Tailândia: Protestos terminam em violência e uma morte

Protestos políticos agressivos na capital da Tailândia terminaram em violência no fim deste sábado com ao menos um homem morto e outros cinco feridos a bala em meio a uma briga entre apoiadores e opositores da primeira-ministra Yingluck Shinawatra. Não se sabe quem disparou os tiros nem se as vítimas são da oposição ou pró-governo.

A violência pode elevar os temores de que o país volte a ter níveis de instabilidade como na época dos conflitos políticos de 2006, 2008 e 2010. Qualquer escalada na violência tende a afastar os turistas que chegam ao país aos milhões e contribuem significativamente para a economia.

Apesar disso, o governo pode acabar sendo beneficiado com os confrontos. A violência tende a desfavorecer as alegações de que a oposição está fazendo uma campanha pacífica. Além disso, pessoas que poderiam ir às ruas contra a premiê podem deixar de se manifestar por medo.

Os manifestantes tentam derrubar o governo de Yingluck, o qual eles acreditam que sirva aos interesses de seu irmão, o ex-primeiro-ministro Thaksin Shinawatra. Ele foi derrubado em 2006 por um golpe de Estado, acusado de corrupção e abuso de poder.

O tiroteio na noite deste sábado ocorreu após a violência ter se espalhado durante o dia. Opositores do governo atacaram diversas pessoas que eles acreditavam que estavam indo para uma passeata pró-governo.

O homem morto foi identificado como sendo Thaweesak Photkaew, de 21 anos. Ele foi atingido por duas balas em sua caixa toráxica. Além dos cinco homens feridos a bala, serviços de emergência reportaram ainda que outras cinco pessoas foram hospitalizadas com ferimentos. Fonte: Associated Press.

 

Fonte: Agência Estado

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com