Itamar Schulle, técnico do Vila Nova, confirma proposta do Santa Cruz

Por GloboEsporte.com — Recife

A situação do Vila Nova na Série B é complicada. A equipe está na 18ª colocação com 32 pontos, três a menos que o Londrina-PR, primeiro time fora da zona do rebaixamento. E quem observa atento a tudo isso é o Santa Cruz. Isto porque o Tricolor do Arruda tem interesse no técnico Itamar Schulle. Quem confirmou a proposta oficial foi o próprio Itamar em entrevista coletiva após o empate sem gols contra o Figueirense, fora de casa, na última terça-feira.

– A procura tem. Acontece, houve, mas eu estou concentrado no clube que estou, feliz e fazendo o melhor aqui. O meu melhor não pode ser viver o Vila Nova e pensar em outras coisas, que aí eu estou dividindo minha atenção com outras coisas. Depois do dia 30 de novembro, eu vou pensar nas situações que tenho. Mas até lá vou viver o Vila Nova a cada dia – disse Itamar para a rádio BandNews FM.

O treinador, no entanto, disse que continua no Vila Nova até o final do contrato, que vai até o dia 30 de novembro, que é quando a Série B termina.

– Se vier uma proposta da seleção brasileira neste momento, eu não estou sendo hipócrita. Vim para o Vila Nova e vou viver o Vila até o último dia, até o dia 30 de novembro. Até lá não falo de outras coisas. Hoje teve pessoas me procurando e não atendo porque estou preocupado com o Vila Nova, trabalhando e feliz no Vila Nova, vestindo a camisa do Vila Nova e é injusto pensar em outras situações.

A diretoria do Santa Cruz já externou que pode esperar o final da Série B para fechar com o novo treinador. O executivo de futebol Nei Pandolfo disse que o clube precisa agir com cautela e ser assertivo no nome. O de Itamar é o preferido da cúpula coral.

Todas as peças se juntam, afinal, a diretoria do Santa Cruz fez os primeiros contatos com Itamar Schulle no dia 15 de outubro, logo após a saída do treinador do Cuiabá. Sob o comando de Itamar, o Cuiabá foi bicampeão mato-grossense de forma invicta, foi vice-campeão da Série C do Campeonato Brasileiro ano passado, que garantiu o acesso histórico do clube à Série B. No total foram 96 jogos à frente do Dourado, com 51 vitórias, 24 derrotas e 21 empates. Já no Vila Nova a situação é difícil. Até então ele disputou quatro partidas pelo Tigre e somou duas derrotas e dois empates. O próximo compromisso é contra o Operário-PR, às 20h30 da próxima sexta-feira, no Serra Dourada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.