Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Jogadoras do Náutico vendem rifas para pagar preparação do futebol feminino na Série A3 do Brasileiro

Alvirrubras disputam terceira divisão nacional nesta temporada, com vaga conquistada através do bicampeonato no Pernambucano; rifas custam R$ 5 e servem para pagar passagens do time

Por Camila Alves — Recife

globo esporte

“Com R$ 5 você ajuda o futebol feminino e ainda concorre a prêmios.” As palavras estão no anúncio de uma rifa solidária divulgada. Elas foram rotina para as mulheres do esporte no início da década, mas continuam a aparecer no Brasil – mesmo em 2022. Sem salários ou ajuda de custo nos Aflitos, o Náutico está vendendo rifas para custear as despesas do futebol feminino.

A equipe disputa a Série A3 do Brasileiro nesta temporada e receberá um investimento da CBF para arcar com as viagens durante a competição. Antes disso, contudo, precisa pagar as passagens das jogadoras para participar dos treinos no CT.

Não recebemos do clube, não recebemos passagem. Então fazemos essas rifas para ajudar na passagem das atletas.— explica a supervisora do futebol feminino do Náutico, Layanne Leal.

As rifas custam R$ 5 e premiam o vencedor ou vencedora com três itens: uma camisa oficial do Náutico (tamanho P), um boné branco e uma bolsa de passeio do futebol feminino. Elas podem ser compradas com atletas, membros da comissão técnica ou através do Instagram da equipe.

O Náutico manteve maior parte do elenco campeão do Pernambucano 2022 e trabalha agora com cerca de 35 a 40 jogadoras.A maioria é daqui do Recife. A gente procura ver quem paga as passagens mais caras para ir treinar e divide.— explica a supervisora.

As jogadoras receberam as novas camisas de jogo e agora brigam para padronizar os uniformes de treino. A equipe treina durante quatro dias na semana e chegou a arrecadar cerca de R$ 1 mil na primeira rifa do ano, comercializada apenas no formato online.

A nova meta era conseguir valor o suficiente para os treinos durante a disputa da Série A3, mas o campeonato deve ser adiado para julho. Com isso, aumenta o tempo de treinos – e consequentemente o valor necessário para as passagens.A meta é conseguir chegar na casa dos R$ 2 mil, que a gente consegue segurar dois meses de passagens.— finaliza Layanne.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.