Menino de 5 anos é amarrado e amordaçado com fita adesiva por funcionário em sala de escola

Por G1 PE

Um menino de 5 anos foi amarrado e amordaçado com uma fita adesiva por um funcionário do setor administrativo em uma sala da Escola Municipal Dr.Luiz Regueira, em Sucupira, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife. Acionada pelo Conselho Tutelar, a Delegacia de Crimes Contra a Criança e o Adolescente (DPCA) investiga o caso de maus-tratos contra a criança.

De acordo com Sérgio Oliveira, conselheiro tutelar do bairro de Cavaleiro, o menino, que não teve o nome revelado, ficou com marcas no corpo. O caso foi denunciado à prefeitura de Jaboatão, que informou ter demitido o funcionário responsável pela agressão.

O funcionário, de acordo com o conselho, pode ser enquadrado no crime de maus-tratos. A pena prevista é de seis meses a dois anos de prisão, de acordo com as normas do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

O caso chegou ao conhecimento do Conselho Tutelar na sexta-feira (7), horas depois da agressão. A vítima estava assustada, mas um colega da vítima contou aos pais do menino agredido o que tinha acontecido na escola. “Na delegacia, a criança relatou os fatos e o caso começou a ser investigado”, disse Oliveira.

O conselheiro contou que, segundo relatos de testemunhas, a criança estava “fazendo travessuras” na sala de aula e, por isso, e funcionários encaminharam o menino para a secretaria da unidade.

Ao chegar ao local, o funcionário administrativo, que não teve o nome divulgado, usou uma fita adesiva para amarrar os braços e colocar na boca da vítima. “O menino se soltou sozinho e ficou com machucados”, afirmou.

A assessoria de comunicação da prefeitura de Jaboatão informou ao G1, por telefone, que foram tomadas providências, assim que o caso chegou ao conhecimento da administração municipal.

O servidor, segundo a gestão, foi demitido na manhã da segunda-feira (10), e vai responder ao inquérito policial e a uma sindicância administrativa.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que o caso está sendo investigado pela delegada Vilaneida Aguiar, da DPCA de Jaboatão dos Guararapes. A corporação disse, ainda, que que ela só vai se pronunciar depois do fim da apuração.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Carro cai dentro do canal da Avenida Agamenon Magalhães e deixa uma pessoa ferida

Por G1 PE

Carro cai no canal da Avenida Agamenon Magalhães, no Recife

Um carro caiu dentro do canal da Avenida Agamenon Magalhães, nesta terça-feira (11), próximo à Caixa Econômica, na região central do Recife. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) afirmou que foi acionado para a ocorrência e que socorreu uma pessoa com queixas de dor no tórax.

O nome e a idade da pessoa não foram informados. O motorista foi socorrido para o Hospital dos Servidores, mas sem nome a unidade não tem como repassar detalhes do estado de saúde.

A Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano (CTTU) informou que foi acionada apenas por volta das 9h e que não tinha registro de como aconteceu o acidente ou desde que horas o carro estava dentro do canal.

O carro é um Nissan March, mas ainda não se sabe quem é o proprietário. A CTTU informou que, como o carro caiu dentro do canal, não atrapalha o trânsito.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Número de pacientes em tratamento devido a surto de doença de Chagas chega a 31

Por G1 PE

Hospital Oswaldo Cruz — Foto: Marília Falcão/Divulgação

Hospital Oswaldo Cruz — Foto: Marília Falcão/Divulgação

O número de pacientes em tratamento devido ao surto da forma aguda de doença de Chagas registrado em Pernambuco chegou a 31. A informação faz parte do boletim divulgado, nesta terça-feira (11), pela Secretaria Estadual de Saúde. No levantamento do dia 7 de junho, o governo informou que 28 pessoas estavam recebendo os cuidados.

O maior surto da doença de Chagas na fase aguda em Pernambucoveio à tona no dia 31 de maio, quando a secretaria confirmou os primeiros resultados de testes. Segundo o boletim desta terça, 24 pacientes tiveram confirmação laboratorial e sete foram diagnosticadas a partir dos sintomas apresentados.

Ao todo, 15 pacientes seguiram para Hospital Universitário Oswaldo Cruz (Huoc), no Centro do Recife. Dados atualizados nesta terça informam que 11 tiveram alta e quatro seguem internados, com quadro estável.

Ao contrário dos doentes que estão na fase crônica da doença, a perspectiva de cura das vítimas desse surto existe, porque eles apresentam a doença na fase aguda, segundo o médico Wilson Oliveira, da Casa de Chagas.

De acordo com a SES, as pessoas contaminadas participaram de um retiro religioso em Ibimirim, no Sertão do estado, durante a Semana Santa, mas não há evidências para definição da forma de transmissão da doença.

Até esta terça, dos 77 participantes do evento, 75 já tinham feito coleta de sangue para análise, que tem sido realizada pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE), no Recife, e pelo Laboratório da VI Gerência Regional de Saúde (Geres), em Arcoverde, no Sertão.

A SES informa que ainda procura os demais participantes da festa religiosa para fazer coleta de sangue. O local onde ocorreu o evento, as casas do entorno e os fornecedores dos alimentos para o retiro também foram investigados. Segundo a secretaria, não foram encontrados barbeiros nem vestígios do inseto.

Doença

A doença de Chagas é causada pelo protozoário Tripanossoma cruzi, cujo vetor é o barbeiro. Outra forma de transmissão é por meio de alimentos contaminados.

Entre os sintomas estão febre contínua, intermitente e prolongada por cerca de sete dias, edema de face ou de membros, manchas vermelhas na pele, inchaço de gânglios, inflamação de fígado ou de baço, além de problemas cardíacos agudos.

Também podem acontecer manifestações hemorrágicas, icterícia, náusea, perda ou diminuição de força física, dor nas articulações, edema inflamatório nas pálpebras ou dor estomacal.

De acordo com os médicos, quem foi diagnosticado com a doença tem um acompanhamento diário, enquanto houver sintomas. Os assintomáticos têm um acompanhamento ambulatorial por cinco anos.

As causas do surto ainda sendo investigadas pela Secretaria Estadual de Saúde. Até esta terça (11), não havia sido divulgado nenhum resultado de exames.

Depoimentos

No dia 5 de junho, vítimas do surto contaram como estão enfrentando o tratamento para superar os sintomas. Duas mulheres relataram também o que aconteceu durante o retiro, quando ocorreu a contaminação. (Veja vídeo acima)

A estudante Brysa Sascha Batalha dos Santos, de 26 anos, relatou que o primeiro sintoma foi uma dor lombar. Depois, segundo ela, essa dor passou para as pernas. A jovem teve febre e foi para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) quatro vezes.

Outra paciente, que preferiu não ser identificada, contou que os sintomas começaram a aparecer uma semana após o fim do retiro. Com 31 anos, a mulher lembra que teve enxaqueca e dor nos membros superiores, no dia 30 de abril.

Ela afirma, ainda, que não tinha feito atividade nem esforço físico e, por isso, não havia motivo para tanta dor. Entre outros incômodos estavam náusea, dor na barriga e falta de apetite. A mulher deu entrada no hospital com o marido, que também participou do retiro e foi infectado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Justiça liberta 55 jovens infratores para desafogar unidades da Funase

Por G1 PE

Cinquenta e cinco jovens infratores que estavam em unidades da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase) foram libertados por determinação da Justiça. Ao todo, 70 adolescentes participaram de um mutirão. Assim, 79% dos reeducandos que tiveram processos reavaliados voltaram para casa, reduzindo a lotação em centros de internação do Grande Recife e Agreste.

Segundo balanço do mutirão, divulgado nesta segunda-feira (10), a Justiça determinou que sete adolescentes devem seguir na Funase. Eles, no entanto, passaram para o regime de semiliberdade.

De acordo com a Funase, esse mutirão foi realizado antes da notificação oficial de uma ação do Supremo Tribunal Federal (STF), que determinou a transferência de infratores para esvaziar unidades superlotadas. Segundo a ordem do ministro Edson Fachin, divulgada em maio deste ano, a medida deve ser adotada em Pernambuco, Ceará, Rio de Janeiro e Bahia.

Por meio de nota, a fundação afirmou que, mesmo sem relação direta com a determinação do STF, os mutirões seguem uma orientação de “manter o equilíbrio entre as vagas ofertadas e o número de socioeducandos”. Em Pernambuco, atualmente, 1.062 jovens estão internados em unidades, que têm capacidade para 774 adolescentes.

A presidente da Funase, Nadja Alencar, afirmou que para serem contemplados nos mutirões, os adolescentes tiveram que se encaixar em alguns critérios. Eles devem ter bom comportamento na unidade, não podem ser reincidentes e precisam contar com o apoio familiar.

“É preciso deixar bem claro e tranquilizar a população que esses adolescentes liberados são aqueles que praticaram infrações de menor potencial ofensivo. E a decisão final ficou a cargo do juiz, que avaliou os processos de forma minuciosa”, afirmou.

Balanço

O balanço dos mutirões, encerrados na sexta-feira (7), mostra que a maioria das liberações de jovens ocorreu na unidade de Abreu e Lima, no Grande Recife. Os 20 adolescentes que passaram pela reavaliação foram autorizados a sair, sendo 18 por extinção da medida e dois que deverão se apresentar à Justiça periodicamente.

Em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, os nove jovens levados para as audiências também ganharam a liberdade assistida. Na unidade de Santa Luzia, na Zona Oeste da capital, onde ficam mulheres, três adolescentes passaram da internação para a liberdade assistida e uma recebeu a extinção da medida.

Também houve audiências na unidade do Cabo de Santo Agostinho, na Região Metropolitana do Recife, a maior unidade de Pernambuco. Dos seis processos avaliados, três foram contemplados com extinção de medida. Outros dois adolescentes ganharam a liberdade assistida com prestação de serviços comunitários.

Na unidade de Garanhuns, no Agreste, 17 adolescentes receberam a liberdade assistida, e sete, a semiliberdade. Ao todo, 31 jovens tiveram seus processos reavaliados na unidade.

A Funase informou que nesta semana ocorrem audiências para 29 socioeducandos da Casa de Semiliberdade (Casem) de Olinda, na Região Metropolitana, e 18 que estão internados em Arcoverde, no Sertão.

Medidas

De acordo com a fundação, na sexta-feira (7), o Conselho da Magistratura do TJPE determinou a obrigatoriedade de realização de mutirões. Essas audiências já ocorriam em vários municípios onde a Funase tem unidades, mas eram viabilizadas por cada Vara Regional da Infância e Juventude.

Foi determinada, ainda, a criação de um comitê gestor para a análise prévia dos processos que podem ser levados aos mutirões. A reavaliação das medidas socioeducativas dos adolescentes deve ocorrer, no máximo, a cada seis meses.

“Estamos discutindo ações para melhorar o atendimento nas unidades. Fizemos uma reunião com representantes do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), o Ministério Público Estadual (MPPE), a Defensoria Pública Estadual (DPPE) e a Procuradoria-Geral do Estado (PGE)”, disse Nadja Alencar.

A Funase informou que até o fim deste ano está prevista a abertura de 180 vagas no sistema. São duas novas unidades: o Centro de Atendimento Socioeducativo (Case) Recife (90 vagas) e o Case Guararapes, em Jaboatão (90 vagas).

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sede da PM é alvo de tiros em Timbaúba e carro é incendiado

Por G1 PE

Carro foi incendiado em frente à sede da Companhia Independente da PM em Timbaúba, na madrugada desta terça-feira (11) — Foto: Reprodução/WhatsApp

Carro foi incendiado em frente à sede da Companhia Independente da PM em Timbaúba, na madrugada desta terça-feira (11) — Foto: Reprodução/WhatsApp

A sede da 3ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), ligada ao 2º Batalhão da PM, em Timbaúba, na Zona da Mata Norte, a 100 quilômetros do Recife, foi alvo de tiros na madrugada desta terça-feira (11), de acordo com informações da Polícia Militar. Um carro, que consta como roubado, foi incendiado em frente ao local.

Imagens enviadas pelo WhatsApp mostram o carro pegando fogo durante a madrugada e também outros veículos atingidos por tiros.

Segundo a Polícia Militar, equipes do 2º BPM, com apoio do Batalhão Especializado de Policiamento do Interior (BEPI), realizavam a Operação Madrugada Segura na cidade e impediram uma ação criminosa contra agências bancárias na região.

Com a investida aos bancos frustrada, ainda de acordo com a corporação, os bandidos realizaram diversos disparos de amas de fogo contra a sede da 3ª CPM. Os bandidos atearam fogo num veículo que consta como roubado e fugiram.

No local, foram apreendidas várias cápsulas dos calibres 380, .40, 12 e 556. Ninguém ficou ferido na ocorrência e os policiais continuam em rondas para encontrar os responsáveis. As investigações do ocorrido ficam a cargo da Polícia Civil.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Suspeito de matar esposa com golpes de pé de cabra em PE é preso em AL

Por G1 AL

Suspeito foi levado para a Delegacia Regional de Marechal Deodoro, Região Metropolitana de Maceió — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Suspeito foi levado para a Delegacia Regional de Marechal Deodoro, Região Metropolitana de Maceió — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Um homem suspeito de assassinar a esposa com golpes pé de cabra em Pernambuco foi preso nesta segunda-feira (10) no município de Marechal Deodoro, região metropolitana de Maceió.

Contra o suspeito havia um mandado de prisão em aberto pela 2ª Vara do Tribunal do Júri da cidade de Recife. De acordo com o delegado Leonam Pinheiro, ele estava foragido desde 2015 e não resistiu à prisão.

O crime aconteceu no bairro Casa Amarela, em Recife (PE). A vítima foi identificada como Eliane de Silva.

A polícia disse ainda que o suspeito informou que cometeu o crime porque a mulher estava planejando matá-lo.

Ele foi preso por equipes da Delegacia Regional de Marechal Deodoro, para onde foi levado. Não há informações sobre a transferência dele para o estado pernambucano.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Recife implanta armadilhas para que o mosquito Aedes aegypti leve inseticida por onde for

Por Bianka Carvalho, TV Globo

Começa a ser utilizada no Recife, a partir de quarta-feira (12), uma nova técnica para ampliar o controle ao mosquito Aedes aegypti, transmissor das arboviroses, como denguechikungunya e zika. O método consiste na instalação de cerca de 700 armadilhas para o mosquito para que eles mesmos passem a levar o inseticida por onde forem.

As chamadas Estações Disseminadoras de Larvicidas (EDs) foram criadas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) Amazônia e funcionam em oito capitais de estados brasileiros. Recife é a nona capital a receber as armadilhas, que passam a ser instaladas em bairros onde o índice de infestação do mosquito é alto e onde há um alto número de pessoas com arboviroses.

“Nós temos um pote com um tecido preto que está embebido com um larvicida de nome Piriproxifeno. Isso é atraente para o mosquito, que pousa nesse tecido, fica com as patas impregnadas da substância e acaba levando-a para outros locais”, conta o pesquisador da Fiocruz José Cortés.

Segundo ele, quando o larvicida é levado pelos próprios mosquitos para onde existem larvas, elas morrem. “Existem situações em que o agente não consegue chegar em todos os cantos, mas o mosquito sim. Ele vai aonde ele gosta de estar”, diz.

Recife é a 9ª capital brasileira a implantar a técnica — Foto: Reprodução/TV Globo

Recife é a 9ª capital brasileira a implantar a técnica — Foto: Reprodução/TV Globo

O dispositivo já foi testado em cidades como Manaus e Manacapuru, no Amazonas, e houve a redução comprovada de 95% do número de larvas, além de uma redução de mosquitos adultos, de acordo com o pesquisador.

Essa técnica é diferente das três mil ovitrampas, armadilhas montadas em baldes contendo água e uma substância nociva aos mosquitos, que foram distribuídas em 50 bairros do Recife para atuar na contagem e no controle do Aedes aegypti há cerca de dois anos e que continuam em funcionamento.

Treinamento

Setenta agentes de saúde ambiental do Recife recebem treinamento sobre os procedimentos de instalação e manutenção das EDs e também sobre o acompanhamento com a comunidade. O treino com a Fiocruz Amazônia se estende durante toda esta semana.

“A população deve continuar fazendo o que faz, evitando água parada. Nós estamos buscando o sucesso com todos esses esforços aliados”, afirma o diretor da Vigilância Ambiental do Recife, Jurandir Almeida.

Ainda de acordo com o gerente, o Recife apresenta um índice de infestação de 1,7, quando o ideal indicado pelo Ministério da Saúde é que essa taxa esteja abaixo de 1. “Apesar da linha histórica marcar esse índice como o mais baixo da década, o ideal é que esteja abaixo de um”, diz.

Arboviroses no Recife

O boletim da Secretaria de Saúde do Recife aponta que, do início do ano até 1º de junho, foram notificados 1.732 casos de arboviroses, sendo 1.469 de dengue, 220 de chikungunya e 43 de zika. Em relação ao mesmo período de 2018, foram notificados 1.199 casos de dengue, 316 de chikungunya e 52 da zika.

Do total de notificações de arboviroses em 2019, 496 foram descartadas. Os 1.236 restantes são os chamados “casos prováveis”, onde foram confirmados 502 casos de dengue, 35 de chikungunya e 2 de zika.

Até o dia 1º de junho, foram notificados oito óbitos por arboviroses. Desses, cinco permanecem em investigação e três foram descartados, enquanto, no mesmo período do ano anterior, foram notificados e descartados três óbitos.

Dados estaduais

O boletim da Secretaria de Saúde de Pernambuco indica a notificação de 28,6 mil casos de arboviroses do início do ano até 1º de junho de 2019, sendo 23.592 de dengue, 3.229 de chikungunya e 1.779 de zika.

Isso representa um aumento dos casos notificados em relação ao mesmo período de 2018, quando foram registradas 15.049 notificações de arboviroses, sendo 12.719 casos de dengue, 1.757 de chikungunya e 573 de zika.

Em 2019, do total de casos notificados, 6.659 foram descartados. Dessa forma, foram confirmadas 4.371 ocorrências de dengue, 150 de chikungunya e 36 de zika. Das 41 mortes suspeitas notificadas até 1º de junho deste ano, nenhuma foi confirmada e quatro foram descartadas. No mesmo período de 2018, foram notificados 44 óbitos suspeitos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mulher queima 35% do corpo do companheiro após jogar álcool nele e acender fósforo

Por G1 PE

Vítima foi levada para o Hospital da Restauração, na área central do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Vítima foi levada para o Hospital da Restauração, na área central do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Uma mulher é investigada pela Polícia Civil sob a suspeita de atear fogo no corpo do companheiro dela, um homem de 28 anos. O caso aconteceu na Rua Estevão de Sá, no bairro da Várzea, na Zona Oeste do Recife, na noite do domingo (9).

A Polícia Civil afirma que a vítima se chama Clebesson Felipe Gomes de Santana e a mulher, que não teve a idade informada, foi identificada como Laniele Carla. Por meio de nota, a corporação informa que, “de acordo com informações iniciais”, a mulher “jogou álcool no corpo de Clebssom e em seguida acendeu um fósforo”.

Ele foi levado para o Hospital da Restauração (HR), no bairro do Derby, no Centro do Recife, onde prestou depoimento. Segundo a unidade de saúde, o paciente chegou ao HR com parte da face, membros superiores e tórax queimados, o equivalente a cerca de 35% da área corporal.

Ainda de acordo com o hospital, Clebesson está internado na Unidade de Tratamento de Queimadura e, na manhã desta segunda-feira (10), passou por limpeza dos tecidos mortos. O quadro clínico dele é estável.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Passageiros caminham por trilhos após falha em trem do Metrô do Recife

Por G1 PE

Passageiros caminham pelos trilhos do Metrô do Recife após falha em trem — Foto: Reprodução/WhatsApp

Passageiros caminham pelos trilhos do Metrô do Recife após falha em trem — Foto: Reprodução/WhatsApp

Uma falha técnica em um trem do Metrô do Recife levou os passageiros a descerem do veículo e andarem pelos trilhos na manhã desta segunda-feira (10), em um trecho próximo à Estação Joana Bezerra. De acordo com a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), dois trens apresentaram problemas e a situação foi normalizada às 8h.

Passageiros que estavam à espera dos trens na Estação Recife relataram um aumento do tempo de espera. “Eu normalmente pego o trem em dez minutos, mas hoje esperei 40. Entrei em um vagão lotado”, afirma a dona de casa Jane Medeiros, que saiu do Recife em direção a Moreno.

Segundo a CBTU, o primeiro problema ocorreu em um trem às 7h12, em um local próximo à Estação Ipiranga. Foi necessário desenergizar e energizar novamente o trecho entre as estações Ipiranga e Recife e recolher o veículo, mas, às 7h23, outro trem falhou próximo à Estação Joana Bezerra.

“Eu vi que muitos passageiros desceram e tiveram que andar pelos trilhos. Saíram da Estação Joana Bezerra e foram para a Estação Recife a pé”, conta Jane.

Em caso de quebra de trem, a CBTU informa que passageiros devem aguardar dentro da composição, “pois podem ser eletrocutados ou atropelados por outro trem ao descerem da via”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Protesto bloqueia rodovia PE-60 em Barreiros

Por G1 PE

Protesto bloqueia a rodovia PE-60, na altura de Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco, nesta segunda-feira (10) — Foto: Reprodução/WhatsApp

Protesto bloqueia a rodovia PE-60, na altura de Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco, nesta segunda-feira (10) — Foto: Reprodução/WhatsApp

Um protesto bloqueou a rodovia PE-60, na altura de Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco, na manhã desta segunda-feira (10). O protesto foi realizado pelo Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Agricultores e Agricultoras Familiares de Barreiros, desde as 4h30, segundo a organização. O ato foi encerrado às 9h30.

As aulas da tarde do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) foram afetadas, pois os ônibus de municípios vizinhos não conseguiram passar. No período noturno, as aulas na instituição estão mantidas.

“Estamos protestando contra a falta de políticas públicas para os trabalhadores assentados. São vários assentamentos em que as crianças não podem ir à escola, os doentes não podem ir ao médico e a produção não pode ser escoada”, afirmou Amaro Biá, presidente do sindicato e associado à Federação Dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares do Estado de Pernambuco (Fetape).

Protesto bloqueia PE-60, em Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco — Foto: Reprodução/WhatsApp

Protesto bloqueia PE-60, em Barreiros, na Zona da Mata de Pernambuco — Foto: Reprodução/WhatsApp

Segundo o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), o grupo também pediu à Prefeitura de Barreiros obras de acesso a um assentamento que eles têm naquele município.

Testemunhas relataram que o trânsito ficou complicado no trecho. Equipes do BPRv foram ao local acompanhar o ato, que aconteceu depois do Trevo de Palmares, próximo ao quilômetro 80.

O G1 entrou em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Agrário e com a Prefeitura de Barreiros e aguarda retorno a respeito das reivindicações dos manifestantes.

Protesto cancela aulas

De acordo com o IFPE, as aulas no campus Barreiros do período da tarde foram canceladas, já que os ônibus de Sirinhaém, Tamandaré e Rio Formoso não conseguiram passar e voltaram aos municípios. A reposição de aulas deve ser organizada pelos coordenadores dos cursos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.