Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Corpo de idosa trocado por funerária e enterrado por engano é exumado; família vai à Justiça

Após o procedimento que ocorreu nesta quinta-feira, o corpo de Lúcia Maria será levado novamente ao IML para novos exames. O enterro só deve ocorrer na sexta-feira (16), segundo os familiares.

Por Raoni Alves, G1 Rio

Familiares falam sobre troca de corpo de idosas

Terminou no começo da tarde desta quinta-feira (15) a exumação do corpo de Lúcia Maria Pinto Varella de Figueiredo, de 76 anos. A idosa morreu no último dia 12 e foi enterrada por engano.

A família de Lúcia percebeu no momento do velório que a funerária contratada cometeu um erro e trocou o corpo dela com o de Maria Cecília Pereira Martins, de 89 anos. Os parentes de Maria Cecília acabaram enterrando o corpo de Lúcia, induzidos pelo engano da funerária.

Segundo Juliana, neta de Lúcia, o corpo de sua avó será levado novamente para o Instituto Médico Legal (IML), onde passará por mais algumas etapas burocráticas, como a verificação das digitais para confirmação da identidade.

Por conta dos trâmites necessários, o enterro de Lúcia só deve ocorrer na sexta-feira (16), prolongando um pouco mais o sofrimento dos parentes.

“O pessoal do IML está colaborando. Um diretor acompanhou a exumação, assim como o delegado da 37ª DP. Acredito que isso dê celeridade as coisas”, contou Juliana.

Início do problema

O corpo de Lúcia foi levado para o Laboratório de Tanatopraxia da Santa Casa de Nilópolis para passar por uma preparação para o enterro e a cremação. Os parentes acreditam que a troca ocorreu no laboratório. Os corpos das duas idosas seriam velados e sepultados na terça-feira (13), mas a família de Lúcia acabou percebendo o erro.

Corpo de idosa enterrado por outra família deve ser exumado nesta quinta (15)

O laboratório informou que a troca dos corpos aconteceu no transporte para os cemitérios e disse ainda que lamenta o ocorrido e que todo o suporte está sendo dado às famílias.

“Não tenho nem como mensurar o sofrimento que a família vem passando, eu, minha irmã, os meus tios, a minha prima. Você se deparar com um momento tão difícil como esse, com pandemia e tudo mais, a gente imediatamente quando olhou e viu que não era a minha mãe, foi um choque muito grande”, afirmou André, filho de Lúcia, no dia que perceberam o erro.

Família vai à Justiça

O sentimento dos familiares de Lúcia Maria ainda é de dor pela perda e pela confusão inesperada nesse momento de luto. Segundo a neta Juliana, que é advogada, o objetivo principal da família é organizar uma despedida adequada.

Porém, Juliana contou que a família quer entrar com uma ação na Justiça para reparar possíveis danos morais.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com