Pipico se cobra em período turbulento e recebe apoio no Santa Cruz: “Vamos procurá-lo”

Por Daniel Gomes — Natal

Globo Esporte

Comandante do ataque do Santa Cruz, artilheiro da Série C com sete gols, Pipico é o principal nome do time. Mas, internamente, não está totalmente feliz. Chances claras desperdiçadas nas derrotas para o Ferroviário (por 2 a 0) e para o Sampaio Corrêa (por 1 a 0) estão tirando o sono do camisa 9. Nos vestiários, vira e mexe, ele se lamenta, ainda remoendo os lances. Os seus companheiros de equipe sabem que é preciso fazer a autoestima de Pipico voltar. E prometem se doar pelo homem gol na decisão do próximo sábado, contra o ABC.

– Se ele é o artilheiro, vamos procurar o homem. E aqui não pode ser diferente, ele é o artilheiro. Pipico se doa, não espera pela bola, ele briga pela bola. A gente tem de procurar Pipico mesmo. Nos últimos jogos ele se cobrou muito porque teve chances, mas o goleiro defendeu em cima e em baixo. Eu prefiro que todo mundo coloque a bola nele, que ele faça o gol e a gente saia com a vitória. Eu prefiro dar duas assistências para ele, ele fazer os dois e a gente sair com a vitória – disse o atacante Misael.

Pipico vive um jejum de três partidas sem marcar (na derrota de 2 a 0 para o Treze ele estava suspenso). A última vez que balançou as redes foi justamente na última vitória do Santa, de 1 a 0, sobre o rival Náutico. Será só coincidência?

– A gente sabe que Pipico vem nos ajudando bastante. Infelizmente é um dos poucos que vem marcado e a gente se cobra quanto a isso. Os laterais, como eu, que chegam mais na frente e os meias também. Os atacantes, que também têm cobrança para fazer gols. Pipico tem facilidade para marcar e a gente sabe que quando ele não marca, fica um pouco mais difícil. É o que Milton falou: temos de tentar criar um pouco mais para Pipico, não dá para brigar com os zagueiros – disse o lateral-direito Cesinha.

O jogador, aliás, foi na mesma linha de Misael. Disse que vai procurar a todo custo o artilheiro no duelo decisivo contra o ABC. Afinal, nada melhor do que um jogo decisivo para Pipico reencontrar o caminho das redes.

– Eu vou tentar procurá-lo no jogo e disse para ele. Ele pode ficar tranquilo porque eu vou procurar não só para ajudá-lo como para me ajudar também.

Na sétima colocação do Grupo A da Série C, com 17 pontos, o Santa Cruz está a quatro pontos do G-4. E só restam cinco jogos para o fim da primeira fase. O Santa corre risco de não se classificar. E o ABC corre risco de cair. Por isso também entra em campo pressionado. Está na nona posição com dez pontos.

ABC x Santa Cruz

Quando: Sábado, dia 25 de julho de 2019
Onde: estádio Frasqueirão, em Natal
Provável time do Santa Cruz: Anderson; Cesinha, João Victor, Vitão e Victor Lindenberg; Lucas Gonçalves, Charles, Kadu e Dudu; Misael e Pipico.
Arbitragem: Andrey da Silva e Silva apita o jogo, sendo auxiliado por Marcio Gleidson Correia Dias e Jose Ricardo Guimarães Coimbra. O trio é do Pará.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Paraná x Sport: tudo o que você precisa saber sobre o jogo da rodada

Por GloboEsporte.com — Curitiba

Globo Esporte

Paraná Sport se enfrentam nesta sexta-feira, às 21h30 (de Brasília), na Vila Capanema, em Curitiba, em jogo válido pela 12ª rodada da Série B.

Vice-líder, o Tricolor vem de cinco vitórias consecutivas na competição e chega embalado para o confronto. O time paranaense tem apenas uma derrota na segunda divisão e continua invicto dentro de casa, com dois empates e três vitórias.

O Leão tropeçou na rodada anterior, com um empate sem gols diante do Brasil-RS na Ilha do Retiro. A equipe pernambucana também tem somente uma derrota, mas vem de três empates consecutivos.

O confronto terá transmissão do SporTV (menos PR), Premiere e PFCI, com comentários de Linhares Júnior e Cristian Toledo.

Tempo Real: a partir das 20h30 (horário de Brasília), com vídeos exclusivos.

 — Foto: Infografia

— Foto: Infografia

Paraná – Técnico: Matheus Costa

O Paraná tem os retornos do goleiro Thiago Rodrigues e do volante Luiz Otávio, que cumpriram suspensão na rodada passada. Alisso e Luan, substitutos contra o Figueirense, voltam para o banco de reservas. O único desfalque é o meia Matheus Anjos, que só retorna na metade de agosto.

Quem está fora: Thiago Rodrigues e Luiz Otávio (suspensos); Matheus Anjos (departamento médico).

Pendurados: Eduardo Bauermann, Éder Sciola e João Pedro.

Provável Paraná x Sport — Foto: Arte/GloboEsporte.com

Provável Paraná x Sport — Foto: Arte/GloboEsporte.com

Sport – Técnico: Guto Ferreira

Os meias Leandrinho, Sammir e Pedro Carmona, além do volante João Igor, estão à disposição do técnico Guto Ferreira. O primeiro volta de suspensão, enquanto os demais estão recuperados de lesões. Apesar disso, o técnico Guto Ferreira segue apostando na força do mistério.

Guto não divulga qual será a escalação. Existem três possibilidades. Uma é colocar Sammir de volta e retornar Guilherme para a ponta, ao lado de Ezequiel e Hernane. A segunda é a entrada de Leandrinho como meia. Para completar, pode manter Guilherme como meia, deixando Ezequiel. Hyuri e Hernane Brocador no ataque.

Quem está fora: Luan e Sander (departamento médico).

Pendurado: João Igor, Hyuri, Sammir e Rafael Thyere.

Sport tem reforços para o jogo contra o Paraná — Foto: GloboEsporte.com

Sport tem reforços para o jogo contra o Paraná — Foto: GloboEsporte.com

 — Foto: Foto: infoesporte

— Foto: Foto: infoesporte

Jean Pierre Goncalves Lima apita a partida, com Lucio Beiersdorf Flor e Leirson Peng Martins como auxiliares. O trio é do Rio Grande do Sul.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Hernane minimiza jejum no Sport e demonstra confiança em chegar em Rodrigão

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

Nas primeiras rodadas da Série B do Campeonato Brasileiro, a disputa pela artilharia estava polarizada entre dois jogadores: Hernane Brocador, do Sport, e Rodrigão do Coritiba. Passadas 11 rodadas, o camisa 9 do Coxa se isolou na briga e Hernane, estagnado, viu outros jogadores encostando na disputa. O Brocador hoje tem cinco gols e divide a vice-artilheria com outros quatro jogadores. Rodrigão tem oito.

A distância e o aumento da concorrência, no entanto, não são fatores que assustam o experiente camisa 9 do Sport. Um dos jogadores com cinco gols é o também atacante do Sport Guilherme.

– Eu sei que vou encostar lá com o meu trabalho. Guilherme está ali porque é um dos jogadores que mais finaliza na Série B. Mérito dele. Rodrigão é um bom centroavante e faz muito gol. Logo estou encostando nele. Confio no meu grupo. Independentemente de quem jogar na frente, eu ou Elton, o time vai sempre procurar a gente.

Além de Guilherme, outros dois jogadores estão com cinco gols: Mike, do Atlético-GO (ex-Sport), e Ytalo, do Bragantino.

Sem marcar num jogo oficial desde o dia 24 de maio, Hernane já acumula seis jogos sem gols. Passou em branco contra Operário-PR, Vitória, CRB, São Bento, Cuiabá e Brasil de Pelotas. E revela uma inquietação que classifica como positiva com a situação.

“Tem essa inquietação positiva. Já tem um tempo que não marco numa partida oficial (fez gol num amistoso contra o CSA) e isso dá saudade. Marcar vai ajudar a equipe.”

O Sport joga contra o Paraná nesta sexta-feira e Hernane Brocador vive a expectativa de ser titular. No último jogo, diante do Brasil-RS, ele foi sacado pelo técnico Guto Ferreira, mas a justificativa era de que Elton se adaptaria melhor ao gramado pesado da Ilha do Retiro por conta das chuvas. O treinador não confirmou o time titular. A partida acontece às 21h30, no Estádio Durival de Brito, em Curitiba.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Diego tem fratura no tornozelo detectada após partida e será operado na volta ao Rio de Janeiro

Por Cahê Mota, Eric Faria e Ivan Raupp, GloboEsporte.com — Guayaquil

Já com vários desfalques no Equador, o Flamengo ganhou mais um problema para a sequência da temporada. Diego sofreu uma entrada muito forte na derrota por 2 a 0 para o Emelec na noite desta quarta-feira, teve uma fratura no tornozelo detectada e será operado na volta ao Rio de Janeiro. A lesão é considerada complexa por Márcio Tannure, chefe do departamento médico rubro-negro.

– O Diego sofreu uma fratura-luxação no tornozelo esquerdo, com fratura óssea, lesão ligamentar. O tratamento é cirúrgico. A fratura é considerada complexa. Amanhã, quando ele chegar de viagem será reavaliado por mim no hospital, com outros exames complementares para avaliarmos a real extensão dessa lesão. Vamos agendar a cirurgia o mais breve o possível – disse Márcio Tannure.

Após a partida, Diego deixou o estádio direto para um hospital em Guayaquil, onde realizou exames. O Flamengo ainda não deu uma previsão de quanto tempo o camisa 10 ficará afastado dos gramados.

Diego deixou a partida aos 25 minutos do segundo tempo de maca e foi direto para o vestiário, acompanhado do médico do Flamengo. Como Jorge Jesus já tinha realizado três alterações, o Flamengo ficou com 10 em campo, assim como o Emelec, que havia tido um jogador expulso.

Além de Diego, estão no departamento médico Vitinho, Everton Ribeiro e Arrascaeta. O uruguaio é quem tem mais chances de jogar o jogo de volta, na próxima quarta, no Maracanã.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Chapecoense demite Ney Franco

Por GloboEsporte.com — de Chapecó (SC)

A Chapecoense anunciou a demissão do técnico Ney Franco. O treinador não resistiu aos maus resultados, sobretudo após a goleada sofrida para o São Paulo, na última segunda-feira, por 4 a 0. O clube faz o pior início de Brasileirão desde o acesso e está na zona de rebaixamento.

Ney Franco foi contratado no fim de março, na reta final do Campeonato Catarinense, após a saída de Claudinei Oliveira. Ele conquistou apenas cinco vitórias em 18 jogos e não conseguiu levar a Chape ao título estadual.

O auxiliar Rodnei também deixa o Verdão. Com isso, Emerson Cris assume interinamente.

Desempenho de Ney Franco:

  • 18 jogos
  • 5 vitórias
  • 4 empates
  • 9 derrotas
  • 35,19% de aproveitamento

Mudança esperada

Após a derrota para o São Paulo, o presidente da Chape, Maninho, não garantiu a permanência de Ney Franco no comando e deu a entender que outras mudanças poderiam acontecer.

O treinador não retornou com a delegação para Chapecó. O motivo, segundo o clube, foi para resolver problemas pessoais, algo acordado antes do jogo contra o Tricolor.

Eduardo Florão@duduflorao

Ney Franco não retornou com o elenco para Chapecó. Segundo o clube, foi liberado para resolver assuntos particulares (decisão de antes do jogo contra o São Paulo). Amanhã é ele, a princípio, quem comanda o treino, já que o retorno está previsto para a parte da manhã. #gechape56:33 PM – Jul 23, 2019Twitter Ads info and privacySee Eduardo Florão’s other Tweets

Com 52 anos, Ney Franco tem passagens por grandes clubes nacionais como Flamengo, São Paulo, Botafogo, Atlhetico-PR, Coritiba, Vitória e Sport. Mineiro de Vargem Grande, ele também comandou a seleção brasileira sub-20 e ajudou na conquista do Mundial e do Sul-Americano de 2011.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Guto Ferreira tem reforços no Sport contra Paraná

Por Lucas Liausu — Recife

Globo Esporte

Se teve dor de cabeça para armar o Sport para o jogo da última segunda-feira, contra o Brasil-RS, pela Série B, o técnico Guto Ferreira terá o problema minimizado na próxima sexta-feira, diante do Paraná. O treinador tem pelo menos dois reforços importantes para escalar o time titular, em Curitiba: o volante João Igor e o meia Leandrinho.

João Igor deixou o departamento médico na semana passada e foi liberado nesta terça-feira para trabalhos com o grupo. Já a volta de Leandrinho é certa. Ele foi desfalque contra o Brasil-RS, na última segunda-feira, por estar suspenso em virtude do terceiro cartão amarelo, levado contra o Cuiabá.

Leandrinho pode assumir a vaga de principal meia da equipe. Guilherme, improvisado no setor diante dos gaúchos, voltaria ao ataque.

Ainda existe a opção de Pedro Carmona, também liberado nesta terça-feira após trabalho de transição física. Ele fica como opção para Guto Ferreira. Já o também meia Sammir, que era titular antes de se machucar, está na fase final do trabalho de transição. Ele trabalhou com bola no campo nesta terça-feira e será reavaliado nesta quarta-feira. A tendência é que não seja opção para o jogo contra o Paraná.

O Sport terá mais dois trabalhos antes do jogo contra o Paraná. Treina na manhã da quarta, no Recife e na quinta-feira finaliza o processo numa atividade em Curitiba. A movimentação desta terça-feira foi bem leve. Quem não jogou contra o Brasil-RS fez um trabalho com bola na Arena de Pernambuco para preservar os gramados do CT. E quem jogou trabalhou apenas na academia.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Com lesão na coxa esquerda, Álvaro desfalca Náutico contra Confiança

Por Rômulo Alcoforado — Recife

Globo Esporte

O médico do Náutico Rodrigo Sales explicou a situação do atleta.

– O exame de ressonância confirmou lesão no músculo posterior da coxa esquerda, e ele está tratando com a gente na fisioterapia, em dois turnos. Está tendo uma boa evolução. É uma lesão pequena, algo em torno de duas semanas para retornar.

O prazo se conta a partir do dia em que o músculo foi lesionado: a última quinta-feira. Isso significa que Álvaro já deve estar à disposição de Gilmar Dal Pozzo para o jogo seguinte ao desta sexta-feira: na segunda, contra o Globo-RN, no dia 5 de agosto

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

No Santa Cruz, Pipico e Misael voltam a treinar e jogam contra ABC

Por Daniel Gomes — Recife

Globo Esporte

Depois de serem desfalques no treinamento da última segunda-feira, os atacantes Misael e Pipico voltaram a treinar normalmente no Santa Cruz. O primeiro saiu de campo na derrota de 1 a 0 para o Sampaio Corrêa com dores musculares, enquanto o segundo tinha dores no pé. Nesta terça-feira, eles reapareceram no treino que foi realizado no estádio do Arruda.

Já o volante Marcelo Mattos, que sentiu uma entorse no tornozelo direito, ficou de fora. Durante o período da manhã e o da tarde, o jogador esteve no Arruda para continuar o tratamento. É possível que ele treine normalmente nesta quarta.

Com a volta de Pipico e Misael, o ataque titular da derrota de 1 a 0 para o Sampaio Corrêa se refaz. E é muito possível que o técnico Milton Mendes repita a maior parte do time para a partida de sábado, contra o ABC. Ele terá os retornos do volante Charles e do atacante Augusto, que voltam de suspensão.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

Por clima de decisão, Santa Cruz planeja antecipar viagem a Natal

Por Daniel Gomes — Recife

Globo Esporte

Não há dúvidas que esta semana é diferente no Santa Cruz. Em 2019, nunca se viveu tanto um clima de decisão. Afinal, o maior objetivo da temporada está sob risco. O Tricolor está a quatro pontos de distância do G-4 do Grupo A da Série C e vive a ameaça de nem passar de fase. Para fugir do clima de tensão e concentrar-se mais no jogo contra o ABC, o clube estuda antecipar a viagem a Natal.

Os corais devem seguir para a capital potiguar já nesta quarta-feira. Resta a comissão técnica e a diretoria chegarem a um consenso quanto à logística. O Santa Cruz enfrenta o ABC só no próximo sábado, às 17h, no estádio Frasqueirão.

Assim como o Tricolor, o adversário também está pressionado, só que pela ameaça do rebaixamento. A equipe está na nona colocação com dez pontos conquistados. O Tricolor do Arruda é o sétimo, com 17.

Na última semana, após perder de 1 a 0 para o Sampaio Corrêa, o técnico Milton Mendes fez um vídeo pedindo apoio da torcida. Na última segunda, o presidente Constantino Júnior esteve no centro de treinamento Ninho das Cobras ao lado de ex-presidentes. Todos eles falaram sobre a necessidade de união neste momento de instabilidade.

Para esta partida, o Santa Cruz terá a volta do volante Charles e do atacante Augusto, que estavam suspensos na derrota de 1 a 0 para o Sampaio Corrêa. O único desfalque deve ser o lateral-esquerdo Carlos Renato, que se recupera de uma fratura no pé.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.

  

No Náutico, Dal Pozzo defende Jefferson Nem após gols perdidos: “Vai ajudar muito”

Por Rômulo Alcoforado — Recife

Globo Esporte

Náutico venceu o Treze no último domingo e voltou ao G-4 do grupo A da Série C. Mas nem tudo foi alegria no Timbu. Um jogador em especial foi cobrado pela torcida: Jefferson Nem. A bronca maior foi pelos três gols que o atacante perdeu no primeiro tempo.

+ VEJA mais notícias do Náutico

O técnico Gilmar Dal Pozzo saiu em defesa de seu comandado. Dal Pozzo afirmou que ele deveria ter feito os gols, mas disse que gostou da participação de Nem no jogo.

“A equipe criando três chances, e ele estando no local de finalização, já mostra que o jogador teve uma participação muito boa. Eu ia ficar preocupado se ele se omitisse. Em momento algum ele se omitiu. É um atleta que vai nos ajudar.”

Segundo Dal Pozzo, a torcida pegou no pé, mas o grupo apoiou Nem, o que ele considera muito positivo.

– Os atacantes vivem de gol. O caso de Jefferson, talvez pudesse ter feito um, mas criou chance. Wallace (Pernambucano) também está passando por uma crise de gols. É persistência. O atacante tem que continuar trabalhando. Só assim vai conseguir fazer e nos ajudar no momento certo. Em algum momento percebi uma vaia, mas minha referência são os atletas: eles sempre apoiaram, bateram palma, deram força. É um grupo de caráter. Isso o fortalece também.

Deixe aqui sua Mensagem




1 - Os campos marcados com asterico (*) são de preenchimento obrigatório.
2 - Dados pessoais como email e telefone não serão divulgados.