Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

Clássicos históricos: relembre duelos marcantes entre Sport e Santa Cruz na Ilha do Retiro

Inauguração da Ilha, maior público no estádio, títulos e último encontro: ge relembra cinco capítulos do Clássico das Multidões na casa rubro-negra; rivais se enfrentam neste sábado

Por Redação do ge — Recife

Globo Esporte

Confrontos marcantes existem vários na história de Sport x Santa Cruz. Portanto, qualquer seleção de jogos estará incompleta. Deixará de fora algum encontro especial, que o torcedor tenha na memória como inesquecível.

E é assim porque, no fundo, todos os capítulos dessa rivalidade merecem ser lembrados.

Assim, às vésperas do primeiro Clássico das Multidões de 2022 – que será sábado, pelo Pernambucano, e pode ser o único do ano -, o ge lembra cinco duelos entre os rivais – duelos marcados na história do confronto, além do mais recente. Cinco partidas, todas tendo como palco a Ilha do Retiro.

A inauguração da Ilha

O clássico entre Sport e Santa Cruz foi o primeiro jogo que a Ilha do Retiro recebeu em sua história. Em 4 de julho de 1937, os rivais se enfrentaram num amistoso que marcou a inauguração do “campo do Sport”. Foram duas partidas, envolvendo os “dois quadros” dos clubes. No duelo entre os times principais, vitória do Leão por 6 a 5.

Matéria no Diario de Pernambuco sobre a inauguração da Ilha do Retiro  — Foto: Reprodução

Matéria no Diario de Pernambuco sobre a inauguração da Ilha do Retiro — Foto: Reprodução

Os registros daquele dia são poucos. Restritos às reportagens dos jornais e à recordação de um dos personagens do duelo. Jogador do Sport à época, Haroldo Praça estava em campo na manhã daquele 4 de julho – o primeiro jogo da programação estava marcado para as 7h45.

Em homenagens e reportagens, relembrou detalhes da “peleja” e, especialmente, do gol que deu a vitória ao Leão, marcado por ele, de cabeça

Haroldo Praça lembra gol marcado pelo Sport contra o Santa Cruz, na inauguração da Ilha

Haroldo Praça faleceu em 24 de maio 2011, aos 95 anos.

A maior das multidões na Ilha

O maior público do Clássico das Multidões na Ilha do Retiro aconteceu no Campeonato Pernambucano de 1998. Segundo os dados oficiais, 50.106 torcedores acompanharam a goleada rubro-negra sobre o Santa Cruz no último jogo da primeira fase do Estadual: 4 a 1.

Sport 4 x 1 Santa Cruz, pelo Campeonato Pernambucano de 1998

A competição, aliás, foi marcada pelos grandes públicos, um resultado da campanha Todos com a Nota. O programa do governo estadual previa a troca de notas fiscais por cupons (vale lazer); destes, por ingressos de partidas do Campeonato Pernambucano e eventos culturais.

O jogo com maior público na história da Ilha, inclusive, aconteceu no Estadual de 1998. O duelo com o Porto, o último do campeonato, que garantiu o título ao Sport. Foram 56.875 torcedores.

Os maiores públicos da Ilha:

  1. 07/06/1998 – Sport 2 x 0 Porto (Campeonato Pernambucano) – 56.875 torcedores
  2. 12/09/1998 – Sport 0 x 2 Corinthians (Série A) – 53.033 torcedores
  3. 01/05/1989 – Sport 3 x 1 Central (Campeonato Pernambucano) – 52.000 torcedores
  4. 29/03/1998 – Sport 4 x 1 Santa Cruz (Campeonato Pernambucano) – 50.106 torcedores
  5. 27/09/1998 – Sport 1 x 1 Cruzeiro (Campeonato Pernambucano) – 48.564 torcedores

A última taça rubro-negra num Clássico das Multidões, na Ilha

A última vez que o Sport conseguiu ser campeão na Ilha, numa final contra o Santa Cruz, foi em 2006. Uma decisão emocionante, marcada por reviravoltas – gol no último minuto e virada nos pênaltis com uma atuação iluminada do goleiro Gustavo.

Relembrando: o Sport havia vencido o primeiro jogo da decisão por 2 a 1, no Arruda. Precisava de um empate na Ilha do Retiro, diante de 33.282 torcedores, para erguer a taça. O Leão segurou o 0 a 0 até o último minuto, quando o Santa Cruz marcou e levou a disputa para os pênaltis. E aí o goleiro rubro-negro brilhou.

Gustavo defendeu três cobranças, uma delas, de Lecheva, que evitou o título do Santa Cruz – após Durval perder a quarta cobrança rubro-negra, o meia tricolor teve a chance de converter a quinta penalidade coral e levar a taça para o Arruda. Gustavo ainda defenderia a cobrança de Neto, a sétima da sequência. Em seguida, Hamilton converteu e deu o título ao Sport.

A última taça coral na Ilha, num Clássico das Multidões

Depois de 2006, todas as taças do Campeonato Pernambucano disputadas em Clássicos das Multidões ficaram nas mãos do Santa Cruz. Além da histórica trilogia entre 2011 a 2013, houve o título de 2016, a última final entre os rivais. E o jogo decisivo foi na Ilha do Retiro.

Era o segundo confronto da decisão. O Santa Cruz tinha a vantagem do empate, após vencer no Arruda por 1 a 0, gol de Lelê. O Tricolor, que dias antes havia conquistado a Copa do Nordeste, conseguiu segurar o ímpeto do Leão na Ilha, com uma atuação decisiva – mais uma – do goleiro Tiago Cardoso. O placar sem gols garantiu o 24º título estadual do Santa Cruz, o último conquistado pelo clube.

O último duelo na Ilha

O último encontro dos rivais Sport e Santa Cruz, na Ilha do Retiro, já aconteceu sem as multidões. Foi em 19 de julho de 2020, quando as atividades começaram a ser retomadas em meio à pandemia da Covid-19.

O jogo, válido pela última rodada da primeira fase do Estadual, terminou com vitória tricolor, por 2 a 1. Pipico fez os dois gols do Santa Cruz; Hernane Brocador marcou para o Sport. O resultado que levou o Leão à disputa do quadrangular do rebaixamento.

Os gols de Sport 1 x 2 Santa Cruz pelo Campeonato Pernambucano 2020

Primeiro colocado da fase classificatória, o Santa Cruz alcançou a final, perdida para o Salgueiro, no Arruda, nos pênaltis. Um título histórico para o Carcará, o primeiro Pernambucano conquistado por uma equipe do interior.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Moro diz que ‘muita coisa’ sobre governo Bolsonaro vai aparecer se as instituições tiverem autonomia

Ex-ministro do governo Bolsonaro também disse que presidente ‘faria um favor se fosse para casa porque ele está elegendo o Lula’.

Por g1 SP

O ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro (Podemos), pré-candidato à Presidência da República, afirmou nesta segunda-feira (14) que se as instituições do país tiverem autonomia “muita coisa vai aparecer”, se referindo a possíveis casos de corrupção no governo Bolsonaro.

A declaração foi dada no início da tarde desta segunda durante entrevista ao programa “Pânico”, da Jovem Pan.

“Agora, a gente tem um governo que trouxe do lado dele gente envolvida em escândalo de corrupção do passado. Políticos fisiológicos, o ‘Centrão’, tem até o presidente do partido onde vai concorrer o Bolsonaro, o Valdemar da Costa Neto, que estava do lado do Lula, condenado no ‘Mensalão’. Então assim, não tem esquema de corrupção? Quem está investigando? Quem está olhando isso, o PGR [Procurador Geral da República]? A Polícia Federal, alguém está vendo isso? Tenho certeza que se a gente retomar, dar autonomia para as instituições, como a gente pretende fazer, muita coisa vai aparecer”, afirmou Moro.

O ex-ministro falou também sobre a corrida eleitoral, e disse que “a única razão” de o ex-presidente Lula (PT) estar à frente nas pesquisas é porque as pessoas “querem se livrar do Bolsonaro”.

“O Bolsonaro faria um favor para o país se pegasse o boné e fosse para casa, porque ele está elegendo o Lula”, disse Moro.

‘Destruição’ da Lava Jato

Questionado porque mudou de ideia em relação a ser candidato a presidente – o que chegou a negar quando era ministro de Bolsonaro – Moro disse que achava que conseguiria “mudar o rumo do Brasil, em relação a ter um governo honesto, a ter pessoas mais íntegras, a ter um combate à corrupção”.

“A gente imaginava que a gente teria iniciado um período diferente, mas acho que todo mundo se decepcionou muito com a realidade atual e assim, vamos ser bastante francos, o governo atual, juntamente com parte do Congresso e com parte do Supremo Tribunal Federal, eles destruíram a Lava Jato”.

O ex-ministro também afirmou que se o presidente Bolsonaro quisesse combater a corrupção, ele não teria interferido na PF, teria nomeado um PGR a favor da Lava Jato, teria se posicionado a favor da prisão em 2ª instância e não teria vetado trechos do projeto anticrime.

“Eu fui sabotado pelo presidente da república Jair Bolsonaro e também, não foi só ele, mas ele contribuiu pra esse ambiente de reação contra o combate à corrupção”, afirmou Moro.

Lula e Bolsonaro

Sobre a disputa entre Lula e Bolsonaro, Moro disse que “não tem como comparar quem é pior”. Ele não acredita em segundo turno entre os dois. “Não vamos correr esse risco de segundo turno com Lula e Bolsonaro, o brasileiro não tem vocação para o suicídio”.

Regulação da mídia

Moro falou também que Lula e Bolsonaro “não são exatamente amantes da liberdade de imprensa”, e citou a proposta de Lula de regulação da mídia.

“Eu sou totalmente contra censura, controle, xingar jornalistas, xingar mulheres jornalistas que é a predileção infelizmente do Bolsonaro. Se o Lula ganhar vocês vão ganhar novos companheiros aqui escolhidos pelo estado”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Um bebê e mais três pessoas morrem congelados no Canadá perto da fronteira com os EUA

Autoridades da região acreditam que traficantes de pessoas estejam por trás da tragédia.

Por Reuters

Quatro pessoas, incluindo um bebê, morreram congeladas no Canadá, em uma região próxima à fronteira com os Estados Unidos. Segundo informações da polícia desta quinta-feira (20), grupos envolvidos com o tráfico de pessoas podem ter contribuído para a tragédia.

A polícia canadense encontrou os corpos perto de uma pequena comunidade agrícola depois que agentes dos EUA prenderam um grupo que veio do país vizinho. Durante a abordagem, foram encontradas evidências de que as vítimas estavam tentado fazer o mesmo trajeto que os detidos.

As quatro pessoas mortas (um homem, uma mulher, um adolescente e um bebê) foram encontradas nesta quarta-feira (19), a cerca de 12 metros da fronteira com Minnesota,. As primeiras indicações são de que elas teriam morrido de frio.

“Estamos muito preocupados que esta tentativa de travessia possa ter sido facilitada de alguma forma, e que esses indivíduos… foram deixados sozinhos no meio de uma nevasca”, disse a comissária assistente da Polícia Montada do Canadá, Jane MacLatchy, em entrevista coletiva em Winnipeg, Manitoba.

“Essas vítimas enfrentaram não apenas o clima frio, mas também campos sem fim, grandes nevascas e escuridão total”, acrescentou. MacLatchy disse que o vento frio reduziu a temperatura para – 35°C. As vítimas ainda não foram identificadas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Áustria é o primeiro país da Europa a aprovar vacinação obrigatória da Covid-19

Medida entra em vigor a partir de 4 de fevereiro mesmo com forte oposição e protestos de parte da população. Multas podem ser de até 3,6 mil euros.

Por France Presse

A Áustria se tornou nesta quinta-feira (20) o primeiro país da União Europeia (UE) a exigir a vacinação obrigatória contra a Covid-19, apesar da forte oposição à medida por uma parte da população.

A lei entrará em vigor a partir de 4 de fevereiro e foi aprovada por 137 votos a favor e 33 contra no Parlamento do país.

“A vacinação é a oportunidade para que nossa sociedade conquiste uma liberdade sustentável e contínua, sem que o vírus nos limite”, disse o chefe de governo conservador Karl Nehammer. É “um tema de debate muito intenso”, reconheceu.

A medida, anunciada em novembro, foi apoiada pelos Verdes (coalizão dos conservadores) e pelos partidos liberal e socialdemocrata. Apenas a extrema-direita se opôs e utilizou como base o argumento da proteção das liberdades individuais.

Há meses, milhares de austríacos organizam protestos contra o projeto de lei. As manifestações chegaram a obrigar o governo a reforçar a proteção dos centros de vacinação.

O líder do partido de extrema-direita FPÖ, Herbert Kickl, se posicionou e disse que é um “projeto que abre a via ao totalitarismo”: “hoje não temos a maioria no Parlamento, mas temos fora”, declarou.

Multas de até 3,6 mil euros

O cidadão austríaco que negar a vacinação deverá pagar uma multa que pode variar entre 600 e 3,6 mil euros (de R$ 3,6 mil a R$ 22,1 mil). A infração será anulada se a pessoa aceitar receber uma dose no período de até duas semanas.

Nas últimas semanas, a Áustria registra um número recorde de casos devido à propagação da variante ômicron. Na quarta-feira (19), foram registrados quase 30 mil casos em 24 horas.

Cerca de 72% dos 8,9 milhões de habitantes têm o esquema vacinal completo, número menor que países como a França ou a Espanha. Dados do Ministério da Saúde apontam que um milhão e meio de adultos ainda devem ser convencidos a se imunizar.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

França registra 180 mil novos casos de Covid-19 em 24h e bate recorde desde início da pandemia

Há 3 dias, pais superou os 100 mil registros diários. Ministro prevê chegar a mais de 250.000 casos por dia até o início de janeiro, e novas medidas são tomadas.

Por RFI

Três dias após ultrapassar a barreira das 100.000 infecções diárias, a França voltou a quebrar seu recorde nesta terça-feira (28), ao registrar 179.807 novos casos de Covid. É o maior número de novos casos registrados diariamente desde o início da pandemia, em março de 2020.

Os dados são reflexo da alta transmissão da variante ômicron pelo território francês. “Tudo indica que possamos chegar a mais de 250.000 casos por dia até o início de janeiro”, previu o Ministro da Saúde Olivier Véran, durante uma coletiva de imprensa na última segunda-feira (27), quando foram anunciadas novas medidas sanitárias no país.

Desde segunda, o trabalho remoto passou a ser a regra para todas as empresas que podem adotá-lo. A máscara tornou-se obrigatória também nas ruas de muita movimentação, além de em locais fechados.

Bares e cafés, que já exigem um passaporte sanitário na entrada, não podem mais servir clientes em pé, reduzindo assim as aglomerações no interior. E o número de pessoas em eventos para grande público foi limitado: 5 mil pessoas ao ar livre ou 2 mil pessoas em ambientes fechados, afetando partidas esportivas e espetáculos. 

Com o aumento de casos, especialistas têm criticado o posicionamento do governo francês, que decidiu não adotar um toque de recolher que pudesse atrapalhar o Ano-Novo e nem adiar a volta às aulas na escola, como fizeram alguns dos países vizinhos.

“Acho que deveríamos ter intervindo quando a Ômicron começou a aparecer na Europa” em meados de dezembro, reagiu Dominique Costagliola, epidemiologista e diretor de pesquisa da Inserm, no Le Monde, nesta terça. “Pelo contrário, jogamos à roleta russa na esperança do melhor”.

De acordo com a Santé publique France, o número de pacientes Covid-19 hospitalizados continua a aumentar: há atualmente 17.405 pacientes de Covid hospitalizados, sendo 3.416 deles em UTIs.

Os não vacinados são maioria nos hospitais. Segundo os dados das autoridades francesas, há 176 pacientes não vacinados em UTI por milhão de habitante. Enquanto a taxa é de 6,68 por milhão de pessoas entre os que tomaram a vacina anticovid e seu reforço.

Réveillon com moderação

A fim de limitar “o impacto na sociedade de uma multiplicação de contaminações e casos de contato, que podem levar a uma paralisia dos serviços públicos e privados”, o governo deve “ajustar” até o final da semana as regras de isolamento das pessoas testadas positivas e seus casos de contato.

O Ministro do Interior Gérald Darmanin pediu aos prefeitos que tomassem medidas para “dissuadir reuniões públicas” e impor o uso de máscaras no centro da cidade, notadamente para a noite de Ano-Novo. Está proibido o consumo de álcool nas ruas nesta data.

O governo de Emmanuel Macron não impôs um limite do número de pessoas para a festa do dia 31 de dezembro, mas em uma mensagem televisionada pediram para que a população reduza os contatos e tome a moderação como medida.

O próximo passo anunciado será a adoção de um passaporte vacinal no país, prevista para meados de janeiro. Com isso, apenas quem estiver vacinado terá acesso a bares, restaurantes, museus e locais de acesso a grande público, por exemplo. O objetivo é alcançar os cerca de 5 milhões de franceses ainda recalcitrantes ao imunizante.

No entanto, para que a medida entre em vigor, o projeto de lei do Executivo terá que ser aprovado pela Assembleia Nacional.

* Com informações da AFP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

EUA e Rússia irão dialogar sobre Ucrânia e segurança nuclear em 10 de janeiro

Reunião bilateral em 10 de janeiro acontecerá no âmbito do diálogo lançado pelos presidentes Joe Biden e Vladimir Putin durante sua cúpula em Genebra, em junho passado.

Por France Presse

Os Estados Unidos e a Rússia irão dialogar em 10 de janeiro sobre controle de armas nucleares e as tensões com a Ucrânia, informou um porta-voz de Segurança Nacional à AFP nesta segunda-feira (27).

“Os EUA esperam se comprometer com um diálogo com a Rússia”, disse o porta-voz do Conselho de Segurança Nacional.

Um encontro entre a Rússia e a Otan poderia acontecer em 12 de janeiro, seguido, em 13 de janeiro, por um encontro entre a Rússia e a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), que também tem os EUA como integrante, completou a fonte.

“A Rússia poderá colocar suas preocupações sobre a mesa e nós poderemos colocar as nossas, particularmente em relação às atividades da Rússia”, disse.

A reunião bilateral em 10 de janeiro acontecerá no âmbito do diálogo estratégico de segurança lançado pelos presidentes Joe Biden e Vladimir Putin durante sua cúpula em Genebra, em junho passado.

Embora esse formato tenha como objetivo principal renegociar os tratados de controle de armas nucleares pós-Guerra Fria, as discussões também giram em torno da situação na fronteira russo-ucraniana, para onde Moscou enviou dezenas de milhares de soldados, indicou um alto funcionário do governo dos EUA que também pediu anonimato.

As reuniões com a Otan e a OSCE irão focar na questão ucraniana.

Em 17 de dezembro, a Rússia revelou duas propostas de tratado para limitar drasticamente a influência dos EUA e da Otan perto de suas fronteiras.

Os documentos foram publicados em plena tensão entre a Rússia e o Ocidente ao longo da fronteira com a Ucrânia, onde americanos e europeus acusam Moscou de preparar uma ofensiva militar.

Os dois textos apresentados – um relativo à Otan e outro aos EUA – visam impedir uma nova expansão da Otan para o leste e o estabelecimento de bases militares norte-americanas em antigos países soviéticos.

Na quinta-feira (23), tanto a União Europeia quanto a Otan demonstraram novamente seu apoio à Ucrânia.

Há sete anos, a Aliança Atlântica denuncia sistematicamente a anexação da península ucraniana da Crimeia pela Rússia e exige respeito pela soberania territorial da Ucrânia, minada por um conflito com separatistas pró-russos no leste do país desde 2014.

Tanto a Rússia quanto os países ocidentais se acusam mutuamente de provocação, aumentando suas capacidades militares em suas fronteiras comuns.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Duplo homicídio é registrado em Caruaru

Do Agreste Violento

Dois rapazes foram assassinados com vários tiros na noite desta quarta-feira (22), na Rua José Carlos de Alencar, próximo ao Colégio Jesuína Pereira, no bairro São João da Escócia em Caruaru. Vitor Manoel da Silva, de 22 anos e o amigo, Marcos Oliveira Silva, que era conhecido como “Marquinhos” de 20 anos, foram atingidos com vários tiros, o Marcos foi socorrido por um tio e levado para uma unidade hospitalar, onde faleceu poucos minutos após dar entrada e o Vitor morreu dentro do seu veículo.

O avô do “Marquinhos” Seu José, disse que o neto era usuário de drogas, que estava trabalhando com o Vitor, porém ele não sabe o que fazia no emprego, que já deu vários conselhos a ele e hoje estava dormindo e acordou com o barulho dos tiros, nisso um filho chegou dizendo que o “Marquinhos” tinha sido baleado, o socorreu, levando-o a unidade de saúde e que pouco tempo morreu após dar entrada.

A Polícia Militar realizou o isolamento do local, foram acionadas as equipes da DEAH – Divisão Especial de Apuração de Homicídios e do IC – Instituto de Criminalística, que periciaram o corpo no local e encaminharam os corpos para o IML local.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Contratado pelo Náutico, atacante Ewandro volta “às raízes” e se mostra motivado para 2022

Jogador, que é nascido no Recife, jogou futsal no clube alvirrubro entre os nove e os 13 anos e se diz feliz por estar ao lado de amigos e familiares

Por Redação ge — Recife

Globo Esporte

Anunciado como uma das primeiras contratações do Náutico para a temporada 2022, ao lado do zagueiro Wellington, o atacante Ewandro está voltando para as suas raízes no Timbu. Isso porque, apesar de ter feito as categorias de base no São Paulo, o jogador, de 25 anos e natural do Recife, jogou futsal pelo alvirrubro entre a infância e início da adolescência. O que, segundo ele, aumenta a sua motivação em defender o clube.

Após se profissionalizar como jogador de futebol no São Paulo, Ewandro defendeu Athletico Paranaense, Udinese, Estoril Praia, de Portugal, Austria Wien, Fluminense e nas ultimas duas temporadas vem atuando no Nordeste, com passagens pelo Sport, Vitória e CRB, onde atuou este ano, com 28 jogos e três gols marcados.

– A minha expectativa de vestir a camisa do Náutico é muito grande porque para quem não sabe eu fiz futsal no Náutico, dos nove anos aos treze, antes de ir para o São Paulo. Então tenho um carinho muito grande porque foi aqui que a gente aprendeu, onde teve o começo. Estou muito feliz de estar voltando para o Náutico e espero fazer o meu melhor e dar alegria à torcida – pontuou.

Para Ewandro, o fato de estar atuando ao lado dos familiares e amigos pode ajudar no seu desempenho dentro de campo. O jogador chega para atuar como atacante aberto, uma das posições carentes da equipe alvirrubra após a saída de Vinícius.

Torcedores de Sport, Náutico e Santa Cruz estão confiantes para 2022

– Enxergo como muito positivo (a volta para o Recife) porque é onde cresci e onde minha família toda mora. Fico feliz por estar voltando. Vamos ter vários campeonatos para disputar e vou estar perto dos meus amigos. É muito importante estar perto de quem a gente ama. É mais fácil estar no dia a dia ao lado de pessoas quem gostam de você. Espero conquistar os objetivos que o clube tem para a temporada – destacou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Corpo de Amanda Albach é velado em Fazenda Rio Grande

Jovem foi encontrada morta na tarde de sexta (3), em Santa Catarina. De acordo com as investigações, Amanda foi obrigada a cavar a própria cova antes de ser assassinada.

Por g1 PR — Curitiba

Amanda Albach, de 21 anos, foi encontrada morta em Santa Catarina — Foto: Arquivo pessoal

Amanda Albach, de 21 anos, foi encontrada morta em Santa Catarina — Foto: Arquivo pessoal

O corpo da jovem Amanda Albach, de 21 anos, está sendo velado no Cemitério Municipal de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, na manhã deste domingo (5).

O sepultamento deve acontecer no final da manhã, de acordo com os advogados da família.

O corpo da jovem foi liberado pelo Instituto Médico-Legal (IML) de Santa Catarina neste sábado (4), após um familiar realizar o reconhecimento da vítima, segundo o advogado Michael Pinheiro.

O corpo de Amanda, que estava desaparecida desde 15 de novembro, foi localizado na tarde de sexta (3), enterrado na praia Irapirubá Norte, em Laguna (SC).

A Polícia Civil chegou ao local após a prisão temporária de três suspeitos, dois homens e uma mulher. Eles foram detidos em Canoas (RS), na quinta (2).

A mulher, segundo a polícia, era amiga de Amanda.

Investigações

A denúncia do desaparecimento chegou à polícia catarinense no dia 19 de novembro, quando foram iniciadas as diligências. Nas redes sociais de Amanda, a última publicação que a polícia encontrou foi do dia 13 de novembro. Era uma foto na Praia do Canto, em Imbituba, no Sul catarinense.

Os policiais buscaram informações sobre a vida social da jovem e confirmaram que ela esteve em uma festa no dia 14 do mesmo mês, em Florianópolis. Depois disso, retornou com o trio preso à casa onde estavam, na divisa entre Imbituba e Laguna, no Litoral catarinense.

Ao colher depoimento das últimas pessoas que estiveram com a vítima antes do desaparecimento, a polícia encontrou “incongruência em falas”, o que despertou a suspeita do envolvimento do grupo.

Ao ser preso, um dos suspeitos disse aos policiais que fez Amanda cavar a própria cova e, em seguida, disparou duas vezes contra ela.

Segundo o delegado Bruno Fernandes, de Santa Catarina, apurações prévias indicam que Amanda foi morta no dia 15 de novembro, logo após mandar mensagem para a família por volta de 20h30 dizendo que retornaria ao Paraná no dia 16.

“A motivação vai ser apurada com todo o contexto, mas, preliminarmente, um dos investigados se sentiu incomodado porque Amanda teria contado sobre o envolvimento dele com tráfico de drogas e tirado uma foto da arma dele. Não gostou da situação e optou por tirar a vida dela”, disse o delegado.

A investigação indica que, quando a jovem mandou o áudio, ela já estava com o suspeito no local onde foi morta.

Os policiais ainda não revelaram qual o envolvimento dos outros dois suspeitos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Bovespa fecha em forte alta avanço da PEC dos Precatórios e exterior

Nesta quinta-feira, o Ibovespa avançou 3,66%, a 104.466 pontos. Trata-se da maior variação desde maio do ano passado.

Por g1

O principal índice de ações da bolsa de valores de São Paulo, a B3, fechou em forte alta nesta quinta-feira (2), após a aprovação da PEC dos Precatórios no Senado e diante de sessão positiva para as bolsas nos Estados Unidos.

O Ibovespa avançou 3,66%, a 104.466 pontos. Veja mais cotações. Trata-se da maior variação porcentual desde 25 de maio do ano passado (alta de 4,25%).

Na quarta-feira, a bolsa fechou em queda de 1,12%, a 100.775 pontos. No acumulado da semana, acumula alta de 2,19%. No ano, no entanto, o tombo é de 12,23%.

Cenário

O Ibovespa marcou alta superior a 1% logo no início dos negócios, diante da expectativa de aprovação no Senado da PEC dos Precatórios. Segundo a agência Reuters, o movimento ganhou mais força com abertura em Nova York melhor do que os futuros de ações norte-americanos indicavam e, mais tarde, com o efetivo avanço da PEC no Congresso.

“O mercado quer comprar três coisas: o fato de que a aprovação da PEC dos Precatórios é o final da história do risco fiscal, que a inflação está chegando no pico, e ainda está louco para comprar essa versão da terceira via”, disse Roberto Attuch, presidente da OHMResearch. “Se vai se concretizar eu não sei, mas cria-se um clima para um ‘rallyzinho’ de final de ano”, adiciona ele.

O Senado aprovou nesta quinta-feira, em dois turnos, a PEC dos Precatórios, que modifica as regras de quitação dessas dívidas do governo e altera o prazo de correção do teto de gastos, gerando espaço para o financiamento do novo programa social do governo, o Auxílio Brasil, em ano eleitoral.

Na teoria, o texto voltaria para a Câmara dos Deputados, por conta das alterações sofridas. No entanto, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), disse que vai conversar com o Senado para que o texto comum entre as duas casas – partes da PEC aprovadas por ambas, sem modificação – seja promulgado, enquanto o restante só deve ter uma palavra final dos deputados no ano que vem.

Além disso, o Senado também aprovou a medida provisória que cria o Auxílio Brasil e o texto segue à sanção presidencial.

Os mercados também avaliaram os dados do PIB do terceiro trimestre, que registrou queda de 0,1%. Os números do segundo trimestre também foram revisados para baixo, mostrando uma queda de 0,4%.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.