Seu Vídeo Aqui!!!

————————————————————————————-

————————————————————————————

NUVEM DE TAGS

Salgueiro faz festa dupla na vitória sobre o Porto

Depois de encerrar o primeiro turno de forma vitoriosa, o Salgueiro também largou bem no hexagonal final do Campeonato Pernambucano Coca-Cola. No Cornélio de Barros, o Carcará venceu o Porto por 2×1, neste domingo (9). A tarde de festa foi em dose dupla, já que o time sertanejo também recebeu o troféu Governador Miguel Arraes, referente à conquista da primeira etapa do Estadual.

O time da casa abriu o placar aos 34 do primeiro tempo, com o meia Vítor Caicó. No segundo tempo, aos 17, Daniel ampliou a vantagem. O Porto pressionou e descontou com Felipe Almeida aos 26 minutos. No restante do tempo, o Salgueiro soube segurar o ímpeto do adversário para confirmar os primeiros três pontos.

Na próxima rodada, a equipe vermelha e verde vem ao Recife, enfrentar o Sport na Ilha do Retiro, na quinta-feira (13) às 20h. O Porto vai jogar em casa. Recebe o Santa Cruz no Luiz Lacerda, quarta-feira (12), às 21h15.

 

 

Blog do Torcedor

Foto: Assessoria de Imprensa da FPF

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ataque funciona e Santa Cruz vence o Central por 4×2

Se os atacantes do Santa Cruz ainda não se apresentaram na Copa do Nordeste, a história começou bem diferente no Campeonato Pernambucano Coca-Cola. A vitória sobre o Central por 4×2 sobre o Central, na tarde deste domingo (9), no Arruda, teve todos os gols assinados por jogadores do setor ofensivo. Melhor ainda, os três atletas marcadores foram contratados para a atual temporada. Com isso, o tricampeão estadual larga na frente do hexagonal final.

Os dois times iniciaram a partida fazenjo justição às suas características. O Central com uma marcação forte tentando encaixar algum contra-ataque e o Santa circulando a bola até encontrar espaço na defesa contrária. Nesse jogo de xadrez, o time da casa saiu-se um pouco melhor. A marcação centralina era forte, mas da linha divisória do gramado para trás. Apesar de fechar bem as linhas de passe – os jogadores tricolores que se posicionavam para receber a bola estavam bem vigiados – o jogo era disputado sempre em seu campo defensivo, portanto mais perto do gol de André Pereira.

Logo aos dois minutos, Sandro Manoel fez um lançamento longo para Renatinho. O camisa 11 chegou a tentar o domínio, mas a bola escapou o suficiente para o camisa 1 Patativa fazer a defesa. A única escapada dos caruaruenses veio pouco depois, aos quatro, com um cruzamento de Adriano que Renan Fonseca cortou para escanteio. E ficou por aí.

Sempre procurando o toque rápido em detrimento de jogadas individuais, o Santa deu mostras de um futebol rápido e moderno. Da forma que os tricampeões pernambucanos impunham seu jogo era apenas uma questão de tempo sair o primeiro gol. Ele saiu aos 17. Léo Gamalho cabeceou prensado com André Pereira. Mesmo assim, a bola ia mansamente entrar no gol. Allison tentou cortar mas não havia mais ângulo. Ela entrou assim mesmo.

Somente depois do gol, o técnico Humberto Santos tirou o time do campo defensivo. A marcação alvinegra adiantou e ‘quebrou’ a boa troca de passes dos corais. O bônus era óbvio: quando tomavam a bola, estavam mais perto de Tiago Cardoso do que de seu próprio gol. E foi exatamente assim que saiu o empate. Tales dividiu com Tiago Costa, chegou a tomar a falta mas recuperou e foi à linha de fundo. Cruzou rasteiro para Jonathan Goiano completar no canto esquerdo. Aos 25 minutos.

Vendo o resultado da nova tática dando certo, o time do Agreste manteve a pressão e sempre criando dificuldades para o Santa. E assim chegou à virada aos 36. Fernando Pires tomou a bola de Raul e arrancou em direção à área coral até acertar o canto de Tiago Cardoso. Mas o tricolor só precisou de dois minutos para buscar seu empate. Numa cobrança de falta de Luciano Sorriso, Léo Gamalho subiu mais que todo mundo e mandou para as redes.

O Santa voltou para o segundo tempo seu seu jogador mais importante até então. O atacante Léo Gamalho sentiu um desconforto na coxa e já ficou em tratamento. Pingo entrou em seu lugar. Mesmo sem o homem de referência, o tricolor não demorou a encontrar o caminho do gol. Numa tabela com Sandro Manoel, Tiago Costa cruzou rasteiro e Cassiano fez o papel de camisa 9 ao fechar pelo meio e, com um leve toque, desviar a bola para o gol.

Já o Central voltou ao jogo inicial de marcar só no campo de defesa para encaixar contra-ataques. Além dessa iniciativa já ter mostrado que não dava certo no primeiro tempo, a Patativa ainda sofreu novo revés aos 14 minutos. Allison meteu a mão na bola e o árbitro Cláudio Mercante o advertiu. Como o zagueiro já levara amarelo no primeiro tempo, foi expulso. Com um jogador a menos, o que estava ruim só piorou.

Bem mais à vontade em campo, os mandantes tiveram mais confiança em adiantar a marcação e dificultar ainda mais a vida do adversário. Aos 17, Raul fez boa jgoada pela direita e cruzou para Renatinho, sem goleiro, acertar a trave direita. Essa mesma trave ganhou outra bolada aos 23. Na tentativa de cruzamento, Oziel acertou nela, que na volta, bateu na linha e no corpo de André. No minuto seguinte não houve trave que salvasse. Renatinho tentou um voleio mas a bola bateu em sua canela. Terminou escrevendo certo pela linha torta. A bola sobrou para Pingo driblar o goleiro e empurrar para o gol vazio.

Com dois gols de vantagem o Santa deu-se o direito de aliviar a pressão e até ser um pouco negligente nos minutos finais. O Central foi tocando a bola até onde dava e conseguiu seu primeiro lance de perigo aos 39 minutos numa cabeçada de Vágner Rosa que Tiago Cardoso espalmou. Mas era muito pouco para o tamanho do prejuízo.

CAÇA RATO – Inicialmente suspenso, o atacante Flávio Caça Rato ganhou condição de jogo. O jurídico do Santa conseguiu transformar a suspensão do jogador em multa. No entanto, ele faltou o treino de sábado (8) e por conta da indisciplina, o técnico Vica o tirou da partida.

Ficha do jogo:

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa; Sandro Manoel (Memo), Luciano Sorriso, Raul (Jefferson Maranhão) e Renatinho; Cassiano e Léo Gamalho (Pingo). Técnico: Vica.

Central: André Pereira; Adriano, Lúcio, Allison e Jean; Diego Teles, Fernando Pires, Danilo Pires e Luís Fernando; Jonathan Goiano (Vágner Rosa) e Tales (Éverton). Técnico: Humberto Santos.

Local: Arruda, Recife (PE). Árbitro: Cláudio Mercante. Assistentes: Roberto José e Marcelino Castro. Gols: Léo Gamalho, aos 17; Jonathan Goiano, aos 25; Fernando Pires, aos 36; Léo Gamalho, aos 38 do primeiro. Cassiano, aos 10; Pingo, aos 24 do segundo. Cartões amarelos: Diego Teles e Lúcio. Expulsão: Allison. Público: 8.009.

 

 

Blog do Torcedor

 Foto: Clemilson Campos/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa Cruz lança novo uniforme em festa no Arruda

O Santa Cruz lançou seu uniforme para 2014 em festa nessa sexta-feira, no Arruda. A novidade do novo padrão fica por conta da estrela dourada por conta da conquista da Série C do ano passado. A estrela, todavia, não está acima do escudo e sim acima das três alusivas a conquista do tri-supecampeonato.

As novas camisas corais não fogem muito à tradição e são bem similares as utilizadas em 2013. O detalhe fica por conta de uma marca alusiva aos 100 anos do clube no canto inferior direito.

A festa contou com a participação de atletas e ex-atletas da história do Santa Cruz, como Ricardo Rocha.


Volante Luciano Sorriso veste o segundo uniforme coral

 

 

 

Blog do Torcedor

Fotos: Jamil Gomes/Santa Cruz

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Ex-presidente do Náutico diz que dívida do clube é uma mentira

O ex-presidente do Náutico, Paulo Wanderley, tomou conhecimento da entrevista concedida pelo atual presidente do clube, Glauber Vasconcelos, através dos amigos. Não soube de detalhes. Apenas ouviu dizer que Glauber revelou que a última gestão deixou acumulada uma dívida no Timbu que  beira os R$ 15 milhões.

Ao atender a ligação do Blog do Torcedor, Paulo Wanderley foi direto: “É mentira. Ele está querendo desvirtuar o mau início de trabalho na temporada. O time é ridiculo e o treinador é um louco. Para você ter uma ideia, Lisca disse, nesta semana, que o hotel do clube é um chiqueiro. Disse na frente de Lúcio Surubim, que não falou nada. O presidente está aceitando a contratação de sete jogadores que são ligados a um mesmo empresário. Um absurdo”.

Para Paulo Wanderley, Glauber Vasconcelos não está cumprindo a transparência que prometeu na campanha eleitoral. “Ele prometeu que não iria apoiar as organizadas, mas está dando dinheiro para elas. E mais: o diretor de futebol Paulo Alvese empregou a filha no clube. O vice de amadorismo, Ubirajara Tavares, empregou o tio como diretor remunerado, que por sua vez, empregou o filho como técnico de futsal”, criticou.

O ex-presidente declarou que vai tomar conhecimento dos detalhes da dívida apresentada pela atual gestão e responder todos o pontos. “Ele é muito menininho, está chegando agora no Náutico. Trabalhei 12 anos no clube e acho que as pessoas devem reconhecer o que fiz”, disse. Wanderley declarou também que nunca pensou em fazer oposição sistemática. Mas pode mudar de opinião. “Amo clube e sinto muito pelo momento que vive. Não quero fazer oposição, mas o presidente está seguindo o caminho. Quando começar a falar, vou atingir a ferida mesmo”, disse.

 

 

Blog do Torcedor

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Renê comemora boa fase no Sport e agradece a Eduardo Baptista

Esquecido em 2013 pelos treinadores, o lateral-esquerdo Renê ganhou nova vida no Sport nesta temporada. Titular do interino Eduardo Baptista, o jogador que manter o ritmo não só com o atual comandante como com o próximo que vier. “Agradeço pela oportunidade. Graças a Deus o Eduardo me deu essa chance e espero corresponder”, disse.

Com essa confiança de Baptista no seu futebol, Renê poderia ser uma espécie de ‘cabo eleitoral’ para o interino. No entanto, prefere deixar esse tipo de decisão com a direção rubro-negra. “Se ficar desejo boa sorte, mas se voltar a ser preparador que continue a fazer um bom trabalho”.

O fato é que apesar de não expressar isso publicamente, o lateral-esquerdo tem motivos para torcer pelo fico de Eduardo Baptista no comando técnico.

 

 

 

Blog do Torcedor

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Clássico dos Clássicos não vai acontecer na segunda-feira

Depois de muita confusão durante a semana e um sábado repleto de expectativa, o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), Luiz Szveiter, determinou que a rodada de abertura do Campeonato Pernambucano 2014 acontece neste final de semana. No entanto, o clássico Náutico x Sport, previsto para acontecer na segunda-feira, na Arena Pernambuco, está suspenso. “A nova data é uma decisão que cabe a FPF”, declarou, lamentando que a situação do campeonato tenha sido levado para o tribunal. “Isso é ruim para qualquer competição”, disse.

Sendo assim, os jogos que estavam previstos para o domingo estão mantidos: no Arruda, o Santa Cruz encara o Central, no estádio do Arruda, enquanto o Salgueiro enfrenta o Porto, no estádio Cornélio de Barros, no Sertão. O Clássico dos Clássicos não tem data definida.

A Federação Pernambucana de Futebol deve se reunir nesta segunda-feira para definir uma nova data. Assim, as estreias de Sport e Náutico devem acontecer na próxima quinta-feira. Os rubro-negros encaram o Salgueiro, enquanto os alvirrubros pegam o Central.

 

 

Blog do Torcedor

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Hexagonal do Título começa neste domingo sem Clássico dos Clássicos

Enfim, o Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano será iniciado, mas nem todas as equipes entrarão em campo neste domingo (9). Após um longo dia de espera, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) decidiu, neste sábado (8), que Santa Cruz x Central e Salgueiro x Porto fossem realizados às 16h. A única pendência é em torno do clássico entre Náutico e Sport, o duelo que foi o grande pivô desta disputa judicial. Previsto para acontecer segunda (10), na Arena Pernambuco – isso depois de duas alterações na tabela original -, o Clássico dos Clássicos ainda não tem data e local para ser realizado. A decisão caberá à Federação Pernambucana de Futebol (FPF).

A reviravolta no já polêmico centenário Campeonato Pernambucano começou logo pela manhã, quando o presidente da FPF, Evandro Carvalho, acionou o STJD, no Rio de Janeiro, na tentativa de derrubar a liminar conquistada pelo Náutico, no Tribunal de Justiça Desportiva de Pernambuco (TJD-PE), no dia anterior.

O clube alvirrubro havia conseguido no TJD que a primeira tabela do Pernambuco, divulgada no dia 31 de outubro de 2013, fosse respeitada. Nela, os confrontos iniciais, previstos para 12 de fevereiro, seriam Salgueiro x Sport (Cornélio de Barros), Náutico x Central (Arena PE) e Santa Cruz x Porto (Arruda). Agora, com a decisão do STJD, os confrontos voltarão a acontecer na ordem da terceira e última versão da tabela, datada de 5 de fevereiro.

“Determinei o reinício do Campeonato Pernambucano, mantendo as duas partidas iniciais e suspendendo apenas o jogo entre Náutico e Sport. Como existe uma controvérsia em relação a esta partida, após um pedido do Náutico deferido pelo presidente do TJD local, determinei que a Federação Pernambucana de Futebol a remarcasse”, explicou o presidente do STJD, Flávio Zveiter.

Após a decisão, a FPF se pronunciou por meio do Twitter oficial. “O STJD aceitou parcialmente o pedido da FPF. Os jogos deste domingo (hoje) entre Santa x Central e Salgueiro x Porto serão realizados. O jogo Náutico x Sport foi suspenso e será remarcado para outra data”, informou a assessoria da FPF.

Pelo lado do Sport, segundo afirmou o vice-presidente Jurídico do clube, Arnaldo Barros, “enquanto a decisão não atingir interesses legítimos do Sport, não temos nada a confrontar. A priori, está tudo tranquilo, mas precisamos saber quando será remarcado este jogo”, disse.

Já o presidente do Náutico, Glauber Vasconcelos, pela manhã afirmara que respeitaria qualquer decisão judicial que fosse tomada pelo STJD.

 

 

 

Blog do Torcedor

Foto: Diego Nigro/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Santa Cruz abre canal de negociação para voltar ao Todos com a Nota

O Santa Cruz abriu um canal de negociação com o Governo do Estado para voltar ao Todos com  a Nota nesta temporada. O tricolor iniciou o ano sem direito a ingressos do programa por se recusar a jogar duas vezes na Arena Pernambuco. Esta é a condição imposta por lei, pelo Estado, para que tanto o Santa quanto o Sport, recebam a verba e tenham direito a suas cotas de ingressos.

O presidente tricolor, Antônio Luís Neto, disse que abriu contato com a FPF para que converse com os responsáveis pelo programa. Ele já se declarou favorável ao tricampeão pernambucano jogar no novo equipamento, que será utilizado na Copa do Mundo. “Todos os detalhes deverão ser acertados em breve. Tenho a impressão que vamos chegar a bom termo para fazer pelo menos um jogo no Campeonato Pernambucano e outro no Brasileiro e acabar com essa polêmica”, pontuou.

O Conselho Deliberativo coral já se mostrou radicalmente contra a saída do time do Arruda, inclusive documentou seu repúdio.

Para o jogo de domingo (9), diante do Central e sem Todos com a Nota, no Arruda, os preços dos ingressos já estão definidos: R$ 30 (arquibancada inferior), R$ 15 (sócio e meia-entrada) e R$ 10 (anel superior). “É um preço compatível com o futebol de Pernambuco e espero que tenhamos uma boa renda porque o clube está precisando arrecadar”, disse o presidente.

 

 

Blog do Torcedor

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Exposição reúne peças raras do futebol brasileiro

Foi apresentada para a imprensa, na manhã desta quinta-feira, no teatro da Livraria Cultura, no Shopping Rio Mar, a exposição “Brasil – um país, um mundo”, que reune várias relíquias do futebol brasileiro em um só espaço. A expo fica à disposição do torcedor a partir desta sexta-feira e vai até o dia seis de março.

Na entrevista coletiva concedida à imprensa, muitas autoridades estiveram presentes. Entre eles, o ex-zagueiro da seleção brasileira Ricardo Rocha, que enfatizou o fato de a Copa do Mundo ser importante para o turismo. “É importante dizer que a Copa do Mundo é um evento para o povo”, declarou, para, em seguida, dizer que sente feliz por estar no Recife, sua terra, e ter sido convidado para ser embaixador do Santa Cruz no ano do centenário.

Cafu também esteve presente no evento de abertura. “A exposição retrata aquilo que foi a história do nosso futebol, como camisas, troféus, medalhas, bolas e chuteiras usadas em jogos marcantes da seleção brasileira. A exposição faz com que o brasileiro se sinta dono do futebol, da Copa do Mundo”, afirmou.

Outro ex-jogador da seleção brasileira que sentiu o gostinho de ter sido campeão foi o ex-atacante Coutinho. Ex-parceiro de Pelé no Santos, Coutinho foi questionado sobre o que ele estava achando da disputa pela vaga no ataque da seleção. “Eu gostaria de estar lá”, disse, arracando risadas de todos.  Para Coutinho, Fred e Jô têm tudo para ganhar as vagas no time titular.

A exposição fica no andar da Praça de Alimentação do Rio Mar e impressiona pela quantidade de peças histórias que estão à disposição do torcedor para visitação. Camisas, agasalhos, bolas, chuteiras, luvas, bolas, fotos, vídeos, cartazes. Uma verdadeira viagem no tempo que precisa ser vista. “Pela primeira vez, a camisa 100% Jardim Irene saiu do armário de casa para uma exposição”, disse Cafú, ao lado da camisa que usou na final da Copa do Mundo de 2002.


Cafú e a camisa da seleção que usou na final da Copa do Mundo 2002/Foto: Rodrigo Lobo/JC Imagem
Serviço:
Exposição Brasil – Um País, um Mundo
De 7 de fevereiro a 6 de março
Horário: Das 10h às 20h, de segunda à sábado, e de 14h às 20h aos domingos
Local: RioMar Shopping (Avenida República do Líbano, 251, Pina, Recife).
Blog do Torcedor
Fotos: Rodrigo Lobo/JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Eduardo Baptista: O que mudou no Sport foi a postura do time em campo

A boa equipe do Botafogo-PB deu bastante trabalho ao Sport no jogo, tanto que o Rubro-negro só conseguiu marcar um gol, com Neto Baiano, e teve bastante trabalho diante de sua torcida na Ilha do Retiro, pela última rodada da Copa do Nordeste.O time do técnico Marcelo Villar, imprimiu uma forte marcação e por pouco não segurou os donos da casa.

Talvez se tivesse repetido o futebo fraco jogado diante do Náutico e do Guarany de Sobral nos jogos passados, o Sport não tivesse conquistado os três pontos e a classificação diante do alvinegro. Mas, desde a chegada de Eduardo Baptista ao comando, o time evoluiu bastante e passou a jogar um futebol mais leve e rápido.

Apesar da mudança, o técnico preferiu dar os méritos mais para os jogadores ao invés de elogiar o seu trabalho. “Não teve dedo meu, foi uma mudança de postura dos jogadores. Expliquei a eles que não tínhamos que correr mais ou ter mais raça em campo, precisávamos de uma maior organização dentro de campo. A primeira coisa que eu fiz quando assumi a equipe foi olhar os vídeos dos jogos passados, e daí, vi que o time tinha que se organizar dentro de campo’, afirmou.

Diferentemente do jogo anterior, contra o Náutico, o atacante Érico Junior não conseguiu encontrar os espaços na defesa alvinegra, e ficou preso a forte marcação do sistema defensivo do técnico Marcelo Villar.

A saída para Eduardo Baptista, foi colocar mais dois jogadores de velocidade (Sandrinho e Felipe Azevedo) no segundo tempo, para então jogar de acordo com a estratégia do time, a da velocidade nos contra-ataques.

Mas, para Eduardo, o time todo estava jogando errado e aceitando a marcação do rival. “Não foi o Érico que estava preso atrás, todo o time estava, e o nosso plano tático era marcar na frente e roubar as bolas. No segundo tempo fiz as mudanças e o time passou a explorar mais essa tática”, contou.

Agora, o time passa a pensar no CSA-AL adverssário nas quartas-de-final da Copa do Nordeste. A equipe alagoana se classificou em primeiro no Grupo B, que contava com o Santa Cruz, Bahia e Vitória da Conquista.

Classificados em primeiro, o azulão chega como favorito para o jogo, na opinião do treinador rubro negro. “Hoje eles são os favoritos porque passaram em primeiro. Vamos trabalhar muito, aproveitar esses dias que temos até o primeiro jogo, no dia 16. Temos que mostrar que o Sport é time grande e buscar a vitória”, completou.

 

 

Blog do Torcedor

Foto: Diego Nigro – JC Imagem

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

contato@encartenoticias.com
jencartnoticias@gmail.com