Justiça de Pernambuco determina bloqueio de contas da Petrobras

Foto: divulgação

Depois de anunciar que os ativos financeiros da Petrobras poderiam ser bloqueados, através do sistema Bancejud, a juíza Josimar Mendes da Silva, da 1º Vara do Trabalho de Ipojuca, em Pernambuco, determinou em despacho expedido nesta terça-feira (25) o bloqueio das contas da estatal. Será confiscada a quantia de R$ 126,6 milhões. O dinheiro vai ser transferido para as empresas que prestam serviços à estatal para a quitação das dívidas com os funcionários da Refinaria Abreu e Lima, no Complexo Portuário de Suape.

Os trabalhadores da Alumini que atuam na Refinaria reclamam de atraso no pagamento de salários e benefícios. Se descumprir a medida, a Petrobras terá que pagar, também, multa diária de R$ 100 mil.

O Sintepav, sindicato que representa os trabalhadores da construção pesada, deu entrada no pedido para bloquear as contas da estatal. De acordo com a entidade, o valor deve estar disponível nas contas das empresas na próximo quinta-feira (27).

No despacho, a juíza informa ainda que, computando-se todas as tabelas já mencionadas, a dívida trabalhista chega a R$ 137.532.980,17, quando a Petrobras só comprovou o deposito de R$ 10.865.246,28.

A Refinaria Abreu e Lima teve todas as licenças para sua operação aprovadas e pode começar a operar ainda em 2014. Ela está no centro das denúncias de desvio de dinheiro público investigado pela Operação Lava Jato. As suspeitas são de que cerca R$ 10 bilhões tenham sido desviados da Petrobras para o pagamento de empreiteiras e parlamentares.

 

 

Blog de Jamildo

 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com