Fase final dos JEPs define últimos representantes de Pernambuco nos Jogos da Juventude

Por GloboEsporte.com — Recife

Salto em distância nos Jogos Escolares de Pernambuco — Foto: Pedro Menezes/Secretaria de Educação/Divulgação

Salto em distância nos Jogos Escolares de Pernambuco — Foto: Pedro Menezes/Secretaria de Educação/Divulgação

A fase estadual dos Jogos Escolares de Pernambuco – JEPs para as modalidades individuais aportou na capital Recife. Desta quinta-feira (17) até o sábado (19), jovens atletas de todo o Estado se dividirão entre cinco sedes de competição espalhadas pelas Região Metropolitana (RMR). O objetivo principal é garantir a classificação para os Jogos Escolares da Juventude, fase nacional em Blumenau-SC que está marcada para acontecer em novembro.

Cerca de 1.800 atletas competem nesta fase decisiva dos JEPs, que reúne as modalidades atletismo, badminton, xadrez, ciclismo, judô, luta olímpica, vôlei de praia, tênis de mesa e natação. As provas acontecem no Centro Esportivo Santos Dumont, Arena de Pernambuco, Colégio Boa Viagem, Colégio Madre de Deus e Ilha do Retiro.

Xadrez nos Jogos Escolares de Pernambuco — Foto: Pedro Menezes/Secretaria de Educação/Divulgação

Xadrez nos Jogos Escolares de Pernambuco — Foto: Pedro Menezes/Secretaria de Educação/Divulgação

Classificados nas modalidades coletivas

A fase nacional dos Jogos Escolares da Juventude, marcada entre os dias 16 e 30 de novembro em Blumenau-SC, já conta com a presença certa de 14 equipes de Pernambuco nas modalidades coletivas basquete, futsal, handebol e voleibol. Com isso, o Estado terá a maior delegação do Nordeste na competição.

Abaixo, segue a programação da fase estadual dos JEPs.

Quinta (17/10)

Centro Esportivo Santos Dumont

Atletismo
Badminton
Xadrez

Arena de Pernambuco

Ciclismo

Sexta-feira (18/10)

Centro Esportivo Santos Dumont

Atletismo (manhã)
Badminton (manhã)

Sábado (19/10)

Colégio Boa Viagem

Judô (manhã, tarde e noite)

Centro Esportivo Santos Dumont

Luta Olímpica (manhã e tarde)
Vôlei de Praia (tarde e noite)

Colégio Madre de Deus

Tênis de mesa (manhã e tarde)
Ilha do Retiro
Natação (manhã e tarde)

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Guto pede calma com Bruno Peres e vê lateral jogando também mais avançado no Sport

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

O torcedor do Sport está na expectativa para a estreia do lateral-direito Bruno Peres, contratado no último dia 26 de setembro. Sem jogar desde março, ele passou por um processo de trabalhos físicos e ficou no banco de reservas nos dois últimos jogos, mas ainda não entrou em campo. A demora se dá pelo cuidado do técnico Guto Ferreira para a entrada do jogador justamente por conta da questão física.

“Ele chegou com déficit, trabalhou 15 dias e ainda é pouco. Agora é ele crescer fisicamente. Na hora que estiver no melhor vão faltar seis ou sete jogos, e aí tem condições de brigar de igual para igual com os outros. É só ter um pouco de paciência. Todo mundo quer vê-lo e eu também quero, mas temos que dar tempo. Quinze dias não vão colocá-lo no nível de Guilherme e Hernane, por exemplo.”

Para Guto, Bruno pode ser escalado também na linha ofensiva. Ele é lateral-direito de origem e já deixou claro que prefere jogar nessa posição, mas atuou como atacante pelo lado direito quando estava na Roma, da Itália.

– Primeiro eu tenho que trabalhar para colocá-lo na melhor condição possível. Ele tem condições de jogar ali na frente, sim. Quem já está confiante e, no caso dele, que tem condições de jogar aqui e ali, fatalmente vai nos ajudar.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Wilian Simões é mais um a renovar com o Náutico até o final de 2020

Por GloboEsporte.com — Recife

Náutico acertou a renovação de mais um jogador para a próxima temporada. Depois de garantir o meia Jean Carlos e o atacante Matheus Carvalho, foi a vez do lateral-esquerdo Wilian Simões ter a extensão contratual até o final do ano que vem. Na tarde desta terça-feira, o nome dele saiu no Boletim Informativo Diário (BID) na CBF com a prorrogação contratual e alteração salarial.

Wilian Simões chegou ao Náutico durante a disputa da Série C, vindo do Maringá-PR. No Timbu, não demorou para ele garantir a titularidade. Dos 16 jogos que disputou na competição, 15 foram como titular. O único que ele saiu do banco de reservas foi na vitória de 3 a 1 sobre o Santa Cruz, quando o Timbu mandou a campo um time que tinha alguns jogadores que não vinham jogando com frequência.

O jogador de 31 anos foi apenas o terceiro atleta a garantir a renovação com o Náutico, mas outros devem ter a extensão contratual divulgada nos próximos dias. O técnico Gilmar Dal Pozzo (outro que renovou com o Timbu até o final do ano que vem) já fez alguns pedidos à diretoria, que iniciou as negociações com os jogadores.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Porto recebe Centro Limoeirense e mira sequência de jogos em casa

Por GloboEsporte.com — Caruaru, PE

O Porto recebe nesta quarta-feira o Centro Limoeirense. A partida é válida pela Série A2 do Campeonato Pernambucano e começa às 15h, no estádio Lacerdão.

Os ingressos para a partida serão vendidos por R$ 10. O Gavião não pode contar com os zagueiros Junião e Geninho e o atacante Ikson. Os três estão entregues ao departamento médico. O técnico Laelson Lima deve mandar para campo uma equipe com: Henrique; Polegar, Dudu, Diogo e Wendel; João Victor, Wágner Rosa e Marcelo; Everton Bala, Erikys e Marlon.

O Porto vem de um empate diante do Decisão. Já o Centro Limoeirense, bateu o Íbis por 1 a 0. O árbitro do jogo é César Pereira Leite. Ele será auxiliado por Ricardo Jorge Nunes dos Santos Júnior e José Romão da Silva Neto.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Após “recomeço” no Náutico, Paulinho quer ficar, mas admite negocio travado

Por Rômulo Alcoforado — Recife

Globo Esporte

O atacante Paulinho estava no grupo do Náutico que subiu para a Série B e foi campeão da Série C há duas semanas. Mas o jogador atuou pouco: chegou durante a competição, teve problemas de lesão e só jogou em duas partidas. Ainda assim, considera um acerto ter fechado com o Timbu após uma temporada fora do Brasil, disse estar adaptado ao Recife e quer ficar para 2020.

+ VEJA mais notícias do Náutico

– Para mim foi um recomeço tudo que passei aqui. Tive um ano bom na Coreia do Sul em 2018 e depois não senti confiança em nada que recebi de proposta. Quando surgiu o Náutico vi a oportunidade de defender um gigante novamente e fiz a escolha certa.

Mirando a permanência, o atacante admite que ainda não há um estágio avançado em negociações com a diretoria alvirrubra. Mas manifesta o desejo de renovar contrato.

“Ainda não avançamos. Meu desejo, sem dúvida, é permanecer no Náutico para a próxima temporada. Me adaptei ao clube, à cidade e tenho certeza que 2020 será ainda melhor para todos no clube, com o retorno para a Série B”, declarou.

Embora não tenha jogado muito, Paulinho avaliou positivamente o período do Náutico.

– Apesar de não ter atuado em muitas partidas, foi importante para mim estar de volta em um grande clube. Estava precisando disso neste segundo semestre, que terminou da melhor forma possível, com mais um título para o Náutico. Agradeço ao clube por isso.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

André Jardine avalia últimos amistosos no Brasil antes do Pré-Olímpico

Por Daniel Gomes — Recife

Globo Esporte

A série de dois amistosos que a seleção brasileira pré-olímpica fez no Recife não terminou com um bom resultado. Após vencer a Venezuela por 4 a 1 no estádio dos Aflitos na última quinta-feira, o Brasil foi derrotado pelo Japão por 3 a 2, nesta segunda, na Arena de Pernambuco. E o técnico André Jardine falou sobre seu primeiro revés no comando da seleção.

“Foi o jogo que a gente imaginava no nível de dificuldade. Se a gente quisesse adversários mais fáceis para vencer e ganhar confiança, teríamos escolhido outro tipo de equipe. O Japão hoje é um dos times mais bem preparados nesse ciclo olímpico pelo tempo que já está treinando. Era importante a gente ter um adversário consistente para avaliar o que precisamos evoluir.”

+ Atuações: ataque da seleção pré-olímpica não funciona em derrota para Japão

Apesar do Brasil ter sido derrotado para os japoneses, Jardine acredita que os testes feitos no Recife trouxeram um bom saldo para a seleção pré-olímpica.

– Eu acho que foi muito bom. Obviamente a gente não gosta de perder, mas algumas derrotas podem servir para fazermos avaliações precisas e profundas. A gente não quer perder no Pré-Olímpico e temos que chegar lá o mais rápido possível. Em cima disso que está o maior valor desses dois jogos.

Próximos passos

Estes foram os últimos amistosos da seleção brasileira pré-olímpica em solo brasileiro. Antes do Pré-Olímpico que acontece em janeiro, na Colômbia, o Brasil terá o Torneio de Tenerife, na Espanha, no próximo mês. Os adversários serão dois entre Argentina, Estados Unidos e Chile (a serem definidos por sorteio).

“Ainda não deu tempo de pensar (quem levar). Temos alguns nomes que ainda não apareceram e estamos observando com carinho. Vamos avaliar bem o jogo contra o Japão, enxergar onde a gente falhou, analisar o desempenho de cada atleta e comparar com outros candidatos para sermos o mais justos possível.”

André Jardine completou falando sobre o nível que a seleção brasileira pré-olímpica se encontra no momento.

– É um momento que estamos um estágio atrás do Japão. Isso ficou notável porque eles têm uma equipe consolidada. Mas no confrontos contra sul-americanos estamos na frente em consistência. Estamos na metade do caminho, temos uma equipe base que entende o que eu quero, que tem uma ideia de jogo, mas ainda é um longo caminho. Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Sport tem Leandrinho, Willian e espera Yan por força total contra Brasil-RS

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

Sport deve ter força máxima em campo no próximo domingo, quando vai até Pelotas e enfrenta o Brasil-RS. O técnico Guto Ferreira já tem as voltas certas do meia Leandrinho e do volante Willian Farias, e aguarda um retorno do departamento médico sobre a situação de Yan, que está se recuperando de uma contusão na coxa. O Leão venceu o Cuiabá por 2 a 0 nesta segunda-feira.

+ Veja mais notícias do Sport

Yan perdeu os dois últimos jogos do Sport por conta do problema na coxa. Ele foi titular contra o CRB, na antepenúltima rodada, mas foi substituído no começo do segundo tempo. Caso tenha condições, briga pela vaga de titular com Marquinho, que vem jogando na função e sendo elogiado por Guto Ferreira. Hyuri também está na disputa.

No meio de campo, as voltas de Leandrinho e Willian Farias são praticamente certas. Os dois não atuaram contra o Cuiabá por problemas diferentes. O primeiro ficou fora porque estava suspenso pelo terceiro cartão amarelo, enquanto o segundo foi poupado por conta do desgaste físico dos últimos jogos. Pedro Carmona e João Igor foram os substitutos, mas devem voltar para o banco de reservas.

O Sport terá quatro sessões de treinos até o jogo contra o Brasil-RS. Nesta terça-feira, o elenco está de folga. Na quarta, trabalham no período da tarde no Centro de Treinamento José de Andrade Médicis, e na quinta, pela manhã, na Ilha do Retiro. A delegação segue viagem para Porto Alegre na quinta, onde treinam duas vezes (sexta e sábado) no CT do Grêmio. A viagem para Pelotas acontece apenas no sábado.

Caso não tenha nenhum problema de última hora, o Sport deve entrar em campo contra o Brasil-RS com Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Willian Farias, Charles e Leandrinho; Marquinho, Guilherme e Hernane Brocador.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Depois de um mês, Hyuri e João Igor voltam a ser relacionados no Sport

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

O time do Sport terá duas novidades pelo menos no banco de reservas no jogo desta segunda-feira, contra o Cuiabá, pela 29ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. O atacante Hyuri e o volante João Igor voltaram a ser relacionados depois de um mês no departamento médico.

Hyuri estava fora de atividade por conta de uma lesão muscular na coxa direita. Ele foi titular contra o Figueirense, no dia 15 de setembro, e depois não voltou mais. Na semana passada ele finalizou a transição para a preparação física e agora está apto a participar das partidas.

Já João Igor, está treinando com bola há mais tempo, mas não foi relacionado para o jogo contra o São Bento, na última sexta-feira. Ele já tinha condições de jogo, mas por uma opção da comissão técnica, ficou fora do banco de reservas. Ele não atua também desde o dia 15 de setembro, mas por conta de uma fratura no nariz.

O Sport encerrou neste domingo a preparação curta para o jogo contra o Cuiabá. Depois de jogar na sexta-feira, o técnico Guto Ferreira comandou um treino leve no sábado e outro neste domingo.

A tendência é que o Sport tenha apenas uma mudança em relação ao jogo contra o São Bento. Leandrinho está suspenso e deve abrir espaço para Pedro Carmona. O Sport deve entrar em campo com Mailson; Norberto, Rafael Thyere, Adryelson e Sander; Willian Farias, Charles e Pedro Carmona; Marquinho, Guilherme e Hernane Brocador.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Destaque contra Venezuela, Antony valoriza entrosamento de seleção pré-olímpica

Por Globoesporte.com — Recife

O atacante Antony foi o principal nome da seleção pré-olímpica no amistoso contra a Venezuela, na última quinta-feira. Fez dois gols e deu uma assistência na goleada por 4 a 1 – mas preferiu dividir os méritos. Para ele, o time todo merece elogios, assim como a evolução técnica da equipe desde o torneio de Toulon, na França, em junho deste ano. O Brasil pega o Japão, nesta segunda-feira, na Arena de Pernambuco, às 16h.

Antony tem cinco gols desde então, ficando atrás apenas de Matheus Cunha, com sete, na artilharia da seleção neste ciclo.

– Sou um cara que trabalha muito e consegui fazer dois contra a Venezuela. Agora são cinco (desde Toulon). Isso não é um mérito só meu, mas um mérito do grupo. A gente vem em um entrosamento desde Toulon. Alguns jogadores têm sido sempre convocados e a gente vem junto há um tempo. A vontade de vencer e a união deste grupo nunca faltam.

A seleção pré-olímpica volta a campo nesta segunda, novamente no Recife. Na Arena de Pernambuco, às 16h, o adversário será o Japão, adversário do Brasil na final do torneio de Toulon. Naquela ocasião, após empate em 1 a 1, a seleção venceu nos pênaltis por 5 a 4 e sagrou-se campeã.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Brasil derrota o Japão por 3 a 1 e conquista o tri da Copa do Mundo masculina de vôlei

Por GloboEsporte.com — Hiroshima, Japão

Brasil derrota o Japão por 3 a 1 e conquista o tri da Copa do Mundo masculina de vôlei

Divulgação/FIVB

Dez jogos, dez vitórias, apenas cinco sets perdidos…Com uma campanha praticamente perfeita, a seleção masculina de vôlei conquistou, nesta segunda-feira, em Hiroshima, no Japão, o título da Copa do Mundo. O triunfo que garantiu a primeira posição para o o time comandado por Renan Dal Zotto, veio com um 3 a 1 sobre o Japão, parciais de 25/17, 24/26, 25/14 e 27/25 .

É a terceira vez na história que a seleção chega ao título, já que tinha vencido em 2003 e 2007. A Copa do Mundo é disputada de quatro em quatro anos, sempre no ano que antecede a Olimpíada, e no sistema de pontos corridos.

Leal no ataque contra o Japão na Copa do Mundo — Foto: Divulgação FIVB

Leal no ataque contra o Japão na Copa do Mundo — Foto: Divulgação FIVB

A conquista é a mais relevante da “Era Renan”. O técnico assumiu o comando no início de 2017, depois de 16 anos com Bernardinho no cargo. Desde então o Brasil foi vice-campeão da Liga Mundial de 2017 e também levou a prata no Campeonato Mundial de 2018. Na Liga das Nações (antiga Liga Mundial) ficou em quarto lugar em 2018 e 2019.

No período, o time foi campeão sul-americano em 2017 e 2019, além de ter levado a Copa dos Campeões de 2017, eventos de menor relevância se comparados com a Copa do Mundo.

O Brasil chegou a 29 pontos na classificação, enquanto a Polônia, em segundo lugar, está com 25, não podendo mais passar a seleção verde-amarela na tabela, faltando uma rodada para o fim.

Lucarelli Copa do Mundo de vôlei contra o Japão — Foto: Divulgação/FIVB

Lucarelli Copa do Mundo de vôlei contra o Japão — Foto: Divulgação/FIVB

A Campanha do Brasil

Brasil 3 x 0 Canadá (25-14, 25-22, 25-14)
Brasil 3 x 0 Austrália (25/15, 25/20 e 25/17)
Brasil 3 x 1 Egito (25-19, 21-25, 25-19, 25-22)
Brasil 3 x 0 Rússia (25-16, 25-22, 25-22)
Brasil 3 x 1 Irã (25/27, 25/21, 27/25 e 25/22)
Brasil 3 x 0 Argentina (25/19, 25/19 e 26/24)
Brasil 3 x 0 EUA (25/23, 25/22 e 25/17)
Brasil 3 x 0 Tunísia (25/17, 25/14 e 25/13)
Brasil 3 x 2 Polônia (19/25, 25/23, 25/19, 16/25 e 15/11)
Brasil 3 x 1 Japão (25/17, 24/26, 25/13 e 27/25)
Brasil X Itália – nesta terça-feira, com o Brasil já campeão

O jogo

Nesta segunda-feira, a seleção masculina não tomou conhecimento dos japoneses no primeiro set, vencendo por 25/17. O Brasil ficou o tempo inteiro na frente, e chegou até sofrer um pouco, quando o placar chegou a 17/15. Mas na reta final da parcial, Alan conseguiu quatro pontos e o Brasil fechou em 25/17.

Bruninho levantador de vôlei na Copa do Mundo de vôlei  — Foto: Divulgação/FIVB

Bruninho levantador de vôlei na Copa do Mundo de vôlei — Foto: Divulgação/FIVB

Na segunda parcial, o Japão começou melhor, abriu 3 a 0, mas logo o técnico Renan pediu tempo para “arrumar a casa”. E arrumou, logo o Brasil assumiu o comando do placar e abriu vantagem. Depois de estar atrás 14 a 11, os nipônicos conseguiram uma boa sequência e viraram, 16 a 15. No fim, Japão fechou em 26/24, após salvar um set point.

Lucarelli começou sacando muito bem e, logo de cara, a seleção abriu 5 a 0. O ritmo continuou o mesmo, e logo o placar já estava 10 a 3. O Brasil parecia ter esquecido totalmente o que se passou no set anterior e seguia bem à frente, com tranquilidade. No fim, 25/14.

No quarto set, início bem equilibrado, até o 12 a 12. Os japoneses fizeram 14 a 12, mas os brasileiros, após um tempo pedido por Renan, virou para 15 a 14. Os japoneses abriram 21 a 19, e Renan pediu mais um tempo. Com um bloqueio de Leal, tudo ficou igual: 22 a 22. Depois, após um longo rali, o Japão errou um ataque, e a seleção passou à frente, 23 a 22. No fim, 27/25.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.