Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Náutico vence de virada e segue subindo na Série B

Cañete comemora com os companheiros o gol da vitória. Foto: Diego Nigro / JC Imagem

Se a expectativa do técnico Dado Cavalcanti e da torcida era de ver um time ainda melhor em relação ao da vitória sobre o Luverdense isso não foi possível contra  Oeste nesta terça-feira, na Arena PE, pela 17° rodada da Série B.

Pelo menos viu um time com muita vontade e raça para buscar a vitória suada e de virada, por 3×2, que só foi possível com a entrada do meia Cañete, que parece ter se consolidado no time titular pela boa entrada na partida e por ter mostrado que tem as características de um camisa 10 que o time está precisando para a sequência da Segundona, apesar de jogar com a 15.

O Náutico esteve duas vezes atrás do placar e precisou de muita vontade e disposição para vencer a segunda seguida, algo que não havia conquistado ainda na competição. Um time bem diferente do que estava jogando com Sidney Moraes. Além de Cañete, Mario Risso e Crislan marcaram para o Alvirrubro. Pelo Rubrão, Roger Gaúcho e Everton Dias marcaram os gols.

Com a vitória o Náutico chegou ao décimo lugar com 24 pontos, quatro a menos que o quarto colocado, a Ponte Preta. O próximo jogo será no sábado contra o América-RN na Arena PE. Já o Oeste, segue na zona da degola com os mesmos 16 pontos. O jogo seguinte será contra o Boa Esport no Estádio dos Amaros.

O jogo

As duas equipes começaram fazendo um jogo muito fraco tecnicamente, principalmente nos passes errados. O Náutico caiu na marcação do adversário, especialmente quando jogava pela direita com Crislan que sempre puxava para o meio mas esbarrava na defesa e facilmente entregava a posse de bola. Na marcação até começou bem, roubando as bolas que perdia com os passes equivocados, mas depois cedeu espaços e tomou bolas nas costas, foi assim nos dois gols.

Mario Risso subiu muito e marcou o primeiro gol do Náutico. Foto: Diego Nigro - JC Imagem

Com o trio ofensivo formado por Sassá, Crislan e Tadeu o alvirrubro foi ofensivo e teve o apoio da marcação adiantada para neutralizar as investidas do Oeste.Tudo estava tranquilo até os 25 minutos quando num descuido o time sofreu o primeiro gol.

Serginho arrancou com espaço pelo meio, tocou nas costas de Flávio e encontrou Roger Gaúcho que chutou cruzado, no canto direito de Júlio Cesar. A torcida já ensaiou um grito pedindo Marinho, entendendo que faltava alguém para partir pra cima da defesa, já que Crislan não estava conseguindo executar a função como Dado queria.

Foto: Diego Nigro - JC Imagem

Sassá passou a ser mais ativo no jogo pela esquerda, mas também tentava entrar pelo meio e esbarrava na defesa. O empate do Náutico saiu na bola parada, Crislan tentou na primeira mas acertou a trave, na sobra, novo cruzamento na área e desta vez Mario Risso subiu mais que todo mundo e empatou o jogo. Apesar do empate e da empolgação da torcida a marcação alvirrubra continuou frágil e levando bolas nas costas, principalmente no lado direito com Rafael Cruz.

Aos 36 minutos o zagueiro Renan recebeu na entrada da área e só teve o trabalho de tocar para Everton Dias, que nem trabalho teve para marcar o segundo. Em nova tentativa de empatar o jogo o Timbu foi afobado e no desespero. Aos 44 após confusão na área, Crislan pegou um voleio meio esquisito mas o suficiente para empatar o jogo. Na etapa final voltou com mais volume de jogo mas seguiu deixando espaços na defesa.

Roger Gaúcho quase marcou o terceiro, Júlio Cesar estava atento e fez a defesa. Marinho entrou bem e colocou velocidade no ataque, teve duas chances de gol mas pecou na finalização. Aos 18 minutos Dado Cavalcanti colocou Cañete na vaga de Vinícius, Logo no primeiro minuto em campo ele fez boa jogada e foi derrubado pelo goleiro do Oeste. O árbitro não marcou o pênalti e deu amarelo ao meia por reclamação. Mas a noite reservava coisas boas para o argentino e a torcid

Jogadores comemoram o gol de Mario Risso. Foto: Diego Nigro - JC Imagem

a vermelha e branca.

Cañete seguiu bem no jogo e tentando o gol, ou um passe para algum companheiro. Veio a primeira opção – aos 38 minutos ele chamou a responsabilidade, passou pelo marcador e chutou forte. A bola desviou na defesa e foi morrer no fundo das redes de Anderson. O Oeste ainda tentou empatar o jogo, mas na base do abafa não teve competência. Final de jogo na Arena, Náutico 3×2 e mais três pontos conquistados.

 

Ficha de jogo

Náutico – Júlio Cesar; Rafael Cruz, Mario Risso, Flávio e Roberto (Raí); João Ananias, Paulinho e Vinícius (Cañete); Sassá, Crislan (Marinho) e Tadeu. Técnico: Dado Cavalcanti.

Oeste-SP – Anderson; Ezequiel, Lucas Bahia, Renan e Fernandinho; Ramires (Jackson), Everton Dias e Roger Gaúcho; Kléber, Dionisio (Cris) e Serginho. Técnico: Luis Carlos Martins

Campeonato Brasileiro Série B (17°rodada)
Data: 19/08
Horário: 19h30
Local: Arena PE
Árbitro: Janio Pires Gonçalves – TO
Assistentes: Francisco Casimiro de Sousa e Gilvan Cavalcante Medrado (ambos TO)
Cartões amarelos: Oeste – Dionisio e Anderson; Náutico – Rafael Cruz, Cañete, Julio Cesar e Marinho
Gols: Náutico (Mario Risso, aos 31 min do 1°t) Crislan, aos 44 do 1°t) e Cañete, aos 38 do 2°t; Oeste – Roger Gaucho (aos 25 min do 1°t) e Everton Dias (aos 36 min do 1°t)

Público: 6.368

Renda: R$ 151. 875

 

 

Blog do Torcedor

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com