Correios anunciam fim do e-Sedex; prepare-se para fretes mais caros  

RENATO SANTINO

Fim da linha para o e-Sedex. A modalidade de entrega dos Correios que oferece preços mais acessíveis para entregas, em patamar similar ao PAC, mas com prazos do nível do Sedex, foi extinta com a abolição de uma decisão judicial que prolongou em seis meses a sua existência.

A medida deveria entrar em vigor no dia 1º de janeiro, mas foi prolongada até agora devido a uma liminar que punia a estatal com multa diária de R$ 500 em caso de descumprimento. No entanto, a modalidade será definitivamente aposentada nesta segunda-feira, 19. Com a informação, confirmada em memorando, passam existir apenas o PAC e o Sedex.

A medida deve atingir diretamente os consumidores. Segundo a Abrapost (Associação Brasileira de Franquias Postais), o e-Sedex responde por 30% do faturamento das lojas franqueadas, logo, o valor do frete através de transportadoras contratadas ou do Sedex convencional será repassado para os preços dos produtos ou para o próprio valor de entrega.

Atualmente, os Correios enfrentam a maior crise financeira de sua história, sendo que registrou um prejuízo de R$ 2,1 bilhões em 2016 e as projeções apontam um novo prejuízo de R$ 1,3 bilhão em 2017. Isso motivou o fim do serviço e-Sedex.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

[email protected]
[email protected]