Mãe e filho brasileiros morrem em incêndio no Japão

Dois cearenses morreram em um incêndio na província de Shiga, no Japão, na madrugada de quarta-feira (26), horário local. A cearense Patrícia Viana, 31 anos, e o filho Arthur, 7 anos, estavam em casa. Outras três casas vizinhas foram atingidas pelo fogo. “Achamos que o fogo começou na casa deles e eles não tiveram tempo de sair”, conta a irmã da cearense, Pâmela Pernambuco.

Patrícia e o filho estavam há dois anos no Japão. Ela era casada há sete anos com um paulista, que no momento do incêndio estava no trabalho. “Meu cunhado trabalha à noite em uma fábrica. Ligaram para ele para falar sobre o incêndio. Ele me contou que ainda chegou a ver a minha irmã na janela de casa, mas ela não voltou”, conta Pâmela. O casal mo

De acordo com o marido, os bombeiros encontraram os corpos dos dois carbonizados e abraçados. “Eles eram muito amigos, muito ligados, cúmplices”. A perícia do local realizou exames de DNA para comprovar a identidade dos dois. O marido aguarda o resultado para os corpos serem liberados e cremados no Japão. Segundo a família, será feita uma cerimônia religiosa em Shiga e, depois, o marido de Patrícia deve trazer as cinzas para Fortaleza.

Segundo Pâmela, o cunhado está recebendo apoio de amigos locais. “Ele (cunhado) está totalmente sem chão. Perdeu tudo. Na casa deles, não sobrou nada”, conta. A irmã de Patrícia conta que as casas são de madeira e têm piso de carpete, o que pode ter facilitado o fogo ter se espalhado. Patrícia e Arthur foram as únicas vítimas do incêndio. Os moradores das outras casas conseguiram sair a tempo.

Família
A mãe de Patrícia, que mora em Fortaleza, não consegue acreditar na tragédia. “Minha mãe está arrasada. Fica se perguntando porque ela não pulou da janela”. A irmã falou a última vez com Patrícia pela internet na manhã da terça-feira (25), horário do Brasil. “Falamos coisas rotineiras. E ela me deixou um conselho ‘Fica perto da família’. Ela era muito família. Nos falávamos direto.”

Patrícia completaria 32 anos no próximo dia 14 de abril. A cearense foi pela promeira para o Japão em 2004. No país asiático, conheceu o marido paulista e voltou para o Brasil para ter o filho. Depois, o casal e a criança retornaram para o Japão. A família de Patrícia planejava viajar para o Japão em fevereiro de 2015. “Tudo foi frustrado”.

 

 

 

Do G1 CE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Papa Francisco recebe Barack Obama no Vaticano

O papa Francisco recebeu nesta quinta-feira (27) no palácio apostólico o presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, no primeiro encontro privado entre os dois líderes desde que Francisco foi eleito pontífice há um ano. “Sou um grande admirador”, disse Obama, em inglês, ao papa no início do encontro.

Após cerimônia da guarda suíça, Obama e sua delegação foram levados a um salão com afrescos onde o presidente e o Papa apertaram as mãos.

Obama destacou a crescente diferença entre ricos e pobres durante o encontro com o Papa Francisco, um evento que era esperado para se concentrar na luta contra a pobreza e em controvérsias sobre temas como aborto e direitos dos homossexuais.

O presidente dos Estados Unidos elogiou o Papa por sua ênfase em ajudar os pobres e disse que a reunião poderia dar um impulso a algumas de suas iniciativas, como aumentar a classe média e ajudar os americanos de baixa renda.

Em entrevista a um jornal local, Obama disse que a globalização e o aumento do comércio levou centenas de milhões de pessoas a sair da pobreza nas últimas décadas.

 

 

 

Do G1, em São Paulo

Foto: Gabriel Bouys/AP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Condenado à morte mais velho do mundo terá novo júri no Japão

O tribunal de Shizuoka, no sudeste do Japão, decidiu nesta quinta-feira (27) realizar um novo julgamento de Iwao Hakamada, o homem mais velho condenado à morte no planeta, por vários assassinatos cometidos em 1966.

Surgiram dúvidas no âmbito judicial sobre a culpabilidade de Iwao Hakamada, atualmente com 78 anos. “O tribunal suspendeu a pena capital a que foi condenado este homem”, assinalou um funcionário do judiciário.

Detido em 1966 e condenado ao enforcamento dois anos mais tarde, Hakamada permaneceu no corredor da morte durante quase meio século.

Funcionário de uma fábrica processadora de soja e ex-boxeador profissional, Hakamada teria assassinado seu patrão, a mulher do empresário e os dois filhos do casal.

Nos últimos anos, surgiram novos elementos sobre o crime, incluindo exames de DNA negativos que provariam a inocência de Hakamada, que sempre negou os assassinatos.

Após sua detenção, Hakamada assinou uma declaração admitindo o crime, mas diz que foi sob coação policial.

A última execução no Japão ocorreu em dezembro passado e hoje há 129 detentos no corredor da morte, segundo o ministério da Justiça.

Japão e Estados Unidos são as únicas sociedades democráticas industrializadas do planeta que ainda aplicam a pena de morte.

 

 

 

Da France Presse

Foto: Kazuhiro Nogi/AFP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Deslizamento nos EUA tem 24 mortos

O número de mortos no gigantesco deslizamento de terra que no final de semana devastou uma localidade do estado de Washington subiu para 24 nessa terça-feira (25), informaram as autoridades.

Dois corpos foram retirados dos escombros e “localizamos outros oito”, que se somam às 14 vítimas já encontradas, informou Travis Hots, chefe dos bombeiros do condado de Snohomish.

“Lamentavelmente, não pudemos encontrar qualquer sinal de vida”, disse Travis Hots.

Antes da localização dos dez corpos, nesta terça, o número de desaparecidos no deslizamento era de 176.

Na véspera, o diretor do Departamento de Controle de Emergências de Snohomish, John Pennington, advertiu que o número de desaparecidos deve ser considerado com cautela, já que inclui todas as pessoas que possam ter estado na área e não foram localizadas até o momento.

O deslizamento atingiu 49 casas, de diversos tipos, onde, provavelmente, havia mais pessoas do que o habitual por se tratar de um fim de semana.

Os escombros deixados pelo deslizamento alcançam uma área de cerca de 2,4 quilômetros de extensão, informou o jornal “The Seattle Times”.

“Estamos empregando o máximo de pessoas possível”, garantiu o governador de Washington, Jay Islee, no domingo, após decretar o estado de emergência na área.

A zona é tão irregular que alguns membros da equipe de resgate “ficaram presos literalmente até as axilas”, e tiveram de ser resgatados, segundo Islee.

O presidente Barack Obama declarou emergência no estado de Washington, o que permite a entrega de fundos federais para enfrentar a catástrofe.

A Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA) ajudará “a salvar vidas, a proteger a propriedade e a saúde, e a aliviar o impacto da catástrofe sobre o condado de Snohomish”, destacou a Casa Branca na véspera.

Helicópteros, overcrafts e socorristas trabalham na zona, onde as operações de resgate são extremamente delicadas devido à instabilidade do terreno e ao risco de novos deslizamentos.

A chuva tem sido particularmente forte na região das montanhas Cascade nas últimas semanas, e os serviços meteorológicos apostam em que a situação vai continuar pelos próximos dias.

 

 

Fonte: AFP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Cercado de amigos, Mick Jagger se despede da namorada

O cantor Mick Jagger esteve cercado de amigos e familiares nessa terça-feira (25), em Los Angeles, na cerimônia fúnebre íntima de sua namorada, a estilista L’Wren Scott, que se suicidou na semana passada.

O enterro aconteceu sob um rígido esquema de segurança, no cemitério Hollywood Forever, onde estão os restos mortais dos atores Jayne Mansfield e Douglas Fairbanks, entre outros famosos. Jagger chegou ao cemitério em um grande 4X4 de vidros escuros.

Na semana passada, o cantor foi encontrar as filhas em Los Angeles, depois de cancelar a turnê dos Rolling Stones pela Austrália e pela Nova Zelândia.

“Um pequeno número de familiares e de amigos próximos assistiu hoje à cerimônia fúnebre de L’Wren Scott”, informou o porta-voz do cantor dos Stones.

Durante a cerimônia, que durou cerca de uma hora, Mick Jagger e o irmão de L’Wren Scott, Randy Bambrough, tomaram a palavra, acrescentou o assessor Bernard Doherty.

A filha mais velha do cantor, Karis Jagger, e a atriz Ellen Barkin leram poemas. Outra filha do astro, Jade, e dois de seus netos, Mazie e Zak, leram salmos.

L’Wren Scott, de 49, enforcou-se em 17 de março em seu luxuoso apartamento de Chelsea, em Nova York. A ex-modelo não deixou nenhuma nota que explicasse sua decisão. Ela vivia com Jagger desde 2001.

 

 

Fonte: AFP

Foto: AFP

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Satélite revela presença de 122 objetos em área de busca do voo MH370

Novas imagens de satélite revelam a presença de 122 objetos em uma das áreas de busca do sul do Oceano Índico, onde caiu o voo MH370 em 8 de março, anunciaram nesta quarta-feira (26) as autoridades da Malásia.

As imagens, feitas por um satélite da Airbus, mostram os objetos flutuando em uma zona de 400 quilômetros quadrados, disse o ministro dos Transportes da Malásia, Hishammuddin Hussein.

 

Fonte: AFP

 

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Rússia anuncia início da retirada de tropas ucranianas da Crimeia

O chefe do Estado-Maior da Rússia, Valeri Gerasimov, anunciou que os militares ucranianos alocados na Crimeia começarão a deixar a península nesta quarta-feira (26) e o farão em um trem e sem seus armamentos e equipamentos.

“Em virtude de um acordo entre os Ministérios da Defesa da Rússia e da Ucrânia, os efetivos das Forças Armadas da Ucrânia e membros de suas famílias sairão da Crimeia em transporte ferroviário”, disse o general russo.

Gerasimov esclareceu que “todos os militares que manifestaram seu desejo de continuar a servir as Forças Armadas ucranianas estão fora de suas unidades, depois que entregaram suas armas, e se preparam para deixar a Crimeia junto com suas famílias e pertences pessoais”.

A Ucrânia, que ordenou a retirada de suas tropas da Crimeia há dois dias, quando já tinha perdido praticamente todas as suas unidades e navios na península, negociou até o último momento a possibilidade de sair com seus armamentos, veículos e equipamentos.

A vice-secretária do Conselho de Segurança e Defesa da Ucrânia, Victoria Siumar, explicou na terça (25) que os efetivos da Marinha serão recuados até o porto de Odessa e para a região de Kherson, enquanto o restante dos militares continuarão o serviço nas regiões de fronteira.

O ex-ministro da Defesa ucraniano, Igor Teniukh, disse na terça, antes de apresentar sua renúncia, que os 4 mil soldados ucranianos que desejam continuar a serviço da Ucrânia (de um total de quase 19 mil) deixariam a Crimeia com todo o seu equipamento.

Após um fim de semana dramático para as Forças Armadas da Ucrânia, que perdeu todos seus navios, armamentos e equipamentos na Crimeia, as 203 unidades ucranianas na península já hastearam a bandeira russa e quase 80% dos soldados ucranianos mudaram de lado, se colocando às ordens da Rússia, ou abandonaram o Exército.

A maior parte dos destacamentos, bases e navios de guerra que se mantiveram leais a Kiev foram invadidos e tomados pelas forças russas desde o último sábado (22), em meio à absoluta inoperância da cúpula militar e política do país, denunciada como negligente por muitos oficiais ucranianos.

Pelo menos cinco oficiais ucranianos, entre eles o comandante adjunto da Marinha da Ucrânia para a defesa do litoral, o general Igor Voronchenk, foram detidos pelas autoridades da Crimeia por oferecerem resistência aos russos.

 

 

 

Da EFE

Foto: Vadim Savitsky / Serviço de Imprensa do Ministério de Defesa da Rússia / Via AFP Photo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Agentes secretos de Obama são suspensos por noitada em Amsterdã

Três agentes do Serviço Secreto do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foram enviados de volta para o seu país e suspensos temporariamente no último domingo (23) por curtirem a noite de Amsterdã, onde fariam a segurança do chefe de Estado quando este chegasse na segunda-feira (24) para sua viagem europeia, informaram nesta terça (25) várias fontes.

O “The Washington Post” disse que um porta-voz do Serviço Secreto, Ed Donovan, confirmou que os três foram enviados para casa e afastados administrativamente por razões disciplinares enquanto se investiga o caso.

O incidente viola as novas regras que o Serviço Secreto, encarregado pela segurança presidencial, adotou após o escândalo de prostituição ocorrido em abril de 2012 durante a Cúpula das Américas em Cartagena das Índias, na Colômbia.

Naquele episódio, pelo menos 12 agentes levaram prostitutas aos seus quartos de hotel em Cartagena antes da visita de Obama por ocasião da Cúpula.

Esse fato despertou fortes críticas à cultura interna do Serviço Secreto, dominado por homens, que desde o ano passado e após o incidente é dirigido pela primeira vez por uma mulher, Julia Pierson.

Em Amsterdã, um dos agentes que deveria fazer a segurança do presidente foi encontrado embriagado e inconsciente no domingo de manhã em um dos corredores do hotel em que estava hospedado, relataram as fontes do Washington Post.

Os funcionários do hotel alertaram à Embaixada dos EUA no país, que por sua vez avisou a direção do Serviço Secreto, inclusive a diretora Julia Pierson.

As regras do Serviço Secreto estipulam que qualquer um de seus integrantes que estiver em uma viagem oficial está proibido de ingerir álcool nas dez horas anteriores ao deslocamento.

Os agentes em questão, se não tivesse ocorrido o incidente, teriam sido convocados para uma reunião prévia naquele mesmo domingo para preparar a segurança para a chegada de Obama no dia seguinte.

Os três agentes que foram temporariamente suspensos faziam parte do amplo pessoal de diferentes departamentos que garantem a segurança e acompanham o presidente americano em sua viagem europeia.

 

 

Da EFE

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sem ver evolução no quadro, ‘Dr. F-1’ está pessimista com futuro de Schumi

Diante da escassez de informações oficiais, a imprensa internacional tem sido tomada por especulações envolvendo o estado de saúde do ex-piloto Michael Schumacher. Em meio a uma onda de rumores sem embasamento científico, as análises do Dr. Gary Hartstein, médico-chefe da Fórmula 1 entre 2005 e 2012, são apontadas como as mais sérias e relevantes, principalmente por causa da longa experiência do americano na categoria. O “Dr. F-1”, entretanto, não tem demonstrado otimismo em seus comentários mais recentes. Em seu blog, o médico afirmou que os fãs do alemão devem se preparar para “notícias muito ruins”.

– Eu sempre soube que Michael era adorado. Passei anos em circuitos tomados pela cor vermelha de bonés, bandeiras e camisetas da Ferrari. Ainda estou sensibilizado pela persistência do amor de seus fãs para ele. E, enquanto ficava preocupado sobre o que vai acontecer quando, e se, as notícias muito ruins forem anunciadas, percebi que a falta de atualizações no quadro clínico também pode ser uma chance para começarmos a nos despedir dele. E acho que este é o “benefício” inesperado da estratégia de mídia escolhida pela família de Michael. De alguma forma, acho que os fãs vão ficar bem, porque eles estão tendo tempo para processar tudo isso – afirmou Hartstein.

Gary Hartstein, médico chefe da Fórmula 1 (Foto: Agência Getty Images)Gary Hartstein foi médico-chefe da Fórmula 1 entre 2005 e 2012 (Foto: Agência Getty Images)

 

Antes de refletir sobre o lado “positivo” da falta de informações oficiais sobre o estado de Michael, que está internado em coma no Hospital de Grenoble, na França, desde o último dia 29 de dezembro, o “Dr. F-1” criticou a postura adotada pela assessoria do ex-piloto. Desde que o recordista de títulos da categoria sofreu o grave acidente de esqui, os boletins médicos têm se tornado cada vez mais raros. Para Gary, o sigilo em torno do caso estimula o surgimento de informações desconexas e boatos infundados. Apesar da falta de atualizações, o americano comentou sobre a possibilidade, amplamente explorada pela imprensa internacional, de o alemão permanecer em estado vegetativo pelo resto da vida.

Schumacher alemanha 2013 (Foto: Getty Images)
Michael Schumacher está em coma desde
o dia 29 de dezembro do ano passado
(Foto: Getty Images)

– Os pacientes que estão em estado vegetativo permanente têm expectativa de vida que pode variar de meses a alguns anos. Isso depende das condições físicas (extraordinárias no caso de Michael, é claro), e da qualidade dos cuidados de enfermagem, entre outros fatores imponderáveis. Eles geralmente morrem de infecções respiratórias ou urinárias. Sobrevivências mais longas já foram relatadas, mas são excepcionais – explicou.

O último comunicado oficial da assessoria de Michael Schumacher foi emitido no dia 12 deste mês. De acordo com a porta-voz do ex-piloto, Sabine Kehm, ele apresentou sinais “encorajadores” durante o processo de despertar do coma. O boletim afirmou ainda que a família do alemão está confiante de que Schumi conseguirá acordar e finalmente sair do coma. A porta-voz do heptacampeão aproveitou para agradecer a energia emitida pelos fãs, e reforçou o pedido para que eles respeitem a privacidade da família.

 

Globo Esporte

Por Nova York

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Tempo melhora e busca por avião da Malásia é retomada no Oceano Índico

A busca pelo avião da Malásia que desapareceu há 18 dias foi retomada na quarta-feira (horário local, terça-feira dia 25 de Brasília) no sul do Oceano Índico para encontrar destroços que possam desvendar o mistério de por que o avião caiu em águas tão distantes de sua rota original.

Uma dúzia de aeronaves da Austrália, Estados Unidos, China, Japão e Coreia do Sul irá vasculhar o mar cerca de 2.500 quilômetros a sudoeste de Perth, disse a Autoridade de Segurança Marítima Australiana. O mau tempo nesta terça-feira obrigou a suspensão da operação.

O primeiro-ministro da Malásia, Najib Razak, confirmou nesta semana que o voo MH370 operado pela Malaysia Airlines, que desapareceu enquanto voava de Kuala Lumpur para Pequim em 8 de março, havia caído no sul do Oceano Índico.

Citando análises de dados de satélite da empresa britânica Inmarsat, ele disse que não havia dúvida de que o Boeing 777 caiu em um dos lugares mais remotos da Terra, admitindo implicitamente que todas as 239 pessoas a bordo morreram.

“Nós continuamos buscando até que não haja absolutamente nenhuma esperança de encontrar alguma coisa”, disse o primeiro-ministro da Austrália, Tony Abbott, à emissora australiana Nine Network Television na quarta-feira. “Claramente há um pouco de detritos nesta parte do sul do Oceano Índico. Já fotografamos eles em várias ocasiões.”

Embora numerosos objetos flutuantes tenham sido vistos por imagens de satélite e aeronaves de reconhecimento na zona de busca, nenhum deles foi positivamente identificado como sendo do avião desaparecido.

A recuperação dos destroços poderia ajudar a descobrir por que o avião desviou sua rota. As teorias vão de sequestro a sabotagem, ou um possível suicídio de um dos pilotos, mas os investigadores não descartam problemas técnicos.

Um navio da Marinha australiana está voltando à área depois de ter sido impossibilitado de navegar por causa de ventos fortes e ondas de 20 metros nesta terça-feira, enquanto um navio quebra-gelo da China e outros navios da Marinha chinesa estão a caminho da área de busca.

Da Reuters

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.