Por redução de gastos, Sport trabalha para liberar até dez atletas e enxugar folha salarial

Com 38 jogadores no plantel, podem sair desde atletas da base até jogadores do profissional

Por GloboEsporte.com — Recife

Mesmo com o ritmo desacelerado do mercado, por conta da Covid-19, o Sport trabalha nos bastidores negociando a saída de atletas do clube para 2020. Entre dispensas e empréstimos, a ideia do Rubro-negro é liberar até dez jogadores, que vão desde pratas da casa até nomes do futebol profissional. É o que diz o presidente do Leão, Milton Bivar.

“Vamos dispensar, vamos ter que fazer isso. Estamos tentando arranjar clube, principalmente para alguns jogadores que são da base, tipo o Pardal, o Pedro Maranhão, o Matheusinho. E outros atletas que a gente pretende emprestar.”

A medida faz parte do plano do Sport em trabalhar com um elenco enxuto, reforçado por diretoria e comissão técnica desde o início do ano, além da necessidade de reduzir custos em meio à crise financeira acentuada pela Covid-19. O clube avançou nas conversas, e tenta driblar as dificuldades impostas pela paralisação do futebol por conta do novo coronavírus.

“A gente está caminhando pelo melhor para o clube e para os atletas. Estamos tratando, tem alguns jogadores que já estão apalavrados, mas com a pandemia a coisa complicou um pouco. Porque ninguém está querendo contratar jogador agora e passar dois meses pagando, sem jogo.”

Os três nomes citados pelo mandatário (Pardal, Pedro Maranhão e Matheusinho) foram promovidos ao elenco principal nesta temporada. No início do ano, com o bloqueio no sistema de inscrições da Confederação Brasileira de Futebol, além do rodízio de escalações promovido pelo ex-técnico Guto Ferreira, eles tiveram oportunidade em campo. Mas após a chegada de Daniel Paulista, que deu fim ao sistema de rotatividade, o espaço tornou-se cada vez menor.

O meia Pablo Pardal foi o mais utilizado dos três, que têm a mesma idade: 21 anos. Ele fez cinco partidas pelo Leão, sendo que com o novo treinador, atuou por apenas 18 minutos, na Copa do Nordeste. Pedro Maranhão, atacante, fez duas ainda em janeiro e não voltou a aparecer, nem mesmo no banco de reservas. O volante Matheusinho não chegou a estrear.

Em 2020, o Sport ainda tem mais quatro pratas da casa que foram recém-promovidos ao elenco. É o caso dos laterais Ewerthon, Rafael e Luciano Juba, e do volante Alê Santos. Entre eles, Juba quem se mostrou mais promissor nesta temporada e vislumbra chances no time, uma vez que, além dele, apenas Sander atua na lateral esquerda do Leão.

Além das crias do Rubro-negro, há atletas remanescentes do ano passado ou contratados para este ano que também têm poucas aparições. São candidatos à lista de dispensas e empréstimos jogadores como os volantes Marcão, Betinho e Ronaldo, e o atacante Maxwell.

Confira o elenco do Sport

  • Goleiros: Maílson, Luan Polli, Carlos Eduardo e Adriano (Sub-17)
  • Lateral direita: Patric, Raul Prata, Ewerthon e Rafael
  • Lateral esquerda: Sander e Luciano Juba
  • Zagueiros: Iago Maidana, Rafael Thyere, Adryelson, Chico e Cleberson
  • Volantes: Willian Farias, Ronaldo, Betinho, Rithely, Jean Patrick, Marcão, João Igor, Matheusinho e Alê Santos
  • Meias: Lucas Mugni, Jonatan Gómez, Bruninho e Pablo Pardal
  • Atacantes: Hernane Brocador, Ronaldo, Elton, Leandro Barcia, Marquinhos, Ewandro, Maxwell, Yan, Philip e Pedro Maranhão

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.