Polícia procura suspeito de aplicar golpes na compra de imóveis, no Recife

Delegado Carlos Couto, de Boa Viagem, está à frente das investigações dos casos (Foto: Danilo Tenório/TV Globo)

Delegado Carlos Couto, de Boa Viagem, está à frente das investigações dos casos (Foto: Danilo Tenório/TV Globo)

A Polícia Civil investiga dois casos de estelionato denunciados à Delegacia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife, no fim do mês de janeiro. O suspeito se apresenta às vítimas como funcionário da TV Globo e faz negócios através de contratos de compra e venda, passando cheques roubados com valores superiores às quantias determinadas pelos vendedores. Em um dos casos, o prejuízo foi de R$ 9 mil. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (2).

De acordo com o delegado Carlos Couto, responsável pelas investigações, o suspeito se identifica como funcionário da Globo em Minas Gerais e apresenta, para as vítimas, contracheque e crachá da empresa. “Ele tenta passar credibilidade às vítimas, mostrando que tem renda para comprar o que está sendo oferecido”. Em um dos casos, o objeto de compra foi uma barraca na praia de Boa Viagem.

Apesar de o espaço ter sido orçado no valor R$ 5 mil, o suspeito passou um cheque de R$ 6 mil à vítima. “Ele dizia que a pessoa poderia ir ao banco para tirar o dinheiro e a diferença de R$ 1 mil poderia ser dada no momento da compra, já que ele alegava precisar de dinheiro em espécie na hora da negociação”, explica o delegado. Em outro caso, o vendedor de um imóvel no valor de R$ 28 mil recebeu do suspeito um cheque de R$ 37 mil, tendo um prejuízo de R$ 9 mil. No momento do depósito da quantia, as vítimas perceberam que o cheque era roubado.

Até agora, foram gerados dois Boletins de Ocorrência (B.O.s), mas a polícia acredita que mais pessoas podem ter sido vítima do golpe. Ainda de acordo com o delegado, o suspeito está utilizando os dados de uma outra pessoa, natural do Rio de Janeiro. “Já entramos em contato com ela e as vítimas já fizeram a identificação, mas não se trata desse indivíduo”, explica.

As imagens das câmeras de segurança do edifício em que o suspeito aplicou um dos golpes já foram solicitadas pela polícia. “Já sabemos algumas características físicas dele e, com as imagens, esperamos identificá-lo o quanto antes”, pontua Couto.

Alerta

Para evitar novas vítimas do golpe, o delegado responsável pelo caso ressalta a importância de ter cautela na hora de fechar um negócio. “Estamos num período de crise, então é preciso desconfiar quando o vendedor recebe uma proposta muito vantajosa. É preciso checar se as informações que o comprador passa realmente procedem”, adverte.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.