Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

Uber esclarece se sairá do Brasil após fala polêmica do ministro do Trabalho

Luiz Marinho (PT) alegou que não tem medo de a empresa deixar o País

Rodrigo Mozelli  

Olhar Digital

Em sua campanha presidencial, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) prometeu mudança na legislação trabalhista, visando contemplar os direitos dos motoristas de aplicativo.

Com as regulamentações, poderá haver diversas mudanças para as empresas de motoristas de aplicativo, o que pode pesar bastante para elas.

Nessa linha, o ministro do Trabalho, Luiz Marinho (PT) foi questionado pelo Valor Econômico nesta segunda-feira (6) sobre a hipótese de a Uber deixar o País caso a regulamentação ocorra. O ministro desdenhou da empresa e chamou a possibilidade de “chantagem” – na Espanha, algo parecido ocorreu quando o país europeu iniciou os debates para regularizar o cargo.

“As empresas estão dispostas a discutir. Na Espanha, no processo de regulação, a Uber e mais alguém disseram que iam sair. Esta rebeldia durou 72 horas. Era uma chantagem”, disse.

O ministro seguiu, alegando que o Brasil não precisa do Uber, por haver diversos apps similares e que os Correios poderiam assumir o papel. “Me falaram: ‘E se o Uber sair?’ Problema da Uber. Não estou preocupado. Posso chamar os Correios, que é uma empresa logística e dizer para criar um aplicativo e substituir. Aplicativo tem aos montes no mercado.”

Marinho afirmou ainda que pretende incluí-los no INSS, mas que não há definição sobre sua adesão à CLT. “Você pode ter relações que caibam na CLT ou que se enquadrem, por exemplo, no cooperativismo. Aliás, o cooperativismo pode se livrar do iFood, da Uber. Porque aí nasce alguma coisa que pode ser mais vantajosa, especialmente para os trabalhadores.”

Uber se posiciona oficialmente

Após as falas do ministro, a Uber veio a público e esclareceu que não ameaçou deixar a Espanha. “A empresa que deixou o país após a regulação foi a Deliveroo, o que fez cerca de quatro mil entregadores espanhóis perderem acesso à geração de renda. A Uber continua suas operações na Espanha e tem apresentado ao governo os problemas identificados na implementação da regulação”, frisou em comunicado.

A empresa de viagens de carro também pontuou ter repassado ao governo espanhol estimativas sobre o impacto dessas medidas e até contrariedade dos próprios entregadores.

“A regulamentação levou à migração forçada de muitos profissionais para o modelo de operadores logísticos (sem cadastro direto nos aplicativos) e reduziu o número de pessoas trabalhando na atividade”, disse a Uber.

Sobre a proposta do governo Bolsonaro, a empresa manifestou defendê-la desde 2021, de modo que as plataformas paguem parte da contribuição de seus funcionários ao INSS.

“É fundamental que essa integração previdenciária seja feita a partir de um modelo mais vantajoso para motoristas e entregadores do que as opções atuais, consideradas muito caras e burocráticas por grande parte desses trabalhadores”, reiterou.

Para chegar a esta conclusão, a Uber disse ter realizado pesquisas de opinião. “O posicionamento da empresa foi construído após pesquisas realizadas pelo Instituto Datafolha com motoristas e entregadores, que revelaram os motivos de não aderir ao formato atual da Previdência, e com a população brasileira, que revelou apoiar mudanças para ampliar a cobertura da Previdência às novas formas de trabalho via aplicativos”, destacou.

Com informações de Exame

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

A tecnologia de concreto capaz de ”prender” CO2, antes que ele seja liberado para o ar

Por Alisson Feitosa Pereira Santos, editado por Bruno Capozzi Montalvão 

Olhar Digital

Um grupo de Big Techs formado pelas empresas Heirloom, CarboneCure e Concrete Supply Company está empenhando em desenvolver uma tecnologia capaz de reduzir um grande problema climático: a emissão de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera gerada através da fabricação de concreto.

Além de produzir de forma responsável e sem causar danos ao meio ambiente, as companhias estão trabalhando em de formas captar o gás na atmosfera. A iniciativa tem justificativas ambientais e até mercadológicas:

  • A produção de concreto está diretamente ligada a alterações climáticas.
  • O setor é responsável por cerca de três vezes mais poluição por dióxido de carbono do que a aviação.
  • Não há registros de outras iniciativas com o mesmo propósito.
  • Essa é a primeira vez que esse tipo de ação ganha forma. Caso seja potencializado a nível mundial, poderá ser um grande recurso para reduzir a enorme emissão de gases de efeito estufa.

Concreto ecológico? Como a tecnologia deve funcionar

A primeira fase do projeto foi desenvolvida pela startup Heirloom, que fica na Califórnia. Os pesquisadores usaram uma tecnologia com óxido de cálcio do calcário, que age como uma espécie de ”esponja” para extrair o dióxido de carbono do meio ambiente.

Até o momento, a Heirloom só testou o projeto em pequena escala em uma indústria local, mas diversas empresas já estão de olho na iniciativa, que até agora vem sendo chamada de ”captura direta do ar” (direct air capture).

A startup está atuando diretamente com a empresa CarbonCure Technologies, que já vem exercendo um trabalho com mais responsabilidade ambiental desde 2012, produzindo concreto através de resíduos de CO2 de processos industriais.

A CarbonCure espera que, quando o dióxido de carbono for preso ao concreto, ali permaneça por até milhares de anos, mesmo em casos de demolições. O projeto já conta também com investimento direto de um fundo de Bill Gates.

Via: The Verge

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Dia Internacional da Internet Segura: veja os principais golpes online em 2022

Compra confirmada foi o primeiro colocado, com 57% dos casos

Rodrigo Mozelli  

Olhar Digital

internet é cada vez mais presente na vida dos brasileiros, mas com as facilidades do mundo digital, aumentam também as possibilidades de golpes. No Dia Internacional da Internet Segura, a plataforma de vendas OLX e o AllowMe, plataforma de prevenção à fraude e proteção de identidades digitais, mapearam as principais fraudes e dados sobre golpes no Brasil em 2022.

estudo aponta que o golpe da compra confirmada é o primeiro da lista, com 57% dos casos e aumento de 75% em relação a 2021. Falso anúncio está em segundo lugar, com 37% dos casos e aumento de 52% em relação ao ano anterior. Roubo de dados fecha o Top 3, com 6%. Apesar do baixo percentual, em 2022, houve uma tentativa por minuto.

De acordo com o levantamento, o prejuízo estimado com os golpes aplicados em 2022 foi de cerca de R$ 551 milhões, sendo os eletrônicos os mais visados. Smartphones estão na ponta de cima dos produtos mais buscados para fraudes, representando 45%.

Os iPhones são os mais objetivados, com 72% dos casos na categoria. Videogames ficaram em segundo lugar, com 16%, sendo que os PlayStations são os preferidos dos golpistas, em 65% dos golpes. PCs se posicionaram em terceiro lugar, com 15%.

Perfil das vítimas

A maioria dos brasileiros que caíram em fraudes são homens (74%), ante 26% de mulheres. 72% das vítimas têm até 31 anos. A região sudeste é a que mais teve fraudes confirmadas, com o Estado de São Paulo liderando com 37%, seguido por Rio de Janeiro (14%) e Minas Gerais (8%).

“Aliar tecnologia com educação digital do usuário é a chave para ter um ambiente digital mais seguro. Os fraudadores atuam principalmente na falta de conhecimento dos usuários sobre os processos de compra e venda online para aplicar a engenharia social e enganá-los. Da mesma maneira que adotamos práticas seguras ao sair na rua, devemos fazer o mesmo no ambiente virtual.”

Beatriz Soares, diretora de Produto da OLX

Comportamento do fraudador

Ao contrário da imagem que se tem dos golpistas, eles não agem sozinhos e nem desorganizadamente. Os golpes são praticados por associações criminosas que se articulam em rede, criam inúmeras contas falsas (utilizando dados de pessoas reais) e tentam atrair o maior número de vítimas – seja com anúncios falsos ou com abordagens para a compra de itens anunciados por clientes legítimos.

“Os fraudadores costumam ser extremamente organizados e estão a todo instante buscando fragilidades de sistemas e momentos de desatenção dos consumidores para aplicarem golpes e escalarem seus ganhos. Obviamente que cabe às empresas a proteção das transações e da identidade de seus clientes, porém, é de extrema importância a conscientização dos usuários quanto às práticas fraudulentas hoje em curso, até mesmo para que se protejam delas.”

Diana Herrera, gerente de Growth do AllowMe

A cada hora, foram mapeadas, em média, 17 tentativas de fraude realizadas com dispositivos comprometidos, sejam eles celulares ou computadores. Em geral, estes aparelhos são assim identificados por estarem vinculados a série de perfis, por recorrerem a técnicas para mascarar a sua identidade e/ou localização, ou, ainda, por terem sido utilizados em fraudes anteriores.

Ainda segundo o levantamento, no último ano, 83% das transações foram realizadas via celulares – dessas, 1% foi identificada como tentativa de fraude.

O estudo analisou dados do mercado digital brasileiro, incluindo sites, apps e contas digitais de janeiro a dezembro de 2022, em base de cerca de 20 milhões de contas abertas em plataformas online.

Conheça os principais golpes e como se proteger

Compra confirmada

O golpe da compra confirmada é atualização do antigo golpe do envelope vazio. Com o aumento das transações bancárias digitais, o fraudador faz falso comprovante de depósito com os dados da vítima e o envia por e-mail ou aplicativo de mensagem, fazendo a pessoa acreditar que o valor já foi depositado e entregue o produto da venda. Quando a vítima percebe o golpe, o fraudador já está com o produto e deixa de responder.

Como se prevenir: Só entregue o produto após a confirmação do depósito em sua conta bancária ou carteira digital. Mantenha a conversa pelos chats das plataformas e evite negociar por aplicativos de mensagens. Desconfie de mensagens ou e-mails que simulem comunicados oficiais das empresas, verifique o domínio do e-mail ([email protected]) e verifique sempre o status da negociação no site ou aplicativo da empresa. 

Anúncio Falso

O fraudador insere o anúncio de produto nas plataformas de compra e venda para atrair as vítimas. Muitas vezes, o produto é 40% mais barato que o valor de mercado. Imaginando ser oferta real, a vítima faz o pagamento e não recebe o produto.

Como se prevenir: Utilize modalidades de compra garantida das plataformas, que possibilitam reaver o valor pago em casos como esse. Ao optar por negociar diretamente, só realize o pagamento após receber o produto. Desconfie de preços muito abaixo dos valores de mercado e ao desconfiar de atitudes suspeitas, denuncie o anúncio, que será verificado pelas plataformas.

Roubo de Dados

Os fraudadores estão atentos a oportunidades para roubar dados das pessoas e os utilizarem em golpes futuros. Por isso, nunca compartilhe número de celular, endereço de e-mail, CPF e dados bancários com terceiros. Também desconfie de links enviados para preencher vagas de emprego, que não sejam em páginas oficiais de empresas ou recrutadoras. Mantenha sempre as conversas pelos chats das plataformas, que possuem ferramentas para garantir a privacidade dos dados.

Como se prevenir: Nunca compartilhe dados pessoais ou senhas, mantenha as conversas pelos sites das plataformas.

Imagem destacada: Creativa Images/Shutterstock

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ebay anuncia demissão de 500 funcionários

Empresa deve abrir mão de 4% da força de trabalho ao redor do mundo

Por Alisson Feitosa Pereira Santos, editado por Rodrigo Mozelli  

Olhar Digital

A empresa de comércio eletrônico eBay anunciou nessa terça-feira (7) a demissão de 500 funcionários em suas lojas ao redor do mundo. Esse número representa 4% da força de trabalho total da empresa.

”Essa mudança nos dá espaço adicional para investir e criar funções em áreas de alto potencial, novas tecnologias, inovações de clientes e mercados-chave”, afirmou Jamie Iannone, diretor-executivo do Ebay em anúncio sobre a demissão dos funcionários.

As mudanças parecem direcionar a empresa para nova forma de lidar com o comércio global, mas, até o momento, pouco se sabe a respeito. Outro dado, que também é uma afirmação positiva para o eBay, foi o crescimento de cerca de 1% das ações da empresa no mercado de reposição.

Grandes cortes de pessoal nas big techs

Listamos abaixo algumas das principais empresas que sofreram cortes significativos nos últimos meses. Confira:

Via Reuters

Baixa na tecnologia: Zoom também anuncia corte de funcionários

Zoom anunciou, nesta terça-feira (7), que demitiu 15% de sua força laboral – 1,3 mil pessoas – de modo a conseguir lidar com “a incerteza econômica mundial” e o pós-pandemia.

plataforma de reuniões em vídeo, assim como muitas empresas de tecnologia, viu seu uso disparar com a pandemia de Covid-19 em 2020, visto que a maior parte das pessoas passou a trabalhar de casa, demandando mais o uso de plataformas em vídeo.

Confira a matéria completa neste link.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Brasil tem 306 denúncias de pornografia infantil por dia na internet, aponta levantamento

Dados da Safernet mostram que esse é o segundo ano consecutivo com mais de 100 mil denúncias, algo que não acontecia há uma década, segundo a ONG.

Por g1

Homem é preso por armazenar arquivos com imagens de pornografia infantil em Jales (SP) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Homem é preso por armazenar arquivos com imagens de pornografia infantil em Jales (SP) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

O Brasil teve 111.929 denúncias de abuso e exploração sexual na internet em 2022 — uma média de 306 por dia.

Os dados foram divulgados nesta terça-feira (7), Dia da Internet Segura, pela associação Safernet, que defende os direitos humanos na web.

De acordo com a série histórica da ONG, esse é o segundo ano consecutivo que a pornografia infantil ultrapassa o patamar de 100 mil denúncias. A última vez tinha sido em 2011.Denúncias de pornografia infantil na internet

Pedido de ajuda

O canal de ajuda da Safernet mostra outros tipos de crimes. A associação separou 5 tópicos que mais fizeram usuários buscarem orientação da ONG:

  1. Problemas com dados pessoais: 264 denúncias;
  2. Exposição de imagens íntimas: 255;
  3. Fraudes e golpes (168);
  4. Cyberbullying (139);
  5. Saúde mental nas redes (122).

A Safernet também ressaltou um aumento de pessoas pedindo orientação sobre o que fazer ao ver imagens de pornografia infantil. Foram 102 atendimentos desse tipo em 2022, contra 59 em 2021, um crescimento de 72,8%.

Como denunciar

Na plataforma Helpline, da Safernet, as vítimas podem entrar contato por e-mail ou chat e solicitar gratuitamente ajuda de um profissional. Pelo chat, o atendimento funciona das 14h às 18h de segundas, quartas e sextas; e das 9h às 13h nas terças e quintas.

A ONG informa que garante o sigilo das informações compartilhadas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Cientistas descobrem mais 12 luas em Júpiter e planeta desbanca posto de Saturno; entenda

Com agora suas 92 luas, o gigante gasoso é o planeta do Sistema Solar com a maior quantidade de satélites naturais. Saturno, que liderava o ranking, está logo atrás, com 83 luas confirmadas.

Por g1

Astrônomos anunciaram nesta semana a descoberta de 12 novas luas ao redor de Júpiter. Com isso, o número total de satélites naturais do planeta chega a 92, a maior cifra do Sistema Solar.

Agora, Saturno, que liderava o ranking, está logo atrás, com 83 luas confirmadas.

As novas luas de Júpiter foram adicionadas recentemente a uma lista do Centro de Planetas Menores da União Astronômica Internacional, segundo Scott Sheppard, astrônomo da Carnegie Institution, que participou da pesquisa.

As luas do gigante gasoso foram descobertas por meio de observações em 2021 e 2022 de telescópios no Havaí e no Chile, e suas órbitas foram confirmadas com observações de acompanhamento.

Segundo os cientistas, essas novas luas têm entre 1 e 3 quilômetros.

“Espero que possamos obter imagens de uma dessas luas externas de perto em um futuro próximo para determinar melhor suas origens”, disse Sheppard à Associated Press.

Em abril, a Agência Espacial Europeia enviará uma sonda espacial a Júpiter para estudar o planeta e algumas de suas luas maiores. No ano que vem, a NASA lançará sua missão Europa Clipper para estudar a lua Europa (representada na imagem abaixo) de Júpiter, que poderia abrigar um oceano sob sua crosta congelada.

Sheppard, que descobriu várias luas ao redor de Saturno há uns anos e participou de 70 descobertas de luas ao redor de Júpiter, espera ampliar a lista de luas de ambos os gigantes gasosos.

Ele explica que Júpiter e Saturno estão repletos de luas pequenas, que se acredita que são fragmentos de luas maiores que colidem entre si ou com cometas ou asteroides. O mesmo ocorre com Urano e Netuno, mas eles estão tão distantes que a observação de suas luas ainda é uma tarefa difícil.

Urano tem 27 luas confirmadas, Netuno 14, Marte duas e a Terra uma. Já Vênus e Mercúrio não possuem nenhuma.

As luas recém-descobertas de Júpiter ainda não foram nomeadas. Sheppard disse que apenas metade delas é grande o suficiente – pelo menos 1 milha (1,5 quilômetro) ou mais – para merecer o título.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Satélites caçadores se preparam para guerra espacial

Empresa contratada pela Força Espacial dos EUA revela primeira missão orbital que ocorrerá ainda esse ano

Por Alisson Feitosa Pereira Santos, editado por Lucas Soares  

Olhar Digital

No início de 2022, o ex-major da Força Aérea dos EUA contratou a startup True Anomaly para solucionar os conflitos de guerra orbital mais desafiadores da Força Espacial americana. Agora, a empresa se prepara para a primeira atuação orbital. Na época da agregação da startup, o até então major publicou no Twitter:

A informação sobre a missão futura da empresa foi descoberta através do registro de um relatório na Comissão Federal de Comunicações dos EUA (FCC), que apresentou algumas informações sobre a missão.  A True Anomaly espera lançar duas espaçonaves com a função de perseguição orbital por um Jackal a bordo de um foguete SpaceX para a órbita terrestre. Algumas informações reveladas sobre a missão:

  • Os Jackals não serão utilizados para transportar armas ou lasers, mas utilizarão de novas tecnologias para firmar território;
  • Eles serão capazes de operações de proximidade de encontro (RPO), que é a capacidade de manobrar perto de outros satélites, além de treinar uma bateria de sensores sobre eles;
  •  Esse movimento pode ser usado para revelar os sistemas de vigilância e armas de seus rivais e também ajudar a interceptar as comunicações;

A primeira missão dos Jackals foi batizada de Demo-1 e será apenas espionar os demais, utilizando propulsores, radares e câmeras multiespectrais para se aproximar. Contando com o sucesso dessa missão, Roger projeta implementar milhares de espaçonaves autônomas, a serviço das forças armadas americanas.

Na guerra, todo cuidado é pouco

Essas ferramentas serão um novo viés tecnológico para compreender o pensamento e avanço de seus adversários. “Se você leva a sério o trabalho de defesa e proteção do domínio, tem que ter habilidade para fazer as funções conjuntas de manobra e tiros”, afirmou Rogers.

Até o momento, a startup que está a trabalho dos EUA não deu indícios de estar desenvolvendo armamento de guerra para um possível ataque, mas outras postagens recentes de Roger deixam questionamentos no ar: ”Desativar taticamente a espaçonave inimiga pode ser a diferença entre a perda de um Carrier Strike Group inteiro ou sua sobrevivência… E há muitas maneiras de destruir espaçonaves que não arruínam o ambiente. Afinal, eles são apenas computadores flutuantes”.  

Via: Ars Technica

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Qual é o idioma mais antigo do mundo?

Língua falada na Mesopotâmia – onde hoje fica parte do Iraque, do Kuwait, da Síria, da Turquia e do Irã – é o idioma mais antigo do mundo

Flavia Correia  0

Olhar Digital

Há alguns meses, o Olhar Digital apresentou a mensagem escrita mais antiga de todos os tempos, que foi grafada há cerca de 3,7 mil anos em um tipo de pente de marfim com um alfabeto que, posteriormente, evoluiria para o que conhecemos hoje. Ela foi registrada na língua cananeia de Israel, mas esse não é o idioma mais antigo do mundo – então, qual seria?

Com o registro mais remoto datado do século 14 antes da Era Moderna – AEC (o que o calendário cristão costuma chamar de Antes de Cristo), a língua acádia, também chamada de acadiano, é o idioma mais antigo de que se tem conhecimento.

Hoje considerado uma “língua morta”, o acadiano era uma língua semítica (parte da família afro-asiática) falada particularmente pelos assírios e babilônios na antiga Mesopotâmia, onde atualmente fica parte do Iraque, do Kuwait, da Síria, da Turquia e do Irã. 

Embora não seja usado há mais de dois mil anos, o idioma foi preservado em inscrições em pedras e barro. Há décadas, pesquisadores do mundo todo vêm trabalhando para decifrar suas palavras. 

Em 2011, uma equipe de estudiosos da Universidade de Chicago publicou um dicionário de 21 volumes, que está disponível para download aqui.

O acadiano é dividido em diversas variedades, de acordo com a geografia e o período histórico:

  • Acádio antigo — 2500 a 1950 AEC
  • Babilônio antigo/Assírio antigo — 1950 a 1530 AEC
  • Babilônio médio/Assírio médio — 1530 a 1000 AEC
  • Neo-babilônio/Neoassírio— 1000 a 600 AEC
  • Babilônio tardio — 600 AEC a 100 EC

As características gramaticais da língua arcádia são semelhantes às do árabe clássico, com substantivos e adjetivos variando em gênero, número e declinação. São dois gêneros (masculino e feminino), conjugações verbais exclusivas para cada pronome da primeira, segunda e terceira pessoas, e três formas de número: além do singular e do plural, existe também a flexão “dual”, que denota conjuntos de duas coisas.

Idiomas mais antigos do mundo ainda em uso

Desconsiderando as línguas mortas, estes são os dez idiomas mais antigos do mundo ainda em uso, de acordo com o Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística (Ipol):

  1. Hebraico – adormecida por volta do século 4 AEC, a língua passou por um processo de reavivamento que a fez se tornar o idioma oficial de Israel;
  2. Basco – língua falada por nativos bascos que vivem em algumas regiões da Espanha e da França, mas completamente diferente de qualquer idioma de origem romana (como são o francês e o espanhol);
  3. Tamil –  língua falada por 78 milhões de pessoas no mundo e reconhecida como idioma oficial de países como Sri Lanka e Cingapura;
  4. Lituano – idioma estabelecido no ramo báltico da família indo-europeia que preservou mais sons e regras gramaticais da chamada língua Proto-Indo-Europeia (PIE), sendo considerado hoje um dos idiomas mais velhos ainda em atividade;
  5. Farsi – língua descendente direta do persa antigo, é falada hoje em dia pela maioria dos povos do Irã, Afeganistão e Tajiquistão;
  6. Islandês –  outra língua indo-europeia, dessa vez do ramo germânico do norte, esse idioma produziu poucas mudanças, sendo quase a mesma desde a época dos caçadores nórdicos;
  7. Macedônio – junto com sua língua próxima, o búlgaro, esse idioma é a língua mais próxima à falada na Antiga Igreja Eslava;
  8. Finlandês – membro da família fino-úgrico, que também inclui o estoniano, o húngaro e idiomas nativos falados na Sibéria, o finlandês pegou várias palavras emprestadas de outras famílias de línguas ao longo dos séculos
  9. Georgiano – adaptado do aramaico no século 3 AEC, esse idioma é falado no país Geórgia e é a única língua caucasiana com uma antiga tradição literária;
  10. Irlandês gaélico – falado por uma pequena quantidade de irlandeses, esse idioma é membro do ramo celta das línguas indo-europeias e existe nas ilhas que agora são parte da Grã-Bretanha antes mesmo da chegada das influências germânicas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Há 52 anos, a missão Apollo 14 pousava na Lua

Muitos se lembram da missão Apollo 14 como aquela em que um astronauta jogou golfe na Lua

Flavia Correia  

Olhar Digital

Em fevereiro de 1971, a missão Apollo 14 pousou na Lua, fato que completa 52 anos neste domingo (5). O comandante Alan Shepard e o piloto do módulo lunar Antares, Edgar Mitchell, deixaram seu companheiro de tripulação Stuart Roosa no módulo de comando e desceram à superfície – de uma maneira um tanto caótica.

A tripulação da missão Apollo 14: Edgar Mitchell, Alan Shepard (que desceram à superfície da Lua) e Stuart Roosa, que ficou no módulo de comando. Imagem: NASA

Segundo a NASA, um interruptor defeituoso começou a enviar sinais de “abortamento” para o computador do módulo de pouso, e a agência precisou reprogramar a máquina antes que os astronautas pudessem pousar.

Além disso, o radar de pouso não conseguiu medir a altitude e a velocidade de descida do módulo. O problema se resolveu a tempo, e Shepard pôde pousar manualmente a espaçonave bem no alvo.

Este foi o terceiro pouso humano na Lua, tendo o primeiro acontecido em 1969, por meio da missão Apollo 11, e o último, em 1972, com a Apollo 17. Ao todo, 12 homens puseram os pés no chão do satélite natural da Terra até hoje.

Muitos se lembram desta missão como aquela em que um astronauta – Shepard – deu duas tacadas de golfe na Lua, mas a tripulação também teve várias outras aventuras. A equipe procurou evidências de um asteroide que esculpiu uma grande cratera lunar e lutou contra falhas e alarmes falsos enquanto se dirigiam para as terras altas da região de Fra Mauro.

Volta da humanidade à Lua

Considerada o ponto de partida para uma nova era da exploração lunar e do espaço profundo, a missão Artemis 1 foi lançada na madrugada de 16 de novembro de 2022 do Centro Espacial Kennedy, da NASA, na Flórida, com o objetivo de abrir caminho para a instalação da presença humana na Lua de forma sustentável.

O principal objetivo desse voo não tripulado, que durou 25 dias, era circundar o astro para testar tecnologias essenciais para todas as outras missões do Programa Artemis, como o foguete Space Launch System (SLS) e a cápsula Orion, além dos sistemas de comunicação e de suporte de vida.

Depois deste, o próximo voo do megacomplexo veicular é esperado para 2024, com tripulantes a bordo da missão Artemis 2, que foi projetada para repetir o mesmo circuito, também sem chegar a pousar em solo lunar. 

Isso, de fato, só deve acontecer entre 2025 e 2026, com a missão Artemis 3, que finalmente levará a humanidade a pisar de novo na Lua, mais de meio século depois da nossa última visita.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Scanner de saúde com IA; conheça a nova aposta do fundador do Spotify

A novidade pode detectar e monitorar o crescimento de marcas de nascença, erupções cutâneas e manchas da idade

Gabriel Sérvio

Olhar Digital

O fundador do Spotify, Daniel Ek, decidiu apostar entrar de cabeça no ramo da saúde por meio da Neko Health, uma startup sueca especializada em varreduras corporais usando inteligência artificial (IA).

O executivo, que também foi o cofundador da startup junto com Hjalmar Nilsonne, declarou em uma postagem recente no LinkedIn que depois de “quatro anos de intensa pesquisa e desenvolvimento” está lançando oficialmente um novo sistema que “ajuda as pessoas a se manterem saudáveis” usando medidas preventivas de detecção de doenças.

Scanner de corpo inteiro não invasivo

Para isso, a empresa criou um scanner de corpo inteiro capaz de detectar e monitorar, por exemplo, o crescimento de marcas de nascença, erupções cutâneas e manchas da idade.

Como funciona a tecnologia?

  • O scanner corporal de 360 ​​graus vem equipado com mais de 70 sensores.
  • Eles conseguem coletar dados de mais de 50 milhões de pontos sobre pele, coração, vasos, respiração, microcirculação e mais. 
  • Esses dados são analisados ​​por um sistema de autoaprendizagem alimentado por IA, que mostra os resultados obtidos para médicos e pacientes. 
  • Os clientes obtêm os resultados na hora marcada e podem até acompanhar o processo pelo celular em um aplicativo.
  • As varreduras de corpo inteiro levam apenas alguns minutos e já estão abertas ao público na Suécia pelo equivalente a R$ 980 na cotação atual (ou 2 mil coroas suecas).

Segundo o The Verge, a agenda para realizar o exame, no entanto, já está lotada. Outro tipo de scanner inteligente da empresa também consegue detectar anormalidades na função cardíaca, pressão sanguínea e pulso do paciente.

Rumores sobre a entrada de Daniel no ramo da saúde já vinham circulado desde novembro do ano passado. Por enquanto, ainda é cedo para dizer qual será o impacto da tecnologia criada pela Neko Health, mas a novidade é promissora.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.