Vacinação contra sarampo é reforçada na cidade que registrou primeira morte deste ano em Pernambuco

Por G1 PE

03/09/2019 21h30  Atualizado há 13 horas

Vacinação contra sarampo é reforçada na cidade que registrou primeira morte deste ano em Pernambuco

Reprodução/EPTV

Taquaritinga do Norte, cidade do Agreste que teve a primeira morte confirmada de sarampo em Pernambuco, este ano, vai receber 28,5 mil doses extras da vacina tríplice viral, que imuniza também contra a rubéola e caxumba. O anúncio foi feito pelo estado, na noite desta terça-feira (3), após reunião entre o governador Paulo Câmara (PSB) e o prefeito Ivanildo Mestre, conhecido como Lero (PR), no Recife.

A reunião ocorreu no Palácio do Campo das Princesas, no Centro da capital. Segundo o governo, nesta terça, foram enviadas 10 mil doses da vacina à cidade, que tem população estimada de 28,7 mil pessoas, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A primeira morte por sarampo no estado foi confirmada na segunda-feira (2). A vítima é um bebê de sete meses.

Em Pernambuco, foram notificados 395 casos suspeitos de sarampo, sendo que 86 foram descartados, 296 estão em investigação e 13 foram confirmados

Dos casos com exame laboratorial positivo, três são de moradores do Recife; três de Caruaru, um de Frei Miguelinho, um de Santa Cruz do Capibaribe e cinco de Taquaritinga do Norte.

Ainda segundo o governo, o objetivo do reforço é fazer uma varredura e imunizar a população não vacinada da cidade. Ao todo, segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), 574 mil doses foram distribuídas aos municípios, desde janeiro.

É preciso vacinar, prioritariamente, crianças entre 6 meses e 11 meses. Essa população totaliza 68 mil pessoas no estado, segundo o governo.

A secretaria lembra, ainda, que essa será considerada a “dose zero”, sendo necessário seguir com o esquema básico de vacinação normalmente a partir dos 12 meses, com mais uma dose e um reforço aos 15 meses.

Entenda o que é sarampo, quais os sintomas, como é o tratamento e quem deve se vacinar  — Foto: Infografia: Karina Almeida/G1

Entenda o que é sarampo, quais os sintomas, como é o tratamento e quem deve se vacinar — Foto: Infografia: Karina Almeida/G1

Vacina

A vacina tríplice viral protege contra sarampo, rubéola e caxumba e está disponível de rotina nas salas de vacina dos municípios. Em 2019, em Pernambuco, até 27 de julho, 85% das crianças com 1 ano fizeram a primeira dose da tríplice viral e 63%, a segunda. A meta mínima é de 95% de cobertura, levando em conta o público de todas as idades.

A imunização deve seguir o seguinte esquema:

  • Indivíduos de 12 meses a 29 anos de idade: 2 doses de tríplice viral com intervalo mínimo de 30 dias entre elas;
  • Indivíduos de 30 a 49 anos de idade não vacinados: 1 dose de tríplice viral;
  • Profissionais de saúde não vacinados: 2 doses com a vacina tríplice viral independente da idade, com intervalo mínimo de 30 dias entre elas.
  • Ainda é indicada a vacinação de crianças de 6 meses a menores de 1 ano que vão se deslocar para municípios que apresentam surto ativo de sarampo. A imunização deve ser feita pelo menos 15 dias antes da viagem.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.