Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Talibãs condenam novas caricaturas de Maomé no Charlie Hebdo

Da Agência Brasil

Os talibãs afegãos condenaram nesta quinta-feira (15) a publicação de novas caricaturas do profeta Maomé no semanário francês Charlie Hebdo e saudaram os autores do atentado praticado na semana passada contra o jornal.

Em comunicado divulgado nessa quinta-feira, o Emirado Islâmico do Afeganistão, nome oficial dos talibãs afegãos, lamenta a publicação de novas caricaturas que, segundo o grupo, “provocam a sensibilidade de quase 1,5 milhão de muçulmanos”.
Na terça-feira (13), a principal autoridade islamita sunita no Egito, Al Azhar, antecipou que a publicação de novos desenhos representando o profeta Maomé no jornal satírico francês vai “incitar o ódio”.
A publicação dos desenhos vai incitar o ódio, “não serve à coexistência pacífica entre os povos e impede a integração dos muçulmanos nas sociedades europeias e ocidentais”, disse Al Azhar em nota.
O primeiro número do jornal Charlie Hebdo depois do ataque tem na capa uma caricatura de Maomé, com lágrima no olho, segurando uma folha com a frase ‘Je suis Charlie’, a mesma que foi utilizada por milhões de pessoas que se manifestaram em defesa da liberdade de expressão. O desenho tem como título “Tudo está perdoado”.
A Al Qaeda no Iêmen reivindicou nessa quarta-feira, em vídeo divulgado, o atentado terrorista da semana passada, em que morreram 12 pessoas na redação do semanário em Paris.
Em outro vídeo, divulgado na última sexta-feira (13), um líder religioso da Al Qaeda na Península Arábica ameaçou a França com novos ataques.
“Não estareis em segurança enquanto combaterdes Alá, o seu mensageiro e os fiéis”, declarou na mensagem Harith Al Nadhari, uma autoridade em sharia, a lei islâmica.
Na quarta-feira da semana passada (7), dois homens encapuzados e armados, os irmãos Said Kouachi e Cherif Kouachi, de 32 e 34 anos, entraram na redação do Charlie Hebdo e mataram 12 pessoas.
Depois de dois dias em fuga, eles foram mortos na sexta-feira, durante ataque de forças de elite francesas a uma gráfica em Dammartin-en-Goële, nos arredores da cidade, onde estavam.
Em outro atentado, na quinta-feira, uma agente da polícia municipal foi morta, no sul de Paris, tendo a polícia estabelecido ligação com os dois jihadistas autores do atentado ao Charlie Hebdo.
Na sexta-feira, no fim da manhã, cinco pessoas foram mortas em um supermercado kosher (judaico), no leste de Paris, durante uma tomada de reféns, incluindo o autor do sequestro, que foi morto na operação policial.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Senado chileno aprova fim do sistema eleitoral herdado de Pinochet

Da Agência Brasil

Palácio de La Moneda, sede do governo chileno / Foto: Governo do Chile/DivulgaçãoPalácio de La Moneda, sede do governo chilenoFoto: Governo do Chile/Divulgação

O Senado chileno aprovou nessa quarta-feira (14) uma reforma no sistema eleitoral que o general Augusto Pinochet implementou antes de deixar o poder em 1990, depois de 17 anos de ditadura.  O chamado “sistema binominal”, para eleger deputados e senadores, foi criado para dificultar o surgimento de candidatos independentes e garantir um empate no Congresso entre as duas grandes coalizões de centro-esquerda e centro-direita.

A direita chilena sempre apoiou o sistema binominal, argumentando que ele garantia a estabilidade no país: nenhum presidente eleito podia mudar os rumos políticos e econômicos, traçados por Pinochet,  sem negociar com a oposição. Mas a impossibilidade de os governos fazerem as reformas prometidas, por falta de apoio no Congresso, acabou afetando a credibilidade dos políticos em geral – inclusive os de direita. Por isso, pela primeira vez desde o retorno à democracia, foi possível reunir votos suficientes no Senado para reformar o sistema eleitoral.

Depois de 21 horas, o fim do sistema binominal foi aprovado ontem por 24 votos a favor, três contra e sete abstenções. O novo sistema deverá entrar em vigor nas eleições legislativas de 2017.

A presidenta do Senado, Isabel Allende, considerou histórica a votação para derrubar o sistema binominal. Ela é filha do ex-presidente Salvador Allende, cujo governo foi derrubado pelo golpe militar, liderado por Augusto Pinochet, em 1973.

Para o ministro do Interior, Rodrigo Peñailillo, a decisão do Senado “acabou com um sistema eleitoral único no mundo”, que engessou o Congresso e “prejudicou muito a democracia chilena”. Ele lembrou que pela primeira vez, desde o fim da ditadura, o Chile “abrirá as portas para novas forças políticas” e terá maiorias e minorias, com capacidade de representar seus eleitores.

Pelo sistema binominal, cada partido apresentava uma chapa com dois candidatos, mas para eleger ambos não bastava obter mais votos – era preciso dobrar o número da segunda lista mais votada. O melhor exemplo de funcionamento do sistema binominal ocorreu em 1989. A esquerda apresentou uma chapa com dois candidatos que obtiveram, cada um, 30% dos votos. Os candidatos da direita ficaram com apenas 17% e 15%. Foi pouco mais da metade dos votos obtidos pela esquerda, mas o suficiente para garantir à direita uma das duas vagas no Senado.

O fim do sistema binominal foi uma das promessas de campanha da presidenta Michelle Bachelet.  “A reforma do sistema eleitoral é, sem dúvida, um grande avanço”, disse Bachelet depois da votação no Senado.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Americanos esperam ter, um dia, uma presidente na Casa Branca

Da AFP

Em novembro passado, o Pew Research Center entrevistou 1.835 pessoas pela Internet, para analisar como os americanos veem a liderança feminina atualmente / Foto: ReproduçãoEm novembro passado, o Pew Research Center entrevistou 1.835 pessoas pela Internet, para analisar como os americanos veem a liderança feminina atualmenteFoto: Reprodução

Pelo menos 73% dos americanos esperam ver uma mulher presidente em sua vida, embora a maioria também tenha a expectativa de que os homens continuarão com seu papel dominante no mundo dos negócios, revelou uma pesquisa divulgada nesta quarta-feira, em Washington.

Em novembro passado, o Pew Research Center entrevistou 1.835 pessoas pela Internet, para analisar como os americanos veem a liderança feminina atualmente. A maioria dos consultados declarou não ver diferenças entre homens e mulheres em relação a qualidades de liderança, como inteligência e capacidade para inovar.

Quando lhes foi perguntado sobre a ausência feminina na liderança política, 28% dos homens e 47% das mulheres disseram que há padrões mais altos para as mulheres do que para os homens.

Na área de negócios, foi ainda maior a proporção dos que acreditam que as mulheres são julgadas de forma mais dura do que os homens: um terço dos homens e mais da metade das mulheres concordaram com essa percepção. Na enquete, 73% disseram esperar ver os Estados Unidos elegendo uma presidente mulher em algum momento de sua vida. Apenas um a cada cinco dos entrevistados discordou.

As mulheres que apoiam o Partido Democrata foram as maiores entusiastas da ideia de ter uma mulher na Casa Branca, em meio à especulação de que a ex-secretária de Estado dos EUA Hillary Clinton disputará a presidência, mais uma vez, em 2016.

Já no mundo empresarial, a expectativa de 52% dos homens e 55% das mulheres é que os homens assumam mais postos-chave no futuro, mesmo com mais mulheres entrando na área gerencial e administrativa.

A pesquisa revelou também que os americanos estão divididos sobre se uma mulher com aspirações de liderança deve ter filhos no início de sua carreira (36%), ou se é melhor esperar até estar estabelecida (40%).

“Em média, um em cada cinco (22%) disse que a melhor opção seria não ter filhos”, completou o instituto, que disponibilizou a pesquisa completa em sua página www.pewresearch.org.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Parte principal da fuselagem do avião da AirAsia é localizada, diz ministro

Imagem feita por veículo submarino mostra a principal parte da fuselagem do avião de AirAsia desaparecido no fundo do mar, encontrada nesta quarta pela Marinha de Cingapura (Foto: Reprodução/Facebook/ Ng Eng Hen - Defence Minister )

Imagem feita por veículo submarino mostra a principal parte da fuselagem do avião de AirAsia desaparecido no fundo do mar, encontrada nesta quarta pela Marinha de Cingapura (Foto: Reprodução/Facebook/ Ng Eng Hen – Defence Minister )

 

A principal parte da fuselagem do avião da AirAsia que caiu com 162 pessoas no dia 28 de dezmebro foi encontrada por um navio da Marinha de Cingapura nesta quarta-feira (14), informou o mninistro da Defesa de Cingapura, segundo a emissora de TV “Channel NewsAsia”.

Ele disse acreditar que a localização da principal parte da aeronave ajude a dar alguma forma de encerramento para as famílias das vítimas.

“Imagens feitas por um veículo operado remotamente mostram parte de uma asa e palavras escritas na fuselagem. Nós informamos a Basarnas [agência de buscas e resgates da Indonésia], que pode agora começar as operações de resgate”, disse o ministro.

Ele publicou em sua página no Facebook algumas imagens que mostram a aeronave.

As duas caixas-pretas do avião já foram encontradas e recuperadas.

O voo QZ8501 decolou da cidade de Surabaia, na ilha de Java, no dia 28 de dezembro e deveria ter aterrissado em Cingapura cerca de duas horas depois, mas caiu no mar de Java 40 minutos após partir.

A aeronave transportava 155 indonésios, três sul-coreanos, um britânico, um francês, um malaio e um cidadão de Cingapura, entre passageiros e tripulação.

O piloto solicitou à torre de controle para fazer um desvio à esquerda na rota e subir de 32 mil para 38 mil pés com o objetivo de contornar uma tempestade. A alteração de curso foi aprovada, mas a elevação negada porque outra aeronave já trafegava na mesma altitude.

Minutos depois, quando os controladores de voo tentaram entrar em contato para informar que o avião da AirAsia estava autorizado a subir até 34 mil pés, não houve resposta. A aeronave já havia sumido dos radares.

 

Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Carro fica pendurado em buraco gigante na China

Carro fica pendurado em buraco gigante que se abriu em rua na China nesta quarta (14) (Foto: Reuters)
Carro fica pendurado em buraco gigante que se abriu em rua na China nesta quarta (14) (Foto: Reuters)

Um carro ficou pendurado após um buraco gigante se abrir no asfalto de uma rua em Guangzhou, bna província de Guangdong, na China, na manhã desta quarta-feira (14).

O buraco tem cerca de 25 metros quadrados. Segundo a polícia, apesar do envolvimento de um carro no acidente, ninguém ficou ferido. A polícia isolou a área.

Policial é visto ao lado de buraco gigante aberto em asfalto na China. Um carro chegou a ficar preso, mas foi retirado e ninguém ficou ferido (Foto: Reuters)
Policial é visto ao lado de buraco gigante aberto em asfalto na China. Um carro chegou a ficar preso, mas foi retirado e ninguém ficou ferido (Foto: Reuters)
Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Baleia-jubarte surpreende grupo ao ‘atropelar’ barco inflável no Havaí

Imagem mostra baleia-jubarte de lado, com a nadadeira para fora da água, indo em direção ao barco (Foto: Reprodução/YouTube/RyanNap)

Imagem mostra baleia-jubarte de lado, com a nadadeira para fora da água, indo em direção ao barco (Foto: Reprodução/YouTube/RyanNap)

Um grupo de pessoas a bordo de um barco inflável perto de Maui, ilha do Havaí, foi surpreendido por uma baleia-jubarte que “atropelou” a embarcação. As pessoas estavam em um passeio organizado pela empresa especializada em observação de baleias Ultimate Whale Watch. Uma das turistas a bordo, Jennifer Nap, registrou a cena e publicou o vídeo no YouTube.

“Enquanto fazíamos um tour para observar baleias no Maui, nossos guias de turismo pararam o barco e desligaram os motores para que pudéssemos ouvir as ‘canções’ das baleias no hidrofone. Alguns minutos depois, uma fêmea e seu filhote se aproximaram, e não tiveram nenhum problema em tomar o barco de quase 8 metros em que estávamos”, postou Ryan Nap, marido de Jennifer.

‘Sem querer’

Mancha escura na água é baleia, que passa por baixo de barco, em imagem registrada por turistas (Foto: Reprodução/YouTube/Ryan Nap)
Mancha escura na água é baleia, que passa por baixo de barco, em imagem registrada por turistas (Foto: Reprodução/YouTube/Ryan Nap)

O vídeo mostra a baleia nadando de lado, com uma nadadeira para fora da água. Depois de dar o encontrão com o barco, fazendo ele subir mais de um metro no ar, segundo os ocupantes, a baleia continuou nadando para o outro lado junto com seu filhote. O barco não chegou a virar e os ocupantes vibraram com o evento inesperado.

Ouvido pelo site GrindTV, o CEO do Ultimate Whale Watch disse acreditar que a fêmea tenha batido no barco sem querer, por estar distraída cuidando de seu filhote. “Pensamos que ela simplesmente não estava prestando atenção e trombou com o barco, continuando a bater a nadadeira como se nada tivesse acontecido.”

 

Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Esquilo urina na cabeça da repórter durante programa ao vivo nos EUA

A repórter americana Kelly Rippin teve uma surpresa desagradável enquanto participava da cobertura de um evento náutico em Nashville, no estado de Tennessee (EUA).

Abusado, esquilo urinou na cabeça da repórter americana Kelly Rippin  (Foto: Reprodução/YouTube/Micah Johnson)
Abusado, esquilo urinou na cabeça da repórter americana Kelly Rippin (Foto: Reprodução/YouTube/Micah Johnson)

Kelly parecia animada ao brincar com o esquilo chamado Twiggy, que é famoso por participar de show de talentos.

No entanto, quando subiu na cabeça da repórter, o esquilo acabou urinando nos cabelos de Kelly Rippin.Assista ao vídeo.

Cena ocorreu durante evento náutico em Nashville (Foto: Reprodução/YouTube/Micah Johnson)
Cena ocorreu durante evento náutico em Nashville (Foto: Reprodução/YouTube/Micah Johnson)
Do G1, em São Paulo

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Charlie Hebdo, esgotada na França, terá 5 milhões de exemplares

Da AFP

Em sua capa, os sobreviventes da revista representaram Maomé com uma lágrima carregando um cartaz com a frase "Je suis Charlie" / Foto: AFPEm sua capa, os sobreviventes da revista representaram Maomé com uma lágrima carregando um cartaz com a frase “Je suis Charlie”Foto: AFP

O primeiro número da Charlie Hebdo desde o atentado que dizimou a redação da revista se esgotou nesta quarta-feira em toda a França e sua tiragem passará de três a cinco milhões de exemplares para enfrentar a demanda, anunciou à AFP sua distribuidora.

“O editor decidiu nesta manhã aumentar a tiragem a 5 milhões”, declarou Véronique Faujour, presidente da distribuidora MLP. Serão distribuídos 500.000 exemplares diários, o que permitirá abastecer todas as bancas que solicitarem, afirmou. O número histórico da revista se esgotou na manhã desta quarta-feira em toda a França pouco depois de começar a ser vendido nas bancas.

Em sua capa, os sobreviventes da revista representaram Maomé com uma lágrima carregando um cartaz com a frase “Je suis Charlie” e sob o título “Tudo está perdoado”, após o ataque que deixou 12 mortos, entre eles os chargistas mais famosos da revista satírica.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Entrada de imigrantes ilegais na UE cresceu 138% em 2014

Da AFP

Ao menos 276 mil imigrantes ilegais entraram na União Europeia em 2014, um número 138% maior do que o registrado no ano anterior, informou nesta terça-feira (13) o comissário europeu de Imigração, Dimitris Avramopulos.

Deste total, 207 mil entraram pelo “Mediterrâneo de forma irregular”, destacou o comissário em um debate no Parlamento Europeu sobre os recentes dramas dos barcos carregados com centenas de imigrantes ilegais abandonados à deriva nas costas europeias.

Desde setembro, “mais de 12 destes barcos chegaram à Europa”, o que demonstra que “os traficantes encontraram novas rotas e empregam novos métodos”, afirmou o comissário.

“Os conflitos em nosso entorno geram um fluxo constante de refugiados na Europa” que “continuará se a UE não adotar uma ação decisiva e coordenada”, explicou. É necessário que a UE reforce a obtenção de informações sobre as atividades dos traficantes e que torne “mais eficazes seus instrumentos legais”.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Até 5.000 europeus se uniram a terroristas no Oriente Médio

Da AFP

Governos europeus temem que esses jihadistas cometam atentados ao retornarem para seus países / Foto: ReproduçãoGovernos europeus temem que esses jihadistas cometam atentados ao retornarem para seus paísesFoto: Reprodução

Entre três mil e cinco mil europeus teriam partido para se juntar a grupos terroristas em países como a Síria, revelou o diretor da Europol, Rob Wainwright, nesta terça-feira (13), em Londres, acrescentando que eles podem representar uma ameaça na volta a seus países de origem.

“Estamos falando de entre 3.000 e 5.000 cidadãos da União Europeia”, declarou Wainwright, ao ser interrogado pela Comissão de Assuntos Internos do Parlamento britânico sobre o número de pessoas que deixaram a Europa para combater no Oriente Médio.

Os governos europeus temem que esses jihadistas cometam atentados ao retornarem para seus países, como aconteceu em Paris com o massacre no jornal satírico “Charlie Hebdo”, no qual um dos autores havia combatido no Iêmen.

Trata-se “de um grande número de pessoas, sobretudo, jovens, com o potencial ou a intenção de voltar e realizar atentados, como os vistos em Paris na semana passada”, completou. “É certamente a ameaça terrorista mais séria que a Europa enfrenta desde o 11 de Setembro”, advertiu.

Segundo ele, a Europol já reuniu os nomes de 2.500 suspeitos, junto aos serviços de diferentes países da União Europeia (UE). “O problema não afeta apenas a Síria, ou o Iraque, mas outras áreas em conflito, outras redes terroristas pelo mundo”, como a África e a Península Arábica, acrescentou.

Para Wainwright, “as redes sociais são um instrumento de recrutamento. Não apenas isso: as redes sociais são uma ferramenta de propaganda”. A Internet é usada de forma “bem mais agressiva, bem mais imaginativa do que antes”, afirmou. “Precisamos ter uma relação mais próxima e produtiva entre as forças de segurança e as empresas tecnológicas”, defendeu.

Os recentes atentados em Paris levaram alguns políticos britânicos e membros de agências de segurança a reivindicar mais poderes para intervir nas comunicações, o que é visto com reticências por provedores de Internet e redes sociais.

Também nesta terça-feira, em entrevista exclusiva concedida à AFP, o coordenador da luta contra o terrorismo na UE, Gilles de Kerchove, avaliou que não existe uma solução milagrosa contra o terror e estimou que “não é possível impedir um novo atentado”.

“Não há uma solução milagrosa (…) Acredito que é com prevenção, detecção e repressão que tentaremos evitar que volte a se repetir. Mas não será possível impedir 100%”, declarou.

Kerchove considerou ser “difícil dizer que se trata de uma ameaça europeia”, mas advertiu que a “ameaça segue sendo séria”.

De acordo com Kerchove, cerca de três mil europeus são considerados combatentes estrangeiros, que foram convencidos a participar de organizações fundamentalistas na Síria, ou no Iraque. Estima-se que “30% retornaram para a UE”, segundo o especialista.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.