Encontrados em Portugal restos de nova espécie de dinossauro

Uma nova espécie de dinossauro descoberta em Portugal se encontrava no topo da cadeia alimentar há 150 milhões de anos, o que faz dele o Tiranossauro Rex de sua época – de acordo com uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira nos Estados Unidos.

Os ossos fossilizados desse dinossauro carnívoro, que media cerca de dez metros de comprimento e pesava entre quatro e cinco toneladas, foram descobertos ao norte de Lisboa.

Inicialmente atribuídos a um Torvosaurus tanneri, que viveu na América do Norte, os paleontólogos determinaram, finalmente – após analisar a tíbia, a mandíbula superior, os dentes e uma parte das vértebras da cauda -, que se tratava de uma de espécie nova. O animal foi batizado de Torvosaurus gurneyi.

Esse temido dinossauro possuía dentes afiados de dez centímetros, o que indica que estaria no ápice da cadeia alimentar da península ibérica há 150 milhões de anos, disseram os autores do estudo, Christophe Hendrickx e Octavio Mateus, da Universidade Nova e do Museu da Lourinha, em Lisboa.

O trabalho foi publicado no periódico americano PLOS ONE.

O número de dentes, o tamanho e a forma da mandíbula parecem diferenciar o Torvosaurus europeu daquele que viveu na América do Norte, afirmaram.

“Era, sem dúvida, um feroz predador”, disse Mateus à AFP.

“Aonde chegava, era amo e senhor. O Torvosaurus não tinha rival durante o Jurássico tardio. É o equivalente ao T. Rex, mas 80 milhões de anos antes”, comentaram.

“Não se trata, porém, do maior dinossauro predador conhecido”, esclareceu Hendrickx, citando o tiranossauro e o gigantossauro, os mais importantes carnívoros do Cretáceo, período geológico entre 145,5 milhões e 65,5 milhões de anos atrás, quando os dinossauros desapareceram.

 

 

Fonte: AFP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.