O que fazer quando o seu celular fica lento?

G1 testou: veja as novidades do iOS 7, novo sistema do iPhone e do iPad (Foto: Reprodução/G1)

iOS 7, novo sistema do iPhone e do iPad (Foto: Reprodução/G1)

O que fazer quando o celular está tão lento que demora até para realizar as tarefas mais simples, como enviar uma mensagem de texto?

Independentemente do sistema operacional do aparelho, é possível adotar algumas medidas que ajudam o celular a funcionar mais rápido.

A BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, compilou algumas delas:

Apagar, apagar, apagar
Pode não ser fácil, mas apagar arquivos – fotos, vídeos, músicas, mensagens de texto e voz, longas conversas registradas no WhatsApp, downloads feitos nos últimos meses (ou anos) – é um primeiro passo para agilizar o celular.

Aplicativos que não estão sendo usados também se incluem neste grupo. Muitas vezes instalamos apps, usamos uma ou duas vezes e esquecemos deles, mas eles ocupam espaço.

Reiniciar
Outra ação simples é reiniciar o aparelho. Se ele funciona com o sistema Android, a reiniciação pode ser feita com o mesmo botão usado para ligar e desligar.

No sistema iOS, é preciso desligar o celular pressionanto o botão no canto superior direito e voltar a ligá-lo.

Fechar apps que não estão sendo usados
Por esquecimento ou praticidade, muitas vezes deixamos os aplicativos abertos, mesmo sem usá-los.

Quando vários estão abertos, às vezes por dias ou semanas seguidas, o celular fica mais lento.

Tanto nos celulares iOS como nos Android, isso pode ser corrigido com um toque na tela sobre o aplicativo a ser fechado para, então, deslizar o dedo.

Para usuários do Android
A informação armazenada na memória “cache” do celular reduz o tempo que o dispositivo necessita para cumprir uma função, porque permite ao sistema acessar essa informação com facilidade. Sendo assim, é útil para acelerar o telefone.

No entanto, há aplicativos que armazenam dados que consumem espaço no telefone – e que, em alguns casos, podem afetar o bom funcionamento deles próprios.

Para resolver esse problema, Jerry Hildenbrand, colunista do site AndroidCentral, especializado no sistema operacional do Google, recomenda:

“No caso específico de um app, a memória ‘cache’ é eliminada seguindo as instruções de sua página de informação. Mas também pode-se fazer uma limpeza geral pela função ‘dados de cache’, na seção de armazenamento do dispositivo, nas configurações”, diz Hildrebrand.

Já Mark Wilson, colunista de outra publicação especializada, o AndroidPit, sugere “eliminar da tela os ‘widgets’ (espécie de aplicativo com funções limitadas) que não são usados com frequência”.

E agrega: “Se o ‘launcher’ (algum dos múltiplos desenhos usados na tela principal para organizar os ícones) tiver animações e efeitos especiais, vale a pena rever sua configuração porque eles desaceleram o telefone”.

Para usuários do iOS
David Price, da publicação especializada MacWorld, tem várias ideias para que os celulares Apple funcionem com rapidez:

– Atualizar o sistema operacional sempre que possível
– Desativar todas as funções automáticas oferecidas pelo dispositivo. Isso pode ser feito na seção de “configurações”; “iTunes e AppStore”; “apagar downloads automáticos” (isso é útil para usuários iOS7 e iOS8).
– Uma opção mais radical é “restaurar” o telefone a partir de uma cópia do back-up da informação armazenada no aparelho. Isso se consegue com a função “restaurar o back-up” no iTunes (com base no back-up mais recente que você tiver feito no computador), quando o celular estiver conectado a um computador Mac.

Lisa Eadicicco, do site Business Insider, dá mais uma sugestão: “Trate seu iPhone como se fosse um computador. Isso quer dizer que você tem que regularmente limpar o histórico do navegador, selecionando a função ‘limpeza de cookies’ no Safari. Você encontra isso na seção ‘configuração’.”

 

Da BBC

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Microsoft completa 40 anos neste sábado

Com informações do Estadão

Bill Gates enviou carta de aniversário da empresa a seus funcionários / Foto: AFPBill Gates enviou carta de aniversário da empresa a seus funcionáriosFoto: AFP

A empresa de tecnologia Microsoft, criada por Bill Gates e Paul Allen em 1975, completa neste sábado (4) 40 anos.

Bill Gates enviou uma carta para os funcionários pelo aniversário da empresa, e disse que deve pensar no futuro e não no passado. O texto diz que, daqui para frente, a Microsoft deve focar em conectar todas as pessoas e garantir o acesso de todos a dispositivos tecnológicos.

Segundo a revista Forbes, Bill Gates é o homem mais rico do mundo, com fortuna estimada em US$ 79,2 bilhões.

Confira na íntegra a carta que ele enviou aos funcionários:

“Amanhã é um dia especial: o aniversário de 40 anos da Microsoft

Inicialmente, Paul Allen e eu nos colocamos a meta de pôr um computador em cada escritório e em cada casa. Era uma ideia original e muitas pessoas achavam que nós estávamos fora de si por imaginar que isso seria possível. É maravilhoso pensar em quão longe a computação chegou desde então, e nós todos podemos nos sentir orgulhosos do papel que a Microsoft assumiu nessa revolução.

Hoje, no entanto, eu estou pensando muito mais no futuro da Microsoft do que no passado. Eu acredito que a computação vai evoluir mais rápido nos próximos 10 anos do que no passado. Nós já vivemos em um mundo multiplataforma e a computação vai se tornar ainda mais pervasiva. Estamos nos aproximando do ponto onde computadores e robôs estarão aptos a ver, se mover e interagir naturalmente, desbloqueando muitas novas aplicações e empoderando as pessoas ainda mais.

Sob a liderança de Satya Nadella, a Microsoft está melhor posicionada do que nunca para liderar esses avanços. Nós temos os recursos para conduzir e resolver problemas difíceis. Nós estamos engajados em cada faceta da computação moderna e temos o mais profundo compromisso com pesquisa na indústria. No meu papel de conselheiro técnico do Satya, eu participo da revisão de cada produto e estou impressionado com o talento e a visão que eu vejo. O resultado é evidente em produtos como Cortana, o Tradutor do Skype e as HoloLens – e estas são apenas algumas das muitas inovações que estão a caminho.

Nos próximos anos, a Microsoft terá a oportunidade de alcançar mais pessoas e organizações ao redor do mundo. A tecnologia ainda está fora do alcance para muitas pessoas, porque ela é complexa ou cara, ou porque elas simplesmente não têm acesso. Então eu espero que vocês pensem no que podem fazer para tornar o poder da tecnologia acessível para todos, para conectar as pessoas umas com as outras e tornar a computação pessoal disponível em todos os lugares ainda que as funções de um PC estejam hoje dentro de todos os aparelhos.

Nós temos conquistado muitas coisas juntos ao longo de 40 anos e empoderamos incontáveis negócios e pessoas que perceberam seu potencial. Mas o que importa agora é o que faremos depois. Obrigada a vocês por fazerem da Microsoft uma empresas fantástica agora e pelas décadas que virão.”

 

Do NE10

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Microsoft lança app de scanner para Android e iOS

Da Folhapress

Com app, é possível criar PDFs e arquivos DOC ou PPS (PowerPoint) usando a câmera do celular / Foto: Microsoft/DivulgaçãoCom app, é possível criar PDFs e arquivos DOC ou PPS (PowerPoint) usando a câmera do celularFoto: Microsoft/Divulgação

A Microsoft lançou na quinta-feira (2) o Office Lens, um aplicativo para digitalização de documentos, páginas de livros ou de superfícies como lousas em versão para Android e para iOS.

O app, que tem integração ao OneDrive (armazenamento em nuvem) e ao Word, ao Excel e demais programas do pacote Office, já tinha sido lançado para a plataforma da casa para celulares, o Windows Phone.

Com ele, é possível criar PDFs e arquivos DOC ou PPS (PowerPoint) usando a câmera do celular. Há ajuste automático de luminosidade, contraste e ângulo para deixar a digitalização impecável (ou, dependendo da qualidade da captura, menos indecente).

O app também tem a capacidade de interpretar detalhes de contato de um cartão de visitas.

Para usar a edição para Android, é preciso entrar na página dedicada ao programa, ainda em fase de teste público, clicar em “join community” e, depois, em “become a tester”. O download para iPhone é normal, pela App Store.

Na sua página de download na versão original, a enorme maioria dos usuários exalta o Office Lens: 1.433 avaliações dão média de 4,5 de 5 estrelas ao software.

Em janeiro, o Evernote lançou uma ferramenta parecida, o aplicativo Scannable para iPhone.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Lançado em meio a descrédito, Ipad comemora cinco anos

Da Folhapress

Tablet é usado para ler revistas, jornais e livros, assistir filmes e séries, atualizar as redes sociais, anotar recados e compromissos / Foto: DivulgaçãoTablet é usado para ler revistas, jornais e livros, assistir filmes e séries, atualizar as redes sociais, anotar recados e compromissosFoto: Divulgação

Lançado em 3 de abril de 2010 pelo então líder da Apple, Steve Jobs, o produto levantou uma questão: para que serviria aquilo?

A resposta, hoje, parece óbvia: o tablet é usado para ler revistas, jornais e livros, assistir filmes e séries, atualizar as redes sociais, anotar recados e compromissos.

“O iPad é um minicomputador cuja interface parece um iPhone expandido”, tentou explicar o próprio Jobs durante a cerimônia de apresentação para o público.

O termo “tablet” causou até discussões sobre que tradução seria mais apropriada na edição impressa. O termo em inglês acabou sendo o escolhido.

“IPHONE DE ITU” – A Folha de S.Paulo, na época, publicou uma análise chamando o tablet de iPhone de Itu e afirmando que a Apple estava voltando a 1989, quando tentou pela primeira vez criar um minicomputador, o “Macintosh Portable”.

“Não tem câmera, tampouco entrada USB. Não roda páginas em flash. Executa só uma tarefa por vez. Embora seja um portátil, não vem com GPS. A não ser que você use um macacão, não entrará no seu bolso”, pregava a crítica.

Outras piadas também foram feitas comparando a imagem de Steve Jobs segurando o iPad com a figura de Moisés levantando a tábua com os Dez Mandamentos.

Mas havia entusiastas que apostavam que o novo brinquedo do profeta hi-tech iria exterminar o mercado de eReaders e netbooks nos meses seguintes -ou pelo menos pautá-lo. De quebra, salvaria os conglomerados de mídia, que contariam com a renda das plataformas on-line para fechar as contas.

Uma enquete foi feita aos leitores, em janeiro de 2010, com a pergunta “o iPad vai repetir o sucesso do iPod, lançado em 2001?”. A maioria (67%) respondeu que “não”.

Porém, na primeira semana de distribuição do produto nos Estados Unidos, a Apple já anunciava que iria atrasar em um mês o lançamento internacional do tablet “devido às vendas acima do esperado nos mercado americano”.

Em dois meses, a Apple anunciou ter vendido mais de 2 milhões de unidades do iPad. E, em menos de um ano após o lançamento, os aplicativos já representam uma indústria que movimentava R$ 50 milhões por ano.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Justiça obriga operadoras a manter acesso à internet após fim da franquia no MA

Foto: AFP.

Um juiz no Maranhão determinou que as operadoras devem seguir fornecendo internet aos clientes mesmo após o fim da franquia de dados. A medida vem depois da polêmica política do mercado de acabar com a “internet ilimitada”, que permitia aos usuários continuar navegando, mas em velocidade reduzida, após o fim do contratado no plano.

O juiz Douglas de Melo Martins, titular da Vara de Interesses Difusos e Coletivos de São Luís, entendeu que a alteração do contrato, embora permitida pela Anatel, “é abusiva, conforme o Código de Defesa do Consumidor”. Segundo ele, os clientes têm direito a usar a internet mesmo após o fim da franquia.

A determinação tem caráter liminar e estipula multa diária de R$ 10 mil para as operadoras que não acatarem a decisão. O juiz acatou na sexta-feira (27) o pedido do Procon-MA (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor do Consumidor do Maranhão).

“As operadoras fizeram essa mudança com base em uma resolução da Anatel (Agência Nacional de Telefonia), que ‘permitia’ que elas alterassem o contrato firmado com seus clientes. Só que a prática de alterar o contrato é abusiva, conforme o Código de Defesa do Consumidor”, disse o juiz.

Outro lado

Procurada pelo NE10, a Claro disse por meio de sua assessoria de imprensa que não comenta decisões judiciais. A Tim disse que não foi informada da decisão, mas que “no entanto, reitera que está à disposição para prestar os esclarecimentos que forem necessários.”

Já a Telefônica Vivo informa que não foi citada na ação judicial mencionada pela reportagem. A Oi também disse que não foi notificada. E deu justificativas para a atual política de interrupção da conexão após o fim da franquia. “A companhia acrescenta que a prática de bloqueio de navegação após o consumo da franquia é usual em vários países do mundo, motivada pela melhora de experiência de uso não somente para o cliente que navega em velocidade reduzida, mas para todos os demais clientes que trafegam na rede”.

Veja a íntegra da nota: A companhia acrescenta que a prática de bloqueio de navegação após o consumo da franquia é usual em vários países do mundo, motivada pela melhora de experiência de uso não somente para o cliente que navega em velocidade reduzida, mas para todos os demais clientes que trafegam na rede. Isso ocorre pois em velocidade reduzida o cliente leva muito mais tempo para realizar uma atividade que muitas vezes não consegue concluir, e com isso fica com percepção negativa do uso da rede de dados. Além disso, como o cliente fica mais tempo conectado e tecnicamente a rede tem um limite de acessos simultâneos, outros clientes que não tenham esgotado sua franquia tem dificuldade para acessar a rede.

O aumento da navegação na internet foi potencializado pela acelerada penetração de smartphones e demanda por redes sociais, vídeos, aplicativos de mensagens (Ex. Whatsapp), etc. Nos 4 meses em que a Oi está adotando esse modelo no pré-pago e controle, já houve melhora significativa nos indicadores de qualidade de rede exigidos pela Anatel. A empresa acrescenta que, por liberalidade, aumentou a franquia dos seus pacotes semanais e mensais.

 

 

MundoBit

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Eclipse da Lua Sangrenta acontece nesta sexta, mas não poderá ser visto no Brasil

Foto: Divulgação.

Chamado popularmente de “Lua Sangrenta” ou “Lua de Sangue”, um eclipse lunar está previsto para a madrugada da sexta para sábado (4). O fenômeno em que a Lua é coberta pela sombra da Terra e acaba ficando avermelhada poderá ser visto da Ásia, região do Pacífico e América do Norte. Desta vez, os brasileiros não vão poder ver o eclipse.

De acordo com informações da Nasa, o eclipse total (em que a Lua é completamente encoberta) deve durar apenas 12 minutos. O eclipse parcial deve durar cerca de três horas e meia e a penumbra (como a sombra começa a atingir a Lua) deve durar quatro horas e cinquenta minutos.

 

MundoBit

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Google atualiza Gmail no Android para unificar todas as contas do usuário

Foto: Divulgação.

O Google está atualizando seu aplicativo do Gmail para usuários de dispositivos Android, o que vai permitir gerenciar várias contas de e-mail a partir de um único programa.

“A partir de hoje, você será capaz de ver todos os seus e-mails de uma vez, independentemente de qual conta está logada, utilizando a nova opção ‘todas as caixas de entrada’”, anunciou o engenheiro de software da Google Regis Decamps, numa postagem de blog.

“Dessa forma, você pode ler e responder a todas as suas mensagens sem ter que ficar trocando de conta”, explicou. O novo aplicativo irá agregar e-mail de serviços rivais ao Gmail, como Yahoo e Microsoft Outlook, entre outros.

O Gmail já tinha permitido aos usuários acessar várias contas a partir de computadores de mesa, mas o novo aplicativo tem como objetivo integrar perfeitamente os vários serviços de e-mail em uma caixa de entrada unificada com capacidade de pesquisa e visualização. [Via AFP]

 

MundoBit

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Facebook lança Riff, novo aplicativo de vídeos curtos

Foto: Divulgação.

O Facebook lançou mais um novo aplicativo. Batizado de Riff, ele é voltado para facilitar o compartilhamento de vídeos.

Como uma mistura de Vine (que pertence ao Twitter) e Snapchat, o Riff permite ao usuário gravar vídeos de até 20 segundos. Ao postar o vídeo o usuário cria um tópico, o que pode engajar amigos a postarem algum conteúdo como resposta.

Amigos podem adicionar seus próprios vídeos dentro desse tópico. A ideia é criar algo com possibilidade exponencial de viralização. Os posts do Riff podem ser compartilhados na internet.

O app é mais uma criação da divisão Creative Labs da empresa, mesmo grupo que já lançou o Rooms e o Paper. O Riff está disponível para Android e iOS. Baixe pelo site oficial.

MundoBit

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Famosos e empresas correm para registrar sites ‘.porn’

Empresas, famosos, times de futebol e até universidades correm para registrar sites com final '.sex' e '.adult'. (Foto: Divulgação/ICM Registry)
Empresas, famosos, times de futebol e até universidades correm para registrar sites com final ‘.sex’ e ‘.adult’. (Foto: Divulgação/ICM Registry)

Empresas de tecnologia e até celebridades começaram a correr para registrar páginas na internet que possuem final “.porn” e “.adult” no lugar do “.com”. Por isso, a internet logo será capaz de exibir sites como “apple.porn” e “taylorswift.porn”. Páginas terminadas em “.sex” chegam até o fim de 2015. A corrida pelos novos domínios já gerou mais de mil pedidos à empresa que distribui esses domínios.

Não se trata de uma guinada geral rumo à pornografia, capitaneada por um novo serviço de streaming de vídeos pornográficos oferecido pela dona do iPhone ou de um álbum de músicas só sobre experiências sexuais da líder em vendas de CDs nos Estados Unidos.

A busca por páginas na internet terminadas em “.porn” e em “.adult” é um desdobramento de uma ampliação nos nomes de sites, desenhada em 2012 pela Icann (Corporação de Atribuição de Nomes e Números na Internet), mas que só agora começa a tomar forma. Se há quatro anos, eram apenas 22 domínios, agora já são mais de 550.

 Cantora Taylor Swift comparece ao Grammy neste domingo (Foto: Reuters/Danny Moloshok)
Cantora Taylor Swift registrou as páginas ‘taylorswift.porn’ e taylorswift.adult’ (Foto: Reuters/Danny Moloshok)

‘Pornográficas’
Já garantiram suas páginas “pornográficas” as empresas Dell, Facebook, Google, Microsoft, Nike, Twitter, Yahoo, Verizon e até a Universidade de Harvard e o Real Madrid F.C. “O interessante sobre os nomes registrados é que isso é feito por uma variedade de indústrias, de tênis a empresas tecnológicas, universidades a times”, afirmou ao G1 Stuart Lawley, presidente-executivo da ICM Registry, empresa responsável pela distribuição dos domínios “.porn” e “.adult”.

A companhia é a operadora do já conhecido “.xxx”, também relacionado à indústria do sexo – enquanto Reino Unido, Canadá, Alemanha e França são os países que mais requisitam sites com esse domínio, o Brasil é o 21º. A decisão de se manter no ramo do conteúdo adulto foi o que pesou para a ICM pedir ao Icann os dois domínios. “Nosso espaço online promove a livre expressão e acesso responsável a conteúdo adulto enquanto garante as melhores práticas”, afirma Lawley. “Nós sentimos um senso de obrigação de garantir a continuar a prover esse tipo de espaço em quaisquer tipos de domínios voltados aos público adulto.”

‘.Sex’
Lawley espera ver em breve sites como “comida.porn” ou “sapato.porn”. “Nós esperamos que isso signifique que elas decidam usá-los [os domínios] de forma interessante e criativa.” Mas não é o que empresas e personalidades sinalizam. O intuito delas é adquirir páginas desse tipo para se proteger contra futuras surpresas, como páginas que associem suas marca a indústria pornô. Por isso, apesar da possibilidade, ver ativos sites como “Apple.porn”. Ainda assim, Lawley diz que esses endereços têm maior chance de serem visitados, pois palavras relacionadas à indústria do sexo são bastante buscadas.

Essas terminações só começam a ser vendidas ao público geral a partir de 1º de junho. Empresas e celebridades que possuam marcas registradas, no entanto, podem adquirir um endereço na internet desse tipo desde o começo de março. Para continuar a tradição, a ICM Registry vai abrir em setembro os registros para páginas “.sex”. A expectativa da empresa é que até o fim do ano, a internet já tenha páginas assim.

 

Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Campus Party Recife já tem data definida

Festa terá quarta edição no Recife. (Foto: Igo Bione/JC Imagem)

Uma equipe da organização da Campus Party se reuniu nesta quarta (1º) para conversar com o Governo do Estado sobre a nova edição recifense do evento. A secretária de Ciência e Tecnologia e Inovação do Estado, Lúcia Melo, recebeu no final da manhã de hoje o presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia. No encontro foram definidas as datas para a quarta edição da festa na capital pernambucana: 22 a 26 de julho no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda.

Uma das novidades deste ano será a realização, em paralelo ao evento, do Congresso Brasileiro de Ciência da Computação. Serão anunciados em breve detalhes sobre investimentos, estrutura e convidados.

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação (Sectec) ficará responsável por coordenar as atividades das demais secretarias de Estado a serem executadas no espaço destinado ao Governo na feira. Também foi confirmado o espaço conhecido como Startups & Makers, voltado para empreendedores de TI, economia criativa e negócios sociais.

O comitê da Campus Party se reuniu ainda com o prefeito em exercício do Recife, Luciano Siqueira. No ano passado, a Campus Party reuniu 2 mil pessoas.

A secretária Lucia Melo com presidente do Instituto Campus Party, Francesco Farruggia (Foto: Divulgação).

 

MundoBit

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.