Pesqueira perde um dos grandes Radialistas

Na tarde desta terça-feira (12 de julho), Dia dos Namorados, às 14hs, Pesqueira vai se despedir de um dos precursores da radiofonia interiorana. Autoridades, amigos, familiares, membros da imprensa e membros da maçonaria – entidade da qual também fazia parte – estarão presentes para dar o último adeus ao amigo e radialista Luiz Melo de Sá, nosso já saudoso Luiz Kubitschek.

A emoção realmente toca àqueles que o admiravam e eram ouvintes dele e do programa que ele apresentava diariamente na Rádio Difusora de Pesqueira. Sim, Kubitschek foi do tempo da Era de Ouro do Rádio Pernambucano e fez história ao apresentar um programa sertanejo por essência, com a candura de alegrar as crianças ao acordá-las para ir para escola.
Conheci Kubitschek na Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Pesqueira, onde desde 1993 fui seu colega de trabalho. Já disse em outra reportagem que Kubitschek era uma espécie de “Pai” de seus amigos e companheiros de trabalho. O tom forte, a doçura das palavras e o carinho ao lhe dar com o público, fizeram de Kubitschek uma unanimidade em Pesqueira. Todos gostavam.

Fosse nas cerimônias do Tiro de Guerra, nas tradicionais festas de Santa Águeda e nos leilões de galetos e peru de Dona Marieta Pitta, na Rádio Difusora, na imprensa municipal e na vida, Kubitschek era o mesmo. Tinha valores e uma conduta moral ilibada.

Pena que o Alzheimer corroeu-lhe a memória, mas Kubitschek era um historiador nato. Sabia de tudo sobre Pesqueira era um pesqueirista por natureza. Tive a honra de escrever sobre sua vida quando ele recebeu o Título de Cidadão Pesqueirense das mãos do também saudoso vereador Luciano Leite (Lu de Mimoso).

Na imprensa municipal, nos governos Evandro, João Eudes (duas vezes) e Cleide, montamos um Quinteto Fantástico que marcou época, ao reunir os melhores nomes do jornalismo e do radialismo numa mesma sala: Luiz Kubitschek, Paulo Júnior, Arnóbio Marques, Gera Santana e eu (Flávio). A oposição tremia.

Saudades, amigo/irmão/padrinho Kubitschek. Vá em Paz. Meus sentimentos a Dona Eva, Roberta e Rômulo.

Texto: Flávio J Jardim

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com