Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Sport, Fla, Corinthians, Athletico… lembre grandes ameaçados pelo rebaixamento no Estadual

Leão começa nesta quarta a disputar quadrangular do rebaixamento do Pernambucano; ge transmite Sport x Vitória ao vivo às 16h desta quarta-feira

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

O Sport joga nesta quarta-feira a primeira partida do quadrangular do rebaixamento do Campeonato Pernambucano, que definirá permanência ou não na primeira divisão. A ameaça da degola em estaduais é algo que alguns times de tradição do futebol brasileiro viram em algum momento recente.

O Corinthians, por exemplo, viveu situação mais preocupante em 2004, por exemplo. Outro grande do Brasil, o Flamengo, também viu, ainda que de longe, o fantasma do rebaixamento estadual em 2006. Se foi campeão da Libertadores com Renato Gaúcho, o Grêmio também passou alguns sustos mais recentemente.

Sport x Vitória-PE, na Ilha do Retiro, terá transmissão ao vivo no ge, às 16h desta quarta-feira

ge lembra as vezes em que times tradicionais viveram sufoco neste século. Confira a lista:

 — Foto: Arte/ge

— Foto: Arte/ge

Rival salvou no último jogo

Em 2004, o Corinthians se complicou tanto no Campeonato Paulista que só se salvou graças a um rival. Na última rodada, precisava empatar com a Portuguesa Santista no Pacaembu para escapar do rebaixamento à Série A2 do Estadual, mas perdeu e ficou na dependência do resultado de Juventus x São Paulo, no Anacleto Campanella.

O Tricolor paulista venceu por 2 a 1, com dois gols de Grafite, apesar dos pedidos de “entrega” da torcida. Caso tivesse perdido, o Corinthians teria sido rebaixado. O ex-atacante e hoje comentarista do Sportv já falou que foi perseguido por muitos são-paulinos durante um tempo por causa do jogo, mas garante que não se arrependeu.

Em 2004, São Paulo bate o Juventus pela primeira fase do Campeonato Paulista

Tinha um muito pior

O Flamengo que disputou o Estadual do Rio em 2006 deu sorte em alguns pontos. Primeiro que a competição previa apenas um rebaixado entre as doze equipes participantes. Segundo que houve um time com desempenho bem pior, a Portuguesa-RJ.

Como a competição começou cedo, em meados de janeiro, o Rubro-Negro optou por usar os reservas e perdeu para Nova Iguaçu e Cabofriense, além de empatar com a Portuguesa-RJ- em jogo da estreia do filho de Zico, Thiago Coimbra (veja no vídeo). Os titulares só estrearam no Fla-Flu da 4ª rodada, já sem chance de se classificar para a fase final da Taça Guanabara.

No final das contas, o Rubro-Negro teve aproveitamento de 33,3% com 2 vitórias, 5 empates e 4 derrotas. Já a Lusa carioca teve 18,2%, com apenas uma vitória na competição. O Fla foi o penúltimo na classificação final. O ano, no entanto, traria uma conquista importante: a Copa do Brasil.

Baú do esporte: Flamengo e Portuguesa empatam, na estreia de Thiago, filho de Zico

Do susto ao título

Em 2018 a estratégia do Grêmio foi de usar os reservas no Campeonato Gaúcho para poder focar na decisão da Recopa Sul-Americana e da Libertadores. E o time chegou a quatro jogos do final da primeira fase ameaçado de rebaixamento – precisava vencer três para espantar de vez o fantasma da queda.

Contando com reforço de Everton, o Tricolor gaúcho venceu as duas partidas seguintes. Depois, com os titulares, ganhou mais duas – sendo a segunda clássico contra o Internacional. Acabou classificado para as quartas de final para enfrentar o próprio Colorado.

O time de Renato Gaúcho bateu o rival, seguiu na competição e acabou conquistando o título estadual.

Grêmio precisa ganhar para sair da lanterna do Gauchão 2018

Sufoco e demissões

Um dos clubes que mais cresceu nacionalmente neste século, o Athletico por pouco não caiu no Campeonato Paranaense de 2015. O Fucarão terminou a primeira fase com 11 pontos (apenas 3 vitórias, 2 empates e 6 derrotas), e se juntou a Rio Branco, Nacional e Prudentópolis no Torneio da Morte.

Na ocasião, o Athletico começou o estadual com o Sub-23 – algo que vinha acontecendo desde 2016. Após seis rodadas de maus resultados o time principal entrou em cena, mas também não correspondeu e teve rendimento até pior.

No quadrangular o time conseguiu escapar com quatro vitórias, um empate e uma derrota. No entanto, o caminho na competição rendeu a demissão de dois técnicos (Claudinei Oliveira e Enderson Moreira) e pedidos de desculpas oficiais da diretoria.

Atlético-PR reveza entre as duas equipes na pré-temporada 2015

Quase dois rebaixamentos no mesmo ano

Em 2008, o Santa Cruz teve um dos piores anos de sua história. Começou pelo Campeonato Pernambucano. Com apenas 15 pontos conquistados em 12 jogos na primeira fase (3 vitórias, 6 empates e 3 derrotas), foi disputar o Hexagonal do Rebaixamento com equipes de pouca tradição.

Conseguiu escapar sem maiores dificuldades, mas o ano ainda reservaria ao Tricolor decepção maior. Após ser eliminado na Série C, viu a CBF criar a Série D para o ano seguinte. E pela pontuação que conquistou no Brasileiro, jogaria na quarta divisão. Foi o terceiro rebaixamento nacional seguido do Santa Cruz, que jogou a Série A em 2006 e teria pela frente a D em 2009.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com