Caixa misteriosa é encontrada na praia do Sossego, em Itamaracá

Objeto foi visto desde o dia 23 de junho e, até a manhã desta quarta-feira (1º), não havia sido retirado do local. Pacote é semelhante aos encontrados em praias de Ipojuca.

Por G1 PE

Caixa sem identificação foi encontrada na Praia do Sossego, em Itamaracá, no Grande Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Caixa sem identificação foi encontrada na Praia do Sossego, em Itamaracá, no Grande Recife — Foto: Reprodução/WhatsApp

Uma “caixa misteriosa” intrigou pessoas que passaram pela praia do Sossego, em Itamaracá, no Grande Recife. Até a manhã desta quarta-feira (1º), o objeto permanecia no local.

De acordo com o servidor público Adeilson de Souza, o material foi visto desde a véspera de São João, no dia 23 de junho. “Eu estava passeando com minha filha quando encontrei. Até hoje [1º], ainda não foi retirado”, afirmou. Uma situação semelhante foi registrada em Ipojuca, no Litoral Sul do estado.

Procurado pelo G1, o 3º Distrito Naval da Marinha, responsável pelo litoral de Pernambuco, informou não ter registrado acidentes náuticos na região que justifiquem o aparecimento dos pacotes sem identificação. Até o momento, as Capitanias dos Portos envolvidas acompanham a situação.

Caixa sem identificação foi encontrada no Litoral Norte de Pernambuco — Foto: Reprodução/WhatsApp

Caixa sem identificação foi encontrada no Litoral Norte de Pernambuco — Foto: Reprodução/WhatsApp

Segundo a prefeitura de Itamaracá, as caixas são de látex e se assemelham às outras que apareceram no litoral em 2018. “Na ocasião, a Polícia Federal emitiu um laudo informando que essas caixas não contêm nenhum risco à população e podem ser utilizadas para reciclagem”, disse na nota.

A orientação da Secretaria de Meio Ambiente do município é de avisar o órgão para a retirada das caixas. A população pode entrar em contato por meio do WhatsApp no número (81) 98161-7402.

Natureza dos fardos

Em outubro de 2018, a Diretoria de Controle de Fontes Poluidoras da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) investigou a possibilidade dos fardos serem equipamentos usados para amenizar o impacto de navios ao atracar em portos.

Pesquisadores do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC), concluíram que os pacotes eram provenientes de um navio alemão que naufragou no litoral nordestino em 1944.

A descoberta ocorreu durante pesquisas para tentar identificar a origem das manchas de óleo que surgiram no litoral do Nordeste. O navio naufragou entre 1º e 4 de janeiro de 1944, mas só foi descoberto mais de 50 anos depois, em 1996, a cerca de mil quilômetros do litoral.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

30º Festival de Inverno de Garanhuns é adiado para 2021 devido à pandemia do coronavírus

Evento deste ano iria celebrar a diversidade cultural do Brasil, segundo a Secut/Fundarpe.

Por G1 Caruaru

A 30ª edição do Festival de Inverno de Garanhuns (FIG), no Agreste de Pernambuco, foi cancelada em 2020 devido à pandemia do coronavírus. O evento, que iria ocorrer na segunda metade de julho, será realizado no mesmo mês, em 2021.

Por meio de nota, a Secretaria de Cultura de Pernambuco (Secult-PE) e a Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico do estado (Fundarpe) destacaram que “o atual cenário de pandemia, que impede a realização de eventos com grande concentração de pessoas, tornou impossível a realização da edição deste ano do Festival de Inverno de Garanhuns”.

O evento é tradicional no município do Agreste e já contou com apresentação de nomes como Titãs, Alceu Valença, Elza Soares e Fafá de Belém. Neste ano, o FIG iria celebrar a diversidade cultural do Brasil.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Poste é derrubado em acidente entre dois carros em Boa Viagem, Zona Sul do Recife

Estrutura atingida fica na Rua Ribeiro de Brito, nas proximidades do viaduto que dá acesso à Avenida Recife. Celpe foi acionada para trocar poste.

Por TV Globo

Motorista perde o controle do carro e bate em poste em Boa Viagem

Uma colisão entre dois carros resultou na queda de um poste, nesta quarta-feira (1º), na Rua Ribeiro de Brito, em Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. Devido ao acidente, algumas residências próximas ficaram sem energia, segundo moradores. Não houve registro de feridos .

A colisão aconteceu nas proximidades do viaduto que dá acesso à Avenida Recife e de uma faculdade. Imagens feitas pela equipe da TV Globo mostraram que ambos os carros ficaram destruídos. Um dos veículos atingiu o poste e ficou a frente danificada.

Não houve registro de engarrafamento no local. O G1 entrou em contato com a Autarquia de Trânsito e Transporte Urbano do Recife (CTTU), mas o órgão não tinha informação sobre como aconteceu a colisão.

Uma equipe da Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) foi acionada para fazer a troca do poste afetado pelo acidente. Até a última atualização desta reportagem, o trabalho não havia sido concluído.

Outro acidente

No mesmo bairro, um ônibus atingiu outro poste, localizado na Avenida Conselheiro Aguiar, no dia 17 de junho. O acidente aconteceu no cruzamento com a Rua Félix de Melo e Brito e ninguém ficou ferido.

O motorista do coletivo informou à CTTU na ocasião que chovia no momento do acidente e que ele teria tentado frear ao ver o sinal fechar, mas perdeu o controle e atingiu a estrutura.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Governo de Pernambuco cancela Fenearte em 2020 devido à pandemia do novo coronavírus

Feira estava prevista para ocorrer entre esta quarta-feira (1º) e o dia 12 de julho. Iniciativas foram anunciadas para ajudar artesãos prejudicados financeiramente.

Por G1 PE

Fenearte é cancelada devido à pandemia de Covid-19

Devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, a Agência de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco (AD Diper) informou que não vai ser possível realizar a 21ª edição da Fenearte, feira que reúne artesãos do Brasil e de diversos países no Centro de Convenções de Pernambuco, em Olinda. O evento estava previsto para acontecer entre os dias 1º e 12 de julho (veja vídeo acima).

Em 2019, a Fenearte recebeu 5 mil expositores que ocuparam 800 espaços numa área de 30 mil metros quadrados. A feira teve investimento de R$5,5 milhões e geração de cerca de 2,5 mil vagas de empregos temporários. Segundo a AD Diper, o evento movimentou cerca de R$ 45 milhões ao longo de 12 dias e recebeu um público estimado em 300 mil pessoas.

De acordo com a AD Diper, não há previsão de novas datas para a realização da feira. Há, no entanto, ações de incentivo para apoiar os artesãos prejudicados, como as campanhas Abrace o Artesão Pernambucano, Artesanato Solidário e Vale Artesanato PE.

“A Fenearte é um evento muito querido do povo pernambucano. Nós precisamos fazer a Fenearte boa para todo mundo. A decisão do momento é de preservar principalmente as vidas”, disse a coordenadora da feira, Márcia Souto.

Ajuda para artesãos

Com o objetivo de minimizar o prejuízo causado aos artesãos que produzem peças ao longo do ano especialmente para a feira, o governo anunciou campanhas como a Abrace o Artesão de Pernambuco, que possibilita divulgação de peças pela internet.

“O artesão se cadastra e, a partir daí, nossa equipe começa a fazer o trabalho de divulgação nas redes sociais”, disse Márcia. O cadastro de artesãos pode ser feito a partir da internet.

Outra campanha é o Artesanato Solidário, uma ação de compra do governo estadual do estoque de artesãos que têm produtos disponíveis nas lojas físicas do Centro de Artesanato de Pernambuco e dependem financeiramente dessa comercialização de produtos. Ao todo, 1 mil artesãos são contemplados.

Os produtos comprados pelo governo devem ser doados posteriormente, por meio de chamamento público, para instituições filantrópicas sem fins lucrativos.

O Vale Artesanato PE, por sua vez é um voucher de presente digital, que tem diferentes valores e pode ser adquirido no site do Centro de Artesanato de Pernambuco. Depois, o vale pode ser trocado em uma das unidades físicas, seja no Recife, em Olinda ou em Bezerros.

No Recife, o Centro de Artesanato reabre as portas nesta quarta-feira (1º), das 10h às 16h, com um novo protocolo para atendimento de clientes. “É obrigatório o uso de máscaras e também vai ser disponibilizado álcool em gel. Os colaboradores estão orientados sobre como vai ser o atendimento”, disse Márcia Souto.

Coronavírus em Pernambuco

Na terça-feira (30), Pernambuco registrou 382 novos casos de Covid-19 e mais 47 mortes de pacientes com a doença causada pelo novo coronavírus. Com isso, o estado tem, ao todo, 58.858 confirmações e 4.829 óbitos contabilizados desde o começo da pandemia, em março.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Três homens são presos por suspeita de dar golpes usando comprovantes de depósito falsos em ao menos 50 comerciantes

Segundo polícia, eles apresentavam documentos ilegais e recebiam mercadorias de donos de bares e restaurantes que operam com entregas na pandemia, em Jaboatão.

Por Mhatteus Sampaio, TV Globo

Polícia prende três homens por suspeita de aplicar golpes em comerciantes

Três homens foram presos em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, pelos crimes de estelionato, associação criminosa e corrupção de menor, segundo a Polícia Civil. A corporação informou, nesta terça (30), que eles são suspeitos de dar golpes usando comprovantes de depósito falsos em ao menos 50 comerciantes que atuam com entregas durante a pandemia do novo coronavírus. Nas ações, eles acumularam mais de R$ 30 mil (veja vídeo acima).

As prisões aconteceram na sexta-feira (26) e foram divulgadas nesta terça. Segundo o delegado Alessandro Orico, titular da Delegacia de Piedade, em Jaboatão, as denúncias contra o trio começaram a aparecer no dia 9 de junho.

O policial informou que os suspeitos enganaram proprietários de distribuidoras, restaurantes e outros estabelecimentos comerciais. Nas investidas, ele faziam compras e entregavam comprovantes de pagamentos falsos, de acordo com o delegado.

“Esses comprovantes eram editados com dados do favorecido, valor e data. E essas pessoas, de boa fé, encaminhavam as mercadorias”, informou o delegado, explicando como aconteciam os crimes.

Gerente de uma padaria na Zona Norte do Recife, um homem que se identificou como Raphael contou que foi vítima ao ser abordado por um cliente que se identificou como Cláudio Amato Júnior. O rapaz teria dito que residia em Piedade, no município de Jaboatão.

“O pagamento seria feito por transferência. Nesse caso, o cliente nos envia o comprovante. Em meio ao corre corre, esse tipo de estelionatário se prevalece da situação, pelo momento e dia. O pagamento não foi comprovado e daí foi constatado o golpe do comprovante de transferência via solicitação de delivery”, explicou a vítima.

Ainda de acordo com o delegado Alessandro Orico, o golpe é reflexo da falta de cuidado de quem não verifica o recebimento dos créditos bancários.

“Se eles tivessem verificado, feito a análise e não tivesse disponibilizado a mercadoria, provavelmente não teriam sido vítimas do golpe”, disse o policial.

As investigações mostraram que o endereço informado no comprovante, de fato, existe, mas não pertencia aos homens envolvidos no golpe. Segundo a polícia, eles trocavam o número do apartamento. Por isso, todas as vezes que alguém os procurava no local, não era possível encontrá-los

“[É preciso] que as pessoas que têm estabelecimento comercial, seja delivery, qualquer outro, que há de disponibilizar suas mercadorias em troca de pagamento, que primeiro verifiquem o crédito em suas contas. Só assim, após esse crédito na conta bancária, que disponibilizem as mercadorias”, instruiu Alessandro Orico.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa Cruz do Capibaribe teve pior evolução de casos de Covid-19 em 14 dias no estado, mostram dados do Ministério da Saúde

Município aparece em 4º lugar no ranking de cidades com mais de 100 mil habitantes que tiveram pior desempenho no Brasil; período analisado foi de 14 a 27 de junho.

Por Magno Wendel, TV Asa Branca

Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, teve a pior evolução de casos de Covid-19 no período de 14 dias, em Pernambuco. É o que mostram os dados do Ministério da Saúde após um levantamento feito pelo Fantástico, da TV Globo. O município aparece em 4º lugar no ranking de cidades com mais de 100 mil habitantes que tiveram pior desempenho no Brasil.

De acordo com os número do Ministério, de 14 a 27 de junho o município do interior de Pernambuco teve um aumento de 348,05% nos casos. No dia 14, o número de pessoas com o novo coronavírus era de 77, no dia 27 os dados apontam 345 infectados.

Números de casos de Covid-19 preocupam no Polo de Confecções do Agreste

O período de 14 a 27 de junho foi escolhido porque é o tempo que os especialistas afirmam ser necessário para que as medidas tomadas comecem a ter efeito, conforme pontuou a equipe de jornalismo do Fantástico. Santa Cruz do Capibaribe faz parte do Polo de Confecções do Agreste e no município não há medidas mais restritivas de isolamento. Segundo a prefeitura, 14 pessoas morreram vítimas da Covid-19 na cidade.

Polo de Confecções

O Polo de Confecções emprega 130 mil pessoas e movimenta R$ 1 bilhão por ano. A pandemia afetou a economia da região, que ainda atrai os compradores que se adaptaram a uma nova forma de comercialização.

Caruaru e Toritama também compõem o Polo. No primeiro município foi criada uma feira delivery, que funciona no estacionamento do Polo Caruaru – no local é possível a prefeitura ter um controle sanitário maior. No entanto, nas últimas semanas, haviam pessoas comercializando no Parque 18 de Maio, o que é proibido para evitar aglomerações.

Desde o dia 26 de junho Caruaru tem medidas mais restritivas por causa do aumento no índice de contaminação. A Polícia Militar proibiu a entrada de pessoas no Parque 18 de Maio. Já em Toritama, uma aglomeração foi registrada no último fim de semana em uma rua onde a feira não estava permitida.

A aglomeração registrada em Toritama gerou um problema para a gestão municipal, que estava ocupada cumprindo as medidas sanitárias no Parque das Feiras, onde já foram feitas mais de 15 mil entregas de produtos na feira delivery, que é autorizada pela prefeitura.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Secretário de Saúde de PE visita Caruaru e Bezerros; respiradores e 85 mil EPIs vão ser entregues

Municípios passam por período de isolamento rígido até o dia 5 de julho.

Por G1 Caruaru

Rua 15 de novembro, em Caruaru, vazia após determinação do governo para conter a disseminação do coronavírus — Foto: TV Asa Branca/Reprodução

Rua 15 de novembro, em Caruaru, vazia após determinação do governo para conter a disseminação do coronavírus — Foto: TV Asa Branca/Reprodução

Com o intuito de reforçar o combate à Covid-19, o secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, volta a Caruaru e Bezerros, no Agreste, na manhã desta terça-feira (30). Os dois municípios passam por um período de isolamento social rígido até o domingo (5).

A primeira parada do secretário será o Hospital Jesus Pequenino, em Bezerros. No local, ele vai assinar o termo de cessão de cinco respiradores para a unidade. Os equipamentos, que devem ser entregues na quarta-feira (1º), vão possibilitar a abertura de leitos exclusivos para o tratamento de pacientes com Covid-19 no município.

Em seguida, André Longo vai até Caruaru para formalizar a entrega de mais 20 respiradores ao Hospital Mestre Vitalino – principal referência para o tratamento da Covid-19 no município. Atualmente, a unidade, já conta com 110 leitos exclusivos para os pacientes com o novo coronavírus, sendo 60 de terapia intensiva.

Isolamento aumenta, mas Caruaru e Bezerros registram pessoas nas ruas mesmo com restrições

Durante a visita, o Governo de Pernambuco vai entregar mais de 85 mil equipamentos de proteção individual para as secretarias de Saúde dos dois municípios. Entre os itens estão máscaras cirúrgicas (70 mil); máscaras do tipo N95 (14 mil), que são indicadas para uso de profissionais que estão em contato direto com os pacientes em procedimentos com risco de geração de aerossol; protetores faciais (1,4 mil) e óculos de proteção (210).

André Longo ainda irá participar de uma reunião com os secretários de Saúde das duas cidades em Caruaru. Durante o encontro, será feita uma avaliação da situação epidemiológica da Covid-19 e será discutido o andamento dos primeiros dias de isolamento rígido nos dois municípios.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Defensoria Pública da União prorroga atendimento a distância no Recife

Com atividades presenciais suspensas desde o dia 16 de março, DPU mantém o atendimento remoto até 31 de julho, inclusive para questões sobre auxílio emergencial.

Por G1 PE

Defensoria Pública da União tem sede no Centro do Recife — Foto: Google Street View/Reprodução

Defensoria Pública da União tem sede no Centro do Recife — Foto: Google Street View/Reprodução

A Defensoria Pública da União (DPU) decidiu prorrogar os atendimentos remotos até o dia 31 de julho deste ano, no Recife. Por causa da pandemia do novo coronavírus, desde o dia 16 de março, o serviço segue presencial apenas para casos considerados urgentes em que há risco à vida, à liberdade ou em que possa ocorrer perda de direito.

O atendimento acontece através dos telefones (81) 99243-4165 e (81) 3194-1200, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30. O serviço também é oferecido por mensagem via WhatsApp, das 8h às 15h, através do número (81) 99515-6936.

À noite, nos feriados e nos fins de semana, o plantão de atendimento acontece pelos números (81) 99914-1026, (81) 99968-0252 e (87) 99810-0008. A DPU disponibiliza ainda o e-mail [email protected] para atender exclusivamente as demandas urgentes de saúde.

De acordo com a defensoria, esses casos são reportados para o defensor público federal plantonista, que fará análise da natureza urgente da demanda. A prorrogação da restrição de atendimento ao público foi estabelecida em todas as 70 unidades da DPU no Brasil.

Auxílio emergencial

Desde o dia 22 de junho, a DPU passou a auxiliar, por telefone, as pessoas que tiveram o benefício negado pelo governo federal. A demanda da unidade do Recife aumentou de forma exponencial, segundo a defensoria. A ideia é que o órgão ajude no pedido de contestação do resultado.

No mesmo dia, porém, manifestantes se organizaram e cobraram atendimento presencial, em frente à unidade do Recife, que fica na Boa Vista, área central da cidade, e alegaram que não conseguiram o serviço por telefone (veja vídeo abaixo).

Grupo faz protesto em frente à Defensoria Pública, no Recife

A DPU reforçou que o atendimento é feito apenas pela internet ou por telefone e apenas para pessoas que moram em áreas cobertas por uma representação da Defensoria da União.

São 70 unidades da DPU que atendem moradores de 1.830 cidades brasileiras – encontre o contato de cada unidade no site da defensoria.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Caixas misteriosas voltam a aparecer em praias de Ipojuca, no litoral de Pernambuco

Segundo professor Clemente Junior, da UPE, a mesma corrente que transportou o óleo levou fardos de látex. Prefeitura diz que material é semelhante ao encontrado em 2018.

Por Isabela Veríssimo*, G1 PE

“Caixas misteriosas” voltaram a aparecer nas praias de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco. Segundo a prefeitura, 14 fardos “do mesmo tipo do material localizado em 2018” foram localizados entre a semana passada e esta segunda (29). O professor Clemente Coelho Júnior, da Universidade de Pernambuco (UPE), informou que eles chegaram com a corrente sul equatorial, a mesma que transportou as manchas de óleo, em setembro de 2019.

Os primeiros fardos apareceram no litoral pernambucano em outubro de 2018. Eram cerca de 40 unidades, segundo o município.

A prefeitura informou, nesta segunda (29), que, na época, a investigação da Polícia Federal (PF) apontou que se tratava de látex natural. Seria uma matéria-prima utilizada na indústria da borracha, especialmente na produção de pneus e luvas de proteção.

Diante do novo aparecimento das caixas, o professor Clemente Júnior, do Instituto de Ciências Biológicas da UPE, disse que a chegada do inverno agitou a correnteza e provocou o retorno dos fardos. Segundo ele, o material foi observado nas praias de Cupe e Muro Alto.

As caixas parecem compactas, feitas de um tipo de tecido, com cerca de 1metro cúbico. Segundo Clemente, o “tecido viscoso molhado”, na verdade, é borracha, látex extraído de seringueiras. O material foi visto, também neste ano, em João Pessoa, na Paraíba.

“São prensados de látex que servem como matéria prima na fabricação de pneus, preservativos, luvas, botas e materiais emborrachados. Uma borracha que passa por um processo industrial”, explicou Clemente.

Segundo o professor, o material é tratado com compostos que podem ser nocivos. Por isso, existe a recomendação é que não mexam nos fardos e comuniquem ao órgão ambiental devido para que sejam retirados da areia. O material pode ser levado para um aterro sanitário ou ser reutilizado.

“Esses fardos começaram a aparecer em setembro de 2018 em Alagoas, mas se espalhou pelo Nordeste. Veio com a corrente sul equatorial, a mesma que trouxe as manchas de óleo em setembro de 2019. Eles já foram encontrados no Piauí e no Rio Grande do Norte“, contou o professor.

Ainda segundo Clemente, a chegada do inverno tem forte influência no novo aparecimento dos fardos. “Eles vêm com correntes e estão surgindo agora por causa de uma agitação em função do inverno. São ventos mais fortes e correnteza. Esse material estava no fundo do oceano e voltou a ser ‘cuspido'”, explicou.

Fardo encontrado em praia de Ipojuca foi levado para análise — Foto: Pregfeitura de Ipojuca/ Divulgação

Fardo encontrado em praia de Ipojuca foi levado para análise — Foto: Pregfeitura de Ipojuca/ Divulgação

Prefeitura

Por meio de nota, a prefeitura de Ipojuca disse que se trata de um crime ambiental. Ainda de acordo com a administração municipal, o laudo da PF “sugere que o material descartado seja oriundo do Sudeste asiático em direção ao canal do Panamá e portos dos Estados Unidos, já que os principais países produtores deste material são a Indonésia, Malásia, Tailândia e Vietnã”.

A prefeitura informou, ainda, que “apesar das evidências, desde 2018, entende que as investigações não avançaram e as caixas voltaram a aparecer sem nenhum tipo de marca que auxilie na origem da carga”.

Diante do surgimento das novas unidades, a prefeitura informou ter enviado um comunicado sobre à Marinha, à Capitania dos Portos e à Secretaria de Meio Ambiente de Pernambuco.

A Agência do Meio Ambiente do da cidade informou que “realiza monitoramento diário e pede reforço das autoridades neste monitoramento para além dos limites do município”.

Ainda segundo a prefeitura, o “descarte do material, conforme a orientação da perícia criminal e ambiental da PF, poderá ser feito tanto em aterros sanitários como também em empresas consumidoras de borracha natural para reutilização do produto”.

G1 entrou em contato com a Agência Pernambucana de Meio Ambiente (CPRH) e não recebeu retorno até a última atualização desta reportagem.

Natureza dos fardos

Em outubro de 2018, a Diretoria de Controle de Fontes Poluidoras, CPRH, investigou a possibilidade dos fardos serem equipamentos usados para amenizar o impacto de navios ao atracar em portos.

Pesquisadores do Instituto de Ciências do Mar (Labomar), da Universidade Federal do Ceará (UFC), concluíram que os pacotes eram provenientes de um navio alemão que naufragou no litoral nordestino em 1944.

A descoberta ocorreu durante pesquisas para tentar identificar a origem das manchas de óleo que surgiram no litoral do Nordeste. O navio naufragou entre 1º e 4 de janeiro de 1944, mas só foi descoberto mais de 50 anos depois, em 1996, a cerca de mil quilômetros do litoral.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Mãe e filho são mortos a tiros dentro de casa e polícia investiga caso como latrocínio, no Recife

Vítimas foram alvejadas após ter a casa invadida por duas pessoas na madrugada desta segunda-feira (29). Não foi informado o que bandidos roubaram.

Por G1 PE

Crime aconteceu no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife — Foto: Google Street View/Reprodução

Crime aconteceu no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife — Foto: Google Street View/Reprodução

Mãe e filho foram assassinados a tiros na madrugada desta segunda-feira (29), dentro de casa, no bairro de Água Fria, na Zona Norte do Recife, segundo a Polícia Civil. A corporação informou, por meio de nota, que investiga o caso como duplo latrocínio, ou seja, roubo seguido de morte.

As vítimas tinham 44 e 16 anos, respectivamente. Segundo a investigação, a casa deles foi invadida por dois homens com intenção de roubar algo na residência, durante a madrugada. Não foi informado o que os bandidos levaram.

As duas vítimas não tiveram o nome divulgados. Eles foram encontrados mortos dentro de casa e os corpos foram encaminhados ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, região central do Recife.

A polícia informou que as investigações seguem “até a completa elucidação do crime”, sob responsabilidade da 5ª Delegacia do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Homicídios em Pernambuco

Mesmo em meio à pandemia de Covid-19, Pernambuco tem registrado aumento dos homicídios, segundo dados da Secretaria de Defesa Social.

Em maio deste ano, quando foram adotadas medidas restritivas mais rígidas em cinco cidades por causa da pandemia do novo coronavírus, ocorreram 350 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Isso representa 18,2% a mais, em relação ao mesmo mês de 2019, quando o estado registrou 296 casos desse tipo. Nos outros meses deste ano também houve aumento dos número de casos.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.