Governo venezuelano presta homenagem a Hugo Chávez

Helena Chávez, mãe do ex-presidente Hugo Chávez, participou das homenagens neste domingo (5) em Caracas (Foto: Fernando Llano/AP)

Helena Chávez, mãe do ex-presidente Hugo Chávez, participou das homenagens neste domingo (5) em Caracas (Foto: Fernando Llano/AP)

O governo da Venezuela prestou, neste domingo (5), uma homenagem ao ex-presidente Hugo Chávez no quarto aniversário de sua morte, com a participação dos presidentes de Cuba, Nicarágua e Bolívia.

Como parte do tributo, os presidentes inauguraram em Caracas a XIV Cúpula da Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América – Tratado de Comércio dos Povos (Alba-TCP).

“Estamos realizando esta cúpula passados quatro anos da partida física do comandante Chávez, sem lugar a dúvidas de um golpe muito duro para os movimentos progressistas da América Latina, do Caribe e do mundo”, manifestou Maduro.

Segundo o presidente venezuelano, referindo-se aos Estados Unidos, após a morte de Chávez, “o império” travou “uma descomunal guerra econômica” contra seu país. Guerra essa que ele garante ter contrabalançado com vários esforços, entre eles a criação da Alba-TCP, “base da construção de uma nova América”.

“Nos honra estar nesta terra sagrada, de Simón Bolívar e de Chávez, terra que representa um povo que lutou pela independência da nossa América”, declarou o presidente nicaraguense, Daniel Ortega, à imprensa.

Depois de Ortega, chegaram à Venezuela os presidente Evo Morales (Bolívia) e Raúl Castro (Cuba).

“Viemos acompanhar o povo venezuelano e todo o povo anti-imperialista (…) Todo dia é de luta permanente contra as agressões políticas e econômicas como as dos Estados Unidos. Há países que nunca vão se render, graças à luta de Chávez”, afirmou o boliviano Evo Morales.

Como já é tradição, o governo realizará um ato solene em memória de Chávez no Quartel da Montanha, oeste de Caracas, onde seus restos descansam.

Líder da chamada “revolução bolivariana”, Chávez presidiu a Venezuela de 1999 a 2013, quando morreu, aos 58, depois de lutar por quase dois anos contra um câncer.

Líder da chamada

Líder da chamada “revolução bolivariana”, Chávez presidiu a Venezuela de 1999 a 2013 (Foto: AP )

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.