Vai levar crianças no carro? Tem que ter cadeirinha

Do JC Trânsito

Cadeirinhas absorvem o impacto das colisões e ainda aumentam a altura das crianças.

Só este ano, 2.230 motoristas foram multados em Pernambuco por levar crianças no carro sem as cadeirinhas. Mas o puxão de orelha não é só pela infração gravíssima, com penalidade de R$ 191,54. É que, em casos de acicente, levar os pequenos sem os assentos especiais aumenta o risco de lesões graves nas crianças de 50% a 90% segundo a Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet).

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) é de 1997, mas só há sete anos foi criada a resolução 277 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a Lei da Cadeirinha, que estabelece os equipamentos que devem ser usados. A fiscalização começou em 2010, aplicando a multa referente à infração gravíssima, atualmente de R$ 191,54, além de sete pontos na carteira de habilitação e retenção do veículo até que a irregularidade seja resolvida. Veja as multas por mês de acordo com o Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE):

O gerente da Escola Pública de Trânsito de Pernambuco, Ivson Correia, justifica que o principal motivo para usar esses equipamentos especiais é que as crianças de até 7 anos e meio não têm estrutura corporal nem altura para usar diretamente o cinto de segurança. “A coluna vertebral delas ainda não tem a rigidez necessária para suportar o efeito chicote, que é a transferência de força do veículo para os corpos”, explica.

Mas qual é a cadeirinha adequada para cada idade?

http://blogs.ne10.uol.com.br/social1/files/2015/10/cadeirinha-info.jpg
Os equipamentos não são mais necessários a partir do momento em que as crianças completam 10 anos, mas elas ainda têm que andar no banco de trás do carro. “Elas não têm estatura para usar o airbag e podem ser asfixiadas quando eles são acionados. Assim, aquilo que deveria salvar acaba sendo um risco”, justifica Correia.

Para entreter os pequenos no caminho, os pais e responsáveis podem colocar músicas e ir cantando ou apontar pontos de referência no percurso, o que até contribui com o desenvolvimento deles. Só não é recomendado levar brinquedos soltos no banco de trás, pois eles podem se transformar em armas em cados de acidente; o peso desses objetos aumenta 15 vezes em colisões ocorridas a uma velocidade de 60 km/h, por exemplo.

NA MOTO – Levar crianças menores de 7 anos como passageiras de motos é infração gravíssima e, além da multa, o motociclista que for flagrado pode ter o direito de pilotar suspenso. A partir dessa idade, o correto é levá-las usando capacete do tamanho adequado. “Se não for assim, o capacete escapa e ela vai bater o rosto no chão. Dessa forma, quando não morre, tem lesões graves, como traumas de face”, alerta Correia. Saiba o número de multas aplicadas por levar crianças em motos:

Para especialistas em traumatologia e ortopedia, no entanto, a idade correta deveria ser 16 anos. O projeto de lei 6401/01, em tramitação na Câmara dos Deputados, quer chegar a um meio termo, proibindo menores de 11 anos de circular em motos. Porém ainda não há um prazo para isso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com