-BR), do Banco Central, deixa evidente essa perda de valor. De setembro de 2018 a agosto deste ano, o índice acumula queda de 8,9%.

Balança comercial do Brasil — Foto: Wagner Magalhães/Arte G1

Balança comercial do Brasil — Foto: Wagner Magalhães/Arte G1

A crise da Argentina também tem prejudicado a venda de produtos brasileiros – o país vizinho é o principal comprador de itens manufaturados do Brasil. Entre janeiro e agosto, a exportação para as empresas argentinas já recuou 40%.

“A Argentina é o carro chefe na exportação brasileira de automóveis”, diz Lia Valls Pereira, pesquisadora do Instituto Brasileiro de Economia, da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV). “Qualquer crise (na Argentina) tem um impacto forte para o Brasil.”

A economia da Argentina enfrenta um quadro bastante complicado e que se agravou nas últimas semanas. Sem recursos, o governo pediu um prazo maior para pagar a sua dívida com o Fundo Monetário Internacional (FMI) e credores privados. Também limitou compra de moeda estrangeira.

Pelo lado das importações, o fraco dinamismo da atividade econômica do Brasil reduz a necessidade de importação de produtos pelas empresas locais. Por ora, as expectativas para o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro deste ano estão abaixo de 1%, mesmo com o resultado considerado surpreendente no segundo trimestre, quando a economia brasileira cresceu 0,4%.

“Há muita incerteza, ninguém quer fazer investimentos para daqui um ou dois meses”, afirma Castro. “Há um fator externo, mas a incerteza do cenário interno também contribuir para essa piora.”

Saldo comercial menor

Embora fracos, os números ainda indicam que o Brasil terá um superávit comercial (saldo das exportações menos importações) robusto neste ano. Mas as projeções estão um pouco mais modestas.

Os analistas consultados pelo relatório Focus, realizado pelo BC e que colhe a avaliação de analistas para o desempenho da economia, estimam um superávit de US$ 52,35 bilhões neste ano. Em 2018, o saldo comercial do país foi de US$ 58,298 bilhões.

Na leitura da AEB, os últimos números do comércio exterior apontam para um superávit inferior a US$ 50 bilhões. “Em julho, a expectativa era de um superávit de US$ 52 bilhões, mas com a fraqueza das exportações esse número deve ser inferior a US$ 50 bilhões”, diz Castro.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Receita abre consultas ao 4º lote do IR 2019

Por G1

selo imposto de renda IR 2019 — Foto: Arte G1

selo imposto de renda IR 2019 — Foto: Arte G1

Receita Federal abriu nesta segunda-feira (9) as consultas ao quarto lote de restituição do Imposto de Renda 2019. O lote inclui também restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2018.

CLIQUE AQUI para consultar se você está no lote de restituição.

Serão contemplados 2,8 milhões de contribuintes, totalizando R$ 3,5 bilhões. O crédito será feito em 16 de setembro e será corrigido em 3,08%, de acordo com a remuneração da Selic entre maio e setembro deste ano.

SAIBA TUDO SOBRE O IR 2019

Como consultar sua restituição

As consultas podem ser feitas pela página da Receita Federal na internet. Há, ainda, o aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal. Veja como fazer:

Pelo telefone

  • Ligando para o Receitafone, no número 146

Pelo computador

  • Entre no site da Receita.
Consulta IRPF 2019 — Foto: Reprodução

Consulta IRPF 2019 — Foto: Reprodução

Digite seu CPF (apenas números), data de nascimento e os caracteres de verificação (captcha), e clique em “consultar”.

Malha fina

O Fisco lembra que é possível checar se a declaração foi processada. E se ela estiver já na fila de pagamentos, as informações prestadas estão coerentes com o banco de dados da Receita – indicando que a declaração, a princípio, não tem pendências (a Receita Federal tem até cinco anos para pedir esclarecimentos sobre as declarações).

A verificação pode ser feita pelo serviço Meu Imposto de Renda, da Receita Federal. Para isso, é preciso gerar um código de acesso, a partir do número do CPF, data de nascimento e recibos de entrega das duas últimas declarações.

Veja as datas de pagamento dos lotes próximos de restituição do IR neste ano:

  • 5º lote, em 15 de outubro de 2019;
  • 6º lote, em 18 de novembro de 2019;
  • 7º lote, em 16 de dezembro de 2019.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Concursos: Mais de 170 seleções estão abertas para preencher 19 mil vagas

Por G1

09/09/2019 06h00  Atualizado há 4 horas


Concursos: há seleções abertas para chamada imediata e também para formação de cadastro reserva — Foto: Divulgação/TJAM

Concursos: há seleções abertas para chamada imediata e também para formação de cadastro reserva — Foto: Divulgação/TJAM

Ao menos 174 concursos públicos estão com inscrições abertas para preencher mais de 19 mil vagas, com oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade e em diversos estados.

Além das vagas abertas, há seleções para formação de cadastro de reserva – ou seja, os candidatos aprovados são chamados conforme a abertura de postos durante a validade do concurso.

O Tribunal de Justiça da Bahia está com inscrições abertas para selecionar 7,5 mil candidatos para cadastro de reserva em várias cidades do estado. Os postos são para profissionais com ensino superior e os salários chegam a R$ 9,8 mil. As inscrições terminam no dia 12 de setembro. Veja mais informações no site da organizadora.

Já a Polícia Militar de São Paulo seleciona para 2,7 mil vagas, para profissionais com ensino médio completo. A remuneração é de R$ 3.164,58, e as inscrições devem ser feitas até o dia 25 de setembro.

Os salários chegam a R$ 28.884,20 no Ministério Público de Goiás, que busca preencher 40 vagas para profissionais com nível superior de escolaridade. As inscrições terminam no dia 20, e o edital pode ser encontrado nosite do órgão.

Na Prefeitura de Candelária (RS), a remuneração é de até R$ 18.373,35. O concurso, com 11 vagas de níveis médio e superior, recebe inscrições até o dia 9 de setembro. Veja mais informações sobre essa seleção.

Somente nesta semana, 22 concursos abrem inscrições para preencher mais de 9,8 mil vagas – 16 deles abrem nesta segunda (9). Há oportunidades para profissionais de todos os níveis de escolaridade, com postos em 10 estados.

Veja abaixo concursos que abrem inscrições nesta segunda:

Câmara de Caparaó

  • Inscrições até: 09/10/2019
  • Vagas: 2
  • Salário até: R$ 1.100,00
  • Escolaridade: fundamental e médio
  • Local: Caparaó
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Instituto Federal do Norte de Minas Gerais (IFNMG)

  • Inscrições até: 13/09/2019
  • Vagas: 3
  • Salário até: R$ 5.831,21
  • Escolaridade: superior
  • Local: Araçuaí e Almenara
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Prefeitura de Ananindeua

  • Inscrições até: 18/10/2019
  • Vagas: 10
  • Salário até: R$ 998,00
  • Escolaridade: médio
  • Local: Ananindeua
  • Estado: Pará
  • Mais informações

Prefeitura de Cachoeirinha

  • Inscrições até: 09/10/2019
  • Vagas: 118
  • Salário até: R$ 2.557,74
  • Escolaridade: superior
  • Local: Cachoeirinha
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Prefeitura de Fundão

  • Inscrições até: 12/09/2019
  • Vagas: 34
  • Salário até: R$ 1.250,00
  • Escolaridade: médio e superior
  • Local: Fundão
  • Estado: Espírito Santo
  • Mais informações

Prefeitura de Maquiné

  • Inscrições até: 12/09/2019
  • Vagas: 1
  • Salário até: R$ 1.131,60
  • Escolaridade: fundamental e técnico
  • Local: Maquiné
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Prefeitura de Mercedes

  • Inscrições até: 08/10/2019
  • Vagas: 17
  • Salário até: R$ 11.983,27
  • Escolaridade: fundamental, médio, técnico e superior
  • Local: Mercedes
  • Estado: Paraná
  • Mais informações

Prefeitura de Santiago

  • Inscrições até: 08/10/2019
  • Vagas: 2
  • Salário até: R$ 6.498,30
  • Escolaridade: superior
  • Local: Santiago
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Prefeitura de São João Batista do Glória

  • Inscrições até: 11/10/2019
  • Vagas: 54
  • Salário até: R$ 10.730,08
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Local: São João Batista do Glória
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Prefeitura de São José dos Campos

  • Inscrições até: 14/10/2019
  • Vagas: 24
  • Salário até: R$ 8.781,07
  • Escolaridade: técnico e superior
  • Local: São José dos Campos
  • Estado: São Paulo
  • Mais informações

Prefeitura de Uberlândia

  • Inscrições até: 11/10/2019
  • Vagas: 1778
  • Salário até: R$ 3.097,66
  • Escolaridade: fundamental, médio e superior
  • Local: Uberlândia
  • Estado: Minas Gerais
  • Mais informações

Tribunal de Justiça da Bahia

  • Inscrições até: 23/09/2019
  • Vagas: 7.500
  • Salário até: R$ 9.895,76
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Bahia
  • Mais informações

Universidade Federal de São Paulo (Unifesp)

  • Inscrições até: 08/10/2019
  • Vagas: 1
  • Salário até: R$ 5.831,21
  • Escolaridade: superior
  • Estado: São Paulo
  • Mais informações

Universidade Federal do Pampa (Unipampa)

  • Inscrições até: 03/10/2019
  • Vagas: 7
  • Salário até: R$ 1.300,00
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Universidade Federal do Piauí (UFPI)

  • Inscrições até: 12/09/2019
  • Vagas: 2
  • Salário até: R$ 3.305,07
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Piauí
  • Mais informações

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

  • Inscrições até: 30/09/2019
  • Vagas: 12
  • Salário até: R$ 9.600,92
  • Escolaridade: superior
  • Estado: Rio Grande do Sul
  • Mais informações

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Acidente com van deixa feridos no Aterro do Flamengo, Zona Sul do Rio

Por Bom Dia Rio

Van capotou no Aterro do Flamengo na madrugada desta segunda-feira (9) — Foto: Reprodução / TV Globo

Van capotou no Aterro do Flamengo na madrugada desta segunda-feira (9) — Foto: Reprodução / TV Globo

Oito pessoas ficaram feridas na madrugada desta segunda-feira (9) em um acidente com uma van no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio.

O veículo capotou próximo à sede do Botafogo. As vítimas foram levadas para o hospital municipal Miguel Couto, e ainda não há informações sobre o estado de saúde delas.

Vítimas foram levadas para o Hospital Miguel Couto, na Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução / TV Globo

Vítimas foram levadas para o Hospital Miguel Couto, na Zona Sul do Rio — Foto: Reprodução / TV Globo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Vereador é morto a tiros em Araruama, Região dos Lagos

Por Marco Antônio Martins, G1 Rio

Vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de Araruama, foi morto neste domingo (8).  — Foto: Reprodução

Vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de Araruama, foi morto neste domingo (8). — Foto: Reprodução

O vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de 57 anos, foi morto na noite deste domingo (8), no bairro da Fazendinha, em Araruama, na Região dos Lagos.

Ciraldo é o segundo político morto no município em 2019. A prefeita Lívia de Chiquinho decretou luto na cidade por três dias. A Polícia Civil investiga o caso.

De acordo com testemunhas, o vereador foi morto em frente a um bar.

Ciraldo estava em seu quarto mandato como vereador em Araruama. Na eleição de 2016, Ciraldo foi o terceiro mais votado na cidade, com 1.904 votos.

“Meus sentimentos aos familiares e amigos do vereador Ciraldo! Que Deus conforte o coração de todos. Nos deixou de uma forma precoce e trágica, agora está ao lado do nosso Pai”, escreveu a prefeita em suas redes sociais.

Segundo vereador morto

Em maio, o ex-vereador Sérgio Cunha de Andrade, conhecido como Serginho da Lotada, foi morto a tiros na rodovia RJ-138.

O crime aconteceu no bairro da Fazendinha, mesmo local onde Ciraldo foi morto neste domingo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Criança de 10 anos é encontrada baleada na frente de hospital em Salvador; polícia investiga caso

Por G1 BA

Criança de 10 anos é encontrada baleada na frente de hospital em Salvador — Foto: Divulgação/ Hospital Eládio Lasserre

Criança de 10 anos é encontrada baleada na frente de hospital em Salvador — Foto: Divulgação/ Hospital Eládio Lasserre

Um menino de 10 anos foi encontrado baleado, na manhã de quarta-feira (4), na frente do Hospital Eládio Lasserre, no bairro de Cajazeiras II, em Salvador. Conforme a Polícia Militar, a criança foi socorrida por funcionários da unidade médica e está internada no local.

Segundo informações da PM, o menino, que estava sozinho, não informou para os funcionários do hospital e para a equipe da 3ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Cajazeiras) o que aconteceu e nem quem o deixou na unidade de saúde. Não há informações sobre o estado de saúde dele.

Segundo a Polícia Militar, o funcionário do hospital que socorreu a criança disse aos policiais que uma das poucas coisas que o garoto contou é que mora no bairro de Sete de Abril, também na capital baiana.

G1 entrou em contato com a Polícia Civil, que informou que o caso será investigado pela Delegacia de Repressão a Crime Contra Criança Adolescente (Derca) e pela 13ª Delegacia, em Cajazeiras. No entanto, ainda não há detalhes do que aconteceu.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Tiroteio deixa mortos e feridos na Região Centro-Sul de BH

Por Bom Dia Minas — Belo Horizonte

Dois homens morreram e dois adolescentes ficaram feridos em um tiroteio, no fim da noite desta quinta-feira (5), no Morro do Papagaio, na Região Centro-Sul de Belo Horizonte.

De acordo com a Polícia Militar (PM), as vítimas foram baleadas em um trailer de lanches, na Rua João Evangelista, no bairro Santa Lúcia.

Ainda segundo a PM, Walter Estalon Bispo da Silva, de 33 anos, morreu no local; Sacha Richelle Bispo da Silva, de 22, irmão de Walter, perdeu a vida no hospital. Uma menina de 12 anos e um adolescente de 14 ficaram feridos.

De acordo com relatos das vítimas, eles estavam no trailer quando um Corolla de cor prata parou no local e quatro homens com roupas escuras de frio desceram atirando.

Walter foi encontrado morto no estacionamento de um condomínio, próximo ao trailer. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou a morte. Ele tinha vários disparos no peito e nas costas. Já Sacha entrou morto no hospital, com pelo menos 15 perfurações

A menina deu entrada inconsciente no hospital, com disparos na cabeça e na perna direita. O adolescente foi ferido na coxa direita.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

RJ e outros 11 estados têm investigações paradas após decisão do ministro Dias Toffoli

Por Henrique Coelho e Bette Lucchese, G1 Rio e Jornal Nacional

Em pelo menos 12 estados, investigações que envolvem crime de lavagem de dinheiro estão paralisadas. Isso ocorreu após o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Dias Toffoli, decidir barrar apurações que fizessem uso de informações detalhadas do antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sem prévia autorização da Justiça.

Como revelou o G1 nesta quinta-feira (5), apenas no Rio de Janeiro são aproximadamente 140 inquéritos interrompidos. Alguns deles são sobre facções criminosas e milícias. Um dos casos é o procedimento que investiga o policial militar reformado Ronnie Lessa, acusado de matar Marielle Franco, e o motorista dela, Anderson Gomes.

O Jornal Nacional mostrou que a decisão de Toffoli, tomada há menos de 2 meses, atingiu investigações em todo o país. Foi confirmado que existem inquéritos parados nos seguintes estados:

  • Rio de Janeiro
  • São Paulo
  • Minas Gerais
  • Santa Catarina
  • Goiás
  • Pará
  • Maranhão
  • Piauí
  • Rio Grande do Norte
  • Pernambuco
  • Paraíba
  • Ceará

No Ceará, por exemplo, o Ministério Público paralisou 44 apurações. Lá, alguns dos procedimentos envolvem crimes contra a administração pública, e outros são sobre facções criminosas.

No Rio, além dos 140 revelados pelo G1 que estão engavetados na Polícia Civil, ainda existem outros 40 sendo analisados.

A decisão de Toffoli

Em julho, o presidente do STF suspendeu todas as investigações que usaram – sem autorização judicial – dados do Coaf, da Receita Federal e do Banco Central. A decisão vale até o julgamento definitivo, previsto para o dia 21 de novembro.

O ministro atendeu a um pedido da defesa do senador Flávio Bolsonaro, do PSL-RJ.

No fim do ano passado, um relatório do Coaf – que passou a ser chamado de Unidade de Inteligência Financeira – apontou movimentações suspeitas nas contas de 74 funcionários e ex-funcionários da Assembleia Legislativa do Rio.

Entre eles, Fabrício Queiroz, ex-assessor Flávio Bolsonaro, quando o filho do presidente Jair Bolsonaro ainda era deputado estadual no Rio de Janeiro.

Queiroz movimentou cerca de 1,2 milhão entre 2016 e 2017, segundo o relatório do Coaf.

Caso Marielle parcialmente parado

Entre os inquéritos parados no Rio está o que investiga as movimentações financeiras do policial militar reformado Ronnie Lessa.

Lessa foi preso como o principal suspeito de executar a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes.

Acusado de matar Marielle e Anderson confessa ser dono de 117 fuzis — Foto: Reprodução/JN

Acusado de matar Marielle e Anderson confessa ser dono de 117 fuzis — Foto: Reprodução/JN

O Departamento de Combate à Corrupção, ao Crime Organizado e à Lavagem de Dinheiro da Polícia Civil analisava transações bancárias de Lessa para saber se ele recebeu quantias suspeitas na época do assassinato.

Já a outra investigação, da Delegacia de Homicídios, que busca saber quem são os mandantes do crime, continua. O PM reformado também é réu por tráfico de armas.

Presos na Lava Jato pedem suspensão

Além do caso Marielle, pelo menos dois acusados pela Lava Jato no Rio já conseguiram a suspensão de processos com base na decisão de Dias Toffoli.

No mês passado, o também ministro do STF Gilmar Mendes atendeu a pedidos da defesas de Lineu Martins, ex-assessor do Departamento de Estradas de Rodagem, e de um ex-conselheiro de uma construtora, Alex Sardinha Veiga, ambos investigados por corrupção.

Este ano, antes da decisão de Toffoli, a Polícia Civil do Rio já tinha conseguido o sequestro de R$ 52 milhões em bens de contraventores, milicianos e traficantes, e de dinheiro desviado dos cofres públicos.

O que dizem os citados

O advogado de Ronnie Lessa disse que ainda não recebeu nenhuma intimação pra depor em investigação por lavagem de dinheiro.

O advogado de Fabrício Queiroz afirmou que as investigações foram paralisadas pela inexistência de um simples requerimento judicial determinado em lei pra obtenção das informações.

A defesa do senador Flávio Bolsonaro disse que a decisão de Dias Toffoli corrige excessos que ocorriam no Brasil, e que só se pode quebrar o sigilo bancário de um cidadão se houver permissão da Justiça.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mulher de Macron é ‘feia mesmo’, diz Paulo Guedes

Por G1 CE — Fortaleza

O ministro Paulo Guedes (Economia) disse nesta quinta-feira (5) em Fortaleza que Brigitte Macron, mulher de Emmanuel Macron, presidente da França, “é feia mesmo”. Na ocasião, o ministro falou ainda sobre a necessidade de acelerar as privatizações no país e defendeu a venda dos Correios para a iniciativa privada.

Em uma palestra para convidados no evento “A Nova Economia do Brasil – o impacto para a região Nordeste”, Guedes falava sobre o que classificou como “progresso” do governo de Jair Bolsonaro em setores diversos quando citou o episódio em que o presidente falou sobre a mulher de Macron.

“Eu tô vendo o progresso em várias frentes, mas nada disso… é… tudo isso é assim… a preocupação é assim: xingaram a [Michele] Bachelet, xingaram a mulher do Macron , chamaram a mulher de feia. Macron falou que tão botando fogo na floresta brasileira e o presidente devolveu: ‘que a mulher dele é feia, por isso ele tá falando isso’. Tudo bem, é divertido, não tem problema nenhum. É tudo normal e é tudo verdade. Presidente falou mesmo, e é verdade mesmo, a mulher é feia mesmo [sorri, e a plateia ri e aplaude] . Não existe mulher feia, existe mulher observada do ângulo errado”.

Após a palestra, o ministro foi questionado, durante a coletiva de imprensa, sobre a afirmação que deu a respeito da esposa de Macron, e respondeu: “Chamar a primeira dama de feia? Não sei do que você tá falando”. Em seguida, explicou: “O que eu tenho a ver com a opinião a respeito da primeira dama francesa? Você viu que a gente brincando, falando que o presidente é uma pessoa com bons princípios, e às vezes, na forma de falar, ele extrapola, brinca…”.

Guedes argumentou, ainda, que as críticas deveriam ser feitas à declaração de Macron sobre fazer uma intervenção internacional na Amazônia. “Vocês deviam estar criticando isso, o Macron tá querendo fazer uma intervenção porque chamaram a mulher dele de feia, olha só que coisa horrível. Quer dizer que se alguém chamar sua mulher de feia você pode fazer uma intervenção internacional? Em quem chamou a mulher de feia? Você devia criticar isso. Você apoia uma intervenção internacional no Brasil, na Amazônia?”, questionou.

À noite, por meio de nota, Guedes se desculpou pela brincadeira feita no encontro. “O Ministro Paulo Guedes pede desculpas pela brincadeira feita hoje em evento público em Fortaleza (CE), quando mencionou a primeira-dama francesa Brigitte Macron. A intenção do ministro foi ilustrar que questões relevantes e urgentes para país não têm o espaço que deveriam no debate público. Não houve qualquer intenção de proferir ofensas pessoais”.

Comentário

O presidente Jair Bolsonaro respondeu a um comentário sobre a primeira-dama da França, Brigitte Macron. — Foto: Reprodução/Facebook Jair Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro respondeu a um comentário sobre a primeira-dama da França, Brigitte Macron. — Foto: Reprodução/Facebook Jair Bolsonaro

O comentário sobre a mulher de Macron havia sido feito por Bolsonaro em resposta a um seguidor em um post do presidente, no Facebook, sobre a atuação de aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) em Porto Velho para combater as queimadas na Amazônia.

O seguidor postou fotos dos dois presidentes acompanhados de suas mulheres com a seguinte pergunta: “Entende agora pq Macron persegue Bolsonaro?”. O seguidor ainda acrescentou “é inveja presidente do Macron pode crê (sic)”.

Bolsonaro respondeu ao comentário dizendo: “Rodrigo Andreaça não humilha cara. kkkkk”.

O presidente apagou o comentário. A postagem, feita em 24 de agosto, ficou no ar até o dia 27.

Os dois casais presidenciais, brasileiro e francês, têm em comum a diferença de idade, sendo que Brigitte Macron, de 66 anos, é mais velha que o marido, que tem 41 anos. Já Bolsonaro tem 64 anos, enquanto sua esposa, Michelle, tem 37.

O fato gerou uma polêmica com Macron que, na última segunda-feira (26), disse que o comentário foi “extraordinariamente desrespeitoso”. O chefe de Estado francês disse ainda esperar que os brasileiros tenham rapidamente um presidente à altura do cargo.

“O que eu posso dizer? É triste, é triste. Mas é triste, em primeiro lugar, para ele e para os brasileiros. Eu penso que as mulheres brasileiras têm, sem dúvida, vergonha de ler isso de seu presidente. Creio que os brasileiros, que são um grande povo, têm também vergonha de ver esse comportamento — eles esperam, quando se é presidente, que nos comportemos bem em relação aos outros”, afirmou Macron em Biarritz, onde participava do encontro do G7.

E completou: “Como tenho uma grande amizade e respeito pelo povo brasileiro, espero que eles rapidamente tenham um presidente que se comporte à altura”.

O porta-voz de Bolsonaro, Otávio Rêgo Barros, afirmou que a publicação foi apagada para evitar “dupla interpretação” sobre o tema.

Em 27 de agosto, questionado sobre o caso, Bolsonaro disse que seu comentário chamou atenção do seguidor para que ele não falasse “besteira”.

“A mulher dele [Macron]… Eu não botei aquela foto. Alguém que botou a foto lá, e eu falei para ele não falar besteira. É isso que eu botei lá”, disse. “[No] meu comentário, eu falava para não insistir neste tipo de postagem”, acrescentou.

Diante da observação feita na entrevista de que seu comentário tinha risadas (kkkkk), Bolsonaro encerrou a entrevista irritado e não respondeu a indagação se pretende pedir desculpas à primeira-dama da França.

‘Programa Acelerado de Privatização’

Guedes afirmou ainda durante a palestra que vai acelerar o processo de privatização de empresas no país. “Fizemos uma reunião na semana passada e decidimos, olha, vamos ter de acelerar”, disse. “Tinha o PAC, né? Vai ter o PAP, Programa Acelerado de Privatização”, completou, em tom de brincadeira.

O ministro reclamou da burocracia que, segundo ele, tem dificultado o processo de venda de empresas públicas. “A gente prepara a a documentação. Manda para o TCU (Tribunal de Contas da União) e aí, volta (…). Demora mais um ano e meio. Não tem como”, criticou Guedes, acrescentando que a venda de estatais deveria ser mais desburocratizada. “Quando você está no setor privado, vende em 40 dias”, afirmou.

Guedes também defendeu a privatização dos Correios, anunciada em agosto último. “Qual a dúvida de privatizar os Correios? Lá nasceu o mensalão. Ninguém escreve mais cartas”, sugeriu. Ao enumerar as vantagens de se privatizar a estatal, ele citou a concorrência de gigantes multinacionais do setor.

“Imagina isso disputado por gigantes como DHL, UPS, Fedex, e imagina as que já estavam por lá, a TAM e Azul, querendo fazer o last mile (contratação de empresa que faz a “última milha” por meio de conexões). Imagina as do futuro, Amazon”, afirmou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.