Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Decisão sobre carnaval só deve ser tomada em 2022, diz secretário de Saúde de Pernambuco

“Provavelmente, a definição sobre carnaval não será tomada este ano”, afirmou André Longo, nesta quinta (25). Governo ampliou para 7.500 número de pessoas em cada evento.

Por g1 PE

A decisão sobre a realização do carnaval em Pernambuco só deve ser tomada em 2022. A afirmação foi feita nesta quinta (25) pelo secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, durante anúncio de avanço no plano da convivência com a Covid-19.

A quantidade permitida de público em eventos subiu para 7,5 mil. Além disso, o número de pessoas por mesa em bares e restaurantes passa a ser de até 50. Essas medidas entram em vigor na segunda (29).

Longo acrescentou que, a partir do dia 1º de dezembro, serão exigidas as duas doses da vacina contra a Covid-19 para quem quiser entrar em estabelecimentos públicos.

O decreto com todas as regras para cumprimento da norma será publicado nos próximos dias no Diário Oficial do Estado.

Em entrevista no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo do estado, na área central do Recife, Longo disse “é cedo para uma definição” quanto as festas de carnaval e Ano Novo e que o monitoramento da pandemia está sendo feito constantemente.

“O que a gente tem até agora, que vale para réveillon e que poderá valer para janeiro e fevereiro, é a definição dos eventos limitados a 7.500 pessoas com controle vacinal de 100% das pessoas nestes espaços. Muito provavelmente a definição sobre Carnaval não será tomada este ano”, afirmou.

Segundo o secretário, será observado o cenário epidemiológico antes de uma decisão definitiva sobre a festa.

“A gente respeita muito todo o contingente que está envolvido no carnaval e até por isso mesmo a gente tem que observar os cenários, o que está acontecendo no mundo e o que está acontecendo no Brasil para tomar essa decisão com o maior suporte científico possível”.

Antes da coletiva de acompanhamento da pandemia, a realização do carnaval foi tema de uma nota publicada pelas academias pernambucanas de Ciência se Medicina.

As entidades alertaram para os riscos dos festejos diante do aumento do número de casos de Covid na Europa. Carpina, na Zona da Mata Norte, foi a primeira cidade a descartar a realização de festas de Momo em 2022.

“A gente viu o documento, a gente respeita muito essas instituições. A gente tem no nosso comitê ouvido especialistas, ouvido instituições, temos seguido a orientação da ciência e feito análise de cenários. Estamos observando a chegada da sazonalidade europeia, que está trazendo problemas, especialmente nos países com menos pessoas vacinadas”, afirmou André Longo.

Avanços no plano de convivência

A partir da segunda-feira (29), a quantidade permitida de pessoas em eventos no estado passa de 5 mil para 7.500, considerando a limitação de 50% do espaço físico.

No entanto, 100% do público precisará ter tomado as duas doses da vacina contra a Covid-19. Além disso, a quantidade de pessoas por mesa em bares e restaurante passa de 15 para até 50 pessoas.

“Lembrando que continua sendo necessária a apresentação da comprovação do ciclo vacinal completo em locais acima de 300 pessoas. Não será permitido pessoas com primeira dose e teste negativo”, disse Rebêlo.

Vacinação

André Longo reforçou, ainda, a importância da imunização para evitar novas ondas da doença, como registram, atualmente, países do continente europeu. Ele destacou que 590.103 pernambucanos estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em atraso, o que preocupa os especialistas.

“Uma única dose não é o suficiente para garantir uma proteção robusta contra o vírus. Aqui em Pernambuco, por exemplo, 20% das pessoas internadas com a forma grave da Covid-19 estavam vacinadas com apenas uma dose. Além disso, 17% dos pacientes que vieram a óbito também se encontravam nas mesmas condições”, detalhou o secretário.

Covid-19 em Pernambuco

Nesta quinta (25), o governo confirmou mais 327 casos da Covid-19. Também registrou oficialmente nove mortes provocadas pela doença.

Entre as confirmações desta quinta, 19, ou 6%, são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 308 (94%) são leves.

Desde março de 2020, Pernambuco totaliza 638.595 casos confirmados da doença, sendo 54.950 graves e 583.645 leves.

Os casos do novo coronavírus estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Mortes

O boletim confirmou, nesta quinta, cinco mortes de homens e quatro de mulheres. Esses óbitos ocorreram entre os dias 11 de junho de 2020 e 24 de novembro de 2021. Desde o início da pandemia, são, ao todo, 20.212 mortes registradas.

Essas pessoas moravam em Petrolina (2), Recife (5) e Sirinhaém (2). Os pacientes tinham idades entre 51 e 83 anos.

As faixas etárias são: 50 a 59 (3), 60 a 69 (3), 70 a 79 (2) e 80 ou mais (1). Oito tinham doenças preexistentes: doença cardiovascular (4), hipertensão (4), diabetes (2), imunossupressão (2), doença hepática (1), doença neurológica (1), doença renal (1), obesidade (1).

Um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um segue em investigação.

Vacinas

Na tarde desta quinta, Pernambuco recebeu mais 165 mil doses de vacinas da fabricante Astrazeneca/Fiocruz. O avião com os imunizantes pousou no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre por volta das 15h45.

A carga seguiu para checagem e armazenamento na sede do Programa Estadual de Imunização (PNI-PE). As vacinas serão utilizadas para segunda dose na população em geral que ainda não completou o esquema vacinal.

Imunização

Desde 18 de janeiro de 2021, Pernambuco aplicou 13.375.948 doses de vacinas contra a Covid-19.

Com relação às primeiras doses, foram 7.153.232 aplicações. A cobertura chegou a 92,99% do público-alvo.

Do total, 5.605.997 pessoas, ou 72,88% do público-alvo, completaram seus esquemas vacinais. Foram 5.432.924 vacinadas com imunizantes aplicados em duas doses e outras 173.073 contempladas com vacina aplicada em dose única.

Em relação às doses de reforço, foram aplicadas 616.719 doses. Outras informações detalhadas sobre a população vacinada contra a Covid-19 estão disponíveis no Painel de Acompanhamento Vacinal.

Leitos

Nesta quinta, a taxa de ocupação global de leitos para Covid na rede pública de Pernambuco ficou em 48%, de um total de 1.401 vagas disponíveis.

Nas UTIs públicas, a taxa de ocupação de leitos era de 49%. Havia 757 unidades abertas. Nas enfermarias, havia 644 vagas e 45% delas estavam com doentes.

Na rede particular, a taxa global de ocupação de leitos ficou em 39%, de um total de 236 unidades abertas.

Nas UTIs, eram 122 leitos e 52% deles estavam ocupados. Nas enfermarias, havia 114 vagas e a taxa de ocupação desses leitos chegou a 26%.

Testes

Desde março de 2020, Pernambuco realizou 2.688.475 testes para detectar Covid.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Suspeito de roubo de cargas no Rio de Janeiro é preso no Recife

Yuri Oliveira, de 23 anos, foi detido por policiais do DHPP. Ele tinha mandado de prisão em aberto expedido pela 14ª Vara Criminal do Rio desde 2019.

Por g1 PE

Suspeito de roubo de cargas no Rio de Janeiro foi preso no Recife, nesta quinta (25) — Foto: Reprodução/TV Globo

Suspeito de roubo de cargas no Rio de Janeiro foi preso no Recife, nesta quinta (25) — Foto: Reprodução/TV Globo

Um homem suspeito de roubo de cargas no Rio de Janeiro foi preso, nesta quinta (25), no Recife. Segundo informações repassadas para uma equipe da TV Globo, Yuri Oliveira, de 23 anos, estava foragido da Justiça daquele estado desde 2019.

Ele tinha um mandado de prisão em aberto expedido pela 14ª Vara Criminal do Rio. Ainda de acordo com informações da polícia, Yuri é investigado por associação criminosa. Ele roubaria cargas para revender para traficantes.

A prisão foi efetuada por equipes do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). Nesta quinta, ele foi levado para a sede dessa unidade policial, na Zona Oeste do Recife.

Depois, seguiu para se submeter a um exame de corpo delito no Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central da cidade.

Ainda nesta quinta, ele foi levado para o Centro de Observação e Triagem Criminológica Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana.

TV Globo entrou em contato coma defesa de Yuri e foi informada que o advogado só deve se pronunciar “depois de obter mais detalhes sobre a prisão”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Incêndio é registrado na Reserva de Serra dos Cavalos, em Caruaru

Chamas atingiram local de difícil acesso, segundo o Corpo de Bombeiros.

Por g1 Caruaru

Incêndio em Serra dos Cavalos — Foto: WhatsApp/Reprodução

Incêndio em Serra dos Cavalos — Foto: WhatsApp/Reprodução

Um incêndio foi registrado no fim da tarde desta quinta-feira (25), na Reserva de Serra dos Cavalos, em Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Equipes da Defesa Civil do município e do Corpo de Bombeiros foram até o local.

De acordo com os bombeiros, o incêndio foi registrado em um local de difícil acesso e que os profissionais não teriam como chegar ao foco das chamas devido à baixa iluminação. O Corpo de Bombeiros não informou a proporção das chamas.

A equipe dos bombeiros irá retornar ao local na manhã da sexta (26). A causa do incêndio é desconhecida.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Carpina cancela eventos de carnaval e da Festa de Reis em 2022: ‘a vida a gente não traz de volta’, diz prefeito

Anúncio foi feito pelo prefeito Manuel Botafogo em um vídeo postado na internet. Segundo a prefeitura, o município vai ter decoração para festas, mas não acontecerão shows e desfiles.

Por g1 PE

Prefeito de Carpina anuncia cancelamento de eventos de carnaval e da Festa de Reis em 2022

O município de Carpina, na Zona da Mata de Pernambuco, anunciou o cancelamento das programações de Carnaval e da Festa de Reis, evento tradicional na cidade, devido à pandemia da Covid-19. O prefeito Manuel Botafogo (sem partido) informou a decisão por meio de uma gravação publicada em uma rede social.

Esta é a primeira cidade de Pernambuco a anunciar o cancelamento de eventos de carnaval, de acordo com a Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe).

Segundo a prefeitura de Carpina, o departamento jurídico da prefeitura trabalha na elaboração de um decreto para oficializar o cancelamento. No vídeo publicado no Instagram na tarde da quarta-feira (24), o prefeito disse que a decoração festiva da cidade será realizada, mas não haverá shows e desfiles.

“Eu estou até me antecipando avisando que, em 2022, não tem carnaval em Carpina. Não tem bloco de qualidade nenhuma, em 2022. Como também não vai ter a Festa de Reis, vão ter os carrosséis, estamos decorando a cidade, deixando ela bonita e iluminada, mas carnaval não vai ter”, declarou o prefeito.

De acordo com a prefeitura, a cidade deve montar um parquinho de diversão para as crianças, com roda-gigante, carrossel e demais brinquedos, mas não será autorizada a realização de espetáculos ou desfile de blocos e agremiações.

Prefeito de Carpina Manuel Botafogo em pronunciamento para redes sociais  — Foto: Reprodução/Instagram

Prefeito de Carpina Manuel Botafogo em pronunciamento para redes sociais — Foto: Reprodução/Instagram

“Eu estou prevenindo porque vocês que trabalham com a cultura e podem querer preparar um material, [recomendo] que não preparem porque não vai ter. Para não fazer a despesa e ficar perdida”, disse o prefeito.

A Festa de Reis, celebrada no dia 6 de janeiro, é tradicional no município. Até 2020, antes do início da pandemia da Covid-19, acontecia no Parque de Eventos da cidade, com programação de shows e espetáculos.

“Vamos pedir a Deus para que tudo ocorra em paz e, no próximo ano, a gente possa fazer um São João bonito. Agora carnaval e Festa de Reis não vão ter. Não tem coisa melhor do que a vida, o carnaval passa, mas a vida a gente não traz de volta”, declarou o prefeito, no vídeo.

Carnaval no estado

O governo de Pernambuco ainda não decretou a autorização ou não da realização de programações de carnaval no estado. No dia 18 de novembro, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que ainda não há segurança sanitária para festas como réveillon e carnaval.

De acordo com o secretário, a meta do estado é chegar, até fevereiro de 2022, a 90% de cobertura vacinal com segunda dose e, pelo menos, 2 milhões de pessoas com mais de 55 anos com dose de reforço tomada.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sobe para 149 número de casos de pessoas com lesões na pele que causam coceira no Recife; surto atinge 23 bairros

Novos dados foram divulgados pela prefeitura, na noite desta quarta-feira (24). Ao todo, seis cidades da Região Metropolitana apresentam notificações.

Por g1 PE

Surto de lesões de pele que provoca coceira tem registro de 149 casos nesta quarta-feira (24) no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Surto de lesões de pele que provoca coceira tem registro de 149 casos nesta quarta-feira (24) no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

A prefeitura do Recife informou, na noite desta quarta (24), que subiu de 134 para 149 o número de casos de pessoas com lesões na pele que provocam coceira. Ainda de acordo com o balanço mais recente, a quantidade de bairros com notificações na cidade saiu de 19 para 23. Os dados anteriores tinham sido divulgados de manhã.

Também nesta quarta, mais três cidades de Pernambuco registraram casos de moradores com lesões na peleOlindaJaboatão dos Guararapes e São Lourenço da Mata. Com isso, subiu para seis o número de municípios onde o surto foi registrado, todos eles no Grande Recife.

A lista inclui, ainda, a capital pernambucana, Camaragibe e Paulista. Ao todo, tinham sido notificados em Pernambuco 233 casos, sem contar com os 15 novos registros feitos pelo Recife, na noite desta quarta.

Os relatos das pessoas são de coceira intensa, com lesões avermelhadas espalhadas pela pele. A causa do surto é desconhecida e segue em investigação (veja mais abaixo nesta reportagem).

De acordo com a Secretaria de Saúde do Recife, os casos estão sendo monitorados. A prefeitura disse que mantém contato com a Secretaria Estadual de Saúde, com o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz Pernambuco), com um médico epidemiologista e com um médico infectologista, com o objetivo de obter conclusões sobre o surto.

As investigações estão sendo feitas por meio de exames laboratoriais e de ações nas localidades, entre elas, a captura de mosquitos e de ácaros.

Esta semana, disse o município, serão realizados exames de raspado de pele em pessoas que apresentaram os sintomas. A secretaria afirmou que as pessoas não devem fazer a automedicação e precisam manter as mãos higienizadas.

“Recomenda-se buscar uma unidade de saúde para receber o atendimento médico e tratar os sintomas. Para os profissionais de saúde, a orientação é de que os casos suspeitos sejam notificados em até 24 horas”, afirmou a prefeitura, por meio de nota.

Veja os bairros com registros no Recife

  • Dois Irmãos
  • Guabiraba
  • Várzea
  • Boa Viagem
  • Córrego do Jenipapo
  • Bomba do Hemetério
  • Encruzilhada
  • Torre
  • Graças
  • Morro da Conceição
  • Brejo da Guabiraba
  • Passarinho
  • Linha do Tiro
  • Boa Vista
  • Sítio dos Pintos
  • Imbiribeira
  • Ibura
  • Mangabeira
  • San Martin
  • Porto da Madeira
  • Casa Forte
  • Cordeiro
  • Tamarineira

Outras cidades

Na noite desta quarta, Camaragibe informou que subiu de 62 para 78 o número de casos em investigação. A prefeitura disse que está realizando estudo clínico, epidemiológico com o levantamento de informações sobre os diagnósticos.

Jaboatão dos Guararapes notificou 21 casos, que estão sendo investigados por equipes da Vigilância Epidemiológica do município. A maior parte dos registros é de moradores dos bairros de Piedade e Prazeres, mas também houve notificações no Zumbi do Pacheco e em Vila Rica.

A orientação da Secretaria Municipal de Saúde é que a população procure a unidade de saúde mais próxima para que possa ser realizada uma avaliação clínica.

Em São Lourenço da Mata, foram notificados seis casos. Na penúltima semana de novembro, foram três casos, todos eles registrados em pacientes do Hospital e Maternidade Petronila Campos.

Segundo a prefeitura, a Diretoria Municipal de Epidemiologia investiga mais três casos suspeitos de moradores que procuraram os postos de saúde da cidade com suspeita da lesão.

Na segunda-feira (22), Olinda notificou quatro casos, através da Diretoria de Vigilância em Saúde, por meio do Departamento de Epidemiologia. Os nomes dos bairros onde os registros foram feitos não foram divulgados.

Em nota, a prefeitura informou que monitora os casos “para investigar a origem do surgimento do surto”.

Ainda no texto, a prefeitura disse que toda a rede de saúde particular e pública da cidade “está em alerta para registrar e comunicar, de imediato, qualquer indivíduo que apresente tais sintomas”.

Investigação

Moradores do Recife reclamam de coceira e lesões na pele

No dia 19 de novembro, o Núcleo de Vigilância e Resposta às Emergências em Saúde Pública da Secretaria Estadual de Saúde lançou uma nota técnica que orientou os serviços e profissionais de saúde a notificarem, em até 24 horas, o Cievs sobre os casos de pessoas com lesões na pele e coceira .

As gestões municipais, a SES e especialistas ainda não identificaram qual a causa das lesões. As possibilidades investigadas vão desde a escabiose, conhecida popularmente como sarna humana, até reações alérgicas ou desequilíbrios ambientais provocados por questões como água e proximidade com áreas de mata.

A relação com arboviroses, que são as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como dengue, zika vírus e chikungunya, é uma possibilidade remota apontada pelos epidemiologistas.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

PF cumpre mandados na PB e mais 12 estados em operação contra tráfico interestadual de drogas

Investigados utilizavam nomes de empresas falsas, com suposta atuação em vendas pela internet, nas áreas de bijuterias e de suplementos alimentares.

Por g1 PB

PF cumpre mandados na PB e mais 12 estados em operação contra tráfico interestadual de drogas — Foto: Polícia Federal/Divulgação

PF cumpre mandados na PB e mais 12 estados em operação contra tráfico interestadual de drogas — Foto: Polícia Federal/Divulgação

A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (25) a operação Insônia, com o objetivo de reprimir o tráfico interestadual de drogas, via postais. Estão sendo cumpridos um total de 48 mandados de busca e apreensão na Paraíba e nos estados de Minas Gerais, São Paulo, Mato Grosso, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, Goiás, Pará, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro e Roraima.

Também estão sendo cumpridos dois mandados de prisão temporária e um mandado de prisão preventiva na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais. As ordens judicias foram expedidas pela Vara de Entorpecentes de Campina Grande.

As investigações começaram há cerca de cinco meses, quando a Polícia Federal identificou que o grupo criminoso remeteu mais de 500 encomendas postais com a droga, conhecida popularmente como “ecstasy” ou “bala”.

O processo de investigação também apontou que a comercialização do entorpecente ocorria por meio de aplicativos de mensagens e tiveram como destinatários traficantes da cidade de Campina Grande, João Pessoa e municípios dos outros estados que são alvo da ação.

Outras cidades que foram destino para entrega das drogas:

  • Anápolis – Goiás
  • Uruaçu – Goiás
  • Araçatuba – São Paulo
  • Jaboticabal – São Paulo
  • Pirassununga – São Paulo
  • Votuporanga – São Paulo
  • Belo Horizonte – Minas Gerais
  • Coronel Fabriciano – Minas Gerais
  • Chapecó – Santa Catarina
  • Cuiabá – Mato Grosso
  • Sorriso – Mato Grosso
  • Guanambi – Bahia
  • Porto Seguro – Bahia
  • Macei – Alagoas
  • Natal – Rio Grande do Norte
  • Porto Alegre – Rio Grande do Sul
  • Recife – Pernambuco
  • Ribeirão Preto – São Paulo
  • Rio Branco – Acre
  • Rio de Janeiro – Rio de Janeiro
  • Rio Grande – Rio Grande do Sul
  • Santarém – Pará
  • Taguatinga – Amazonas

Os investigados, segundo a PF, utilizavam nomes de empresas falsas, com suposta atuação em vendas pela internet na área de bijuterias e de suplementos alimentares. Eles devem responder pelos crimes de tráfico interestadual de drogas e associação para o tráfico.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Servidor do Detran de 64 anos desaparece de casa e polícia investiga caso: ‘estamos desesperados’, diz filho

Bartolomeu José Marins Novaes sumiu da residência, na Mangabeira, na Zona Norte do Recife, na tarde de segunda (22).

Por g1 pe

Bartolomeu Jose, de 64 anos, está desaparecido no Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Bartolomeu Jose, de 64 anos, está desaparecido no Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de um homem de 64 anos, no Recife. Bartolomeu José Marins Novaes é funcionário do Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e está sumido de casa desde as 17h de segunda (22). “Estamos desesperados”, afirmou o filho dele, Gleidson Gustavo Alves.

Segundo a família dele, Bartolomeu foi visto pela última vez quando saía de casa, na Rua Zelândia, na Mangabeira, na Zona Norte da cidade.

Gleidson Gustavo disse, em entrevista ao g1, que o pai tem problemas de alcoolismo, costumava sair de casa para ir a bares, mas nunca ficou tanto tempo sem dar notícias do paradeiro.

“Ele está sem telefone também. Estamos como doidos atrás dele e não temos notícia”, declarou.

O filho do homem desaparecido contou que ele chegou a informar que “iria para praia”. “A gente sabe que ele pegou dinheiro em espécie e saiu de casa”, afirmou.

Por meio de nota, a polícia disse que “a investigação continua” e que uma das filhas de Bartolomeu esteve, nesta quarta, na sede da Delegacia de Desaparecidos.

“Para não atrapalhar o bom andamento das investigações, a polícia se pronunciará em momento oportuno”, afirmou a corporação, na nota.

Quem tiver informações sobre Bartolomeu pode ligar parta o Disque-Denúncia. O telefone é 3719-9595.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sobe para 134 número de casos registrados de lesões na pele que provocam coceira no Recife; surto atinge 19 bairros

Secretaria Municipal de Saúde contabilizou mais 17 moradores com sintomas. Os bairros de Ibura, Mangabeira e San Martin tiveram primeiras ocorrências. Total no estado passou para 202.

Por g1 PE

Surto de lesões de pele que provoca coceira tem registro de 134 casos no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Surto de lesões de pele que provoca coceira tem registro de 134 casos no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Recife confirmou, na manhã desta quarta-feira (24), mais 17 casos de lesões na pele que provocam coceira. Com esse acréscimo, subiu de 117 para 134 o número de moradores com sintomas na capital pernambucana. O número de bairros com registro desse surto, que tem causa desconhecida, também aumentou, de 16 para 19.

Além do Recife, as cidades de Camaragibe Paulista, na Região Metropolitana, também registraram casos. Até a terça-feira (23), os municípios tinham 62 ocorrências e seis registros, respectivamente. Até a última atualização desta reportagem, as duas prefeituras informaram que não houve acréscimo nesses números. Com isso, subiu para 202 o total de casos notificados em Pernambuco.

De acordo com a prefeitura do Recife, o surto atinge 19 bairros na capital pernambucana. Dois Irmãos e Guabiraba concentram mais de 80% dos registros na cidade. Confira o número de casos em cada um deles:

Número de casos do surto por bairro do Recife

BairroCasos registrados
Dois Irmãos56
Guabiraba50
Ibura4
Várzea4
Boa Viagem3
Córrego do Jenipapo3
Passarinho2
Bomba do Hemetério1
Encruzilhada1
Torre1
Graças1
Morro da Conceição1
Brejo da Guabiraba1
Linha do Tiro1
Boa Vista1
Sítio dos Pintos1
Imbiribeira1
Mangabeira1
San Martin1

Fonte: Secretaria de Saúde do Recife

Por meio de nota, a Secretaria de Saúde do Recife (Sesau) afirmou que mantém contato com a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e com o Instituto Aggeu Magalhães (Fiocruz Pernambuco), além de ter uma parceria com médicos epidemiologista e infectologista, com “o objetivo de obter conclusões sobre os casos”.

No dia 19 de novembro, o Núcleo de Vigilância e Resposta às Emergências em Saúde Pública da Secretaria Estadual de Saúde lançou uma nota técnica que orientou os serviços e profissionais de saúde a notificarem, em até 24 horas, o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs) do estado sobre os casos de pessoas com lesões na pele e coceira.

Novos 17 casos de lesões de pele foram registrados na capital pernambucana nesta quarta-feira (24) — Foto: Reprodução/TV Globo

Novos 17 casos de lesões de pele foram registrados na capital pernambucana nesta quarta-feira (24) — Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com a gestão municipal da capital pernambucana, as investigações são feitas a partir de exames laboratoriais e de ações nas localidades com casos da doença, entre elas, a captura de mosquitos e de ácaros. A previsão é que sejam colhidos materiais de raspagem de pele de pessoas que apresentaram sintomas ainda nesta penúltima semana de novembro.

A Sesau informou que, até esta quarta-feira (24), não houve registro de agravamento do estado de saúde dos pacientes notificados. A secretaria reforçou a recomendação de que as pessoas não se automediquem e busquem atendimento nas unidades de saúde caso os sintomas apareçam.

Investigação

Moradores do Recife reclamam de coceira e lesões na pele

As gestões municipais, a SES e especialistas ainda não identificaram qual a causa das lesões. Os relatos das pessoas que foram acometidas é de coceira intensa, com lesões avermelhadas espalhadas pela pele (veja vídeo acima).

As possibilidades investigadas vão desde a escabiose, conhecida popularmente como sarna humana, até reações alérgicas ou desequilíbrios ambientais provocados por questões como água e proximidade com áreas de mata.

A relação com arboviroses, que são as doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, como denguezika vírus e chikungunya, é uma possibilidade remota apontada pelos epidemiologistas.

Infográfico mostra locais onde foram registrados casos de lesões na pele que causam coceira — Foto: Arte g1

Infográfico mostra locais onde foram registrados casos de lesões na pele que causam coceira — Foto: Arte g1

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Osso de boi e carcaça de frango têm variação de preço de até 220%: ‘para não ficar com fome, famílias terminam comprando’, diz economista

Procon Pernambuco, que incluiu itens na pesquisa pela primeira vez, recebeu denúncias do aumento excessivo nos valores de alimentos que antes chegavam a ser descartados ou doados.

Por g1 PE

Ossos bovinos substituem carne devido à alta dos preços, no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Ossos bovinos substituem carne devido à alta dos preços, no Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

O aumento do consumo de alimentos como osso de boi e carcaça de frango, que antes chegavam a ser descartados ou doados, fez com que o Procon Pernambuco identificasse uma variação de preços de até 220%. Essa foi a primeira vez que o órgão, que atua na proteção e defesa dos direitos dos consumidores, incluiu esses produtos na pesquisa.

“Para não ficar com fome, as famílias terminam comprando estes produtos”, afirma o economista Écio Costa, professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

Foram visitados, entre 8 e 12 de novembro, 22 estabelecimentos da Região Metropolitana do Recife, (RMR) para checar os preços destes alimentos, bem como de carnes bovina, suína e de frango, queijos e presuntos.

Em um estabelecimento, o osso bovino custa R$ 2,50. Em outro lugar, é vendido por R$ 8. A diferença de preço chega a 220%. A carcaça de frango é encontrada por R$ 2,50, em um lugar, e por R$ 5,99, em outro. A variação é de 139,60%.

De acordo com o secretário de Justiça e Direitos Humanos de Pernambuco, Pedro Eurico, o Procon incluiu os produtos no levantamento após receber denúncias do aumento excessivo dos preços.

“Começamos a observar que esses dois produtos, que no passado eram até distribuídos de graça aos pobres, começaram a ter um valor. A gente passou a receber denúncias de que esses produtos estavam aumentando exorbitantemente de preço. Não vamos tabelar preço, mas precisamos deixar claro que qualquer preço abusivo fere o código de defesa do consumidor”, disse.

Com a alta acumulada de mais de 20% no preço cobrado nos açougues, os pernambucanos têm tido dificuldade para compor o clássico prato com arroz, feijão e carne .

O secretário criticou quem pratica preços excessivos. “Isso reflete a situação de miséria, de pobreza absoluta que boa parte da população está submetida. Os que ainda podem consumir algum tipo de proteína estão comprando salsicha e, às vezes, ovos”, disse.

abandono da carne vermelha foi a saída para 67% dos brasileiros economizarem nas refeições, de acordo com a pesquisa Datafolha divulgada em 20 de setembro.

A alta acumulada no preço da carne bovina chegou a 36%, entre agosto de 2020 e 2021, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O frango encareceu até mais nesse período: 40,4%. O ovos subiram 20%,.

Imagens de pessoas buscando ossos que costumavam ser descartados por frigoríficos e açougues viraram um retrato da realidade de famílias de baixa renda nos últimos meses no Brasil. A venda dessa mercadoria era uma exceção, mas acabou se tornando uma regra .

Ossos e fragmentos de arroz e feijão entram no prato do brasileiro

Análise

De acordo com o economista Ecio Costa, professor da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e consultor de empresas, a inflação está concentrada em itens que são do consumo cotidiano das famílias e penaliza mais a baixa renda.

“A gente está chegando ao fim do ano com uma inflação pressionada e o salário da maioria dos trabalhadores só é ajustado anualmente e, em geral, no início do ano. Então, o poder aquisitivo das famílias mais pobres se deteriorou muito ao longo do ano. Para consumir proteína, as famílias acabam comprando esses produtos”, destacou.

Para o economista, a inflação deve ceder no próximo ano, mas não de imediato. “Se tem um aumento do preço da carne bovina termina puxando também o preço da carne de frango, da carne suína, fontes de proteína que tem substitutos. A mesma coisa com a gasolina e o etanol. O mercado todo está super aquecido. Vai levar um certo tempo ao longo do ano para que se reorganize”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Candidata que chegou um minuto atrasada e perdeu a prova do Enem por amamentar o filho ganha bolsas de estudo em faculdades e cursinhos

Débora Gomes tem o sonho de cursar medicina e se surpreendeu com apoio recebido desde domingo (21). ‘Não esperava receber tanto carinho, tanto amor das pessoas que nem me conhecem’, diz.

Por Bruno Marinho e Giuliano Roque, g1 PE e TV Globo

“Eu me senti muito triste. Acreditei que seria o fechamento de mais uma porta na minha vida.” O desabafo é de Débora Gomes, que perdeu o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 ao chegar com um minuto de atraso ao local de prova no Recife, porque estava amamentando um dos filhos.. Desde domingo (21), ela tem recebido uma “onda” de solidariedade e ganhou bolsas de estudo em cursinhos e faculdades privadas para não desistir do sonho de cursar medicina.

Débora tem 26 anos e mora em uma comunidade na Ilha de Joana Bezerra, na área central da capital pernambucana. Ela chegou ao prédio da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), no bairro da Boa Vista, no Centro da cidade, às 13h01, quando o portão tinha acabado de ser fechado.

“Eu cuidei dos afazeres domésticos e tive que dar de mamar ao meu filho antes de ir […] É muito complicado conciliar tudo ao mesmo tempo”, afirmou a mãe de Gabriel, de 5 meses, e de Rebeca, de 3 anos.

Ela terminou entrando na estatística de quase 43 mil candidatos ausentes no primeiro dia de provas do Enem em Pernambuco. Apesar de não poder contar com as notas da prova deste ano, Débora disse que não vai desistir do sonho de fazer uma universidade. “Foi mais um impulso para eu poder tentar concluir meus objetivos, lutar novamente”, declarou Débora.

Sem informar quantas bolsas de estudo para cursinhos e faculdades privadas recebeu, Débora se disse surpresa com a rede de solidariedade que se formou ao redor dela desde que perdeu a prova do Enem.

“Desde domingo, eu venho recebendo uma solidariedade muito grande das pessoas, um amor, um apoio moral. Muita gente me defendendo. Eu estou gostando muito, estou amando essas palavras de conforto, de afeto e de luz, estão iluminando o meu dia. E estou abismada, pois não esperava receber tanto carinho, tanto amor das pessoas que nem me conhecem. Só conheceram um pouco da minha história no domingo, mas não sabem a fundo mesmo o meu dia a dia, o que eu já passei, a minha situação”, contou.

Desempregada, Débora mora com os filhos e com o marido, que também está sem emprego, em uma quitinete de dois cômodos: um quarto e uma cozinha. Ela contou que são inúmeros os desafios para estudar, mas garantiu que não vai desistir do sonho de ser médica.

“Eu preciso de notebook, para poder me organizar e estudar, preciso ainda de uma creche que acolha os meus filhos, uma creche de confiança. Estou lutando por um emprego também, que vai me ajudar bastante. São vários fatores”, afirmou.

Como não recebeu bolsa de estudo para medicina, Débora disse que vai começar a estudar outro curso superior.

Débora Gomes, de 26 anos, é dona de casa e mãe de dois filhos — Foto: Reprodução/TV Globo

Débora Gomes, de 26 anos, é dona de casa e mãe de dois filhos — Foto: Reprodução/TV Globo

“Até agora, eu não consegui a bolsa de medicina, que é a tão sonhada. Porém, não vou deixar batida essa oportunidade de ingressar numa universidade, mas não vendendo meu sonho porque sonho não se vende, é inegociável. No momento, eu escolhi o curso de direito, mas não vou deixar para trás o sonho de medicina”, contou.

Débora acredita no poder de transformação da educação, por isso quer tanto uma oportunidade para estudar. “Posso mudar a realidade dos meus filhos em relação à educação, financeiramente, em tudo, posso dar um conforto melhor a eles e mudar a vida de algumas pessoas também, da minha família e de outras pessoas que podem precisar de mim”, declarou.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.