Surfista atacado no mar de Olinda recebe alta do hospital

Surfista Diego Mota foi liberado após passar três dias na unidade de saúde / Foto: Amanda Miranda/NE10Surfista Diego Mota foi liberado após passar três dias na unidade de saúdeFoto: Amanda Miranda/NE10

O surfista Diego Gomes Mota, de 23 anos, vítima de ataque de um animal marinha ainda não identificado, recebeu alta nesta sexta-feira (3) do Hospital Miguel Arraes, em Paulista, no Grande Recife. o surfista foi ferido na coxa esquerda quando surfava na Praia Del Chifre, em Olinda, na última terça-feira (31). Segundo avaliação médica realizada na manhã desta sexta, o paciente deve retornar à unidade em uma semana para consulta ambulatorial na ortopedia e uma nova análise da cirurgia plástica.
Quanto ao animal que atacou o rapaz, avaliações feitas pelo Comitê Estadual de Monitoramento de Incidentes com Tubarões (Cemit), Corpo de Bombeiros e Instituto de Medicina Legal (IML) descartam que tenha se tratado de uma mordida de tubarão. O jovem, porém, afirma ter visto um tubarão no momento do incidente.

Diego Mota praticava o esporte com o irmão e dois amigos na manhã dessa terça-feira quando foi atacado. A vítima foi levada de moto pelo irmão para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Olinda. O jovem ainda reclamou do atendimento na unidade.

Del Chifre é parte dos 32 quilômetros de orla em Pernambuco com restrições devido ao risco de ataques de tubarão. Três outros surfistas já se envolveram em incidentes na praia. O último foi em novembro de 2011, a um homem à época com 35 anos, conhecido de Diego. Apesar dos ferimentos na coxa, no pé, no joelho e na panturrilha, ele sobreviveu ao incidente. Em junho de 2008, um adolescente de 14 anos, também amigo do jovem, sofreu fratura exposta na panturrilha esquerda após mordida de tubarão e também sobreviveu. Outro homem de 27 anos morreu após ser atacado na coxa esquerda.

 

NE10

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.