Vigilância Sanitária recolhe cervejas de lote investigado

Por G1 Minas — Belo Horizonte

A Vigilância Sanitária de Belo Horizonte começa a recolher unidades da Belorizontina, cerveja produzida pela Backer, nesta segunda-feira (13), somente de quem tem o produto em casa. A medida não vale para donos de supermercados, bares e restaurantes. (veja os endereços no final desta reportagem)

O Instituto de Criminalística encontrou em duas garrafas do lote 1348, das linhas de produção L1 e L2, uma substância tóxica chamada dietilenoglicol, usada em serpentinas no processo de refrigeração de cervejas. A Polícia Civil de Minas Gerais investiga se o consumo de cerveja Belorizontina tem relação com a internação de oito homens por uma doença desconhecida – um deles morreu.

Cervejaria Backer, no bairro Olhos D'Água, em Belo Horizonte — Foto: Odilon Amaral/TV Globo

Cervejaria Backer, no bairro Olhos D’Água, em Belo Horizonte — Foto: Odilon Amaral/TV Globo

Nesta quinta-feira (9), investigadores recolheram material para fazer perícia na cervejaria Backer, no bairro Olhos D’Água, na Região Oeste de Belo Horizonte. A polícia informou que o material está sendo periciado nesta sexta.

Já o laudo que confirmou, nesta quinta, a presença de dietilenoglicol foi feito após perícia nas garrafas recolhidas nas casas dos pacientes que estão internados. Segundo a Polícia Civil, ainda não há como confirmar a responsabilidade da empresa no caso.

Nesta tarde, a cervejaria afirmou que nunca usou a substância tóxica encontrada em garrafas da bebida que foram recolhidas em casas de pacientes internados com síndrome misteriosa. A Backer não informou, no entanto, quantas garrafas desse lote foram produzidas.

O Procon-MG pediu que os consumidores que têm cervejas destes lotes em casa não consumam os produtos. O recolhimento das garrafas pela Backer deve ser solicitado pelo telefone (31) 9 9536-4042.

A Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) recebeu nove notificações da síndrome até então chamada de nefroneural. De acordo com a pasta, um caso foi descartado.

Sete pacientes estão internados com os sintomas e um homem morreu em Juiz de Fora, na Zona da Mata. O Ministério da Saúde confirmou que Belo Horizonte é o local provável de exposição de todos os casos.

Cervejaria Backer decidiu retirar dois lotes da cerveja Belorizontina de circulação — Foto: Reprodução/TV Globo

Cervejaria Backer decidiu retirar dois lotes da cerveja Belorizontina de circulação — Foto: Reprodução/TV Globo

Confira os endereços de entrega:

  • Barreiro: Avenida Olinto Meireles, 327 – Barreiro
  • Centro-Sul: Avenida Augusto de Lima, 30 – 14ª Andar – Centro
  • Leste: Rua Salinas, 1.447 – Santa Tereza
  • Nordeste: Rua Queluzita, 45 – Bairro São Paulo
  • Noroeste: Rua Peçanha, 144, 5º Andar – Carlos Prates
  • Norte: Rua Pastor Murilo Cassete, 85 – São Bernardo
  • Oeste: Avenida Silva Lobo, 1.280, 5º Andar – Nova Granada
  • Pampulha: Avenida Antônio Carlos, 7.596 – São Luiz
  • Venda Nova: Avenida Vilarinho, 1.300 – 2º Piso – Parque São Pedro

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.