Santos Cruz diz que diálogo sobre Bolsonaro atribuído a ele é falso e que PF deve investigar

Por Delis Ortiz, TV Globo — Brasília

Ministro Santos Cruz (Secretaria de Governo) — Foto: GloboNews

Ministro Santos Cruz (Secretaria de Governo) — Foto: GloboNews

O ministro da Secretaria de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz, afirmou nesta terça-feira (14) que uma troca de mensagens sobre o presidente Jair Bolsonaro na qual ele seria um dos interlocutores é falsa. Para o ministro, a Polícia Federal deve investigar o caso.

Segundo Santos Cruz, a imagem da conversa, que circulou em rede social, é falsa porque o horário da troca de mensagens coincide com o momento em que ele estava em uma viagem de avião de Brasília para São Gabriel da Cachoeira (AM).

Na conversa, segundo a imagem, há críticas ao presidente Jair Bolsonaro, a um filho do presidente e a uma pessoa identificada como “Fábio” (veja abaixo).

Na semana passada, quando o diálogo teria ocorrido, o ideólogo Olavo de Carvalho fez críticas a militares que compõem o governo, entre os quais Santos Cruz, que é general da reserva do Exército.

Imagem que circulou em aplicativo de mensagem atribuindo declaração a ministro Santos Cruz, que nega ser o autor do conteúdo — Foto: Reprodução

Imagem que circulou em aplicativo de mensagem atribuindo declaração a ministro Santos Cruz, que nega ser o autor do conteúdo — Foto: Reprodução

“O desqualificado que fabricou o diálogo falso, aonde eu seria um dos interlocutores, falando do presidente, famílias, Fábio e do vice-presidente, cometeu um crime absurdamente mal feito, pois o print da tela revela que o ‘diálogo’ foi no dia 6 de maio, dentro do horário que eu estava voando de Brasília para São Gabriel da Cachoeira-AM”, afirmou o ministro nesta terça-feira (14).

“Naquele dia, decolamos de Brasília pouco depois das 6 horas da manhã e chegamos lá por volta das 10 hs (horário de Brasília). Agora é a hora da Polícia Federal para identificar o autor do crime”, acrescentou.

Santos Cruz acompanha o presidente Jair Bolsonaro na viagem a Dallas(Texas), nos Estados Unidos, onde Bolsonaro receberá nesta semana uma homenagem da Câmara de Comércio Brasil-EUA.

‘Tudo pacificado’

Também à TV Globo, o ministro do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno, afirmou nesta segunda (13), no auge da tensão provocada pela imagem, que Santos Cruz não será exonerado, acrescentando que “tudo é fake”.

“Está tudo pacificado. Não tem exoneração”, afirmou Heleno. “Tudo é fake”, acrescentou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.