Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Operação da PF investiga grupo criminoso especializado em fraudes previdenciárias; prejuízo é de R$ 700 mil

Investigados atuavam em benefícios de aposentadoria por tempo de contribuição a partir de recolhimentos na categoria de empregado doméstico, sem comprovação da atividade, diz polícia.

Por G1 PE

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta sexta-feira (22), a Operação Promus, para desarticular uma organização criminosa especializada em fraudes previdenciárias. O prejuízo causado pelo esquema de pagamento indevido de dez benefícios foi de R$ 700 mil. Na ação, foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão no Recife e em Moreno, na Região Metropolitana.

De acordo com a PF, o grupo investigado atuava em benefícios de aposentadoria por tempo de contribuição a partir de recolhimentos na categoria de empregado doméstico, sem a comprovação da atividade.

Policiais federais durante o cumprimento de mandados da Operação Promus, nesta sexta-feira (22) — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Policiais federais durante o cumprimento de mandados da Operação Promus, nesta sexta-feira (22) — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A identificação desse esquema ocorreu a partir da análise de dez processos concessórios de aposentadoria por tempo de contribuição, por parte da Coordenação-Geral de Inteligência Previdenciária e Trabalhista (CGINT), do Ministério da Economia.

Os processos, da Agência da Previdência Social de Paulista, faziam parte do material durante outra operação, deflagrada em 2018, quando foi identificada a forma de atuação do grupo.

Operação Promus cumpriu mandados de busca e apreensão nas cidades do Recife e de Moreno — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Operação Promus cumpriu mandados de busca e apreensão nas cidades do Recife e de Moreno — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Foram analisados mais de 260 processos de aposentadoria por tempo de contribuição que, segundo a PF, estavam nas mesmas condições. O material deve ser encaminhado ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) para as devidas providências.

A PF informou, ainda, que a operação possibilitou a economia de R$ 3 milhões em pagamentos futuros, caso o esquema fraudulento não tivesse sido detectado. Na operação, participaram 19 policiais federais e três servidores da CGINT.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Operação conjunta em combate ao tráfico de drogas é realizada em Águas Belas

Três suspeitos foram presos em flagrante; foram apreendidos materiais ilícitos, celulares e veículos.

Por G1 Caruaru

Com os suspeitos, foram apreendidas drogas, celulares e R$ 444 em espécie — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Com os suspeitos, foram apreendidas drogas, celulares e R$ 444 em espécie — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Uma operação conjunta da Polícia Civil com a Polícia Militar, com foco no combate ao tráfico de drogas, foi realizada na quinta-feira (21), em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco.

Após investigações, as equipes conseguiram obter informações sobre uma entrega que seria realizada em um dos locais da cidade. No monitoramento, foi preso em flagrante um suspeito de tráfico, de 35 anos. O comprador, que era menor de idade, fugiu.

No local também estavam os irmãos do suspeito, que conduziam uma motocicleta. Os policiais foram até a casa dos suspeitos, onde encontraram materiais ilícitos, celulares e veículos. No total, foram apreendidos: 1,1 kg de maconha, 325 g de cocaína, 500 g de crack, duas balanças de precisão, três celulares, R$ 444 em espécie, dois carros e uma moto.

A ocorrência foi encaminhada para o 8º Departamento de Investigações sobre Narcóticos (Denarc) de Garanhuns, que irá conduzir o caso. Os suspeitos serão apresentados em audiência de custódia.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Polícias Civil e Militar prendem suspeitos de tráfico de drogas na Mata Sul de Pernambuco

Operação teve objetivo de desarticular integrantes de organização criminosa voltada à prática dos crimes de homicídio, tráfico de drogas e associação para tráfico.

Por G1 Caruaru

Material apreendido durante operação na Mata Sul de PE — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Material apreendido durante operação na Mata Sul de PE — Foto: Polícia Civil/Divulgação

A Polícia Civil, em conjunto com Polícia Militar do 10º BPM, realizou a prisão em flagrante de cinco suspeitos de tráfico de drogas e associação ao tráfico nas cidades de Palmares Xexéu, na Mata Sul de Pernambuco.

A operação teve como objetivo desarticular integrantes de organização criminosa voltada à prática dos crimes de homicídio, tráfico de drogas e associação para tráfico. Foram presos cinco pessoas, sendo uma mulher e quatro homens, que estavam com drogas para distribuir e vender.

Segundo a Polícia Civil, os suspeitos afirmaram que traficam sob o comando de presidiários que pertenciam a uma associação criminosa que atua no Litoral Sul. Após os procedimentos cabíveis, os envolvidos foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico e aguardam decisão da audiência de custódia.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homem morre afogado em açude da zona rural de Iati

Vítima estava tomando banho no açude quando se afogou, diz polícia.

Por G1 Caruaru

Um homem de 40 anos morreu após se afogar na tarde da terça-feira (19), em um açude da zona rural de Iati, no Agreste de Pernambuco. As informações foram repassadas nesta quinta (21).

Segundo informações iniciais da Polícia Civil, a vítima estava se banhando no açude quando se afogou. O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil instaurou um inquérito para investigação do caso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após denúncias dos EUA e do Canadá, PF prende suspeitos de estuprar criança e compartilhar material pornográfico

Prisões ocorreram durante duas operações deflagradas nesta quinta-feira (21), no Agreste e no Grande Recife. Também foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão.

Por G1 PE

Polícia Federal realizou prisão preventiva e prisões em flagrante nesta quinta-feira (21), em Pernambuco — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Polícia Federal realizou prisão preventiva e prisões em flagrante nesta quinta-feira (21), em Pernambuco — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta quinta-feira (21), duas operações para combater a pornografia infantil na internet e para prender um suspeito de estuprar uma criança. Três pessoas foram presas.

Ao todo, quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Feira Nova e Gravatá, no Agreste, e Cabo de Santo Agostinho e Ipojuca, no Grande Recife.

Para a primeira operação, denominada Help X, a PF iniciou as investigações em 2020, através de informações repassadas pelo Centro Nacional de Exploração Infantil da Polícia do Canadá.

As denúncias eram sobre uma suposta distribuição de imagens de cenas de sexo explícito envolvendo crianças e adolescentes, com dados de usuários brasileiros responsáveis pelo envio do material.

De acordo com a PF, o compartilhamento teria partido dos municípios de Feira Nova e Gravatá. As mensagens eram enviadas em aplicativos de mensagens.

Polícia Federal apreendeu mídias com potencial de armazenamento de conteúdo pornográfico durante operações em Pernambuco, nesta quinta-feira (21) — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Polícia Federal apreendeu mídias com potencial de armazenamento de conteúdo pornográfico durante operações em Pernambuco, nesta quinta-feira (21) — Foto: Polícia Federal/Divulgação

Depois da quebra do sigilo, a PF cumpriu dois mandados de busca e apreensão nas residências dos suspeitos para apreender computadores, celulares, notebooks e outras mídias que podem armazenar imagens e vídeos de pornografia infantil.

Durante as buscas, a PF encontrou, por meio de perícia preliminar, material envolvendo pornografia infantil.

Os donos dos aparelhos foram presos pelo crime de adquirir, possuir ou armazenar fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente. A pena varia de um a quatro anos de reclusão.

Outra operação

Já na segunda operação, denominada Infância Resgatada, as investigações tiveram início em 2020 após o repasse de informações pelo National Center for Missing and Exploited Children, nos Estados Unidos.

A organização não-governamental centraliza o recebimento de denúncias sobre crimes relacionados a abuso sexual infantil e desaparecimento de crianças.

Segundo a PF, foram registradas 32 ocorrências envolvendo suspeita de exploração sexual infantil por meio da internet, em um celular de uma única pessoa.

Durante a investigação, iniciada no Núcleo de Repressão aos Crimes de Ódio e Pornografia Infantil pela Internet, em Brasília, foi identificada uma criança que teria sido vítima de abuso sexual, enteada do homem suspeito de cometer o crime.

Diante disso, um mandado de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Muro Alto, em Ipojuca, e em Gaibu, no Cabo de Santo Agostinho, nos endereços residencial e profissional do suspeito. A PF apreendeu mídias com potencial de armazenamento de imagens e vídeos contendo pornografia infantil.

Ao homem preso, foram atribuídos os crimes de produção, compartilhamento e armazenamento de conteúdo pornográfico infantil, além de estupro de vulnerável. Se somadas, as penas podem variar entre quatro e 16 anos de reclusão.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Fiscalização recolhe 39 veículos irregulares na BR-104, em Caruaru

Van que havia sido roubada horas antes foi recuperada na ação.

Por G1 Caruaru

Apreensão de veículos em Caruaru — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Apreensão de veículos em Caruaru — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Uma fiscalização realizada pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) recolheu 39 veículos irregulares, na BR-104, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, na terça-feira (19). A ação teve como objetivo o uso irregular de motocicletas e a promoção da segurança viária na região.

Segundo a PRF, durante a fiscalização, foram abordados 113 veículos e 120 pessoas, sendo emitidas 267 autuações e recolhidos 27 Certificados de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLVs). As ações contaram com o apoio do Grupo de Motociclistas da PRF, que flagraram diversas infrações, como o não uso do cinto de segurança, o mau estado de conservação de veículos, a falta do capacete e o licenciamento vencido.

Uma van que havia sido roubada na madrugada da terça-feira (19), também foi recuperada a cerca de 50 metros da rodovia. O veículo ainda não possuía registro de roubo e foi devolvido ao proprietário.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homem é morto a tiros e mulher fica ferida em Palmares

Vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no local; a mulher foi socorrida para o hospital local.

Por G1 Caruaru

Um homem foi morto a tiros e uma mulher ficou ferida na noite da segunda-feira (18), em Palmares, na Mata Sul de Pernambuco.

Segundo informações da Polícia Civil, suspeitos chegaram em um veículo e dispararam contra as vítimas. O homem não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A mulher foi socorrida para hospital local.

Ainda não há informações confirmadas sobre a motivação do crime. A Polícia Civil informou que irá continuar com as investigações do caso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Especialistas dizem que não há vacinas nem para metade dos profissionais de saúde do país

Pelo Plano Nacional de Imunização, o grupo prioritário é ainda maior. A primeira fase da campanha inclui outras populações como povos indígenas e parte dos idosos. Com vacinas insuficientes, especialistas dizem que é preciso estabelecer prioridades dentro das prioridades.

Por Jornal Nacional

Especialistas dizem que não há vacinas nem para metade dos profissionais de saúde do país

Especialistas ouvidos pelo Jornal Nacional calculam que não há, neste momento, vacina suficiente nem para metade dos profissionais de saúde no Brasil.

A vacinação começou pelo grupo mais exposto ao vírus. Mas tem uma conta que não fecha. O Brasil tem seis milhões de doses da CoronaVac importadas pelo estado de São Paulo, que já estão sendo distribuídas e aplicadas pelo país. Só que a Rede de Pesquisa Solidária, que reúne mais de cem pesquisadores brasileiros, estima que o Brasil tenha, ao menos, cinco milhões de trabalhadores da saúde. Como a aplicação vacinação é em duas doses, seriam necessárias dez milhões de doses apenas para esses profissionais.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) também aprovou o uso emergencial de outra vacina, a da Universidade de Oxford e do laboratório AstraZeneca, em parceria com a Fiocruz. O Ministério da Saúde encomendou dois milhões de doses dessa vacina. Somando aos seis milhões da CoronaVac, seriam oito milhões. Menos que os dez milhões de doses necessárias para os profissionais de saúde.

“Nós percebemos uma total falta de planejamento, não há nenhuma diretriz. A informação sobre o dimensionamento, o tamanho, a quantidade de pessoas que compõem esses grupos já estava disponível há muito tempo e não houve interesse, decisão de planejar antecipadamente diretrizes que possam compatibilizar a quantidade de doses disponíveis com a quantidade de determinadas grupos”, diz Mário Scheffer, coordenador da Rede de Pesquisa Solidária.

A vacina Oxford/AstraZeneca ainda não chegou. Na semana passada, um avião já estava preparado para buscar as doses na Índia, mas os governos dos dois países não se entenderam.

O sanitarista Gonzalo Vecina, que já presidiu a Anvisa, também critica a falta de planejamento do governo federal.

“Tem problemas diplomáticos no meio. Ou seja, o governo federal não fez a lição de casa, não estudou adequadamente como fazer para as vacinas se deslocarem pelo país e chegarem até quem deve recebê-las. Infelizmente, nós ainda vamos ter outros problemas pela frente, por causa dessa desorganização do Ministério da Saúde”, diz Vecina.

Pelo plano nacional de vacinação, o grupo prioritário é ainda maior. Além dos profissionais de saúde, a primeira fase da campanha inclui outras populações como povos indígenas e parte dos idosos. Com vacinas insuficientes neste momento, pesquisadores afirmam que é preciso estabelecer prioridades dentro das prioridades.

O professor Mário Scheffer, da USP, que integra a Rede de Pesquisa Solidária destaque que os profissionais de saúde são um grupo diverso e com diferentes níveis de exposição ao vírus:

“Há inúmeros profissionais de saúde que estão em atividades de baixo risco, que executam tarefas administrativas, de ensino, pesquisa, que não envolvem o contato direto com o paciente e o que nós percebemos é que não há nenhum planejamento, nenhuma diretriz nacional para orientar quais trabalhadores da saúde devem ter prioridade na vacinação. Isso faz com que cada estado, cada prefeitura, cada serviço tenha seu próprio critério, muitas vezes, injusto”.

Em nota, a Associação de Medicina Intensiva Brasileira e a Associação Brasileira de Medicina de Emergência recomendam que é preciso vacinar primeiro profissionais em contato direto com pacientes de Covid, tanto de emergências como de UTIs, também os que atuam no Samu e em todas as unidades de emergência e UTIs, mesmo que não sejam exclusivas para Covid.

E também profissionais de transporte hospitalar, setores de imagem, de coleta de exames e técnicos de laboratório que processam amostras de pacientes suspeitos, ou infectados pelo vírus, além de profissionais de limpeza e higienização destes setores.

A Rede de Pesquisa Solidária sugere, por exemplo, definir quantos são e como os profissionais de Saúde serão reconhecidos: por lista dos empregadores, comprovação de vínculo, registro profissional ou autodeclaração. Além de estimar intervalos para se atingir a cobertura desejável e critérios de avaliação desta etapa.

Renato Kfouri, infectologista e diretor da Sociedade Brasileira de Imunizações, diz que o governo federal errou ao apostar apenas na vacina Oxford/AstraZeneca:

“O governo federal, infelizmente, só assumiu que a CoronaVac faria parte do Plano Nacional de Imunização muito tardiamente. Podíamos ter apostado mais não só na CoronaVac como em outras vacinas para ter uma reserva antecipada. No longo prazo nós temos contratos que nos garantem a sustentabilidade do programa, mas, no curto prazo, falhamos”.

O Ministério da Saúde declarou que enviou doses aos estados e ao Distrito Federal considerando o público priorizado e que o país tem, garantidos, mais de 354 milhões de doses de vacinas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homem é morto a tiros em Ibimirim

A vítima foi morta no local onde costumava fazer caminhadas.

Por G1 Caruaru

Na manhã da segunda-feira (18), um homem foi morto a tiros na cidade de Ibimirim, no Sertão de Pernambuco.

Segundo informações da Polícia Militar, a vítima costumava fazer caminhadas no local do homicídio. Ele foi morto com cinco disparos de arma de fogo.

A família não soube informar a possível motivação do crime. O caso foi repassado para a Polícia Civil, que continuará com as investigações do crime.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Homem é morto a tiros em São João

Dois suspeitos chegaram ao local onde a vítima estava e efetuaram os disparos.

Por G1 Caruaru

Um homem de 29 anos foi morto a tiros na noite do domingo (17), em São João, no Agreste de Pernambuco

Segundo informações da Polícia Civil, dois suspeitos chegaram ao local onde a vítima estava e dispararam várias vezes contra ela, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A Polícia Civil informou que as investigações irão continuar até a descoberta da identidade dos suspeitos e a motivação do crime. O corpo da vítima foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML).

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.