Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Após AVC, estado de saúde de Ariano Suassuna permanece estável

16iuruyv0ev0u4t304yt3vb38ygvb30v

O escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, de 87 anos, segue com quadro de saúde estável na manhã desta terça-feira (22), conforme a assessoria de imprensa do Hospital Português, no Recife, onde ele está internado. O escritor está se recuperando na UTI da unidade de saúde depois de passar por uma cirurgia na noite da segunda (21). Suassuna sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico e foi internado na unidade de saúde por volta das 20h.

O quadro de saúde do poeta não teve alterações até o começo da manhã, segundo a assessoria. O procedimento cirúrgico durou, aproximadamente, uma hora, e posteriormente, Suassuna foi transferido para a UTI neurológica, onde se recupera.

Ariano foi internado duas vezes no ano passado, uma delas em 21 de agosto, quando  sentiu-se mal em casa e precisou ser hospitalizado. Ele havia sofrido um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, de acordo com os médicos, e ficou internado na unidade coronária, mas depois foi transferido para um apartamento no hospital. Recebeu alta após seis dias de internamento, com recomendação de repouso em casa e nenhuma visita.

Dias depois, Suassuna foi levado ao hospital novamente – dessa vez, foi detectado um aneurisma cerebral. O escritor passou por um procedimento chamado arteriografia, capaz de tratar o aneurisma, saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi levado para um apartamento do hospital, de onde recebeu alta seis dias depois da internação, no dia 4 de setembro.

Autor de “O auto da compadecida”, entre diversas outras obras, Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Sua primeira peça, “Uma mulher vestida de sol”, ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948.

Tem contos e livros adaptados para a televisão e para o cinema. “O auto da compadecida” foi adaptado para a televisão em 1999, por Guel Arraes, enquanto “Romance d’a pedra do reino” e “O príncipe do sangue do vai-e-volta” deram origem à minissérie “A pedra do reino”, com direção de Luiz Fernando Carvalho, exibida na Rede Globo em 2007.

 

 

G1 PE

Foto: Débora Soares / G1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Professores do Recife afirmam que retomaram negociações; prefeitura nega

16uuuuuuuuhjhjkhwjchgweyfgwfw0202020202Em greve desde o último dia 15 deste mês, professores da rede municipal do Recife se reuniram, na manhã desta segunda-feira (21), com o secretário de Governo do Recife, Sileno Guedes, na tentativa de retomar as negociações da campanha salarial. De acordo com o sindicato da categoria (Simpere), Sileno Guedes se comprometeu em analisar a pauta de reivindicações e dar um retorno até a próxima assembleia da categoria, marcada para as 14h desta terça, no pátio da PCR.

Já a Prefeitura do Recife, por meio de sua Assessoria de Imprensa, afirmou que a reunião com o secretário de Governo não significou a retomada das negociações. A Prefeitura teria apenas recebido a pauta dos professores, mas as negociações salariais só poderão ser reiniciadas após o fim da greve, considerada ilegal pela Justiça. Por esse motivo, o secretário de Educação, Jorge Vieira, não teria participado do encontro. Atualmente, a rede muncipal de ensino conta com 90 mil alunos.

Para a diretora de Comunicação do Simpere, Cláudia Ribeiro, a reunião desta segunda representou, sim, o reinício das negociações. “Mostramos para Sileno que a Prefeitura não vem cumprindo o acordo salarial. E ele, como secretário de Governo, nos prometeu uma resposta”, disse Cláudia. A reunião desta segunda só foi marcada depois que os professores ocuparam o prédio da administração municipal por mais de 10 horas na última sexta-feira (18). “Consideramos o encontro de hoje uma vitória da categoria”, acrescentou a diretora do Simpere.

Entre as principais reivindicações dos docentes, estão a implementação das aulas-atividades, além da revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração (PCCR) e o cumprimento da lei do piso salarial.

Apesar do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) ter decidido pela ilegalidade da greve e decretado multa diária de até 100 mil reais por dia ao sindicato, a entidade garante que o movimento continua forte. A Prefeitura também anunciou que irá descontar as faltas dos professores que não estão indo trabalhar a contar da última quinta-feira (17).

Na manhã desta segunda, a reportagem da Rádio Jornal visitou a Escola Municipal General Emídio Dantas Barreto, em Santo Amaro, e constatou que aumentou o número de professores que retomaram as atividades.

Questionada se a greve estava enfraquecida, a diretora do Simpere afirmou que a adesão da categoria é de 85% e que algumas escolas estão funcionando parcialmente graças ao trabalho das pessoas que ocupam cargos de chefia ou são professores temporários ou estagiários. “Os professores efetivos não estão trabalhando. Estamos unidos para defender nossos direitos”, disse Cláudia Ribeiro.

 

 

 

 

Do NE10

Foto: reprodução/vídeo TV Jornal

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Escritor Ariano Suassuna sofre AVC hemorrágico e é operado no Recife

O escritor, dramaturgo e poeta paraibanoAriano Suassuna, de 87 anos, foi submetido a um procedimento cirúrgico, na noite desta segunda-feira (21), no Recife. Ele foi internado por volta das 20h, em função de um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico.

Suassuna está internado no Hospital Português. Após a cirurgia, que durou aproximadamente uma hora, ele foi transferido para a UTI neurológica, onde está se recuperando. Segundo a assessoria de imprensa da unidade de saúde, o quadro dele é considerado estável pelos médicos.

No ano passado, Ariano Suassuna foi internado duas vezes. Em 21 de agosto, o autor sentiu-se mal em casa e precisou ser hospitalizado. Os médicos diagnosticaram um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções. Inicialmente, ele foi encaminhado à unidade coronária, e, depois, transferido para um apartamento do hospital. Após seis dias, recebeu alta, com recomendação de muito repouso em casa e nenhuma visita.

Dias depois, Suassuna foi levado ao hospital novamente. Dessa vez, foi detectado um aneurisma cerebral. Após passar por um procedimento chamado arteriografia, capaz de tratar o aneurisma, saiu da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e foi levado para um apartamento do hospital, de onde saiu definitivamente após seis dias de internação, no dia 4 de setembro.

Autor de “O auto da compadecida”, entre diversas outras obras, Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Sua primeira peça, “Uma mulher vestida de sol”, ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948.

Tem contos e livros adaptados para a televisão e para o cinema. “O auto da compadecida” foi adaptado para a televisão em 1999, por Guel Arraes, enquanto “Romance d’a pedra do reino” e “O príncipe do sangue do vai-e-volta” deu origem à minissérie “A pedra do reino”, com direção de Luiz Fernando Carvalho, exibida na Rede Globo em 2007.

 

 

 

 

Do G1, no Recife

Foto: Luna Markman/G1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Recife testa sistema de semáforo inteligente.

O Recife vem testando em alguns dos principais corredores viários da capital sistemas de semáforos inteligentes, como são popularmente conhecidos os Sistemas de Controle Adaptativo de Trânsito em tempo real (SCATS), numa sinalização de que, em breve, lançará licitação pública para contratação do sistema. Os chamados semáforos inteligentes são aqueles que definem o tempo de verde e vermelho dos sinais de acordo com o volume de tráfego de cada via, sem depender de programações prévias, projetadas de acordo com a demanda estimada para cada horário de pico. Ou seja, o tempo de verde é dado à via que mais apresenta tráfego naquele momento, tudo em tempo real.

Por nove meses, um SCATS foi testado na Zona Oeste do Recife, precisamente em seis cruzamentos da Avenida Abdias de Carvalho, um dos corredores viários mais saturados da cidade e a principal rota de saída da capital em direção ao interior do Estado. Segundo dados apresentados pela empresa que desenvolveu o equipamento e disponibilizou um projeto-piloto na cidade, a gaúcha Digicon, o resultado não poderia ser melhor: o  aumento de velocidade dos veículos chegou a 80% na Abdias e até a 200% em algumas vias transversais. E sem necessidade de sensores no pavimento, que exigem obra física para instalação e custo de manutenção. São microcâmeras instaladas estrategicamente ao lado dos semáforos.

“Intuitivamente, a população percebeu a mudança entre os regimes de gestão semafórica a que estava submetida a via. Quando o sistema por algum motivo passava a operar em tempo fixo, os usuários imediatamente começavam a reclamar no serviço “0800” da Companhia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU).  O que não ocorria quando a operação estava em tempo real”, explica o diretor da divisão de Mobilidade Urbana da Digicon, Hélgio Trindade Filho.

Semáforo

O relatório de avaliação técnica fez um comparativo ao antigo sistema de tempo fixo e o SCATS. Durante o período de testes foi apurado que, no caso da Avenida Abdias de Carvalho, houve um aumento médio na velocidade operacional dos veículos de 35% no sentido subúrbio/cidade. Como também de 14% no sentido cidade/subúrbio no mês de abril. Ainda neste mesmo mês chegaram a ser observados ganhos médios da ordem de 80% na velocidade média no pico da manhã no sentido subúrbio/cidade. Em fevereiro, o ganho médio obtido havia sido de 26% ao longo do dia, sendo que nos picos pela manhã foram registrados aumentos acima de 46% no sentido subúrbio/cidade. Bem como 39% nos picos da tarde no sentido cidade/subúrbio.

As transversais apresentaram ganhos ainda mais significativos. O relatório mostra que no cruzamento da Avenida General San Martin foram registrados ganhos de velocidade média da ordem de quase 200% no sentido Caxangá. O cruzamento da Praça 15 de Março alcançou ganhos de velocidade média de até cinco vezes. Para a Avenida do Forte, houve aumentos de velocidade média de até 2,5 vezes.  Os resultados ainda poderiam ser melhores se todos os giros à esquerda da Avenida Abdias de Carvalho tivessem sido eliminados.

Tecnologia permite que tempo de verde e vermelho seja programado de acordo com volume de veículos

A Digicon – empresa especializada em sistemas para controle de trânsito – foi escolhida pela Secretaria de Mobilidade para um teste piloto na cidade com o SCATS.  Pela assessoria de imprensa, a CTTU informou que os testes com projetos-piloto continuam e que, pelo menos por enquanto, não há previsão para lançar o edital de licitação.

 

 

 

 

Do Jornal do Commercio

Fotos: Digicon

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Garoto de 11 anos é baleado de raspão no olho

16gggggggbbfbdbddvfdvdvfvvgdvgvgdvgdUm menino de 11 anos foi atingido de raspão por um tiro, no olho esquerdo, na tarde deste domingo (20), dentro de sua casa, na Vila Nova, em Prazeres, município de Jaboatão dos Guararapes, Região Metropolitana do Recife. O suspeito do disparo é um vizinho identificado apenas por Samuel, que está foragido. Ele teria atirado contra a criança após uma briga entre a mulher dele e a mãe do menino, o qual está internado no Hospital da Restauração (HR) e corre o risco de perder a visão.

O pai do garoto conta que as duas mulheres entraram em luta corporal na frente de casa. A vizinha teria puxado uma faca, sendo empurrada pela mãe da criança e ferido a cabeça no chão. Ele saiu com a sua esposa para evitar uma confusão maior. No caminho, soube que seu vizinho, chamado de Samuel foi até a sua residência e bateu em sua porta. Quando o seu o filho a abriu foi atingido de raspão no olho por um tiro.

Ele foi socorrido por vizinhos para o Hospital de Prazeres, onde recebeu os primeiros socorros e foi transferido para o HR, onde foi examinado. O caso foi registrado por equipe da força-tarefa Norte do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

 

 

 

Do JC Online

Edmar Melo/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Missa lembra os 80 anos da morte de Padre Cícero

16gggggggggggcwcwcvwfvfvvfvrtqqaazxzxzxÀs 5h do domingo (20), as ruas de Juazeiro do Norte (CE) já estavam lotadas de peregrinos de diversas partes do Brasil. Dona Maria das Graças da Conceição, aposentada, veio de Alagoas e viajou 12 horas de ônibus para pagar uma promessa pela cura do câncer. “Fui desenganada pelos médicos. Chegaram a falar para a minha família que eu estava morrendo. Mas me peguei com Padre Cícero e hoje estou curada, graças a Deus.”

A cerimônia que lembrou os 80 anos da morte de Padre Cícero começou às 6h. A missa foi transmitida ao vivo por cinco redes de televisão católicas e várias rádios. A Praça de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro e os arredores nunca estiveram tão cheios – ao todo, cerca de 300 mil fiéis, uma das maiores romarias do país. Tudo em homenagem a alguém muito próximo desse povo, o fundador de Juazeiro do Norte, carinhosamente chamado de Padim Ciço.

Quem celebrou a missa foi o bispo do Crato, dom Fernando Panico. Durante a homilia, o religioso destacou a importância de Padre Cícero na região. “Padre Cícero revolucionou o sertão. Foi muito ligado às causas sociais, preocupado com o povo sertanejo, com a pobreza, com a fome. Não aceitava essas coisas”, disse.

Cícero Romão Batista foi ordenado padre, mas, posteriormente, condenado pelo Vaticano por estar envolvido em milagres não comprovados e por provocar o fanatismo. Perdeu o direito de exercer a função e chegou a ser excomungado. Virou prefeito e conseguiu a independência de Juazeiro do Norte, que antes era apenas um vilarejo do Crato. E conseguiu fazer mudanças importantes na cidade, no meio do sertão miserável do começo do século 20.

Dona Rosinha do Ortho, aposentada, participou da missa e é uma das poucas pessoas que ainda testemunha os momentos vividos ao lado de Padre Cícero. Aos 93 anos, ela lembra que recebeu a benção do Padim Ciço diversas vezes. E, há exatos 80 anos, acompanhou o funeral do padre. “Era um mar de gente na praça. Normalmente, o pessoal pega o caixão pela alça. Mas o [do] meu Padim não, foi carregado por cima das cabeças. As mulheres choravam muito e perguntavam quem iria cuidar de nós.”

Atualmente, o Vaticano analisa um pedido de reabilitação de Cícero Romão Batista, que significa reconhecê-lo como padre novamente. Em seguida, pode-se entrar com o processo de beatificação e canonização do religioso.

 

 

Da Agência Brasil

Foto: internet

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Reciclagem vira sinônimo de lixão

16ggggwv fwv wfv wfv gbnnmjmmUm local que deveria servir como exemplo de cuidado e preocupação com o meio ambiente tornou-se palco de amontoados de lixo e sinônimo de descaso. A Cooperativa da Torre, localizada no bairro de mesmo nome, na Zona Oeste do Recife, não se parece nem de longe com uma cooperativa de reciclagem. Quem vê tem a ideia de que o local trata-se mais de um lixão, por conta da quantidade de material que se acumula na área externa do espaço. É entulho para todos os lados, além do cheiro forte que toma conta do lugar. Também há muita sujeira espalhada. Além disso, um dos problemas mais preocupantes é que os catadores que trabalham na reciclagem não utilizam nenhum tipo de proteção, ficando expostos a vários riscos.

A cooperativa funciona há cerca de cinco anos na Rua Eliéser Olímpio de Moura. O espaço é abastecido com materiais de reciclagem provenientes da coleta seletiva trazidos por caminhões da Empresa de Manutenção e Limpeza Urbana do Recife (Emlurb). Por dia, cerca de cinco caminhões vão ao local para fazer a entrega dos materiais. No terreno ocupado pela cooperativa há uma área coberta, onde fica armazenado o material já separado. Já na área externa, onde os caminhões despejam os entulhos, não há nenhum tipo de cobertura. E é aí que mora o problema.

Segundo moradores, o material fica espalhado durante dias nesse espaço, juntando sujeira e atraindo animais, até ser separado pelos catadores. Quando chove, a situação se agrava. Fica tudo alagado, juntando poças de água e mosquitos. “A água fica parada por dias. E tem o risco da dengue”, diz a aposentada Maria Altamir.

De acordo com a catadora Lucicleide Ferreira da Silva, 38 anos, o local recebe todo o tipo de material. “Outro dia mesmo meti a mão no saco, quando puxei veio uma seringa. Acabei me furando”, contou.

Lucicleide trabalha de segunda à sexta-feira, das 8h às 18h, com um intervalo de uma hora e meia para o almoço. No corpo, carrega as marcas do contato diário com os materiais. Já perdeu as contas de quantos machucados sofreu durante os anos atuando no local.

As condições de trabalho são bem precárias. Os catadores ficam em meio ao lixo sem nenhum tipo de proteção. Não usam luvas ou botas. Máscaras de proteção, nem pensar.

Em nota, a Emlurb informou que apoia a cooperativa, mas que a gerência do espaço é de responsabilidade dos próprios cooperados. O órgão disse que já forneceu materiais de proteção para os catadores, como luvas e máscaras, mas o uso dos produtos fica a critério dos cooperados. Há a previsão de implantação de uma coberta na área aberta, mas ainda sem data definida. A gerência da cooperativa não quis falar sobre o caso.

 

 

 

Jornal do Commercio

Foto: Michele Souza/JC Imagem

 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

TRE-PE estabelece novas regras para propaganda eleitoral no Recife

O juiz da propaganda eleitoral do Recife, Alexandre Freire Pimentel, divulgou, neste sábado (19), novas regras referentes à organização de cavaletes, cartazes, bonecos e outros elementos que estão em uso na campanha política nas ruas da capital. A disposição desses objetos em calçadas das principais vias da cidade, atrapalhando a passagem de pedestres, já tinha gerado queixas nas redes sociais e foi alvo de uma reunião, esta semana, entre o juiz e representantes dos partidos.

De maneira geral, as recomendações estabelecem uma distância mínima entre cada objeto, para garantir a passagem de pedestres e a manobra de equipamentos usados por pessoas com deficiência ou dificuldade de locomoção; e os locais onde é proibido colocar esse tipo de propaganda — como a ilha central da Avenida Agamenon Magalhães, por exemplo.

A medida começa a valer a partir de terça-feira (22), quando o texto será publicado no Diário Oficial da Justiça Estadual e os partidos políticos podem ser considerados cientes e notificados. Quem tiver informações sobre propaganda irregular pode fazer denúncias por email, repassando ao juizado da Propaganda Eleitoral o máximo possível de informações, como foto, descrição, endereço e referência para se chegar ao local.

Veja a íntegra das medidas estabelecidas pelo juiz Alexandre Pimentel:

1) O uso de cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material de campanha e bandeiras, ao longo das vias públicas, deverá resguardar, indispensavelmente, um espaço acessível para pedestres e cadeirantes de, no mínimo, 90 centímetros de área para passagem, a qual deverá permanecer sempre livre e desimpedida;

2) Será exigido, ainda, um espaço mínimo de intercalação entre os objetos mencionados no item anterior, de um metro e meio entre um objeto e outro, para garantir a rotação de cadeirantes;

3) Não será permitida a propaganda eleitoral de qualquer natureza em praças, jardins, áreas públicas gramadas com qualquer tipo de vegetação passível de cultivo ou ornamentação, incluindo as que se localizam em canteiros, ilhas e rotatórias de vias públicas;

4) Os materiais apreendidos em condição representativa de propaganda irregular somente serão devolvidos após a realização das eleições.

 

 

 

Do G1 PE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Professores do Recife não foram notificados e continuam greve

16fffffffffuyhuihbrtiohbjwrioghjróihj´rnohjntyjmk

Apesar da greve dos professores municipais do Recife ter sido considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), os docentes ligados ao Sindicato Municipal dos Profissionais de Ensino da Rede Oficial do Recife (Simpere) se reuniram, na manhã desta quinta (17), para organizar os piquetes pelas escolas da cidade. Em frente ao Centro Paulo Freire, no bairro da Madalena, Zona Norte da capital, eles alegam que ainda não foram notificados oficialmente sobre a ilegalidade da mobilização. De acordo com o TJPE, o oficial de Justiça ainda não conseguiu localizar o responsável pelo Sinpere para entregar a notificação.

“Mesmo não tendo um comunicado oficial, sabemos que fazer greve não é ilegal. Mais de 90% dos professores aderiram ao movimento. Nós estamos em greve porque a Prefeitura descumpriu o acordo de campanha salarial. No primeiro semestre, na mesa de negociação, saimos com acordos assinados por essa gestão, e enquanto nós estávamos em recesso, a Prefeitura do Recife elaborou uma outra lei e mandou para a Câmara dos Vereadores, desconfigurando aquilo que havia sido acordado na mesa de negociação, cortando qualquer diálogo. No interior desses acordos estão o plano de aula atividade, o plano salarial e o Plano de Cargos e Carreiras”, explica a diretora do Simpere, Cláudia Ribeiro.

Mais cedo, alguns dos alunos da Escola Municipal Pedro Augusto, na rua Barão de São Borja, no Centro do Recife, deram viagem perdida à unidade de ensino. Dos mais de 300 alunos da escola, apenas três turmas puderam ter aula com a professora de português, que não aderiu ao movimento. “A gente não vai fechar a escola durante a greve. Temos um total de 15 docentes trabalhando aqui, mas somente uma professora está cumprindo o horário. Muitos estudantes continuam vindo para usar a quadra de esportes, por exemplo”, relata a diretora da instituição,  Marisa Dias.

Segunda ela, os alunos foram avisados pelos professores para não vir na terça, primeiro dia da paralisação. Os estudantes, por sua vez, tentam entender os motivos da greve. Muitos deles ouviram na rádio e TV que a Justiça determinou que os docentes voltassem a trabalhar na quinta, e por isso foram para a escola. “Alguns professores conversaram nas reuniões semanais com os representantes de sala. Uma parte dos alunos apoia a greve, porque, de qualquer modo, não estamos aqui apenas para aprender e eles também têm que garantir os direitos deles”, conta uma estudante do oitavo ano. A opinião é dividida com colegas do colégio. “Não gosto da greve, ela está nos prejudicando, até porque começamos o ano letivo atrasados já e tem prova semana que vem, não sei como vai ser”, diz outra aluna.

“A parte boa é que eles estão lutando pelos direitos, a ruim é que a gente fica sem aula, mas o que eles conquistam melhora o dia a dia dos alunos também. Eu sou a favor da greve. Minha mãe está pensando em me tirar daqui mas eu gosto do colégio. A gente fica gastando passagem à toa, eu moro no Curado e demoro muito para chegar. Dei sorte de ter aula hoje, de português, mas quem veio e não teve aula se deu mal”, relata uma estudante do sexto ano.

Os corredores sem estudantes e salas de aula vazias também fazem parte do cenário do Colégio João Alfredo, na Ilha do Leite. Segundo o diretor Sandro Morett, a unidade permanece aberta durante a greve, mas nenhum estudante chegou no local, já sabendo que não haveria aula. Dos 38 docentes que ensinam no João Alfredo, apenas dois bateram ponto nesta quinta.

Paralisação
Os professores da rede de ensino do Recife decretaram greve em assembleia realizada na manhã da terça-feira (15). O Simpere já havia aprovado o indicativo de greve na semana anterior. Com a paralisação, cerca de 90 mil estudantes ficaram sem aula. O quadro da Secretaria de Educação do Recife conta com 6 mil docentes e 323 unidades escolares.

Ainda na terça, à noite, a greve foi considerada ilegal pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). A decisão foi do desembargador Frederico Ricardo de Almeida Neves, presidente do TJPE, que determinou o retorno imediato dos profissionais ao trabalho. A multa diária no caso do não cumprimenro da determinação foi fixada em R$ 100 mil para o sindicato que representa a categoria.

Na decisão, o magistrado alega que a paralisação dos docentes é ilegal e abusiva “à vista da essencialidade do serviço público de educação”. Segundo o desembargador, a greve foi deflagrada antes do esgotamento das negociações com a Prefeitura do Recife.

 

 

 

G1 PE

Foto: Moema França / G1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Jovem queimado em confusão na Funase é transferido para UTI

Um dos jovens que ficou ferido em um tumulto na Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) do Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital da Restauração (HR). Segundo informou o médico Marco Barreto, chefe do setor de queimados, na manhã desta quinta (17), o jovem teve uma piora no quadro, durante a quarta (16), e precisou de mais cuidado do que estava tendo na emergência. Os outros três jovens feridos passam bem, mas durante a madrugada, um deles começou a ter problemas respiratórios.

Dos quatro feridos, três são maiores de idade e um é adolescente. O grupo teria ateado fogos em colchões do próprio alojamento, em um tumulto na Funase, na terça-feira (15). Os agentes socioeducativos conseguiram conter a confusão, que não se espalhou pela unidade. O que mais preocupa a equipe médica não são as queimaduras sofridas pelos internos, mas as lesões pulmonares causadas pela inalação da fumaça produzida com a queima dos colchões no tumulto.

“O que está na UTI tem problema respiratório instalado e dificuldade de respiração devido à quantidade de fumaça inalada. […] Demora um tempo para eles apresentarem problemas, a reação inflamatória se instala e vai começando a dar insuficiência. Como são jovens, têm 17 e 18 anos, eles têm uma reserva boa, são fortes, mas de qualquer forma, o pulmão é tomado e pode chegar a um ponto em que desequilibra, não consegue mais puxar oxigênio suficiente do ar”, explica Barreto. O tratamento é feito através de ventilador mecânico e os pacientes podem ficar entubados para se recuperar.

Todos os quatro adolescentes tiveram queimaduras na face, na região dorsal e nos braços. Dois deles tiveram queimaduras também nas pernas, e apresentaram entre 30 e 35% do corpo queimado. “Sem previsão de alta para nenhum deles por causa da parte respiratório. Eles continuam excretando fuligem. Quando tiraram eles de dentro [do local onde os colchões pegaram fogo], eles estavam em um nível de perder a consciência”, aponta o médico.

 

 

G1 PE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.