Homem é preso sob suspeita de abusar sexualmente de duas crianças de dez anos

Por G1 PE

Delegado Darlson Macedo, gestor do DPCA, apresentou detalhes da prisão nesta quarta (11) (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Delegado Darlson Macedo, gestor do DPCA, apresentou detalhes da prisão nesta quarta (11) (Foto: Polícia Civil/Divulgação)

Um homem de 29 anos foi preso por policiais do Departamento de Polícia da Criança e do Adolescente (DPCA) por abusar sexualmente de duas garotas de dez anos de idade, moradoras de uma casa de acolhimento no Recife. A prisão aconteceu na segunda (9) na residência dele, no bairro da Madalena, na Zona Oeste do Recife, e os detalhes do caso foram divulgados nesta quarta (11) pela Polícia Civil.

De acordo com o gestor do DPCA, Darlson Macedo, as crianças fugiam da casa de acolhimento e estavam frequentando a casa do preso. “As próprias meninas narram com riqueza de detalhes que esse indivíduo abusava sexualmente delas. Ele também dava bebidas alcoólicas e, às vezes, drogas”, relata.

Sem antecedentes criminais, o homem foi indiciado pelos crimes de estupro de vulnerável e por servir bebidas alcoólicas e substâncias capazes de gerar dependência química às crianças. Após o cumprimento do mandado de prisão, expedido pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco, o homem foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.

Outros jovens envolvidos

As duas meninas, de acordo com a polícia, moram em uma casa de acolhimento que recebe crianças cujos responsáveis estão perdendo a guarda devido a más condutas. Em alguns casos, os menores de idade são encaminhados à casa de parentes, mas também podem ser submetidos a adoção. “Vamos continuar investigando para saber por que essas crianças estão fugindo da casa”, explica Macedo.

Além de colher depoimentos das duas crianças abusadas pelo homem, a polícia também ouviu uma testemunha ocular dos crimes, que alega ter sido ameaçada e espancada para não revelar o que teria visto. “Esse adolescente acabou confessando que presenciou tudo”, conta Macedo. A polícia ainda suspeita de que um quarto jovem também teria sido abusado sexualmente.

Segundo Macedo, o homem nega os crimes. “Ele dizia que as meninas iam à casa dele, mas não eram abusadas. Segundo ele, elas chegavam com fome e ele lhes dava comida e dizia ser um homem altruísta, mas o depoimento dele diverge de todas as provas colhidas durante a investigação”, alega o delegado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.