Governo nomeia novos presidentes da Funarte e da Biblioteca Nacional

Por G1 — Brasília

O governo nomeou novos presidentes para a Biblioteca Nacional e para a Fundação Nacional de Artes (Funarte), segundo informou a edição desta segunda-feira do “Diário Oficial da União“.

Na Biblioteca Nacional, a presidente Helena Severo, que havia colocado o cargo à disposição na última sexta-feira (29), foi substituída por Rafael Alves da Silva. Segundo informação do jornal “O Globo”, ele é seguidor do escritor Olavo de Carvalho, apontado como “ideólogo” do governo.

Em uma carta aberta, Helena Severo anunciou na sexta-feira a saída, dizendo ter sido informada pela imprensa de sua substituição, sem nenhum comunicado oficial.

Na carta, ela destacou a competência técnica da equipe da Biblioteca Nacional, situada no Centro da cidade do Rio de Janeiro, e ações da gestão dela, como a reparação da fachada do prédio histórico, no Centro do Rio.

Funarte

Na Funarte, o nomeado é o músico Dante Henrique Mantovani. Ele substituirá Miguel Proença, exonerado da presidência da instituição, no último dia 4.

Proença permaneceu nove meses no cargo, desde fevereiro. Ele assumiu no lugar do ator Stepan Nercessian.

A Fundação Nacional de Artes é responsável pelo desenvolvimento de políticas públicas de fomento a artes visuais, música, circo, dança e a teatro. A instituição é subordinada à Secretaria da Cultura, atualmente vinculada ao Ministério do Turismo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.