Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Mais de um terço das famílias relata queda da renda mensal no primeiro trimestre, aponta pesquisa

Levantamento da empresa de dados TransUnion mostra que grande parte dos brasileiros sentiu orçamento diminuir, prepara cortes de gastos para próximos meses e teme não conseguir pagar as dívidas totalmente.

Por g1

40% das famílias brasileiras indicou que a renda diminuiu nos primeiros três meses deste ano, aponta pesquisa da empresa de dados TransUnion. A queda foi causada principalmente por perda de emprego ou redução de salários.

O impacto foi maior para as famílias de baixa renda. Entre pessoas que ganham até R$ 1 mil, 53% indicaram que o orçamento familiar encolheu neste período. O percentual cai consideravelmente para as famílias com renda mais alta: foi de 35% para quem ganha entre R$ 5 mil e R$ 10 mil por mês, e de 24% para as famílias com renda acima de R$ 10 mil.

Por causa do aperto, a maioria dos entrevistados (77%) respondeu que tem preocupação se conseguirá pagar as contas integralmente, como as de manutenção de casa e empréstimos. Entre as pessoas que perderam renda, 60% disse que não conseguiria pagar pelo menos uma das contas atuais.

O peso no bolso dos brasileiros é motivado pelos impactos financeiros da pandemia de Covid-19, mas também pelo aumento da inflação e da taxa básica de juros do país, e tem levado a uma reorganização dos gastos, analisa Claudio Pasqualin, vice-presidente de desenvolvimento de negócios da TransUnion Brasil.

O aumento de salário e de oportunidades de negócios é menor do que as reduções e demissões. Por exemplo: enquanto 24% dos entrevistados disse que alguém em casa perdeu o emprego e 22% teve algum familiar com salário reduzido, apenas 13% relatou que alguém de casa começou um novo negócio, 11% teve aumento salarial e somente 7% conseguiu emprego no período.

A vida com menos de 1 salário mínimo

O que os brasileiros estão cortando

Jantar fora, viajar e pagar ingressos de shows e cinema virou passado para quase metade dos brasileiros. 49% das pessoas entrevistadas vão ter que cortar esses gastos extras para que o salário dure até o fim do mês.

Boa parte (43%) também prepara cortes em compras caras, como eletrodomésticos e carros, e no varejo (com roupas e eletrônicos) nos próximos três meses. Além da queda da renda, a inflação também pesou no comportamento de 84% dos entrevistados.

O aumento dos juros também afetou as decisões sobre empréstimos e financiamentos. Mais da metade das pessoas pesquisadas (56%) indicou que o aumento das taxas de juros teve um grande impacto sobre a decisão de solicitar crédito nos próximos 12 meses.

Mesmo assim, o crédito foi considerado pela maioria das pessoas (91%) como um acelerador do alcance de metas financeiras. Mas apenas 45% afirmou que atualmente têm acesso a uma quantia suficiente.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Prefeitura do Rio e viações se acertam: bilhetagem fica com o município, e passagem se mantém em R$ 4,05

A assinatura do acordo acontece nesta sexta-feira (20).

Por Bruno Grubertt, Bom Dia Rio

Depois de dez horas de reunião, a Prefeitura do Rio e os empresários de ônibus finalmente chegaram a um acordo sobre a gestão do transporte na cidade. Ficou decidido que a prefeitura vai assumir a bilhetagem eletrônica e vai pagar um subsídio às empresas com base na quilometragem rodada, e não mais com base no número de passageiros transportados.

A passagem será mantida em R$ 4,05 pelo menos até o fim do ano.

A assinatura do acordo está prevista para acontecer nesta sexta-feira (20).

As reuniões começaram no início do mês de maio, com a mediação da justiça estadual para tentar melhorar o serviço.

O procurador-geral do município explicou o que será homologado pela juíza do processo.

“O certo é que é uma grande mudança, uma grande em todo sistema de ônibus. Passagem sendo mantida para o usuário mais de um ano, um ano e meio, é tudo pra ter segurança jurídica, com a participação do juiz, do Ministério Público, do próprio município, poder concedente, e das próprias empresas, que são os consorciados”, disse Daniel Bucar.

“A bilhetagem fica com a prefeitura. O subsídio será feito por quilômetro e todos os demais pontos a gente ainda vai aguardar a homologação do juízo”, completou.

O município do Rio tinha, em 2010, 45 empresas de ônibus que comandavam os veículos que rodavam pela cidade. Agora, são 29. Dessas, 11 estão em recuperação judicial. Elas cobram R$ 2,5 milhões de subsídio da prefeitura, que seriam os prejuízos causados pela pandemia.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Trabalhador poderá usar até 50% do FGTS em fundo de privatização da Eletrobras; entenda

Ações da estatal podem render mais que o FGTS, mas não há garantia. Governo obteve aval do TCU nesta quarta para vender Eletrobras e espera colocar papeis no mercado até agosto.

Por Alexandro Martello, g1 — Brasília

Trabalhadores de qualquer setor que tenham recursos no Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) poderão utilizar até 50% desse saldo para comprar ações da Eletrobras no processo de privatização da empresa.

A compra se dará pelos chamados “fundos mútuos de privatização”, dispositivo criado nos anos 2000 e já usado pelo governo na venda de papéis de outras estatais.

Em março, a Caixa Econômica Federal publicou procedimentos e regras de utilização dos recursos para os trabalhadores que tenham interesse em participar de qualquer oferta de privatização autorizada no âmbito do Programa Nacional de Desestatização (PND).

A desestatização da Eletrobras foi aprovada nesta quarta-feira (18) pelo Tribunal de Contas da União (TCU). Além da estatal de energia, a equipe econômica também prevê privatizar os Correios neste ano.

O uso do FGTS em privatizações já ocorreu anteriormente em três ocasiões: Petrobras, em 2000; Vale do Rio Doce, 2002; e Petrobras novamente, em 2010. Os fundos mútuos são administrados por instituições financeiras.

No processo de desestatização da Eletrobras, foi estabelecido um teto de R$ 6 bilhões para o uso global dos recursos do FGTS na compra de ações na oferta pública. Se as aplicações superarem esse teto, será feito um rateio.

Rendimento

Os fundos de privatização podem ser uma alternativa para o trabalhador que procura melhorar o rendimento de seus recursos. Porém, não há garantia de que isso acontecerá. Por lei, o FGTS tem rendimento de 3% ao ano.

Nos últimos anos, porém, os trabalhadores receberam também parte dos lucros do Fundo de Garantia, que resultam dos juros cobrados de empréstimos a projetos de infraestrutura, saneamento e crédito da casa própria. A distribuição melhorou o rendimento dos recursos depositados no fundo.

Em 2020, com a distribuição aos trabalhadores do lucro do FGTS, o rendimento foi de 4,52%. Em 2019, considerando o adicional da distribuição de lucros, o rendimento foi de 4,90%. Em 2018, chegou a 6,18%.

De acordo com análise da XP, compensou ter investido na diversificação de carteiras com os recursos do FGTS nas operações anteriores (Petrobras e Vale do Rio Doce).

“Os investidores que deixaram seus recursos investidos apenas no FGTS tiveram retorno de 136,09% [2002 a 2022]. Para o investidor que colocou recursos em FMP simulado da Vale da Rio Doce, uma das opções que foi oferecida no mercado, teve retorno de 2.235,13%. Para o investidor que colocou recursos no fundo simulado da Petrobras, outra opção oferecida a mercado, teve retorno de 649,36% no mesmo período”, informou a corretora.

Como fazer?

De acordo com as regras, a participação do trabalhador nos fundos mútuos de privatização, com recursos do FGTS, poderá ocorrer de forma individual ou por intermédio de Clube de Investimento (CI-FGTS) administrado por instituição autorizada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

“Havendo retenção/bloqueio prévio de parte ou da totalidade do saldo da conta vinculada do trabalhador, o valor disponível para aplicação FMP ficará limitado ao recurso disponível remanescente”, explicou a Caixa.

Pelas regras, o trabalhador poderá autorizar, por meio do aplicativo do FGTS, a instituição que administra o fundo mútuo de privatização a consultar o saldo e solicitar reserva, e débito, de parte do saldo da sua conta FGTS para privatizações.

“Somente após decorridos doze meses da data da aplicação poderá haver retratação com consequente retorno do investimento ao FGTS“, informou a Caixa. Para que isso ocorra, a solicitação será efetuada pelo próprio titular da conta vinculada à administradora do FMP-FGTS ou CI-FGTS.

Para utilização do FGTS na aquisição de moradia própria pronta ou em construção, no pagamento de parte das prestações e na amortização ou liquidação extraordinária de saldo devedor de financiamento do Sistema Financeiro de Habitação (SFH), o retorno dos valores aplicados em FMP-FGTS poderá ser total ou parcial.

As instituições financeiras que administrarem fundos mútuos de privatização, por sua vez, deverão oferecer aos trabalhadores:

  • consulta ao saldo do trabalhador disponível para aplicação em FMP;
  • registro da Solicitação do Trabalhador de Aplicação FMP;
  • registro de Regularização de Operação;
  • informações de Bloqueio de Valores das Contas Vinculada.

Privatização da Eletrobras

A medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras foi sancionada em julho do ano passado pelo presidente Jair Bolsonaro.

A expectativa é que a venda do controle acionário pode render R$ 100 bilhões aos cofres públicos. No fim de fevereiro, os acionistas da Eletrobras autorizaram o processo em uma Assembleia Geral Extraordinária.

Com a privatização, o governo deixaria de ser o sócio majoritário da empresa. Hoje, ele detém mais de 60% desses papéis, e o objetivo é ficar com 45%.

O governo pretende transformar a Eletrobras numa “corporation”, uma empresa privada sem controlador definido. Modelo semelhante foi adotado na privatização da Embraer.

Segundo o governo, a privatização irá recuperar a capacidade de investimentos da empresa em geração e transmissão de energia e pode reduzir a conta de luz.

Entidades do setor, no entanto, afirmam que a conta vai ficar mais cara, porque deputados e senadores incluíram no texto medidas que geram custos a serem pagos pelos consumidores.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Onda de frio segue nesta quinta (19); veja previsão para capitais

O frio atípico deve permanecer até 22 de maio. Um deslocamento da massa de ar polar coincide com a passagem de um ciclone extratropical, o que traz umidade e possibilita a ocorrência de eventos incomuns

Por g1

A quinta-feira (19) começou com mais um dia gelado no Brasil, principalmente nas regiões sul e sudeste. Capitais registraram temperaturas abaixo de 10ºC. A cidade do Rio de Janeiro voltou a bater o recorde de frio do ano: às 4h desta, a Vila Militar marcou 11,5 graus, 0,3 grau abaixo da mínima desta quarta-feira (18).

Na madrugada desta quarta-feira (18), que também teve frio intenso, duas pessoas morreram em São Paulo: uma em um centro da Prefeitura da capital e outra em Mauá, na Grande SP.

O frio atípico deve permanecer até 22 de maio. Um deslocamento da massa de ar polar coincide com a passagem de um ciclone extratropical, o que traz umidade e possibilita a ocorrência de eventos incomuns, como queda de neve e precipitação da chamada “chuva congelante”.

Veja a previsão do tempo nas capitais do Sul, Sudeste e Centro-Oeste, segundo o Inmet:

Sul

Porto Alegre

  • Mínima: 10º
  • Máxima: 16º

Curitiba

  • Mínima: 6°
  • Máxima: 15°

Florianópolis

  • Mínima: 14°
  • Máxima: 20°

Sudeste

São Paulo

  • Mínima: 7°
  • Máxima: 15°

Rio de Janeiro

  • Mínima: 10°
  • Máxima: 22°

Belo Horizonte

  • Mínima: 5°
  • Máxima: 18°

Vitória

  • Mínima: 15°
  • Máxima: 26°

Centro-Oeste

Goiânia

  • Mínima: 6°
  • Máxima: 22°

Brasília

  • Mínima: 5°
  • Máxima: 21°

Cuiabá

  • Mínima: 7°
  • Máxima: 22°

Campo Grande

  • Mínima: 7°
  • Máxima: 19°

Norte

Manaus

  • Mínima: 24°
  • Máxima: 31°

Belém

  • Mínima: 24°
  • Máxima: 33°

Rio Branco

  • Mínima: 16°
  • Máxima: 27°

Porto Velho

  • Mínima: 15°
  • Máxima: 25°

Boa Vista

  • Mínima: 23°
  • Máxima: 30°

Macapá

  • Mínima: 24°
  • Máxima: 30°

Palmas

  • Mínima: 17°
  • Máxima: 30°

Nordeste

São Luís

  • Mínima: 24°
  • Máxima: 31°

Teresina

  • Mínima: 23°
  • Máxima: 33°

Fortaleza

  • Mínima: 25°
  • Máxima: 32°

Natal

  • Mínima: 24°
  • Máxima: 30°

João Pessoa

  • Mínima: 24°
  • Máxima: 32°

Recife

  • Mínima:
  • Máxima:

Maceió

  • Mínima:
  • Máxima:

Aracaju

  • Mínima:
  • Máxima:

Salvador

  • Mínima:
  • Máxima:

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Rio volta a bater recorde de frio do ano, com 11,5 graus às 4h, e manhã será ainda mais gelada

É a tempestade subtropical Yakecan, que se aproxima da costa fluminense e já está mexendo no mar e trazendo ventania.

Por g1 Rio

O Rio voltou a bater o recorde de frio do ano. Às 4h desta quinta-feira (19), a Vila Militar marcou 11,5 graus, 0,3 grau abaixo da mínima desta quarta-feira (18).

Mas a previsão era de temperaturas ainda mais baixas nas primeiras horas da manhã — esta reportagem está sendo atualizada.

É a tempestade subtropical Yakecan, que se aproxima da costa fluminense e já está mexendo no mar e trazendo ventania.

Marinha do Brasil, em colaboração com o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) e outras instituições, emitiu um alerta sobre ventos e ondas no Rio de Janeiro.

Neste prognóstico de deslocamento, a Yakecan deve produzir ventos intensos nas proximidades do litoral entre os estados do Rio Grande do Sul e do Rio de Janeiro, podendo atingir 92 km/h, em alto-mar, e até 75 km/h junto à costa.

Há previsão de ondas muito grandes, entre 3 e 6 metros, em alto-mar. Já na faixa litorânea a previsão é que as ondas fiquem entre 2,5 e 4 metros até sexta (20).

A Marinha do Brasil alerta ainda que navegantes, comunidades pesqueiras e esportistas consultem a evolução das condições climáticas antes de se lançar ao mar.

Rio foi a capital mais seca nesta quarta

Já nesta quarta-feira (18), o Instituto Nacional de Meteorologia (INMET) destacou que o Rio de Janeiro foi a capital mais seca do país, com o valor mínimo de 25% no ar.

O índice de Umidade do Ar (UR) é medido pela estação que fica na Vila Militar, na Zona Oeste da cidade, e que é utilizada como referência para a capital.

A baixa umidade do ar demanda atenção para a saúde respiratória, já que pode provocar ressecamento das mucosas das vias aéreas e tornar as pessoas mais suscetíveis a infecções virais e bacterianas, assim como favorece o aparecimento de alergias.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homeschooling: entenda o que propõe o projeto em discussão no Congresso sobre ensino domiciliar

Câmara aprovou o texto-base do projeto nesta quarta. Agora Senado analisa o projeto, que pode sofrer alterações antes de ser enviado para sanção presidencial.

Por g1 — São Paulo

Umas das bandeiras do governo Bolsonaro, o projeto de lei que regulamenta a prática do ensino domiciliar (homeschooling) no Brasil teve seu texto-base aprovado pela Câmara nesta quarta-feira (18). Agora, o Senado vai analisar o projeto, que pode sofrer alterações, antes de passar pela sanção presidencial.

Polêmica, a proposta foi apresentada pelo Executivo há mais de três anos e estava entre as metas prioritárias para os primeiros cem dias de governo. No entanto, o tema ficou sem avançar desde então por conta da resistência por parte dos parlamentares.

Entenda abaixo o que prevê o projeto do governo:

Ensino domiciliar será permitido

Atualmente, o ensino domiciliar não é permitido por decisão do Supremo Tribunal Federal, que em setembro de 2018 entendeu não haver uma lei que regulamente o ensino domiciliar no país. Embora a lei não proíba explicitamente a prática, ela também não a respalda.

Além da decisão do STF, o Código Penal também condena a adoção da educação domiciliar, considerando abandono intelectual. O CP define o crime como deixar, sem justa causa, de prover à instrução primária de filho em idade escolar e prevê detenção, de 15 dias a um mês, ou multa. Em junho de 2021, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara (CCJ) aprovou uma proposta que impede que pais que adotem o modelo sejam processados por abandono intelectual. O texto também aguarda análise do plenário.

Se o projeto for aprovado pelo plenário da Câmara dos Deputados, o texto será enviado para votação em Senado. Se for alterado, o texto volta à Câmara. Caso seja aprovado na íntegra, segue para sanção ou veto do presidente, que terá 15 dias úteis para vetar o projeto na íntegra ou parcialmente. Se ele não se manifestar, a lei é sancionada automaticamente após esse período sem vetos e o homeschooling passará a ser permitido no país.

Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) será alterada

Em caso de aprovação, o homeschooling será oficializado com uma alteração da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), que orienta o ensino regular e passará a admitir o ensino domiciliar na educação básica (pré-escola, ensino fundamental e médio). A proposta exige que, assim como a educação escolar, o ensino domiciliar esteja vinculado ao mundo do trabalho e à prática social.

Estudante de Sorocaba (SP) é proibida pela Justiça de cursar faculdade por fazer 'homeschooling'  — Foto: Reprodução/TV TEM

Estudante de Sorocaba (SP) é proibida pela Justiça de cursar faculdade por fazer ‘homeschooling’ — Foto: Reprodução/TV TEM

Pais e responsáveis poderão aderir à modalidade

Conforme o projeto, “é admitida a educação básica domiciliar, por livre escolha e sob a responsabilidade dos pais ou responsáveis legais pelos estudantes”. O Poder Público deverá atuar, junto aos pais ou responsáveis, para garantir o desenvolvimento adequado da aprendizagem do estudante.

Para optar por esta modalidade de ensino, os responsáveis deverão formalizar a escolha junto a instituições de ensino credenciadas, fazer matrícula anual do estudante e apresentar:

  • comprovação de escolaridade de nível superior, inclusive em educação profissional tecnológica, em curso reconhecido nos termos da legislação, por pelo menos um dos pais ou responsáveis legais pelo estudante;
  • certidões criminais da Justiça Federal e Estadual ou Distrital dos pais ou responsáveis.

Período de transição

A proposta estabelece um período de transição em relação à exigência de comprovação de escolaridade de nível superior, caso os responsáveis escolham homeschooling nos dois primeiros anos após a regulamentação entrar em vigor.

A transição prevista no projeto permite:

  • a comprovação, ao longo do ano da formalização da opção pela educação domiciliar, de que pelo menos um dos pais ou responsáveis legais está matriculado em curso de nível superior;
  • comprovação anual de continuidade dos estudos, com aproveitamento, por pelo menos um dos pais ou responsáveis legais, no curso de nível superior em que estiver matriculado;
  • conclusão, por pelo menos um dos pais ou responsáveis legais, do curso de nível superior em que estiver matriculado, em período de tempo que não exceda em 50% do limite mínimo de anos para sua integralização.

Escolas e responsáveis legais vão trabalhar juntos

A proposta estabelece também regras para as instituições de ensinos e responsáveis legais no desenvolvimento da educação domiciliar, como:

  • manutenção de cadastro, pela instituição de ensino dos estudantes em educação domiciliar nela matriculados, a ser anualmente informado e atualizado junto ao órgão competente do sistema de ensino;
  • cumprimento de conteúdos curriculares referentes ao ano escolar do estudante, de acordo com a Base Nacional Comum Curricular, admitida a inclusão de conteúdos curriculares adicionais;
  • realização de atividades pedagógicas que promovam a formação integral do estudante, contemplando seu desenvolvimento intelectual, emocional, físico, social e cultural;
  • manutenção, pelos pais ou responsáveis legais, de registro periódico das atividades pedagógicas realizadas e envio, à instituição de ensino em que o estudante estiver matriculado, de relatórios trimestrais dessas atividades;
  • acompanhamento do desenvolvimento do estudante por docente tutor da instituição de ensino em que estiver matriculado, inclusive mediante encontros semestrais com os pais ou responsáveis, o educando e, se for o caso, do profissional que acompanha o ensino domiciliar;
  • garantia, pelos pais ou responsáveis legais, da convivência familiar e comunitária do estudante;
  • realização de avaliações anuais de aprendizagem e participação do estudante nos exames do sistema nacional de avaliação da educação básica e nos exames do sistema estadual ou sistema municipal de avaliação da educação básica.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Prefeitura viraliza com publicação sobre ‘banho facultativo’ por conta do frio no interior de SP

Postagem foi feita na quarta-feira (18) e rendeu risadas nos comentários. Para além da brincadeira, a prefeitura usou a publicação para alertar os moradores quanto à importância de acionar o serviço de abordagem social para acolhimento de pessoas em situação de rua no frio.

Por g1 Bauru e Marília

Prefeitura viraliza com publicação sobre "banho facultativo" por conta do frio em Ourinhos — Foto: Reprodução/Instagram

Prefeitura viraliza com publicação sobre “banho facultativo” por conta do frio em Ourinhos — Foto: Reprodução/Instagram

A Prefeitura de Ourinhos (SP) viralizou com uma publicação nas redes sociais de um “decreto” que desobriga o banho nessa semana por conta do frio. A postagem foi feita na quarta-feira (18) e rendeu risadas nos comentários.

Na cidade do interior de São Paulo, os moradores já sentiram as quedas nas temperaturas desde o último fim de semana. Na terça-feira (17), o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou mínima de 6°C e máxima de 18°C.

Já na quarta-feira, segundo o Inmet, a cidade registrou 3°C como mínima e 14°C como máxima, temperatura considerada a mais baixa do ano. Por isso, é comum surgirem brincadeiras sobre a dificuldade de entrar embaixo do chuveiro.

Nos comentários, os seguidores aprovaram a brincadeira, colocando figurinhas de risadas e aplausos. Uma mulher chegou a brincar com a recomendação feita pela prefeitura e marcou o filho na publicação com a legenda: “chegou o seu dia”.

Para além da brincadeira, a prefeitura usou a publicação para alertar os moradores quanto às baixas temperaturas e à importância de acionar o serviço de abordagem social para acolhimento de pessoas em situação de rua.

Para além da brincadeira, Prefeitura de Ourinhos usou publicação para alertar moradores quanto às baixas temperaturas — Foto: Reprodução/Instagram

Para além da brincadeira, Prefeitura de Ourinhos usou publicação para alertar moradores quanto às baixas temperaturas — Foto: Reprodução/Instagram

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Brasil aumenta a produção de energia limpa nos quatro primeiros meses de 2022

Levantamento da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica mostra que a geração de energia limpa cresceu 6% no primeiro quadrimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2021.

Por Jornal da Globo

O Brasil aumentou a produção de energia limpa e reduziu a de usinas consideradas mais poluentes, nos primeiros quatro meses de 2022. O levantamento da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica mostra que a geração de energia limpa cresceu 6% no primeiro quadrimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2021.

No Sistema Interligado Nacional, a participação da energia hidráulica, que são das hidrelétricas, passou de 73% no ano passado para 77% este ano. A eólica, dos ventos, de 9% chegou a 10%. E a solar, dobrou: de 1% para 2%. No mesmo período, a energia térmica teve uma redução de 17% para 11%.

Apesar do crescimento de 100% da energia solar, essa é uma matriz energética ainda com pouca participação no sistema. No caso das hidrelétricas, os reservatórios do subsistema Sudeste/Centro-Oeste, que é o mais importante do país, já estão com quase 70% da capacidade. Em 2021, eles chegaram a ficar com 16%.

Apesar da bandeira tarifária ter sido retirada das contas, o consumidor ainda vai continuar pagando mais caro pela energia. De acordo com o gerente do Instituto de Energia e Meio Ambiente, Ricardo Baitelo, esse dinheiro a mais é para pagar o uso intenso das usinas termelétricas em 2021.

“Que os próximos leilões contratem cada vez menos as termelétricas. Elas foram usadas em tempo integral no ano passado, mas o ideal é que elas sejam usadas apenas estrategicamente no Brasil, porque o impacto está muito alto sobre a conta de luz, sobre a inflação e sobre o poder de compra do brasileiro”, diz Ricardo Baitelo.

O especialista em energia afirma, ainda, que o Brasil precisa incentivar o aumento das energias solar e eólica no Sistema Interligado Nacional.

“Não existe um limite para a participação das fontes eólicas e solar na matriz, o potencial delas é gigantesco. Então, o Brasil tem todas as condições de ser um país que tem uma matriz elétrica diversificada, que não mais dependa, principalmente, da fonte hidrelétrica”, afirma Baitelo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Incêndio de grandes proporções em morro de Santos mobiliza Corpo de Bombeiros e invade a madrugada

Corporação atuou com 18 agentes e oito viaturas para controlar as chamas. Ninguém ficou ferido.

Por g1 Santos

Chamas consomem vegetação de morro em Santos — Foto: Divulgação

Chamas consomem vegetação de morro em Santos — Foto: Divulgação

O fogo consumiu parte da vegetação de morro no bairro do Saboó, em Santos, no litoral de São Paulo. Ao menos 18 profissionais do Corpo de Bombeiros foram mobilizados para conter as chamas que começaram por volta da meia-noite desta quinta-feira (19) e foram controladas quase 4h depois. Segundo a corporação, ninguém ficou ferido.

O incêndio chamou a atenção de quem passou pelas avenidas Martins Fontes e Getúlio Vargas, nos bairros Saboó e Valongo. Em entrevista ao jornalista Luiz Linna, da TV Tribuna, afiliada à Rede Globo, o tenente Pimentel, do Corpo de Bombeiros, informou que além dos 18 agentes, oito viaturas foram mobilizados para combater as chamas.

“Recebemos o chamado, via 193, de fogo em mato e quando a equipe da primeira viatura chegou, se deparou com muito fogo, em uma área de vegetação muito extensa. O trabalho levou cerca de quatro horas, em uma área que foi desde a Sabesp [perto do Cemitério da Filosofia] até a Sancap [empresa do ramo de transportes]”, disse Pimentel.

O tenente do Corpo de Bombeiros reforça que ninguém ficou ferido e que não houve danos estruturais a imóveis que ficam no Saboó e em suas proximidades. “Felizmente, nenhuma vítima e nenhuma casa atingida. Era bastante fogo, mas graças a Deus conseguimos controlar”, destacou Pimentel.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Dois policiais rodoviários são assassinados a tiros por homem em situação de rua na BR-116 em Fortaleza

Suspeito de atirar nos policiais foi morto a tiros por um policial militar que passava pelo local.

Por g1 CE

Dois policiais rodoviários federais foram mortos a tiros por um homem em situação de rua na manhã desta quarta-feira (18) em Fortaleza, no trecho da rodovia BR-116 com a Avenida Oliveira Paiva, no Bairro Cidade dos Funcionários. Em seguida, o autor dos disparos foi morto por um policial que passava pela via.

Um vídeo feito por testemunhas e que pode ser visto acima mostra o momento do tiroteio. É possível ouvir sete disparos. Em outro vídeo, o suspeito aparece andando entre os carros antes do crime. (veja abaixo)

Suspeito de matar policiais foi visto andando entre veículos momentos antes do crime

Os dois policiais que estavam patrulhando a via retiraram um homem em situação de rua que transitava entre os carros, segundo a Secretaria da Segurança Pública. Após ser abordado, o homem tomou a arma de um dos policiais e os matou. De acordo com o policial rodoviário Márcio Moura, antes, os agentes atenderam o motorista de veículo em pane, no acostamento da rodovia.

Autoridades lamentam

ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, lamentou as mortes em mensagem em rede social: “Hoje é um dia triste para as famílias de dois queridos colegas da PRF e para todos nós do #MJSP [Ministério da Justiça e Segurança Pública] e da corporação devido às mortes de dois PRFs em Fortaleza”, disse.

governadora do Ceará, Izolda Cela, também lamentou a perda dos policiais: “Lamento profundamente o episódio em que dois policiais da PRF perderam a vida, hoje, na BR-116, em Fortaleza”.

A PRF lançou nota de pesar pelos profissionais mortos. “O falecimento dos nossos policiais entristece toda a corporação”, disse.

Polícia Federal vai investigar

Dois policiais rodoviários são assassinados na BR-116 em Fortaleza

O caso será investigado pela Polícia Federal. Uma equipe da Polícia Militar do Ceará (PMCE) recuperou as armas dos agentes rodoviários que foram tiradas durante a ação criminosa. Agentes da PRF, do Batalhão de Policiamento de Rondas e Ações Intensivas e Ostensivas (BPRaio), da Polícia Militar, e de outras forças de segurança foram ao local da ocorrência. Um helicóptero da PM também foi acionado e pousou na pista.

Inicialmente havia a suspeita de que um segundo homem estaria envolvido no crime, mas essa informação foi descartada.

Por conta da ocorrência, o trânsito no trecho foi bloqueado e havia um congestionamento na região nesta manhã.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.