Mondragon lembra semifinal de 2016, e quer evitar nova decisão por pênaltis

Por Emerson RochaSalgueiro, PE

A situação do Salgueiro na semifinal do Campeonato Pernambucano é igual a do ano passado. Em 2016, o Carcará perdeu o primeiro jogo no Recife por 1 a 0 e, na volta, precisava vencer o Sport por dois gols de diferença para conseguir a vaga na final. O time, até então dirigido por Sérgio China, venceu por apenas um gol e a decisão foi para os pênaltis, com o Leão levando a melhor. Presente naquela partida, o goleiro Mondragon espera que o desfecho no confronto de sábado, às 19h, contra o Santa Cruz seja diferente.

– Cada jogo é uma história, claro que temos exemplos como esse do Sport. Jogando em casa acho que temos que impor nosso ritmo e ter tranquilidade para jogar. Temos 90 minutos para decidir. É um jogo diferente que temos que ter muita atenção e concentração – afirma o goleiro.

A vontade de Mondragon é que a classificação do Salgueiro seja definida no tempo normal. No entanto, caso precise passar pela disputa de pênaltis, o goleiro, que no ano passado defendeu uma das cobranças do Sport, diz que a equipe está se preparando para essa possibilidade.

– Pênalti é sempre difícil, principalmente quando não se conhece o cobrador, mas estamos treinando. Claro que nosso pensamento é decidir com a bola rolando, com todo respeito ao adversário, mas estamos treinando muito essa opção caso vá para os pênaltis.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com