Brasil já tem mais smartphones do que habitantes  

O Brasil já tem mais smartphone do que habitante. Um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas em São Paulo aponta para 220 milhões de celulares inteligentes ativos pelo país, que tem 210 milhões de habitantes.

Os dados fazem parte da 29ª Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas. O estudo estima que em maio deste ano serão 306 milhões de dispositivos portáteis em uso no país – contando não apenas smartphones, mas também notebooks e tablets. Apenas em 2017, foram vendidos 48 milhões de smartphones pelo país, de acordo com o Estadão.

A alta quantidade de smartphones já ativos no país representa uma mudança no padrão de consumo das pessoas – que também precisa ser acompanhada por uma alteração na forma como fabricantes e operadoras ofertam aparelhos para clientes. O brasileiro não está mais atrás do primeiro smartphone, e sim de um novo modelo, com recursos mais avançados do que os de entrada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Briga judicial interrompe programa de inclusão digital do governo federal  

O programa Internet para Todos, que visa levar acesso à internet para o Brasil inteiro, teve um contrato questionado pela Justiça. Com isso, o projeto está interrompido até que a situação seja regularizada.

O governo federal aposta alto em um satélite da Telebras para levar internet a regiões remotas do país, o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

A estatal estava para fechar um acordo com a empresa norte-americana Viasat para operar o satélite, mas o TRF-1 (Tribunal Regional Eleitoral da 1ª Região) questionou o contrato após ação feita pela Via Direta, uma empresa do Amazonas também interessada em operar o satélite.

Inicialmente, o governo pretendia fazer um leilão para definir o operador do satélite, mas nenhuma empresa compareceu. Assim, como definido pela Lei das Estatais, um acordo pode ser firmado com uma empresa caso ele siga as mesmas condições do edital de leilão.

A Via Direta questiona a assinatura do contrato sem licitação, e agora depende do governo provar que a parceria com a Viasat ocorre nos termos determinados pela lei, de acordo com a Folha.

Segundo Telebras e Viasat, não há irregularidades no contrato, que segue todos os trâmites legais exigidos pela legislação brasileira. Enquanto o caso é analisado na justiça, o programa federal vai ser interrompido. Uma audiência de conciliação entre governo e Via Direta está marcada para a próxima quinta-feira, 25.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Cientistas criam câmera de 10 mil megapixels para fotografar planetas distantes  

LUCAS CARVALHO

Do Olhar Digital

Nas últimas décadas, cientistas do mundo todo já catalogaram algumas dezenas de milhares de planetas fora do nosso sistema solar – alguns até possivelmente habitáveis. No entanto, jamais foi possível visualizar esses planetas de forma clara.

Observar exoplanetas, até hoje, se limita a registrar números numa tabela e contar com a imaginação de artistas. Isso pode mudar em breve com uma nova câmera desenvolvida por cientistas dos Estados Unidos, e revelada pelo site Motherboard.

A câmera foi batizada de “Darkness”, que significa “escuridão” em português. Mas o nome é uma sigla para “Dark-speckle Near-infrared Energy-resolved Superconducting Spectrophotometer”, ou “Espectrofotômetro supercondutor com resolução de energia para pontos escuros quase infravermelhos”.

O nome complicado batiza uma câmera capaz de tirar fotos de até 10 mil megapixels. Ao contrário da câmera no seu celular, esta é feita especificamente para ser acoplada a telescópios extremamente poderosos e para fotografar planetas distantes.

Trata-se, mais especificamente, de uma câmera de supercondução, uma espécie de detector a cintilação super rápido, do tamanho de um cachorro, segundo a descrição do Motherboard. O Darkness será montado no Telescópio Hale, na Califórnia.

A câmera usa detectores de indutância cinética de microondas para eliminar ruídos de leitura, um problema comum em pós-processamento de imagem que causa distorções no caminho entre a captura da foto e a sua revelação.

O Darkness consegue reproduzir fotos sem essa distorção, processando dados até 2.000 vezes por segundo e registrando o equivalente a até 1.000 quadros por segundo. O espectrógrafo ainda consegue determinar o comprimento de onda de cada fóton capturado, e o momento exato em que isso ocorre.

Cientistas da Universidade da Califórnia em Santa Bárbara, do Instituto de Tecnologia da Califórnia e do Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa participaram do projeto, que foi financiado pela Fundação Nacional da Ciência dos EUA e levou três anos para ficar pronto.

A princípio, o Darkness será usado para observar planetas já conhecidos num raio de até 30 anos-luz da Terra. Conforme novos e mais sofisticados telescópios sejam feitos, a câmera poderá ser usada para caçar exoplanetas desconhecidos e ainda mais distantes.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sistema que promete limpar o Oceano Pacífico está prestes a entrar em operação  

LUCAS CARVALHO

Do Olhar digital

Uma fundação holandesa chamada Ocean Cleanup está preparando um sistema inédito que promete ser capaz de limpar a Grande Porção de Lixo do Pacífico, uma área de quase 1,4 milhão de quilômetros quadrados repleta de plástico poluindo o Oceano Pacífico há décadas.

O sistema criado pela fundação, apresentado em detalhes no ano passado, agora está prestes a começar a operar. A equipe da Ocean Cleanup já está desenvolvendo o primeiro protótipo das redes gigantes num porto em São Francisco, nos EUA. Ele deve ser colocado no mar até o fim do ano, segundo a rede CBS.

Todo o sistema começa com um tubo de 600 metros de extensão feito de um plástico maleável e ao mesmo tempo super resistente chamado HDPE (polietileno de alta densidade). Boiando no oceano em formato de “U”, ele serve de barreira para o lixo que navega pelas águas do Pacífico.

Barreiras em alto mar não são novidade, mas o segredo deste sistema é uma âncora móvel que serve para levar o tubo gigante de HDPE de um ponto a outro, sempre seguindo a correnteza e sempre um passo à frente do lixo, que também se move junto com as águas do oceano de forma imprevisível

A barreira fica apenas na superfície, de modo que não possa capturar peixes ou outras formas de vida marinha que passem por baixo dela, como redes convencionais fazem. Quando a barreira estiver carregada de lixo, é só colocar numa rede e tirar tudo da água.

O primeiro grande tubo de HDPE deve ser colocado no oceano até o fim do ano. Se funcionar, o plano é colocar mais 60 deles em operação, espalhados por todo o Oceano Pacífico. O objetivo final é coletar as 80 mil toneladas de plástico da Grande Porção de Lixo em cinco anos, e depois reciclar todo esse material.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

WhatsApp ganha recurso que permite rebaixar administradores de grupo; veja como  

REDAÇÃO OLHAR DIGITAL

O WhatsApp ganhou uma nova ferramenta poderosa para administradores de grupos. A partir de agora, é possível rebaixar um “admin” de um chat coletivo e torna-lo um membro como outro qualquer, ou seja, sem poderes. O recurso já está disponível na versão para iPhone e no aplicativo beta para Android.

Disponível apenas para administradores do grupo, a nova ferramenta permite rebaixar o status de um usuário sem que seja necessário removê-lo da conversa, como era até então. O recurso tende a ser bastante útil para casos de “rebeldia” da pessoa, que tem poder de remover membros e outros privilégios, ou quando não há interesse em continuar a gerenciar a conversa.

Para remover o status de administrador de alguém, entre na lista de membros e toque sobre o nome ou telefone da pessoa. Feito isso, escolha a opção “Remover como admin” para que a pessoa perca os seus poderes na conversa. Há, contudo, uma exceção: nenhum administrador pode remover o status de “Admin” do criador do grupo, o que evita que alguém dê um “golpe” na conversa.

Reprodução

Para usar a novidade, basta apenas atualizar o WhatsApp na loja de aplicativos do seu smartphone. No caso do Android, é preciso se inscrever no programa de testadores beta do app na Play Store. A expectativa é que a função seja liberada para todos em breve.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Maior avião do mundo deve decolar ainda em 2018  

Do Olhar Digital

O Stratolaunch, um avião gigante que será usado para colocar satélites e outras cargas em órbita, deve ganhar os céus ainda neste ano. De acordo com o site Space News, a empresa por trás da enorme aeronave (que também se chama Stratolaunch) anunciou que pretende realizar o primeiro voo de teste com ela entre julho e setembro.

Por enquanto, o veículo só foi testado no solo, em provas de taxiamento. A mais recente delas aconteceu em fevereiro deste ano, e nela a aeronave atingiu uma velocidade de 74 quilômetros por hora. No próximo teste, a empresa pretende levar o avião à velocidade de 130 quilômetros por hora, e em seguida atingir 220 quilômetros por hora (em geral, aviões de linha aérea decolam de 240 km/h a 290 km/h).

Só após esses testes o Stratolaunch estará prontp para decolar – o que deve acontecer até o fim de setembro, segundo a previsão da empresa. Ainda assim, a Stratolaunch não deu uma data mais específica para a realização do primeiro voo de teste, uma vez que as próximas provas de taxiamento podem exigir mudanças no avião que acabarão por atrasar o projeto.

Monstro aéreo

De acordo com o Popular Mechanics, o Stratolaunch é atualmente o maior avião do mundo em envergadura (distância entre as pontas das asas). Ele tem duas fuselagens (os cilíndros dentro dos quais em geral ficam os passageiros nos aviões), seis turbinas e pesa 226 toneladas. A ideia é que ela leve foguetes e satélites até uma atitude a partir da qual eles podem escapar da órbita terrestre mais facilmente.

Isso diminui os custos, por exemplo, de colocar satélites em órbita. Para colocar um satélite em órbita, é necessário que um foguete decole da superfície terrestre com o satélite, voe até a atitude correta e lance sua carga. Mas (com exceção dos foguetes da SpaceX) o foguete – que é um custo considerável no projeto – é perdido após o lançamento.

Com um avião desse tipo, as empresas que quiserem colocar satélites em órbita podem construir foguetes menores – afinal, eles serão ativados a uma altitude bem maior, e por isso necessitam de menos força e combustível para escapar da gravidade terrestre e atingir a altitude desejada. Esse é o serviço que a Stratolaunch pretende oferecer com o seu avião.

Mas deve demorar para que esse serviço chegue ao mercado. Segundo o Engadget, o objetivo da empresa é realizar seu primeiro lançamento em 2020. Até lá, ela ainda precisa garantir que a aeronave é capaz de voar e pousar, e precisa também conseguir a aprovação da FFA (o órgão regulador de aviação dos Estados Unidos), o que pode levar até 18 meses.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Intel abandona projeto de óculos inteligentes  

DANIEL JUNQUEIRA

Do Olhar Digital

O projeto Vaunt da Intel foi cancelado. Os óculos inteligentes anunciados no começo de fevereiro pela empresa não vão mais ser lançados no mercado por falta de investimento, de acordo com um comunicado emitido pela companhia.

A fabricante de processadores decidiu acabar com o grupo que trabalhava no desenvolvimento dos óculos inteligentes. Cerca de 200 funcionários estavam envolvidos na criação, e algumas delas devem ser demitidos com o fim do projeto, embora não esteja claro quantas pessoas vão perder o emprego.

Em um comunicado enviado ao Engadget, a Intel confirmou o fim da divisão responsável pelo dispositivo. “A Intel continuamente trabalha em novas tecnologias e experiências. Nem todas se desenvolvem em produtos que escolhemos levar ao mercado,” diz a empresa.

Os óculos inteligentes da Intel funcionariam com uma abordagem diferente da adotada pelo Google Glass. Ele exibiria notificações na retina do usuário – a tecnologia desenvolvida pela empresa só permitia a exibição de notificações, e não se informações mais complexas, de acordo com o que foi anunciado em fevereiro. A companhia pretendia criar um vestível que não fosse intrusivo e pudesse ser usado como se fossem óculos convencionais.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Boato espalha falsa aquisição do Twitter pelo Facebook e preocupa usuários  

RENATO SANTINO

Do Olhar Digital

O Twitter brasileiro está em polvorosa com a notícia de que a plataforma foi comprada pelo Facebook. Acontece, no entanto, que se trata de um boato bizarro que não tem qualquer fundamento, que se espalhou por meio de um print falso.

A hashtag #FacebookComprouTwitter disparou para o topo do “Assuntos do Momento” do Twitter no Brasil, o que mostra como a informação falsa se alastrou como fogo pela rede social. Muitos usaram a hashtag para desmentir a informação, mas há usuários legitimamente preocupados com a situação.

A imagem responsável pela informação errada usa a imagem do G1, o portal de notícias do Grupo Globo. O tweet falso, registrado em um print de baixa definição, indica que a aquisição custaria US$ 30 bilhões aos cofres do Facebook e que Mark Zuckerberg haveria prometido muitas mudanças. Nada disso é real. Além disso, o link encurtado apresentado na imagem direciona para uma notícia cujo título é “Brasileiros precisam se preocupar com arsênio no arroz, assim como os britânicos?”, o que não tem nada a ver com Facebook ou Twitter.

Então, se você é um usuário do Twitter e se preocupa com o futuro da rede social e não quer que ela se aproxime do Facebook, pode dormir tranquilo. Não foi dessa vez que Mark Zuckerberg colocou suas mãos na plataforma do passarinho azul.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Novo recurso do WhatsApp coloca notificações sempre no topo; veja como usar  

RENATO SANTINO

Do Olhar Digital

O WhatsApp Beta recebeu mais uma atualização que trouxe consigo um novo recurso para os usuários que gostariam que as notificações do app estivessem sempre em destaque no seu celular. A nova função define prioridade máxima aos alertas do WhatsApp, o que faz com que elas sempre estejam no topo.

A novidade foi notada pelo site WABetaInfo, disponível para os usuários do Beta do aplicativo que já estão utilizando a versão 2.18.117 do WhatsApp. A função está disponível para todos que têm um celular Android rodando a versão 5.0 (Lollipop) do sistema, ou superior. Se você não está rodando a versão beta, veja como se registrar neste link, ou então espere um pouco mais até o recurso chegar até a versão final.

O novo sistema é bastante granular. Você pode ativá-lo para todos os chats individuais, ou para todos os chats em grupo, mas também é possível ativá-lo especificamente para algum contato ou grupo específico.

Vale notar também que se outros aplicativos também adotarem um recurso de alta prioridade para suas notificações, aquele que teve a prioridade definida mais recentemente terá mais destaque.

Para ativar para todas as conversas e grupos

1. Na janela “Conversas”, toque nos três pontinhos e acesse “Configurações”

2. Entre em “Notificações”

3. Ative a opção “Usar notificações de alta prioridade”

4. Desça um pouco mais a página e ative novamente “Usar notificações de alta prioridade” para ligar o recurso para grupos

Reprodução

Para ativar para uma conversa ou grupo específico

1. Abra a janela relacionada à pessoa ou grupo que você quer destacar

2. Toque no ícone dos três pontos e entre em “Ver contato” ou “Dados do grupo”

Reprodução

3. Acesse “Notificações personalizadas”

Reprodução

4. Ative a opção “Personalizar” e ligue o recurso “Usar notificações de alta prioridade”

Reprodução

Você também pode utilizar essa opção para desligar a notificação de alta prioridade para um contato ou grupo específico se você já ativou o recurso para todos os contatos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

‘Fake’ usa fotos de jovem para divulgar falsas prostitutas: ‘Medo de morrer’

Por G1 Santos

Vítima postou desabafo na internet após ter imagem usada em perfil fake (Foto: Reprodução)

Vítima postou desabafo na internet após ter imagem usada em perfil fake (Foto: Reprodução)

A recepcionista Thaís Cristina Almeida da Silva, de 32 anos, teme pela própria vida depois que teve uma foto dela atribuída a um perfil em uma rede social que compartilha imagens de falsas garotas de programas e de pornografia infantil em grupos variados. Após as postagens, várias pessoas passaram a ameaçá-la, inclusive de morte, na internet. A Polícia Civil em São Vicente, no litoral de São Paulo, investiga o caso.

Thaís descobriu, no início de 2018, que alguém se passava por ela em um aplicativo de mensagens para celular. “Quando fui ver, meu rosto estava associado a um número de telefone que não é o meu. Essa pessoa abria vários grupos no WhatsApp, dizia ser prostituta e, inicialmente, também compartilhava fotos de mulheres”.

Recepcionista teve foto associada a perfil fake que compartilha imagens de terceiros (Foto: Reprodução)

Recepcionista teve foto associada a perfil fake que compartilha imagens de terceiros (Foto: Reprodução)

Em conversa com o G1, ela lembra que tentou contato com a pessoa para saber quem era e, por mensagem, pediu para que a suspeita parasse com a divulgação. “Achei um absurdo. Mas eu realmente achei que não iria dar continuidade, pois eu havia descoberto a farsa. O problema foi quando a pessoa passou a compartilhar imagens de pornografia infantil”, relata.

A recepcionista, então, registrou um boletim de ocorrência na Delegacia Sede de São Vicente. No distrito, ela explicou que, além de alguém se apresentar com a foto dela, também já havia sido vítima de uma série de ameaças de outras pessoas que tiveram a vida exposta nesses grupos.

Vítima, cuja foto está associada a perfil fake, foi ameaçada após imagens compartilhadas (Foto: Reprodução)

Vítima, cuja foto está associada a perfil fake, foi ameaçada após imagens compartilhadas (Foto: Reprodução)

“Esse número compartilha fotos de garotas como se fossem prostituas, só que elas não são. Tem até foto de adolescente. Eu, apesar de não ter culpa, tenho recebido ameaças públicas na internet. Já chorei bastante e estou com medo até de sair na rua. Falaram que vão me dar madeirada, me bater e me matar”, desabafou.

O comando da Polícia Civil informou que está investigado o caso, mas não detalhou a ocorrência. “Eu não tenho dinheiro para pagar advogado, então, vou procurar a Defensoria Pública para agilizar isso. Mas eu quero deixar bem claro que quem está compartilhando essas imagens não sou eu. Temo pela minha vida”, desabafa Thaís.

G1 tentou contato com a pessoa que se passa por Thaís nas redes sociais, mas ela não atendeu os telefonemas, nem respondeu às mensagens.

Pessoa se passa pela recepcionista em grupos de pornografia na internet (Foto: Reprodução)

Pessoa se passa pela recepcionista em grupos de pornografia na internet (Foto: Reprodução)

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.