Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Vídeo: Terminal Rodoviário de Belo Jardim esquecido pelo Estado

Os passageiros que chegam em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco, conhecida como Terra de Músicos, têm uma péssima impressão do terminal rodoviário da cidade. No espaço, existem problemas de infiltração, instalações elétricas precárias e banheiro sem condições de uso. O programa O Povo na TV da TV Jornal Caruaru já mostrou os problemas no local diversas vezes e, novamente, voltou ao município. Confira na reportagem.

SOLUÇÃO – A Empresa Pernambucana de Transporte Intermunicipal (Epti), órgão do governo do Estado que é responsável pelo Terminal Rodoviário de Belo Jardim, ciente das reclamações referentes à estrutura, limpeza e segurança do espaço, informou que vai verificar a situação para resolver os problemas. No entanto, um prazo para que os problemas do local sejam de fato resolvidos não foi informado pela Epti.

 

 

NE10

 

 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Três feridos no acidente com ônibus da Raça Negra permanecem internados

No dia seguinte ao acidente envolvendo um ônibus da banda Raça Negra, na BR-101, no município de Goiana, três pessoas permanecem internadas no Hospital Miguel Arraes, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife.

Continuam no local o saxofonista Marcos Roberto França, o roadie Edson Alves de Lima, bem como Alex Edwin Ordenis. De acordo com a assessoria do Hospital, os três pacientes permanecem em estado estável e seguem em observação.

O roadie Edson Alves passou por cirurgia ainda na segunda-feira e se recupera bem. Também foi informado que todos os pacientes presentes na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Igarassu já receberam alta, dentre eles o vocalista da banda, Luiz Carlos, que ainda ontem fez visita os demais integrantes.

ACIDENTE- O acidente ocorreu nessa segunda-feira (20) quando o ônibus que carregava integrantes da banda tombou em uma mureta. Em seguida, um caminhão que vinha no sentido contrário bateu no veículo. O ônibus da banda viajava de Natal (RN) para o aeroporto do Recife (PE) – de onde o grupo seguira para Salvador (BA) – e havia passado pela divisa entre a Paraíba e Pernambuco antes do acidente. Equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu foram responsáveis pelos os primeiros socorros.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) o acidente pode ter sido causado por falta de atenção, já que o motorista não estaria embriagado. Um boletim de ocorrência com a provável causa do acidente ainda deve ser divulgado pela instituição.

 

 

NE10

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após prisões, Câmara de Caruaru põe projeto do BRT de novo na pauta

A Câmara de Vereadores decide hoje, em sessão extraordinária, sobre a anulação da aprovação do projeto que prevê a implantação de um Bus Rapid Transit (BRT) nesta cidade do Agreste. A recomendação de anular o resultado foi do Ministério Público, que investiga suposta cobrança de propina por um grupo de dez parlamentares para aprovar a proposta. Como os acusados foram afastados de suas funções, e caso não haja nova decisão judicial, caberá aos suplentes decidir sobre a questão.

Na última sexta-feira, o Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) concedeu liminar favorável pela volta dos dez parlamentares que estão sendo acusados de cobrar propina. A decisão, entretanto, ainda não chegou ao presidente da Casa, Leonardo Chaves (PSD), e os suplentes, que assumiram no dia 19 de dezembro, continuam nos cargos.

“Mesmo que a liminar do Tribunal de Justiça chegue à Câmara, existe outra decisão, da Vara da Fazenda Pública, pelo afastamento dos vereadores que estão sendo acusados. Como essa decisão não foi cassada, os suplentes continuam nos cargos”, explicou o procurador jurídico da Câmara, Bruno Martins.

Um dos advogados dos acusados, Marcílio Cumaru, tem opinião diferente. Para ele, a decisão da Vara da Fazenda Pública, de afastar os vereadores, se baseia no inquérito, ou seja, no mesmo fato julgado pelo TJPE. “Estamos em contato com o juiz responsável para que ele também possa reavaliar sua decisão”, acrescentou.

Os dez vereadores afastados foram investigados na Operação Ponto Final, desencadeada no dia 18 de dezembro. Eles são acusados de concussão, corrupção passiva e de integrar organização criminosa. Os vereadores teriam exigido R$ 2 milhões para aprovar o projeto do BRT. Eles chegaram a ser presos, mas conseguiram habeas corpus e respondem ao processo em liberdade.

 

 

Jornal do Commercio

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Advogado é solto após passar quatro noites no Cotel

Após quatro noites no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, o advogado Bruno Rodrigues Quintas, de 39 anos, conseguiu liberdade provisória e foi solto após pagar fiança. Segundo a sentença expedida pela juíza Ana Cristina Mota, da Vara dos Crimes Contra a Administração Pública, o valor da fiança estabelecido foi de 30 salários mínimos, que atualmente equivale a R$ 21.720,00.

O advogado foi preso na noite da última quinta-feira (16) após confusão em um bar de Boa Viagem. Ele responde por embriaguez ao volante, dirigir sem habilitação, dano qualificado a viatura, desacato e resistência à prisão.

OAB – A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) vai solicitar à Secretaria estadual de Defesa Social investigação para averiguar quem liberou o vídeo do advogado, ainda na Delegacia de Boa Viagem, em que ele aparece de cueca e com um comportamento agressivo, dentro de uma cela.

A instituição também promete notificar Bruno para que ele preste esclarecimentos sobre a sua conduta.

RELEMBRE O CASO -O advogado  Bruno Rodrigues Quintas iniciou a confusão por volta das 20h30 xingando funcionários do bar Underground, na Avenida Boa Viagem, e deixando o local sem pagar a conta.

Na sequência, ele quebrou o vidro de vários carros estacionados na rua e fugiu numa Pajero de placa KLW-3530. O dono do estabelecimento acionou a polícia, que passou a perseguir o acusado.

Na fuga, o Bruno colidiu com outro veículo na Avenida Domingos Ferreira, próximo ao Bompreço, mas só foi interceptado na altura da Delegacia de Boa Viagem, onde outra viatura o parou.

O advogado prestou depoimento até as 23h30 e logo depois foi encaminhado ao Centro de Observação e Triagem Professor Everaldo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

 

 

JC Online

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Servidor público denuncia caso de tortura e estupro filmado dentro do Cotel

Um servidor público denuncia que casos de tortura e estupro acontecem com frequência dentro do Centro de Triagem de Abreu e Lima (Cotel), no Grande Recife. Segundo ele, que não quis se identificar, são do Cotel as imagens que mostram um preso sendo torturado por outros dentro de uma cela conjulgal especial. No vídeo, um homem aparece de calcinha sendo espancado e humilhado por detentos. A testemunha também contou que esse tipo de tortura acontece com conhecimento da chefia de segurança e da direção do Cotel.

O secretário de Ressocialização, Romero Ribeiro, informou que já tem conhecimento do vídeo e disse que há indícios de crime de tortura, mas é preciso concluir a sindicância que já foi instaurada para poder ter a certeza que tipo de crime foi cometido. Ainda segundo o secretário, em um prazo de 30 dias a sindicância será concluída.

 

 

TV Jornal

Imagem: TV Jornal

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Bandidos assaltam sulanqueiros na BR-232, em Bezerros

Dois grupos de feirantes que seguiam para a Feira da Sulanca em Caruaru, no Agreste pernambucano, foram assaltados na rodovia BR-232 em Bezerros, também no Agreste. As ações criminosas ocorreram na manhã desta segunda-feira (20).

O primeiro assalto, segundo a polícia, se deu por volta das 4h. Uma van com pelo menos 12 passageiros de Goiana, na Zona da Mata, foi interceptada por um veículo Cross Fox, de cor preta e placa não identificada.

Um dos bandidos que estava dentro do carro atirou contra o transporte dos sulanqueiros e fez com que o condutor parasse o automóvel. Logo em seguida, eles anunciaram assalto e levaram dinheiro e vários pertences dos passageiros.

Uma mulher que estava dentro da van foi alvejada na altura do tórax e socorrida ao Hospital Regional do Agreste (HRA), em Caruaru. De acordo com informações da unidade de saúde, ela não corre risco de morte.

O segundo assalto, ainda na BR-232, ocorreu pouco tempo depois. Desta vez, o alvo dos bandidos foi um ônibus com 28 passageiros que se deslocava do município de Sapé (PB) com destino a Caruaru.

Segundo a polícia, também em um carro, os assaltantes fizeram o motorista parar o coletivo e em seguida anunciaram o assalto. Dinheiro e vários pertences também foram levados dos passageiros.

Todas as vítimas prestaram depoimento na Delegacia de Bezerros e depois seguiram viagem. Até o início da tarde desta segunda-feira nenhum suspeito foi localizado pela polícia, que acredita que os mesmos bandidos tenham praticado os dois assaltos.

 

 

NE10

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mais duas granadas são entregues à Polícia Federal

Mais duas granadas foram entregues, através da campanha do desarmamento, à Polícia Federal, totalizando 7 munições deste tipo. De acordo com a PF, uma mulher, de Afogados, acionou a Polícia Militar na última sexta-feira (17). Ela informou que a munição de tanque de guerra era do falecido marido, um ex-militar. O outro armamento foi entregue por um homem no último sábado (18), de Jardim Paulista. Segundo a polícia, ele encontrou o artefato há 10 anos quando estava pescando no Rio Capibaribe.

As duas pessoas informaram que resolveram fazer a entrega depois de assistir à uma repostagem na televisão mostrando o perigo de ter a munição em casa.O artefato mesmo antigo pode conter em seu interior substância explosiva que em contato com faísca de fogo, superaquecimento através do calor exagerado ou impacto provocado por queda, poderia provocar sua detonação.

A Campanha do Desarmamento incentiva a entrega voluntária de armas com indenizações que variam de R$ 150 a R$ 450 dependendo do tipo e do calibre. Desde o começo da ação, no dia 14 de novembro de 2011, já foram entregues 6.201 armas e 12.380 munições.

Quem quiser entregar uma arma deve primeiro acessar o site www.entreguesuaarma.gov.br ou www.pf.gov.br, preencher uma guia de trânsito que tem validade de um dia e acondicioná-la de forma discreta e desmuniciada (sem munição) de forma a não caracterizar o seu pronto uso. Caso, a pessoa seja parada por uma blitz policial estará acobertada de qualquer apreensão ou prisão. As pessoas que entragam as armas têm a identidade mantida em sigilo.

 

 

JC Online

Foto: Divulgação/PF

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ônibus da banda Raça Negra tomba na BR-101, em Pernambuco

Um ônibus da banda Raça Negra derrapou e tombou na BR-101, próximo à cidade de Goiana, Mata Norte de Pernambuco, na madrugada desta segunda-feira (20). O grupo de pagode vinha de um show em Natal (RN) e embarcaria do Recife para Salvador (BA), de avião. Pelo menos onze integrantes da equipe e o vocalista ficaram feridos, como informou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Igarassu, Grande Recife.

Seis dos músicos foram encaminhados para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista, também no Grande Recife. De acordo com informações repassadas pela emergência do hospital, dois deles estão no bloco cirúrgico e os outros quatro, em atendimento na emergência. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dos músicos e equipe.

Na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Igarrasu, outros seis passageiros do ônibus foram atendidos, entre eles o vocalista da banda, Luiz Carlos, que teria sofrido uma torção no braço direito. Com quadro estável, todos já receberam alta, segundo informação de um enfermeiro da UPA que não quis ser identificado.

A produção do grupo informou que trinta pessoas costumavam viajar no ônibus da banda, mas não há confirmação de quantas estavam nessa viagem e do número exato de feridos.

O ônibus está no acostamento e o trânsito na BR-101 flui normalmente, segundo a PRF.
Do G1 PE

Foto: Walter Paparazzo/G1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Caruaru, um mês em polvorosa com a Operação Ponto Final

Há um mês os moradores desta cidade do Agreste pernambucano acordaram perplexos com a prisão de dez dos seus 23 vereadores. A Operação Ponto Final, desencadeada na madrugada do dia 18 de dezembro, pela Polícia Civil de Pernambuco, trouxe à tona, de acordo com a investigação, um esquema de cobrança de propina cuja história mais lembra o enredo de um filme policial.

Considerada a mais importante cidade do interior pernambucano, a Capital do Forró virou destaque negativo no noticiário nacional. O assunto ainda é debatido nas ruas e nos meios de comunicação e tem sido tema para professores e religiosos.

Professor de História do campus da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) em Caruaru, José Urbano é um dos que têm falado sobre o tema em sala de aula. Para ele, num primeiro momento as pessoas se sentiram frustradas, mas cientes de que é possível tirar muitas lições do fato.

“Uma delas é que há uma mudança positiva, com políticos sendo presos. Outro vínculo que fazemos em sala de aula é com as manifestações de rua que aconteceram no País no ano passado”, destacou o professor da UFPE.
José Urbano também enfatiza para os alunos o papel da imprensa neste tipo de caso, que ele considera fundamental para a divulgação e elucidação dos crimes.

Já o padre Bianchi Xavier usa os fatos que estão acontecendo com os vereadores de Caruaru para alertar os fieis sobre como as pessoas não devem deixar se levar pela ganância e pelo poder. “Abordei o assunto em um programa de rádio e lamentei. Infelizmente, o povo se sentiu traído. Também foi uma surpresa para mim, pois conheço muitos deles”, afirmou o pároco.

Na opinião do cantor, compositor e presidente da Academia Caruaruense de Cultura, Ciências e Letras, Onildo Almeida, autor da música Feira de Caruaru, os principais responsáveis por esse tipo de comportamento são os partidos políticos. “Quando um partido busca componentes para formar seus quadros não há nenhuma investigação. Eles não procuram o passado de cada um. Os partidos simplesmente admitem e elegem. Acho que esse mal deve ser cortado pela raiz”, protestou.

Para o vice-prefeito de Caruaru, Jorge Gomes (PSB), o que está acontecendo na Câmara de Vereadores é lamentável. “Caruaru está sendo vista de forma negativa, espero que a justiça seja feita”, resumiu o socialista.
Presidente da Câmara de Vereadores entre 2010 e 2012, o ex-vereador Lícius Cavalvanti (PCdoB) acha que o Executivo municipal também é responsável pelo que está acontecendo no Legislativo do município.

“A cidade tem oligarquias, o coronelismo, que não aceitaram o movimento de independência da Câmara. Quebramos a subordinação e eles lutaram para que eu não fosse reeleito. Traçaram caminhos errados e deu nisso que está aí”, disse.

Na opinião do presidente do Sindicato dos Empregados no Comércio de Caruaru, Milton Manoel, esses fatos vão marcar a história da cidade por vários anos. Segundo ele, o caso não é simples e deve ser mais bem investigado, pois outros crimes também podem ter acontecido. “Nós, por exemplo, denunciamos a votação do projeto da licitação dos transportes públicos. Para evitar essas coisas, é preciso que o cidadão comum comece a acompanhar a Câmara mais de perto”, colocou.

 

Jornal do Commercio

Foto: JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Multa de Pedro Corrêa é superior a R$ 1 milhão

Após ser julgado e condenado, o ex-deputado Pedro Corrêa (PP), que cumpre pena de 7 anos e 2 meses de prisão por formação de quadrilha e corrupção passiva, vai pagar R$ 1.628.559,36 da multa dada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). Diferente do ex-presidente do Partido dos Trabalhadores (PT) José Genoino, também condenado pelo mensalão, Corrêa não vai recorrer aos amigos para quitar a dívida.

O político está preso no Centro de Ressocialização do Agreste, no município de Canhotinho, a 223 quilômetros do Recife, desde o dia 8 de janeiro, em regime semi-aberto. De acordo com o juiz Luiz Rocha, titular da 1ª Vara de Execução Penal do Estado, a multa veio dentro da própria sentença, emitida pelo STF. Mas os valores foram corrigidos pela contadoria do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE).

O pagamento poderá ser realizado da forma escolhida pelo ex-deputado, mas precisa passar pela autorização da Justiça. “Ele terá dez dias para pagar a multa, contando da data em que ele receber a intimação em Canhotinho. Passado o prazo, se ele não pagar, a multa será inscrita na dívida ativa da União”, explicou o juiz.

Isso significa que se o pagamento não for efetuado, os bens de Pedro Corrêa serão averiguados e podem ser bloqueados e utilizados para o pagamento da dívida. Inicialmente, a multa arbitrada para Corrêa, em 2006, era R$ 900 mil, com as correções monetárias desde o período atingiu R$ 1,6 milhão.

Corrêa se entregou à Polícia Federal no dia 5 de dezembro, em Brasília e ficou detido -­ junto com outros condenados no mensalão – no Complexo Penitenciário da Papuda.

TRABALHO

Com relação aos pedidos de trabalho para Corrêa, o juiz Luiz Rocha explicou que ainda não recebeu nenhum pedido de trabalho, curso ou atividade educacional.

 

Blog do Jamildo

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.