Justiça decreta prisão preventiva de bandidos que balearam policiais e fizeram reféns em restaurante

Por G1 Sorocaba e Jundiaí

A Justiça decretou na tarde desta quarta-feira (10) a prisão preventiva dos seis suspeitos de balear policiais e fazer reféns em um restaurante que fica em um posto de combustíveis às margens da rodovia SP-79, em Piedade (SP).

O grupo tentou fugir depois de trocar tiros com policiais rodoviários durante uma tentativa de assalto a um caminhão na Rodovia Régis Bittencourt, em Miracatu (SP). Foram quase três horas de negociação com a polícia até que as 11 vítimas fossem libertadas e os criminosos se rendessem.

O grupo ficou durante a noite em celas do Plantão Policial da zona norte de Sorocaba e passou por audiência de custódia nesta quarta-feira (10).

O crime será investigado por sequestro e cárcere privado, tentativa de homicídio contra autoridade ou agente, lesão corporal e roubo. Os presos são:

  • Cícero José Maciel, de 35 anos, de Osasco
  • Isaias Gale, de 39 anos, de Osasco
  • Domingos Mesquita de Carvalho, de 39 anos, de Carapicuíba
  • Davi Ramos,de 36 anos, de Osasco
  • Samuel Ricardo Lourenço, de 35 anos, de Osasco
  • Anderson Luiz da Silva, de 38 anos de Araçariguama

O caso será investigado pela delegacia de Miracatu. A Secretaria de Segurança Pública informou que ainda não se sabe para qual unidade prisional eles serão encaminhados.

Grupo se entregou à polícia em Piedade — Foto: Reprodução/TV TEM

Grupo se entregou à polícia em Piedade — Foto: Reprodução/TV TEM

Tentativa de assalto

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, os policiais estavam em operação no quilômetro 354 da rodovia quando perceberam que um caminhoneiro estava sofrendo uma tentativa de assalto.

Imediatamente, os policiais fizeram a abordagem, mas foram surpreendidos pelos suspeitos, que portavam fuzis.

A quadrilha disparou contra os policiais e dois foram atingidos. Um agente federal foi alvejado na perna e outro foi atingido de raspão.

Criminosos se entregaram ao fim do crime em Piedade — Foto: TV TEM

Criminosos se entregaram ao fim do crime em Piedade — Foto: TV TEM

Segundo a polícia, os criminosos fazem parte de uma quadrilha especializada em roubo de cargas que atua na Rodovia Régis Bittencourt, entre São Paulo e Paraná. Os carros que eles usavam têm placas de Guarulhos, Barueri e Santa Bárbara D’Oeste.

Ainda de acordo com a polícia, na sequência eles entraram no posto, em Piedade, e renderam pessoas que estavam dentro do restaurante. Quatro pessoas conseguiram se esconder e outras 11 foram levadas para a cozinha.

Equipes do Comando de Operações Especiais (COE) e do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) foram até o local. O trecho entre os quilômetros 136 e 138 ficou interditado durante as negociações.

Uma das reféns conseguiu enviar uma mensagem de áudio à famíliaavisando sobre a ação e pedindo ajuda em um momento de distração. No áudio, a vítima avisa que os criminosos entraram com armamento pesado (

“Entraram uns bandidos aqui e está todo mundo como refém. A gente está preso. Eles estão cheios de fuzil”, disse.

Após ser mantida refém, a mulher parou de se comunicar com os parentes, que acionaram a polícia. Policiais cercaram o local com ajuda do helicóptero Águia da PM.

Nas primeiras horas de negociação, os criminosos libertaram um idoso e a neta dele, que estavam no restaurante.

Com o grupo foram recolhidos seis coletes, três fuzis, duas pistolas, 11 carregadores, grande quantidade de munição e bloqueadores de sinal.

Os criminosos usaram o celular de um dos reféns para negociar com a polícia, já que eles queimaram os próprios documentos e celulares quando entraram no restaurante.

Criminosos fizeram reféns em restaurante em Piedade — Foto: Diana Yukari/G1

Criminosos fizeram reféns em restaurante em Piedade — Foto: Diana Yukari/G1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.