Thomás promete suar sangue no Sport e minimiza virada de casaca: “Passado”

A transferência do meia Thomás foi uma das mais polêmicas do futebol pernambucano nos últimos anos. Saiu de um rival, Santa Cruz, para o outro, o Sport – sem escalas. O que gerou críticas da diretoria do Tricolor e até ameaças de ações na Justiça. O jogador, porém, garante que a passagem no Santa é passado e que está focado em fazer sucesso no Leão.

– Estou bem tranquilo quanto a isso. Sou grato ao Santa Cruz, enquanto estive lá dei o melhor. Fui bem recebido aqui no Sport, tenho me sentido em casa. Vim aqui para trabalhar, para mostrar meu futebol, dar sequência na carreira e colocar o Sport onde ele merece – disse.

O jogador afirmou, ainda, que não se desconcentrou do Santa Cruz quando recebeu a proposta do Sport.

– Eu, em todos os âmbitos da minha vida, sou muito focado. Sei separar bem as coisas. Desde que houve o interesse do Sport, houve um interesse mútuo. Em nenhum momento fiquei sem foco, em nenhum momento deixei de dar meu melhor. Sou grato ao Santa Cruz, mas é passado. Se precisar, vou suar sangue e dar meu máximo pelo clube – afirmou.

Agora, 100% concentrado no Leão, o meia reencontra um velho conhecido: o técnico Vanderlei Luxemburgo, que o lançou entre os profissionais no Flamengo, em 2011.

Thomás comemorou o fato de reeditar a parceria e se colocou à disposição para atuar em várias posições.

– A partir da saída de Ney, fiquei na torcida para que Luxemburgo viesse porque é um treinador consagrado, de renome internacional. Treinou Seleção Brasileira, Real Madrid… Ainda não tive tempo de bater esse papo com Vanderlei. Foi ele que me lançou em 2011. Já joguei aberto, no meio e até de terceiro homem. Tenho certeza que ele vai saber usar o meu melhor e teremos uma parceria de sucesso – afirmou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com