Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Motorista perde controle por causa da chuva e carro com seis pessoas cai em córrego em Amaraji

Acidente ocorreu no fim da noite do domingo (11), na PE-63. De acordo com o Samu, trecho estava tomado pela lama. Ocupantes do carro foram socorridos, mas não ficaram internados.

Por G1 PE

Carro caiu dentro de córrego em Amaraji, na Zona da Mata de Pernambuco — Foto: Edmar Gomes/Prefeitura de Amaraji

Carro caiu dentro de córrego em Amaraji, na Zona da Mata de Pernambuco — Foto: Edmar Gomes/Prefeitura de Amaraji

As fortes chuvas que atingiram o Grande Recife e a Zona da Mata de Pernambuco ocasionaram um acidente na PE-63, no município de Amaraji. Por causa da lama na pista, o motorista de um carro perdeu o controle do veículo, que caiu em um córrego que corta a cidade.

Havia seis pessoas no carro, incluindo uma criança de 2 anos de idade, segundo o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) municipal, e os ocupantes do carro não precisaram ser internados.

O acidente ocorreu por volta das 23h40 do domingo (11). Até a manhã desta segunda-feira (12), o veículo seguia dentro do córrego.

O carro trafegava no sentido Amaraji, quando, próximo à ponte que dá acesso ao Engenho Jaguarana, perdeu o controle. No local, passam muitos tratores e veículos pesados, devido ao cultivo de cana-de-açúcar. Por causa disso, segundo a prefeitura, é comum haver lama na pista, o que levou ao acidente.

No momento do acidente, chovia muito na cidade. O carro caiu na ribanceira e foi parar dentro do córrego. Os ocupantes do veículo conseguiram sair pelo lado do carona e escalaram a ribanceira até a pista.

Eles andaram cerca de um quilômetro e chegaram a um vilarejo, onde pediram ajuda ao Samu, que prestou os primeiros socorros às vítimas. O Samu levou os ocupantes do carro até o Centro de Amaraji.

Alagamentos e transtornos

Domingo de chuvas deixa ruas alagadas, casas destruídas e homem desaparecido em córrego

Após um final de semana de transtornos devido às chuvas, a segunda-feira (12) teve ruas alagadas e água invadindo residências em diferentes pontos da Região Metropolitana do Recife. Na noite do sábado (10), um homem caiu em uma canaleta e foi arrastado pela água na Zona Sul do Recife

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Pernambuco tem mais 738 casos e 34 mortes por Covid-19 e soma 370.225 confirmações e 12.837 óbitos

Dos registros contabilizados nesta segunda-feira (12), 108 foram de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), elevando total para 37.746 casos graves desde o começo da pandemia.

Por G1 PE

Testes rápidos fazem parte das formas de diagnosticar Covid-19 — Foto: Reprodução/EPTV

Testes rápidos fazem parte das formas de diagnosticar Covid-19 — Foto: Reprodução/EPTV

Mais 738 casos de Covid-19 e 34 mortes de pacientes com a doença foram confirmados nesta segunda-feira (12), em Pernambuco. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), com os novos registros, o estado chegou a 370.225 pessoas infectadas e 12.837 óbitos desde o início da pandemia, em março de 2020.

Do total de novos casos confirmados nesta segunda-feira, 108 (15%) foram de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag), ou seja, de pessoas que precisaram ser internadas ou, ainda, de pacientes que morreram com a doença. Essas ocorrências somaram 37.746 do total de toda a pandemia.

Outros 630 (85%) pacientes tiveram quadros leves da doença e não precisaram ser internados. Esses casos englobam, também, pessoas que foram assintomáticas ou que descobriram ter tido a doença depois de curadas, por meio de testes sorológicos. Foram 332.479 pacientes assim em toda a pandemia.

Os 34 óbitos confirmados nesta segunda-feira ocorreram entre o dia 12 de julho de 2020, nove meses atrás, e o domingo (11).

O governo informou, por meio de nota, que “os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Motoristas que perderam placas de veículos durante chuvas podem solicitar emplacamento sem agendar serviço

Detran informou que desta segunda-feira (12) até 26 de abril é possível solicitar nova placa sem marcar antes atendimento. Medida foi tomada após registro de quatro dias de chuvas intensas no Grande Recife.

Por G1 PE

Caminhão parado devido à água em rua da Zona Sul do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

Caminhão parado devido à água em rua da Zona Sul do Recife — Foto: Reprodução/TV Globo

O Departamento Estadual de Trânsito de Pernambuco (Detran) informou que os motoristas que perderam as placas de veículos durante as fortes chuvas que assolaram o Grande Recife podem solicitar a ordem de emplacamento desta segunda-feira (12) até o dia 26 de abril sem agendar o serviço.

Para o caso de placas dianteiras, o Detran informou que não é necessário fazer uma vistoria prévia, bastando apenas a solicitação do serviço de emplacamento diretamente em um posto de atendimento. Para os motoristas que perderam placas traseiras, é preciso submeter o veículo a uma vistoria.

No caso de automóveis que ainda possuem as placas cinzas, o Detran informou que a vistoria é necessária para a troca pelo novo modelo do Mercosul.

O serviço pode ser requisitado em um dos pontos de atendimento do Detran, na sede do órgão, no bairro da Iputinga, na Zona Oeste do Recife, nas lojas de atendimento localizadas nos shoppings da Região Metropolitana ou nas Circunscrições Regionais de Trânsito (Ciretrans).

Após o atendimento, o proprietário do veículo pode se dirigir até uma das lojas de placas credenciadas. Conduzir o veículo sem qualquer uma das placas de identificação é considerado multa gravíssima. São sete pontos à Carteira Nacional de Habilitação, uma multa de R$ 293,47 e apreensão do carro.

De acordo com o Detran, os valores dos serviços relacionados às placas são:

  • R$ 36,68 para ordem de placa;
  • R$ 53,53 para vistoria para veículos com até 9 lugares;
  • R$ 65,84 para vistoria para veículos com mais de 9 lugares.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Tratado com mesma terapia de Paulo Gustavo, homem com Covid é transferido ao Recife e ‘pulmão artificial’ chega com pouca bateria

A ECMO oxigena o sangue fora do corpo. Paciente teve escolta para ir de Natal para PE e, ao dar entrada em hospital, equipamento tinha 35 minutos de bateria, segundo a PRF.

Por G1 PE

Paciente com Covid é transferido de Natal para o Recife com escolta

Um homem de 38 anos com Covid-19 foi transferido de Natal para o Recife na quinta-feira (8) com escolta policial. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o paciente utiliza um “pulmão artificial” e, ao chegar ao hospital na capital pernambucana, o dispositivo tinha 35 minutos restantes de bateria.

O tratamento utilizado no paciente chama-se Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO), o mesmo que tem sido utilizado no ator Paulo Gustavo, internado com o novo coronavírus no Rio de Janeiro desde o dia 13 de março.

Em alguns pacientes, o pulmão se torna incapaz de absorver o oxigênio. Por isso, é preciso “substituir” o órgão por uma membrana externa. É nessa hora que a ECMO entra. O equipamento age como um pulmão artificial e oxigena o sangue fora do corpo.

Ambulância que transportou paciente com Covid-19 de Natal para o Recife na quinta-feira (8) — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Ambulância que transportou paciente com Covid-19 de Natal para o Recife na quinta-feira (8) — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

A operação de transferência contou com apoio de equipes da PRF do Rio Grande do Norte e Paraíba, além de agentes de Pernambuco. A corporação afirmou que ele chegou Hospital Português, na área central do Recife, por volta das 20h10.

Polícia Militar de Natal também participou da transferência do paciente, articulada com gestores, médicos e policiais.

G1 entrou em contato com o Hospital Português para obter informações sobre o estado de saúde do paciente, mas não recebeu retorno até a última atualização desta reportagem.

Redução nos pedidos de internação

Pela 1ª vez no ano, PE tem redução nos pedidos por leitos de UTI por duas semanas seguidas

Pela primeira vez em 2021, Pernambuco registrou uma redução nos pedidos de internação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) por duas semanas seguidas. A diminuição foi divulgada pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, em pronunciamento transmitido na internet na quinta-feira (8).

Apesar da redução nos internamentos, também na quinta-feira Pernambuco registrou 82 mortes por Covid-19 em 24 horas, maior número de óbitos desde julho de 2020.

Também foram confirmados mais 2.884 casos da doença. Com isso, Pernambuco passou a totalizar 364.354 pacientes infectados e 2.685 óbitos, confirmados desde março de 2020.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Pela primeira vez no ano, PE tem redução de pedidos de internação em leitos de UTI por duas semanas seguidas

Segundo o secretário estadual de Saúde, André Longo, índice na 13ª semana epidemiológica caiu 11% com relação à 12ª, que havia registrado queda de 4% em relação à semana anterior.

Por G1 PE

Pela 1ª vez no ano, PE tem redução nos pedidos por leitos de UTI por duas semanas seguidas

Pela primeira vez no ano de 2021, Pernambuco teve uma redução nos pedidos de internação em leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) por duas semanas seguidas. A diminuição foi divulgada pelo secretário estadual de Saúde, André Longo, em pronunciamento transmitido na internet nesta quinta (8).

“A redução foi de 11% na semana 13 em comparação com a semana 12, que já tinha registrado redução de 4% em relação à semana 11”, disse o secretário na transmissão.

Ainda de acordo com André Longo, tem sido observado um efeito esperado nos números da pandemia no estado após a quarentena de 14 dias em Pernambuco decretada para tentar frear a propagação da Covid-19 e também devido à vacinação de grupos prioritários.

“Temos visto o efeito esperado dos números. Ainda temos dias para colher resultados. Dados das duas últimas semanas apontam que a gente tenha desacelerado e chegado a um nível de platô e a expectativa é que a gente desça desse platô”, declarou.

O secretário também afirmou que houve uma leve redução nos casos de pacientes com Srag em Pernambuco.

“Foram 1.681 casos notificados semana passada, menos 2,2% em comparação com a semana anterior, o que aponta para um quadro de estabilidade, mesmo com um cenário ainda preocupante com indicadores ainda em patamares elevados”, contou.

Vacinação contra gripe

Paralela à campanha de vacinação contra a Covid-19, Pernambuco começa a imunização contra a influenza na segunda-feira (12) . A campanha de vacinação contra gripe é voltada para 3,5 milhões de pessoas no estado, sendo dividida em três etapas, até o mês de julho.

Na primeira etapa, que segue até o dia 10 de maio, devem ser vacinadas as crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, mulheres que tiveram filho recentemente (puérperas) e população indígena de 6 meses a 8 anos.

Para a campanha, foram enviadas pelo Ministério da Saúde 338.400 doses do imunizante contra a influenza, distribuídas a todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), mais de 4 milhões de seringas e agulhas foram disponibilizadas.

A vacina contra a influenza protege contra três cepas do vírus: A (H1N1), A (H3N2) e B. A expectativa é proteger, no mínimo, 90% do público prioritário.

“É importante para proteger grupos mais vulneráveis contra esse vírus que também tem importância para o sistema de saúde. Quanto mais vacinados, menor risco de adoecimento e menos casos de infecções respiratórias e evitando um impacto maior na rede de saúde. Por isso, se você ama seu filho, não deixe de levá-lo ao posto de vacinação”, afirmou Longo.

Covid-19 em Pernambuco

O estado registrou, nesta quinta-feira (8), mais 2.884 casos da Covid-19 e 82 mortes devido à doença. Com isso, Pernambuco passou a totalizar 364.354 pacientes infectados e 2.685 óbitos, confirmados desde março de 2020.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Nova remessa com 187 mil doses de vacina contra Covid-19 chega a Pernambuco

Ao todo, chegaram ao estado, na tarde desta quinta (8), 85.400 doses da CoronaVac, fabricadas pelo Instituto Butantan, e outras 102.000 da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fiocruz.

Por G1 PE

Pernambuco recebeu, nesta quinta-feira (8), mais 187 mil doses da vacina contra a Covid-19 .. Ao todo, chegaram ao estado 85.400 doses da CoronaVac, fabricadas pelo Instituto Butantan, e outras 102.000 da AstraZeneca/Oxford, produzidas pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O voo da Azul aterrissou às 15h55 no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre, na Zona Sul da capital. Essa é a décima segunda entrega de vacinas para Pernambuco.

Com a nova remessa, subiu para 1.639.960 o número de doses da Coronavac/Butantan e para 380.970 as da Astrazeneca/Fiocruz recebidas por Pernambuco, totalizando 2.020.930 unidades dos imunizantes.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que esse novo lote começa a ser enviado aos municípios na madrugada desta sexta-feira (9), após ser catalogada no Programa Estadual de Imunizações.

Ele também disse que os municípios pernambucanos conseguiram aplicar mais de 85% das vacinas destinadas à primeira dose. “Em Pernambuco, aplicamos oito de cada dez vacinas destinadas para primeira dose e só não estamos avançando ainda mais porque o Brasil infelizmente ainda enfrenta uma escassez de imunizantes”, declarou.

Mais 187 mil doses da vacina contra a Covid-19 chegaram a Pernambuco — Foto: Azul/Divulgação

Mais 187 mil doses da vacina contra a Covid-19 chegaram a Pernambuco — Foto: Azul/Divulgação

Segundo o Ministério da Saúde, parte das vacinas desse novo lote é destinada à primeira dose de idosos entre 65 e 69 anos, além dos agentes das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas que atuam na linha de frente do combate à pandemia. Outra parcela dos imunizantes vai para a segunda dose de trabalhadores da saúde e idosos entre 70 e 74 anos e a partir dos 85 anos.

O objetivo, segundo o Ministério da Saúde, é garantir a cobertura do esquema vacinal no tempo recomendado de cada imunizante, ou seja, quatro semanas para a CoronaVac e 12 semanas para as doses da AstraZeneca/Oxford.

governo federal informou, ainda, que a estratégia de distribuição para aplicação das primeiras e segundas doses é revisada semanalmente em reuniões entre representantes da União, dos estados e dos municípios. Nos encontros, também são consideradas as confirmações do cronograma de entregas dos laboratórios.

As novas doses foram levadas para a central de armazenamento da Secretaria Estadual de Saúde (SES). Antes da distribuição aos municípios, há um processo de análise e separação das vacinas.

Profissionais de saúde

O secretário também disse que a vacinação em Pernambuco começa a dar bons resultados e que houve uma redução de casos da Covid-19 entre os profissionais de saúde que foram imunizados.

“Agora, na segunda onda, a evolução da doença entre os profissionais de saúde se manteve estável, mostrando que a imunização em quase 70%, com a primeira dose, e mais de 60% da segunda já está protegendo dos casos mais graves”, afirmou André Longo.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Pesquisadores da Fiocruz desenvolvem método para monitorar de forma mais rápida variantes da Covid-19

Resultados surgem em cinco dias úteis enquanto o sequenciamento completo do genoma pode levar até 20 dias, segundo cientistas do Instituto Aggeu Magalhães da Fundação Oswaldo Cruz.

Por Beatriz Castro, TV Globo

Resultados do monitoramento são obtidos de maneira mais ágil e barata, segundo cientistas — Foto: Reprodução/TV Globo

Resultados do monitoramento são obtidos de maneira mais ágil e barata, segundo cientistas — Foto: Reprodução/TV Globo

Pesquisadores do Instituto Aggeu Magalhães da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-PE) desenvolveram uma metodologia para tornar o monitoramento das variantes do novo coronavírus mais simples, ágil e barato, ajudando no combate à Covid-19.

Eles se basearam em uma técnica conhecida de sequenciamento genético, o sequenciamento de Sanger, que não faz o estudo completo do genoma, mas de um fragmento específico do DNA.

O estudo está publicado em uma plataforma científica internacional à disposição de pesquisadores e gestores de saúde, que funciona como um atalho para compartilhar dados diante da gravidade da pandemia.

“Acho que esse é o primeiro momento na minha carreira que produzimos os dados na bancada do laboratório e, em menos de 24 horas, a gente consegue compartilhar isso com os gestores de saúde. Hoje, a gente produz os dados científicos e automaticamente já divide com os gestores para a tomada de decisão”, afirmou o doutor em ciências Marcelo Paiva.

Segundo o doutor em ciências Marcelo Paiva, dados científicos são automaticamente divididos com gestores de saúde para tomada de decisão — Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo o doutor em ciências Marcelo Paiva, dados científicos são automaticamente divididos com gestores de saúde para tomada de decisão — Foto: Reprodução/TV Globo

O método analisa um trecho específico do genoma onde as mutações acontecem com mais frequência. É como se estivesse resumido, em um capítulo só, um livro inteiro. No caso, o resumo seria o fragmento do DNA.

“A região de spike, também chamada de espícula do vírus, é uma das responsáveis da ligação do vírus com as células para que esse vírus consiga entrar. É lá que acontecem essas mudanças e consequentemente essa metodologia foca somente nesse ponto, somente nessas mudanças”, explicou o doutor em ciências Marcelo Paiva.

Os resultados surgem de forma mais rápida, em cinco dias úteis, enquanto o sequenciamento completo do genoma poderia levar até 20 dias. Não são necessários equipamentos sofisticados de laboratório e o custo é mais reduzido.

“São utilizados equipamentos com custo mais baixo do que o do sequenciamento do genoma completo. Então a metodologia utilizada é conhecida há mais tempo, o custo é mais baixo e, com isso, a gente consegue processar uma quantidade bem maior de amostras por vez”, disse a doutora em biociências e biotecnologia em saúde Viviane Carvalho.

Doutora em biociências e biotecnologia em saúde Viviane Carvalho participou da pesquisa — Foto: Reprodução/TV Globo

Doutora em biociências e biotecnologia em saúde Viviane Carvalho participou da pesquisa — Foto: Reprodução/TV Globo

O grupo é formado por oito pesquisadores. Assim que as novas variantes do novo coronavírus começaram a surgir, no fim de 2020, os cientistas que fazem parte da rede de monitoramento genômico da Covid-19 da Fundação Oswaldo Cruz aceleraram as pesquisas.

Segundo o biomédico Matheus Bezerra, o genoma completo tem 29 mil bases e o que está sequenciando tem torno de 800 bases. Os pesquisadores perceberam que essa sequência já contém as informações críticas que permitem distinguir as variantes circulantes no momento, tanto no Brasil quanto no mundo.

“São as chamadas variantes de preocupação ou variantes de interesse. Analisando esse fragmento menor do genoma viral, a gente já consegue distinguir essas variantes entre si e comparando também àquelas linhagens mais antigas que já haviam no Brasil antes”, afirmou Matheus.

De acordo com o biomédico Matheus Bezerra, o genoma completo tem 29 mil bases e o que está sequenciando tem torno de 800 bases — Foto: Reprodução/TV Globo

De acordo com o biomédico Matheus Bezerra, o genoma completo tem 29 mil bases e o que está sequenciando tem torno de 800 bases — Foto: Reprodução/TV Globo

A nova metodologia é considerada uma aliada para os pesquisadores que têm pressa para identificar as novas variantes do coronavírus que estão se propagando em pouco tempo, em grande proporção e com efeitos que ainda não são totalmente conhecidos. Monitorar essas variantes é essencial para combater a doença, adaptar as vacinas e os testes de diagnóstico.

“A gente está começando a aplicar isso na nossa instituição. A ideia é que outros laboratórios também sigam métodos nesse sentido e a gente consiga expandir essa vigilância epidemiológica sobre as variantes do novo coronavírus”, explicou Matheus.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Faltam sedativos em hospitais do Recife e pacientes intubados terminam acordando, dizem médicos

Representante do Conselho Federal de Farmácia afirma que escassez de medicamentos acompanha alto índice de ocupação de UTIs por Covid-19. Secretarias de Saúde de PE e do Recife negam desabastecimento.

Por Priscilla Aguiar, G1 PE

O número alto de pacientes com Covid-19 internados em leitos de Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de Pernambuco fez com que, segundo profissionais da saúde, começassem a faltar alguns medicamentos do “kit intubação”, usados para intubar e sedar pacientes em unidades de saúde. As Secretarias de Saúde de Pernambuco e do Recife negaram desabastecimento.

O médico intensivista Arthur Milach, coordenador da UTI-Covid do Hospital de Referência Unidade Boa Viagem Covid-19 e do Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, ambos no Recife, afirmou que, sem sedação, alguns pacientes terminam acordando.

O médico explicou que, quando acaba um certo tipo de sedativo, os hospitais algumas vezes levam de 48 a 72 horas para conseguir novas remessas.

“As medicações chegam, mas esse período que o paciente fica sem sedação é arriscado e alguns terminam acordando. A quantidade de sedação e o tipo têm que ser reavaliados constantemente”, explicou.

A escassez de medicamentos, segundo o médico, também termina sobrecarregando os profissionais de saúde que trabalham na linha de frente da Covid-19.

“As equipes de enfermagem estão bastante treinadas e ficam próximas dos pacientes, monitorando para que não aconteça uma desintubação. Nesse momento, não é apenas o cansaço que conta, tem também o estresse. A gente precisa ficar a cada momento mais vigilante”, relatou Milach.

A taxa de ocupação de leitos de UTI em Pernambuco, na quarta-feira (7), estava em 97% na rede estadual e de 90% na rede privada. O médico intensivista Marçal Paiva Junior afirmou que os profissionais da área de saúde já imaginavam que a escassez de sedativos aconteceria por conta da alta no número de casos.

“Faltam algumas medicações comuns em pacientes intubados e precisamos substituir por outras que não são as melhores, que não são de primeira escolha. Em algumas situações, os pacientes podem ficar mal sedados”, disse Marçal Paiva Junior.

Ele relatou que o retorno do fornecimento desses medicamentos nem sempre acontece rapidamente. “Enquanto essas medicações não estão sendo fornecidas, a gente tem que usar alternativas. Além da rotina desgastante de UTI, ainda é preciso lidar com essa falta de medicamentos que pode prejudicar o paciente”, relatou Marçal.

De acordo com o farmacêutico hospitalar José de Arimatéa Rocha Filho, membro do Conselho Federal de Farmácia (CFF), a situação diz respeito principalmente a alguns bloqueadores neuromusculares (cisatracúrio, atracúrio e suxametônio), sedativos (midazolam) e anestésicos (propofol, cetamina). Ele afirmou que o desabastecimento é alto e acompanha a quantidade de internação.

“Começou junto com o aumento dos casos de Covid e de internações em UTI, entre fevereiro e março. Você pode ter de manhã uma droga e ela acabar de repente. Na troca por outro medicamento, tem um tempo de espera. E o paciente intubado, se perder a sedação, pode ficar agitado e perder a intubação”, relatou.

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) tem feito o acompanhamento junto aos farmacêuticos e realiza ações junto ao Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). “Conseguimos alguns resultados como o aumento da importação, mas o desabastecimento continua por conta do número de casos”, disse.

José de Arimatéa, que também é diretor Administrativo do Hospital das Clínicas (HC-UFPE), contou que acabou nessa semana na unidade de saúde o Midazolam, que é uma droga de primeira escolha para sedação. “Conseguimos fazer a compra e estamos esperando a entrega. Os estoques são monitorados constantemente”, declarou.

Respostas

A Secretaria de Saúde do Recife, responsável pelo Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, afirmou, por meio de nota, que atualmente não há desabastecimento dos medicamentos para intubação em nenhum dos equipamentos da rede municipal de saúde e que o estoque desses remédios está regular e é suficiente.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) informou, por meio de nota, que atualmente a rede pública de saúde conta com estoque garantidor dos suprimentos e que tem monitorado permanentemente os estoques dos insumos para manter a rede estadual de Saúde em pleno funcionamento.

A SES informou que também está agilizando processos de aquisição e realizando compras para evitar a falta de medicamentos e materiais. “É preciso lembrar, ainda, que a dificuldade na aquisição de medicamentos é nacional, devido à alta demanda em todo o país”, informou o comunicado.

Sobre a a unidade Hospital de Referência Unidade Boa Viagem Covid-19, a SES afirmou que não há falta de medicamentos, mas que, para evitar o desabastecimento, a unidade estimula o uso racional e adequado dos insumos já em estoque.

G1 também tentou contato com o Ministério da Saúde, mas não obteve resposta.

Recorde de internados

Pernambuco bate recorde de pessoas internadas em hospitais públicos e privados em março

O número de pessoas internadas em leitos de UTI para pacientes com problemas respiratórios cresceu 59% em março de 2021. Segundo dados do governo, no dia 1º, havia 1.216 pessoas ocupando essas vagas. No dia 30, 1.938 pacientes estavam em unidades das redes pública e privada. No mesmo mês, o estado registrou aumento de 64% na quantidade de casos graves de Covid 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Jovem ateia fogo a homem e é preso após ser agredido pela população, diz PM

Policiais receberam denúncia de tentativa de linchamento de homem de 27 anos e, após socorrê-lo, descobriram que ele tinha praticado crime. Vitima identificou autor, segundo corporação.

Por G1 PE

Rua Professor José Amarino dos Reis, no bairro da Linha do Tiro, no Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

Rua Professor José Amarino dos Reis, no bairro da Linha do Tiro, no Recife — Foto: Reprodução/Google Street View

Um rapaz de 27 anos foi preso por atear fogo a um homem no bairro da Linha do Tiro, na Zona Norte do Recife, na quarta-feira (7). De acordo com a Polícia Militar, depois de praticar o crime, ele foi agredido por moradores da região, que tentaram linchá-lo.

A Polícia Militar informou que agentes do 11º Batalhão foram acionados para uma denúncia de linchamento na Rua Professor José Amarino dos Reis. No local, havia uma grande concentração de pessoas cercando um homem.

Os policiais conseguiram resgatar o agredido e fizeram o socorro para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Nova Descoberta, também na Zona Norte. Segundo a PM, eles então descobriram que ele estava sendo agredido por ter ateado fogo a outro homem.

O queimado foi levada ao Hospital da Restauração, no Derby, na região central do Recife. Os policiais que socorreram o agressor foram até o local e, na unidade hospitalar, a vítima, que estava se recuperando, identificou o autor do crime, segundo a corporação.

A PM afirmou que o agressor recebeu alta da UPA na noite da quarta-feira e, em seguida, foi levado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no bairro do Cordeiro, na Zona Oeste do Recife. Ele foi autuado em flagrante por tentativa de homicídio, segundo a Polícia Civil.

Um inquérito policial foi aberto e as investigações ficaram sob a responsabilidade do DHPP.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Incêndio atinge três quiosques em praça no Centro do Recife

Caso ocorreu na Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio, na noite desta quarta-feira (7). Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve feridos.

Por G1 PE

Incêndio atinge três quiosques no Centro do Recife

Um incêndio atingiu três quiosques localizados na Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio, no Centro do Recife, na noite desta quarta-feira (7). Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve feridos.

Imagens enviadas ao WhatsApp da TV Globo mostram chamas altas e muita fumaça. As equipes do Corpo de Bombeiros foram acionadas por volta das 18h30 e duas viaturas foram enviadas ao local para controlar o fogo.

Incêndio atingiu três quiosques na Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio, no Recife — Foto: Reprodução/Whatsapp

Incêndio atingiu três quiosques na Praça da Independência, no bairro de Santo Antônio, no Recife — Foto: Reprodução/Whatsapp

Os quiosques atingidos pelas chamas vendiam bolsas e material escolar. Dois deles ficaram totalmente destruídos e um teve perda parcial, ainda de acordo com os bombeiros.

O Corpo de Bombeiros também afirmou que o fogo foi controlado por volta das 19h20, finalizando a ocorrência.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.