Com 60% de aproveitamento, Náutico tem melhor início dos últimos cinco anos

Por Lucas Liausu, Recife

Vivo em todas as competições que entrou para disputar em 2018, o Náutico ainda está longe de conquistar títulos, mas, por enquanto, vai tendo um começo de muito positivo. No total, o Timbu já entrou em campo 21 vezes, acumulando 10 vitórias, oito empates e apenas três derrotas. Considerado o mesmo recorde de atuações, o time faz a melhor campanha dos últimos cinco anos.

O Náutico do técnico Roberto Fernandes tem 60% de aproveitamento dos pontos disputados. No Campeonato Pernambucano, está na semifinal e joga em casa contra o Salgueiro para chegar na grande decisão. Na Copa do Brasil, é a única equipe de Pernambuco ainda viva. Na quarta fase, enfrenta a Ponte Preta.

A situação mais complicada é na Copa do Nordeste, em que precisa vencer os dois jogos que restam e torcer por um tropeço do Bahia.

– A equipe fez 21 jogos no ano e perdeu apenas três, então acho que é digno de elogios. Sabemos que precisamos crescer, mas um pouquinho de elogio também cairia bem. Uma equipe com 21 jogos, três derrotas, seis partidas invicta, três partidas sem tomar gols, acho que está no caminho certo – destacou o volante Wendel.

Das últimas temporadas, o ano que mais chega perto do atual foi o de 2016, quando o Náutico conseguiu um aproveitamento de 57%. Em 2017 e 2015, o aproveitamento foi de 47%, enquanto em 2014 a equipe chegou a 50%.

O ano de 2018 do Náutico só não é melhor que a temporada 2013, quando a equipe atingiu um aproveitamento de 65% após 21 jogos disputados.

Mas, neste caso, há uma justificativa que favorece o atual grupo: naquela ocasião, o Timbu não se classificou para jogar a Copa do Nordeste e jogou a primeira fase do Campeonato Pernambucano apenas com as equipes do interior (Santa Cruz e Sport disputaram o Nordestão e só entraram na etapa seguinte). Diante de adversários teoricamente mais fracos, o Timbu conquistou seis vitórias em oito jogos disputados naquela edição, o que ajuda a “turbinar” seus números.

Calendário apertado

Outro ponto que chama a atenção no Náutico é o período em que o Timbu fez esses 21 jogos. O fato, inclusive, é uma das maiores reclamações do técnico Roberto Fernandes, que, por diversas vezes, foi obrigado a colocar um time reserva em campo para conter o desgaste dos jogadores. Neste ano, as partidas aconteceram num período de 71 dias. Em 2017, foram 109 dias para chegar aos 21 jogos, enquanto em 2016, 2015 e 2014 foram 121, 99 e 89 dias, respectivamente.

Confira as informações no gráfico abaixo:

Veja as campanhas do Náutico nos cinco últimos anos

21 JOGOS 2018 2017 2016 2015 2014
VITÓRIAS 10 8 10 8 9
EMPATES 8 6 6 6 5
DERROTAS 3 7 5 7 7
APROVEITAMENTO 60% 47% 57% 47% 50%
PERÍODO 71 dias 109 dias 121 dias 99 dias 89 dias

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com